casa » JUSTIÇA » Zé Inácio do PT cai na rede da Polícia Federal do Maranhão

Zé Inácio do PT cai na rede da Polícia Federal do Maranhão

COMPARTILHE
Imagem/Nota da assessoria de Zé Inácio

Imagem da Internet

O que parecia tudo normal durante a passagem do ex-superintendente, José Inácio Sodré Rodrigues pelo Incra/MA, ficou apenas na aparência. Zé Inácio se viu em maus lençóis, quando foi pego em grampo telefônico, justamente fazendo acerto e obtendo informações sigilosas vazadas da “operação capitanias hereditárias /donatários”. Os desvios estes que chegam a bagatela de R$150 milhões de reais (cento e cinquenta milhões de reais), onde persiste desde o final de 2011 e continuam até os dias de hoje.

Zé Inácio, antes de assumir a Superintendência do Incra, foi colocado no MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), sempre com a batuta do seu tutor Washington Oliveira, ex-vice –governador do Maranhão. No Incra/MA, Raimundo Monteiro, que era e é o responsável direto por grande parte de todo esse desvio, foi quem indicou Zé Inácio para assumir o cargo. Após tudo isso, o desvio continuou, e toda a movimentação da operação já citada acima era repassada pelo Agente Federal Edvar Rodrigues dos Santos, onde segundo fontes que tiveram acesso ao inquérito de Nº 0053/2011-4 SR/DPF/MA, comandada pelo Delgado Federal, Janderlyer Gomes de Lima, todas as informações eram repassadas a Monteiro e depois de assumir o Incra, com as investigações já em curso, o agente continuou repassando informações privilegiadas a Zé Inácio do PT , vazando segredos da operação, prejudicando sobremaneira o curso das investigações.

 Segundo apurou o titular deste Blog, devido a toda essa manobra, Monteiro teve sua prisão preventiva decretada, indo se esconder na casa de outro integrante do Partido dos Trabalhadores, identificado como Joãozinho do PT, ex-presidente do sindicato dos trabalhadores rurais do município maranhense de Caxias.

Após todo esse vazamento de informações repassadas pelo agente para Zé Inácio, porque Ele não estava sendo monitorado pela PF, os esquemas continuaram da mesma forma que aconteciam anteriormente, tudo conforme descrito no inquérito acima citado, que ainda irá desaguar no indiciamento de Zé Inácio, Monteiro e na demissão do Agente Federal envolvido nesse desmantelo, que já esta afastado do cargo e respondendo a processo penal e cível na  1ª Vara Federal de São Luís, sob o processo Nº 0010884-90.2014.4.01.3700 e Nº 0009211-62.2014.4.01.3700 na 6ª Vara Federal, respectivamente, onde é pedido ao final sua demissão do serviço público, o que certamente irá ocorrer conforme fontes obtidas. Veja os documentos abaixo sobre o Agente da PF.

Pelo que o Blog teve acesso, os crimes vão desde fraude na construção de casas em projetos de assentamento em vários municípios do Maranhão, onde eram usadas associação agrícolas corruptas, super faturamento de produtos de construções de casas, e até mesmo residências que não eram construídas, além de crimes contra a administração pública-improbidade administrativa.

Mais adiante, tem também a constatação de cobrança de propina para liberação de verbas aos prefeitos, onde geralmente eram direcionadas aos aliados do PT, de preferência, onde seria hipoteticamente mais fácil o aliciamento. É nitroglicerina pura, o que consta no inquérito, pois tem muita água pra rolar por debaixo da ponte, que ainda falta construir.

Por isso é estranho, que com tanto poder e recurso disponível ao seu alcance, Zé Inácio pouco se preocupou com o povo de Bequimão, cidade natal, onde quer ser deputado. Até agora foram direcionados apenas 2 assentamentos, um já construído e outro que ainda não saiu do papel.

É no mínimo estranho! Pelo visto, tem um problema enorme pela frente pra Zé Inácio, Monteiro e o Agente Federal envolvido no possível esquema. 

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Combate às drogas no Maranhão é suspeito de farsa e desvio de verbas públicas

Discussão acerca da política sobre drogas no Maranhão sempre foi suspeita de desvios e contratação ...

Distribuidores entram com ação no Ministério Público para garantir qualidade dos garrafões de água mineral no Maranhão

Em audiência nesta terça-feira (09), a competente e eficaz Promotora de Justiça de Defesa do ...

Vacinação contra a febre aftosa começa nesta segunda-feira (1º)

Nesta segunda-feira (1º), a vacinação contra a febre aftosa começa no Maranhão e nos demais ...

Documentos mostram que Jeferson Portela não quis ajuda do Ministério da Justiça para combater violência no Maranhão

Se a segurança pública no Maranhão não consegue ter equilíbrio, e perde confronto para a ...

Operação Turing: empresários cagam ralo e negam sofrer extorsão de blogueiros

Depoimentos de Antonio Barbosa, da empresa Dimensão Engenharia, e Pedro Ricardo Aquino, da Classi Segurança, ...