POLÍTICA

PESQUISA: Emet Instituto divulga novos dados sobre eleição em São Luís

Braide e Duarte lideram preferência do eleitorado na corrida sucessória na capital

O Emet Instituto divulgou nesta terça-feira (01), uma nova pesquisa com as intenções de voto para a disputa da Prefeitura de São Luís. No cenário estimulado, o deputado federal Eduardo Braide (Podemos) aparece na liderança, com 31,13% das intenções de voto, seguido agora pelo deputado estadual Duarte Jr (Republicanos), com 16,08%. Mesmo excluído pelo PSDB, o deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) se mantém na terceira posição, com 10.06%. Esse é o segundo levantamento do instituto na capital em 2020.

Adriano Sarney (PV) ocupa a quarta colocação, com 6.79%. A deputada Detinha (PL), que declarou apoio nesta segunda-feira (31) ao deputado Duarte Júnior, surge na quinta posição, com 5.50%.

Na sequência aparece Bira do Pindaré (PSB) com 4,99%, Neto Evangelista (DEM) com 3,61%; e Rubens Pereira Júnior (PCdoB), com 3,27%.

Dr. Madeira (Solidariedade) registrou 2,41%; Dr. Yglésio (Pros) tem 1.38%; Frank Douglas (Psol) e Jeisael Max (Rede) não atingiram 1%. Os dois aparecem, respectivamente, com 0.60% e 0.52%. Nulos e brancos representam 1.88% e 11.78% ainda estão indecisos.

No cenário espontâneo, quando o eleitor pronuncia em quem vai votar, ocorre uma mudança significativa. O deputado federal Eduardo Braide (Podemos) mantém a liderança, com 16.68% das intenções de voto, seguido pelo deputado estadual Wellington do Curso (PSDB), com 5.50% e do deputado estadual Duarte Jr (Republicanos), com 4.82%.

Na sequência vem Detinha (PL) com 3.01%, Rubens Pereira Júnior (PCdoB) com 2.15% e Bira do Pindaré (PSB) com 1.89%. Em seguida aparece Dr. Madeira (Solidariedade) e Adriano Sarney (PV), respectivamente, com 0.95% e Neto Evangelista (DEM) registrou 0.86%.Nulos e brancos representam 1.46%, 1.54% a soma dos demais candidatos e 60.19% ainda estão indecisos.

O levantamento foi feito entre os dias 26 a 30 de agosto e ouviu mais de 1065 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para cima ou para baixo e o intervalo de confiança estimado é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob o nº MA-04715/2020.

METODOLOGIA

A população pesquisada é definida como pessoas maiores de 16 anos, eleitoras e residentes no Município de São Luís. Foi utilizada a técnica de entrevistas domiciliares nas zonas urbana e rural do município. O método de seleção da amostra foi o de amostragem aleatória estratificada, com repartição proporcional que consiste em identificar os subgrupos significativos (Sexo, Idade, Grau de Instrução), calculando o peso relativo (%) de cada um dos estratos na população e por fim selecionando uma amostra dentro de cada um desses grupos.

PLANO AMOSTRAL E DEMAIS INFORMAÇÕES

A estratificação da amostra foi feita baseada em dados do Tribunal Superior Eleitoral em relação às seguintes variáveis: Sexo, sendo 45,3% do eleitorado do sexo masculino e 54,6% do sexo feminino; Faixa Etária, distribuída de 16-24 anos=15,5%, 25-34 anos=24,3%, 35-44 anos=22,8%, 45-59 anos=23,6% e 60 anos e mais= 13,8%; Grau de Instrução: Analfabeto ao Ensino Fundamental Incompleto =16,8%, Ensino Fundamental Completo ao Ensino Médio Incompleto=20,3%, Ensino Médio Completo ao Superior Incompleto=49,8% e Superior Completo=13,2%.

Foram utilizados dados do IBGE para proporcionalizarão de 94,5% das entrevistas na Zona Urbana e 5,5% na rural. Em relação ao nível econômico, não há dados disponíveis dos eleitores no TSE. A margem de erro desta pesquisa é de 3 pontos percentuais; o que representa que as respostas podem variar em no máximo 3 p.p. para mais ou para menos e o intervalo de confiança estimado é de 95%.

SISTEMA INTERNO DE CONTROLE

As entrevistas foram realizadas por uma equipe devidamente treinada e capacitada pelo Instituto EMET, os formulários são preenchidos de maneira eletrônica, via dispositivos móveis, através do aplicativo EMET, especialmente desenvolvido para esse fim, para armazenar as entrevistas residenciais de porta em porta. O App tem um sistema de verificação interna capaz de proporcionalizar a amostra e garantir o cumprimento do plano amostral pré-definido. Após a aplicação dos questionários a verificação de consistência é realizada pela Estatística contratada pela empresa para verificação das respostas e da adequação dos entrevistados aos parâmetros amostrais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo