TRABALHO

Roberto Rocha prega como melhorar o mercado de trabalho em São Luís, mas não paga os funcionários da Rádio Capital AM

Com salários atrasados, funcionários da Rádio Capital AM, entraram em greve desde segunda-feira (01) e quem sintoniza a Rádio Capital AM na frequência 1.180kHZ vai escutar somente música na sua programação, quando no período da noite fica fora do AR por falta de sonoplastas. Certamente algo muito estranho para uma emissora de amplitude modulada, que tem como Slogan: “A Informação além da Notícia”.

O motivo da greve são os salários atrasados. Há quase três meses os funcionários lotados na operação de áudio da Rádio Capital AM não sabem a cor da grana e nem explicações são dadas aos funcionários. A emissora que tem 90% de sua programação arrendada; recebe em dia a grana, mas não repassa aos funcionários. Para protestar contra o patrão que hoje está no mandato de Senador e prega geração de emprego em São Luís, os Operadores resolveram paralisar as atividades.

Somente com o pagamento dos salários atrasados, os programas voltarão ao ar normalmente, até lá, a rádio funciona no piloto automático (Computador) e somente músicas vão ser exibidas. Nos meses de setembro a outubro do ano passado, a Rádio pertencente ao Senador Roberto Rocha ficou fora do por 73 dias em virtude da suspensão do fornecimento de energia elétrica, tudo por conta de débitos junto a Cemar que giravam em torno de trinta mil reais.

Sem solução para o problema, que já se tornou crônico, está na hora da Delegacia Regional do Trabalho (DRT) intervir fortemente para resguardar os direitos destes funcionários que trabalham e precisam receber para honrar seus compromissos e colocar o pão de cada dia na mesa de suas famílias.

A falta de uma gestão qualificada voltada para a Rádio Capital AM, faz com que os donos das emissoras coloquem pessoas da família sem nenhum conhecimento de causa em cargos de direção e muitos não tem a mínima aptidão nem conhecimento do mundo do veículo chamado Rádio e o resultado está aí: desastroso.

Uma boa saída poderia ser a venda da emissora para grupos que queiram colocar em novos, seguros e bons caminhos a Rádio Capital AM de São Luís. O difícil entender é como um cidadão como o Senador Roberto Rocha, que não cumpre com suas obrigações trabalhistas, pode pregar geração de emprego, criação de zona franca em São Luís, se ele é um zero à esquerda? Um verdadeiro falso profeta!

TEXTO: Samir Ewerton (Com Edição)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo