POLÍTICA

Passageiro denuncia na Mirante AM que tragédia no Ferryboat está anunciada

Um passageiro enviou uma denúncia anônima via Whatsap para o programa Ponto Final, da Mirante AM apresentado pelo Radialista e Jornalista, Roberto Fernandes, na manhã desta quinta feira (2), por volta das 10:50h, onde alertava a Capitania dos Portos para uma tragédia já anunciada há bastante tempo na travessia via Ferryboat São Luís/Cujupe/São Luís.

De acordo com a denúncia, o rapaz diz que já havia entrado em contato com outros comunicadores da emissora para registrar a denúncia sobre uma prática corriqueira que vem ocorrendo nos serviços dos Ferryboats na travessia na baía de São Marcos.

Segundo o denunciante, alguns donos de caminhões, dentre outros veículos, inclusive de Bequimão e Peri-Mirim (temos prova disso, disse o denunciante), que os mesmos vem transportando de forma irregular produtos inflamáveis por debaixo de lonas nos seus Veículos via Ferryboats, já que o transporte é de passageiros.

“O Gás de cozinha, gasolina, álcool, dentre outros”, estão sendo transportados via Ferryboats, o que mostra a fragilidade na Fiscalização, e isso vem ocorrendo diariamente nos terminais de Ferry boat, tanto no porto da espera, quanto no porto de Cujupe.

Segundo o denunciante anônimo, é uma Tragédia anunciada, e seria bom que a Capitania dos Portos tome uma providência com urgência em relação a isso. Caso uma tragédia venha acontecer, muitas pessoas irão pagar o pato.

“Eles estão passando com vasilhames de gás em grande quantidade, e os serviços do Ferryboat não permitem que Cargas Perigosas trafeguem junto com passageiros”. “Enquanto nós fazemos uma viagem de 375km por cima (via BR135 e MA014), justamente por que o mesmo não nos carrega, tem uns espertos que andam colocando a vida do cidadão que trafega pelos Ferrys em risco todos os dias” – disparou.

A polícia militar, a capitania dos portos, a Emap e a Mob precisam tomar uma providência com urgência e atentar para essa denúncia, já que o denunciante pediu para não ter o nome divulgado, haja vista que pode correr perigo de morrer de graça.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo