casa » NOTÍCIAS » Zé Inácio diz não estar envolvido em operação da PF no Maranhão

Zé Inácio diz não estar envolvido em operação da PF no Maranhão

COMPARTILHE

*Direito de resposta de Zé Inácio*

Imagem/Nota da assessoria de Zé Inácio

Imagem/Nota da assessoria de Zé Inácio

O ex-superintendente do Incra, José Inácio Rodrigues, garante não ter nenhum envolvimento com operação da Polícia Federal (PF) no Maranhão.

Em nota encaminhada à Redação do Jornal Pequeno, ontem (4) à noite, o ex-superintendente do Incra no Maranhão, José Inácio Sodré Rodrigues, garante que nunca foi indiciado em nenhum processo e nunca fez parte de nenhuma investigação da Polícia Federal. Ele prestou esta declaração referindo-se à matéria publicada na edição de domingo (4) do JP, sob o título “Agente vazou operação da PF para lideranças petistas do Maranhão”, que também foi replicada neste Blog.

A matéria afirma que um agente da Polícia Federal, identificado como Edvar Rodrigues dos Santos, de 45 anos, foi apontado, em um inquérito policial levado a cabo pela própria instituição, como responsável pelo vazamento de informações sigilosas sobre as investigações – inclusive conteúdos de “grampos” telefônicos – da operação “Capitanias Hereditárias/Donatários”, da Polícia Federal.

A operação – cujas investigações começaram no início de 2010 e foi desencadeada no fim de 2011 – revelou desvios de verbas federais no montante de R$ 150 milhões no Instituto de Reforma Agrária do Maranhão (Incra-MA).

Em referência a esta matéria, José Inácio afirma na nota de esclarecimento, que nunca foi indiciado em nenhum processo e nunca fez parte de nenhuma investigação da Polícia Federal.

“Assumi a Superintendência do Incra no Maranhão, em agosto de 2011, portanto depois da investigação da PF denominada “Capitanias Hereditárias. Quando estive frente ao Incra-MA, no período de agosto de 2011 a 03 de abril de 2014, sempre zelei pela transparência e boa aplicação dos recursos públicos”, afirma José Inácio.

Ele acrescenta na nota que, “em função disso, nunca temi e não temo, atualmente,quebra do meu sigilo bancário ou telefônico.Portanto, as informações postadas pelo  Jornal JP, apresentam equívocos, envolvendo meu nome com insinuações, as quais poderiam ter sido evitadas, caso eu tivesse sido ouvido pela reportagem para esclarecimentos antes de sua divulgação”, afirma José Inácio, na nota enviada à Redação do JP.

*Nota de esclarecimento*

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Prefeitura realiza abertura dos Jogos Interclasses de Bequimão

A Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer, com ...

Em Brasília, vereadores solicitam retorno da Lei dos 30 Minutos em São Luís

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho, e o vereador Pavão ...

Obra de construção da nova sede da Câmara de São Luís terá início ainda em 2019

A obra de construção da nova sede da Câmara Municipal de São Luís, que será ...

Assembleia em Ação levará atuação legislativa ao interior do Maranhão

O Plenário aprovou, na sessão desta quinta-feira (5), o Projeto de Resolução Legislativa 102/2019, de ...

Paricatiua comemora 128 anos com vasta programação e apoio da Prefeitura de Bequimão

Oficialmente, o povoado de Paricatiua completou 128 anos de história somente nessa terça-feira (10). Mas ...