POLÍTICA

Provável demissão na Câmara é debatida

ASTRO

Conduzida pelo vereador Astro de Ogum (PMN), presidindo a sessão legislativa desta segunda-feira (1), a situação de uma provável demissão de servidores da Câmara Municipal de São Luís foi debatida ontem no Plenário Simão Estácio da Silveira. Os vereadores procuraram tomar ciência de todo o trâmite do processo, que vem deixando os funcionários do Legislativo Ludovicense apreensivos, diante de uma ameaça de serem exonerados de seus empregos.

Para explicar a situação Astro de Ogum convidou o procurador legislativo Ítalo Azevedo, que vem acompanhando o processo há treze (13) anos. Bastante didático o causídico forneceu explicações sobre todos os recursos impetrados pela Câmara Municipal com a tentativa de evitar a demissão dos servidores. Ítalo Azevedo deixou claro que o Ministério Público solicitou a demissão de 272 funcionários e que a Justiça chegou a conceder a manutenção de apenas 45, restando 227 com a ameaça de exoneração.

EXISTÊNCIA DE LISTA E PRAZO

Havia um boato de que a Câmara Municipal tinha o prazo de até a última sexta-feira, (28), para encaminhar uma lista com o nome dos funcionários que seriam demitidos. Ficou esclarecido que não existia ainda nenhuma lista e que não existe determinação de prazo para que o Legislativo mande a tal lista para o Ministério Público, e que o expediente do MP não tem efeito suspensivo.

BUSCAR MECANISMOS

Diante de uma sugestão de não encaminhar uma lista com prováveis demissionários para o Ministério Público, já que não existe um prazo determinado para tal finalidade, Astro de Ogum falou para os vereadores que iria manter uma conversa ontem a tarde mesmo com o presidente da Casa, vereador Antonio Isaias Pereirinha (PSL), em virtude de não ter a titularidade da Presidência do Legislativo. Falando para todos que “descansem em paz seus corações”, Astro de Ogum ficou de ter um diálogo com todos os vereadores nesta terça-feira, (02), com o objetivo de buscar mecanismos com a finalidade de encontrar uma saída para o problema.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo