POLÍTICA

Weverton Rocha participa de debate sobre indústria do petróleo

Para debater a indústria do Petróleo, a Comissão Especial da Petrobras e Exploração do Pré-Sal (PL 4567/16), atendendo a requerimentos dos deputados Weverton Rocha (PDT), Max Filho (PSDB-ES), Otávio Leite (PSDB-RJ) e José Carlos Aleluia (DEM-BA), realiza, nesta quinta-feira (28), audiência pública com o tema “Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal”. A reunião está marcada para 9h30, no plenário 5.

O Projeto de Lei 4567/16, de autoria do senador José Serra (PSDB-SP), em discussão na Câmara dos Deputados, quer obrigar a Petrobras a participar da exploração de todos os campos do pré-sal com um mínimo de 30% dos investimentos, além de concentrar investimentos nos poços de maior interesse, liberando os demais para exploração de outras empresas. A exigência dificulta a exploração das reservas brasileiras de petróleo, pois impõe à Petrobras um volume de investimentos muito acima da capacidade da empresa.

Segundo Weverton, o debate deve apresentar uma solução que seja a melhor para o país. “O ideal para o Brasil, é continuar lutando para que a estatal continue sendo a operadora única do pré-sal. Precisamos defender o patrimônio dos brasileiros para que os recursos provenientes da exploração do petróleo possam ser aplicados nas áreas de saúde e educação”, salientou.

Foram convidados: – o ex-diretor da área de exploração e Produção da Petrobras e geólogo, Guilherme Estrella; – o assessor da diretoria e Professor da Escola de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luiz Eduardo Duque, – o presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras, AEPET, Felipe Coutinho; – o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis – IBP, Jorge Marques de Toledo Camargo; e – o Secretário Executivo do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis – IBP, Antônio Guimarães.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo