POLÍTICA

Pastor da Assembleia de Deus autoritário, e um da Batista agride Jornalista por causa de Edivaldo Jr.

Há pouco menos de 10 dias para a grande decisão democrática em São Luís, o cenário político na capital maranhense começa a ficar complicado e muito violento. Em São Luís está proibido usar o número 33 em qualquer ocasião. É que alguns torcedores do PDT e PCdoB estão agredindo pessoas pelas ruas da cidade.

No início desta semana, a vítima foi a Jornalista Anielle Pimentel, da TV Guará, cana 23, após cobrir uma ação do candidato Edivaldo Holanda Jr (PDT). A repórter foi proibida de se aproximar da caminhado do pedetista, e ainda agredida verbalmente por um possível eleitor de Edivaldo, que se passou por segurança.

pastor2

Nesta quarta feira (19), a outra vítima foi a Jornalista Dalvana Mendes, que após participar de uma caminhada do candidato Eduardo Braide (PMN), se dirigiu até a uma Lan House para fazer impressão de materiais, mas acabou sendo agredida pelo proprietário do estabelecimento, que segundo a jornalista, é um pastor da Igreja Batista no bairro Vila Palmeira. O pastor pedetista agressor foi identificado por Roberto Carlos Salomão Chaib, como mostra a foto abaixo.

pastor1

Por outro lado, o presidente da Assembleia de Deus, José Guimarães Coutinho, colocou uma nota nos murais de todas as Igrejas ordenando os Assembleianos votarem em Edivaldo Holanda Jr. Segundo fontes fidedignas, Edivaldo mandou fazer um grupo no Whatsap só com números de celular de pastores, mas o administrador é Weverton Rocha, coordenador de campanha de Edivaldo e incentivador de badernas por parte da juventude do PDT, aliando aos integrantes da juventude do PCdoB, que tem como instrutor Marcio Jerry. Até café da manhã os pastores tiveram nesta segunda feira (17).

igre2

A pressão aos pastores é tão grande, que alguns que estão como Assessores especiais podem perder a “boquinha” no Palácio La Ravardiere. Pra quem não imagina, Edivaldo está sendo usado por Weverton Rocha e Marcio Jerry para tentar destruir o adversário.

Daqui para o dia 30 de outubro, dia da eleição de segundo turno, muita água vai rolar por debaixo dessa ponte, que na verdade mais parece o lixão de Gramacho, no Rio de Janeiro…Até Maria da Penha foi acionada nessa eleição.

No Maranhão, política e ideias formam uma mistura heterogênea. E ainda falam em democracia…

 

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Meu amigo, onde está a palavra obrigação nesta carta? Deixa de ser tendenciosa, é por esse tipo de notícia que o nosso país se encontra em um caos moral e político.

    1. É pura verdade, por essas atitudes como a sua que nosso país não tem mais nenhuma moral. O relato não é boato. Eu estava lá. Todos que entregaram a carta usaram a seguinte frase: “Crente vota em crente”, isso quer dizer o quê? Acorda, moço…ou melhor, cuida da visão moço…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo