ESPORTE

Sampaio Correa estreia hoje na Série B do brasileiro após quase 12 anos longe

Flávio Araújo conversando com os jogadores do Sampaio
Flávio Araújo conversando com os jogadores do Sampaio

Foram exatamente 11 anos, cinco meses e seis dias de espera, para a Bolívia voltar a Série B do campeonato brasileiro. Desde o dia 12 de novembro de 2002, quando o Sampaio havia sido rebaixado no Campeonato Brasileiro Série B após a derrota por 2 a 0 para o Americano (RJ), no estádio Godofredo Cruz, na cidade de Campos; o torcedor boliviano passou a sonhar 24 horas com o retorno da equipe às principais divisões do futebol brasileiro. Mas não foi nada fácil. Depois de muitos esforços, e persistência do presidente Sérgio Frota, que por várias vezes foi taxado de louco, veio uma conquista invicta na Série D e um vice-campeonato da Série C, onde o desejo dos tricolores se tornou realidade. Hoje (18), o Sampaio dá o primeiro dos seus 38 passos na disputa do Campeonato Brasileiro Série B contra o Paraná Clube. A partida terá início às 19h30, no estádio Castelão, e será um jogo inédito na história dos dois clubes.

Embalado pelo ótimo desempenho nas duas últimas edições de Campeonato Brasileiro que disputou, onde não só conquistou o acesso, mas também brigou pelo título, o Sampaio agora terá uma competição bem diferente a disputar. Além disso, o Sampaio irá disputar o seu primeiro brasileiro de pontos corridos. Considerada por muitos uma verdadeira corrida de resistência, a Série B será realizada até o final de novembro e não conta com os tradicionais ‘mata-matas’, onde a Bolívia se destacou com bons resultados como mandante e triunfos preciosos como visitante. Na Segundona, a regularidade cobrará um preço maior dos tricolores, que garantem estar prontos. A base vencedora das últimas temporadas foi mantida e o desempenho em 2014 está dentro das expectativas, com direito a um título maranhense conquistado de forma antecipada sobre o maior rival, Moto Club e a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil.

No primeiro duelo pela Série B, o técnico Flávio Araújo terá a maior parte do time considerado titular, mas sofre com desfalques justamente no setor mais forte da equipe; a defesa. Sem contar com o lateral Tote e os zagueiros Mimica e Paulo Sérgio, o Sampaio testará uma dupla de zaga que atuou junta apenas em treinamentos, formada pelo jovem Alex e pelo recém-contratado Edimar. Do meio para frente, porém, nenhum desfalque e esperanças depositadas no atacante Edgar, que fez quatro gols nos últimos três jogos e voltou a apresentar o futebol que o tornou um dos ‘xodós’ da torcida boliviana.

Em sua sétima participação consecutiva na Série B, após o rebaixamento em 2007, quando foi o 19º na Série A, o Paraná Clube entra na disputa deste ano disposto a melhorar a oitava colocação obtida em 2013, e ainda beliscar uma das vagas na primeira divisão e até mesmo conquistar o seu terceiro troféu da Segundona, torneio que já venceu em 1992 e 2000. A temporada começou bem para o Tricolor da Vila Capanema, que terminou a primeira fase do Paranaense na liderança, mas foi eliminado pelo Atlético-PR no primeiro mata-mata. A eliminação custou a demissão do técnico Milton Mendes. Ricardo Drubscky chegou e assumiu o time na vitória sobre o São Bernardo, pela Copa do Brasil, mas o novo comandante acabou aceitando uma proposta do Goiás e deixou o clube.

Após ser campeão invicto em 1997 na Série C do brasileiro, o Sampaio disputou cinco Segundona seguidas e venceu em três estreias, perdeu uma e empatou outra.

 

FICHA TÉCNICA:

Local: Castelão (São Luís-MA)

Horário: 19h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Assistentes: Inácio Barreto da Câmara (AP) e Nílton Pereira da Silva (RR)

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Paulo Ricardo, Edimar, Alex e William Simões; Jonas, Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho; Edgar e David Batista. TC: Flávio Araújo

PARANÁ: Marcos; Rodrigo Mann, Brinner, Anderson Rosa e Breno; Cambará, Edson Sitta, Henrique e Lúcio Flávio; Paulinho e Giancarlo. TC: Luciano Gusso (interino)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo