ALCÂNTARA

Município de Alcântara recebe prêmio do Ministério da Cidadania

O reconhecimento veio após o prefeito Anderson Wilker aderir ao Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa

COMPARTILHE

A valorização dos idosos em Alcântara rendeu o reconhecimento do Departamento de Atenção ao Idoso, do Ministério da Cidadania, por meio da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Após reformar e inaugurar a Casa de Apoio ao Idoso Alcantarense (CAIA) em julho de 2019, o prefeito Anderson Wilker aderiu à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa e colocou o município de Alcântara para participar do Mapeamento de Boas Práticas em Ações Voltadas para a Melhoria da Qualidade de Vida da População Idosa. A adesão foi feita através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, da Mulher e Igualdade Racial.  VEJA ABAIXO O VÍDEO SOBRE O PRÊMIO.

As ações voltadas para a qualidade de vida dos idosos contabilizaram 485 experiências de todos os municípios. Após análise para identificação das experiências válidas, o Mapeamento das Boas Práticas selecionou 177 experiências de 124 municípios aderidos à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, como foi o caso de Alcântara-MA, que concorreu com mais 124 municípios brasileiros.

As 177 experiências apresentadas pelos municípios distribuíram-se nas dimensões da estratégia da seguinte forma:

Fonte: Departamento de Atenção ao Idoso - 2020

Todas essas experiências foram apreciadas por um Comitê Avaliador composto por representantes dos ministérios parceiros da Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa – Ministério da Cidadania; Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos; e Ministério da Saúde –, da Organização Pan-Americana da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS).

Destaques

As experiências em destaque decorrem de, primeiramente, uma análise subjetiva dos membros do Comitê Avaliador. Em seguida, as experiências identificadas pelo comitê foram avaliadas com pontos relacionados a características diversas, tais como: terem no público-alvo a população do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal; terem sido planejadas e executadas intersetorialmente e/ou interinstitucionalmente (inclusive com a participação do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa); apresentarem originalidade em seu planejamento ou implementação; terem escutado a população idosa; apresentarem um potencial de replicação.

É importante esclarecer que, como houve muitas inscrições de experiências em Apoio, Saúde e Cuidado e em Respeito e Inclusão Social, o Ministério da Cidadania optou-se por apresentar mais experiências nessas duas dimensões, destacando-se uma experiência por região brasileira em cada uma delas. VEJA ABAIXO.

Dimensão Comunicação e Informação

  • Viver envelhecendo ou envelhecer vivendo? A escolha é sua, conheça seus direitos
    Município de Boa Viagem, Estado do Ceará
  • Casa de Apoio ao Idoso Alcantarense (CAIA)
    Município de Alcântara, Estado do Maranhão
  • Central da Pessoa Idosa
    Município de Canoas, Estado do Rio Grande do Sul

O Mapeamento das Boas Práticas em Ações Voltadas para a Melhoria de Vida da População Idosa classificou – com base nas informações municipais recebidas – as experiências por dimensão, seguindo critérios indicados nas Orientações para Participação, pois há um limite na quantidade de experiências que compõe o documento final da consultoria.

Em nome do Ministério da Cidadania, o Departamento de Atenção ao Idoso agradece o esforço e a dedicação dos gestores municipais que inscreveram as experiências no mapeamento e reconhece a importante atuação de vários setores municipais que realizam – por vezes com poucos recursos humanos e financeiros – importantes ações voltadas para a melhoria de vida da população idosa.

Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa

O objetivo da Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa é melhorar a convivência de pessoas com mais de 60 anos. A iniciativa busca ainda prevenir doenças crônicas, reduzir a vulnerabilidade e a desigualdade social. Além disso, a política pública combate ao abuso financeiro, psicológico ou físico e qualquer violência contra o idoso.

Com Informações do www.gov.br

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar