casa » POLÍTICA » Tribunal do crime julga a presidente Dilma em Praça pública

Tribunal do crime julga a presidente Dilma em Praça pública

COMPARTILHE

Assistindo a votação pela televisão, o que me parecia era um dos morros do Rio de Janeiro instalados no plenário da Câmara Federal. Mas por que comparar a Câmara Federal com favelas cariocas? fácil descobrir. Nas favelas cariocas os traficantes montam um tribunal por criminosos para julgar inocentes e o final disso tudo é sempre a punição fatal. Na Câmara Federal não foi diferente, presidida por um criminoso (Eduardo Cunha), a votação foi uma verdadeira vergonha, onde os corruptos julgavam uma inocente.

Coordenado por outro criminoso (Michel Temer), a votação teve a verdadeira amostra da falta de conhecimento da Constituição Federal, onde em hipótese alguma houve referências ao país, e muitas dedicatórias ao cachorro, ao papagaio, à mulher, aos filhos e até sogras foram lembradas em rede nacional. Uma falta de vergonha desmascarada para brasileiro ver.

Se cada deputado representa cada um eleitor, me vi representado por poucos, já que a grande maioria votou por interesse pessoal, poucos votaram por convicção e ideologia. No Maranhão, quem não tinha palavra provou ao contrário e quem era voto certo, traiu seu governador, como foi o caso do deputado federal Zé Reinaldo (PSB). Agora ouvir de João Castelo a palavra “Dignidade” onde o rapaz está condenado, por improbidade administrativa e desvio de verbas públicas.

cunha1 CUNHA

Em uma possível cassação da presidente Dilma, o Maranhão tomaria rumos ignorados haja vista que o PMDB seria o herdeiro da vaga. Uma hipocrisia para quem pensa assim. Existe uma coisa na política chamada alianças. E é através dessa aliança que tudo muda, o contra fica a favor e o adversário vira parceiro. Tudo por causa de um apoio. Em todo processo, seria Dilma a grande penalizada? claro que não. O povo mais uma vez seria o pagador de toda conta.

E por falar em conta, Brasília virou uma grande feira de negócios durante as últimas semanas. Foram negociados cargos, filhos, esposas, sogras, fazendas e até o futuro do povo brasileiro. Uma verdadeira canalhice à céu aberto e ao vivo para o Universo. O certo mesmo é que a guerra já começou.

A Bíblia diz que quando o justo governa o povo se alegra, mas quando é um ímpio o povo geme. Onde estão os justos? Com o resultado de 367 (Sim) e 146 (Contra), o Brasil está nas mão de meia dúzia de pensadores de interesses próprios. A pergunta que fica é: Quem financiou os 367 votos da maioria? O Brasil parou pra ver TV, parecia o carnaval carioca ao vivo.

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Sancionada lei de Othelino Neto que prevê uso de efetivo da Segurança para reforço nos municípios

O governador Flávio Dino sancionou, nesta sexta-feira (11), o  Projeto de Lei 480/2019, de autoria do ...

Othelino recebe prefeita de Paço do Lumiar e destaca importância do município para Região Metropolitana

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, nesta quarta-feira ...

Assembleia aprova projeto do Executivo que institui Fundo Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil

A Assembleia aprovou por unanimidade, na sessão desta quinta-feira (10), o projeto de lei 454/2019, ...

Câmara aprova projeto de lei de autoria de Fátima Araújo que vai criar e implantar o CEJAAM em São Luís

A população de São Luís ganhou um grande presente na manhã desta quarta-feira (09). Durante ...

Gedema entrega kits de higiene pessoal a idosos do Solar do Outono e Asilo de Mendicidade

O Grupo de Esposas dos Deputados do Maranhão (Gedema) entregou, nesta terça-feira (1º), kits de ...