ESPORTE

O que faz um Secretário de Esportes em São Luís?

Desde que Edivaldo Holanda Júnior (PDT) assumiu a prefeitura de São Luís, em janeiro de 2013, a capital maranhense ficou órfã de um administrador do esporte ludovicense. O primeiro a sentar na cadeira da Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (SEMDEL), foi o advogado Raimundo Penha (PDT), um dos mais votados nas eleições de 2016 e eleito vereador de São Luís. Penha passou poucos meses e saiu para assumir outro órgão municipal.

Após saída de Penha, Weverton Rocha indicou outro pedetista, ai foi a vez de Jerry Abrantes, que também ficou poucos meses a frente da pasta, já que faleceu de um infarto fulminante. Como a pasta era um acordo do PDT com o PTC, Weverton indicou outro membro do partido e Olímpio Araújo foi o terceiro nomeado por Edivaldo Jr, para assumir a SEMDEL. Olímpio também durou pouco.

Na procura de uma 4ª peça para compor a SEMDEL, descobriram que o ex-vereador Júlio França, poderia dar conta; poderia mesmo. Após assumir a secretaria, tudo foi abandonado, como os projetos, torcedor do futuro, escolinhas, Parque do Bom Menino e Estádio Nhozinho Santos. Como massa de manobra para enganar o povo no período eleitoral, Edivaldo Jr anunciou a reforma do Nhozinho Santos, que estava fechado desde 2014, em que o último jogo oficial realizado naquela praça, foi São José X Balsas pelo campeonato maranhense.

A prefeitura mandou cortar o capim de burro, tentou matar as formigas que tomam conta do “gramado” e saiu pintando paredes, chão, capim e tudo que passasse pela frente. Mas o serviço foi tão “porco”, que a Federação Maranhense de Futebol (FMF), que é tão incompetente quanto o secretário Júlio França, fingiu assumir a possível finalização da reforma, que nada mais foi, que um tapa na cara dos desportistas ludovicenses.

A FMF tentou remendar gramado, mas não conseguiu fazer uma bermuda nova de calça velha. Torcedores andando pela parte interna do estádio, encontraram vasos sanitários sujos, pias entupidas, e um paliativo que logo vai estourar na mídia. Uma verdadeira falta de respeito com os torcedores maranhenses.

REABERTURA DO GIGANTE DA VILA PASSOS

No momento da reabertura do Nhozinho Santos, simplesmente a banda de música do 24º BIL, tocou sem as autoridades e muito menos os dois times em campo. Um total desrespeito com os torcedores presentes. Como se não bastasse, a FMF diz que vai assumir a administração do Nhozinho Santos. Se a FMF administrar bem, como faz a tabela do campeonato maranhense, os desportistas estão ferrados e mal pagos.

Mostra-se que mais uma vez, a bactéria que acabou com o Ginásio Costa Rodrigues, pode ser a mesma que está destruindo o esporte na gestão de Edivaldo Holanda Jr.

E ai vem a seguinte pergunta: Pra que serve o secretário de esportes de São Luís?

Artigos relacionados

2 Comentários

    1. Sua Opinião tem miopia. Nenhum desportista é besta. Para entrar no estádio o torcedor paga e por isso precisa ter um local descente, banheiros descentes. E só inaugurou porque a FMF tomou frente. Me compre um bode…Secretário Incompetente…Preguiçoso…Inútil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo