casa » EDUCAÇÃO » V Jornada de Formação de Docentes da UEMA discutiu a pedagogia dos multiletramentos

V Jornada de Formação de Docentes da UEMA discutiu a pedagogia dos multiletramentos

COMPARTILHE

Pedagogia dos Multiletramentos: Diversidade Cultural e Linguagens em Contextos Educativos. Esse foi o tema da V Jornada de Formação de Docentes da Universidade Estadual do Maranhão. Uma organização do curso de licenciatura em Pedagogia, modalidade a distância. A jornada buscou refletir sobre as práticas pedagógicas em construção, considerando as novas interações sociais perante uma sociedade multicultural globalizada.

“Essa foi a quinta edição da Jornada e é um orgulho proporcionar momentos tão ricos como este para nossos alunos. Estamos aqui com o objetivo de trazer para o centro das reflexões sempre temas relevantes, atuais e inovadores”, disse a Coordenadora do Curso de Pedagogia a distância,Profa. Heloisa Varão.

A Coordenadora do UEMAnet, Profa. Ilka Serra, ressaltou a importância do evento e parabenizou todos os educadores e estudantes presentes. “Parabenizo cada um e agradeço por contribuíremcom as discussões, cujas temáticas são da maior relevância tanto para o processo de formação de docentes quanto para o exercício da profissão”, destacou ela.

Durante três dias foram realizadas atividades diversas como palestras, mini-cursos, oficinas, mesas redondas e apresentação de trabalhos científicos. Dias de discussão sobre mídia e educação, educação sexual, gênero e educação, o pedagogo enquanto agente de letramento, literácia digital, entre outros assuntos.

A palestra de encerramento teve o tema Didática: a pedagogia aplicada na sala de aula, ministrada pelo Prof. Dr. Casemiro Campos, da Universidade Federal do Ceará – UFCE. Durante a palestra ele destacou que a ação didática do professor deve ser alicerçada na pedagogia. “É preciso que o professor, como sujeito epistêmico, saiba o que ensina, domine o conteúdo e conheça em profundidade as unidades e tópicos do programa de disciplina. Fazer a aula implica conhecer os alunos. É interessante o professor promover adaptações do conteúdo considerando a realidade dos educandos. Manter tom amistoso, ser agradável, apresentando tranquilidade, sendo sereno e se dirigir à turma passando confiança, são atitudes que podem entusiasmar os alunos”, enfatizou ele.

O professor, ainda, complementou: “O docente deve assumir abordagem que leve o aluno a habituar-se a vencer dificuldades. Deve estimular a curiosidade animando-o para o gosto nos estudos. Os alunos devem ser motivados para fortalecer a auto-estima. A docência requer bom humor, comunicação e vivacidade. A escola e a sala de aula devem ser espaço de trabalho, mas essencialmente, de transformação das pessoas”.

Participaram da Jornada os seguintes polos: São Luís, Arari, Santa Inês, Santa Quitéria, Pinheiro, Fortaleza dos Nogueiras, Grajaú, Porto Franco, Bacabal e São Bento.

Contatos:

Paula Lima – Jornalista

Assessora de Comunicação

Assessoria de Planos, Programas e Projetos Especiais do UEMAnet

99180 2839

 

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

IESF abre inscrições para vestibular

O Instituto de Ensino Superior Franciscano – IESF está com inscrições abertas para o vestibular ...

Indicação da vereadora Fátima Araújo solicita ao governo do Estado construção de creche no Pirapora

Em sessão ordinária realizada nesta segunda-feira (11), no Plenário Simão Estácio da Silveira, da Câmara ...

Vereadora Fátima Araújo leva estudantes do “Educar para Vencer” para a Feira do Livro

Uma das maiores incentivadoras da educação básica, a vereadora Fátima Araújo tem feito um trabalho ...

Alunos do projeto Educar para Vencer voltam às aulas

Os quase cem alunos matriculados para as aulas de reforço escolar do projeto Educar para ...

Câmara aprova projeto que amplia horário dos postos da bilhetagem eletrônica em São Luís

De autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), o projeto de lei nº 155/17 já foi ...