NOTÍCIAS

Luciano Genésio é um embrião da política pinheirense que deve ser abortado pela população antes da fecundação

COMPARTILHE

A maior decepção dos pinheirenses na política veio como uma gravidez inesperada. Com palavras e promessas bonitas a população de entregou à alguém que achava conhecer. No primeiro encontro em outubro de 2016, tudo que era sonho se tornou realidade. O povo fez a festa, comemorou, dançou, pulou e agora chora de arrependimento. O nome mais falado antes das eleições era o de Luciano Genésio, um jovem que pregou o desenvolvimento, mas está construindo o atraso em Pinheiro. Hoje ainda é o nome mais falado, mas negativamente.

A esperança virou frustração, o sonho virou pesadelo e Pinheiro se tornou a cidade mais abandonada da baixada maranhense. Com tom de prepotência, o atual prefeito Luciano Genésio, desafia autoridades judiciais, o governo Flávio Dino e quem cruzar seu caminho. Um verdadeiro desequilibrado e sem noção. Geneticamente pode ser uma boa mostra de que o povo de Pinheiro precisará esperar mais 35 meses para ver uma mudança de verdade com outra opção.

Levando em comparação a genética, Luciano Genésio pode ser um embrião na política que mesmo em estágio de fecundação já tem data para ser abortado pela população. É aquele provérbio popular, que diz que esse político de primeira viagem naufraga mesmo estando com o barco ancorado. Um garotão daqueles que “rebola” em qualquer palco e não se comporta como uma autoridade. E quando enche a cara de cana, o mundo para pra assistir o espetáculo em praça pública.

No município de Pinheiro o nome de Luciano Genésio é sinônimo de atraso de salários, perseguição política, mau pagador, incompetente e desastrado. Desde que assumiu a gestão do município, o povo o elegeu como Bad Boy, em alusão as polêmicas em que se envolveu, quando o assunto é verba pública. Agora quer lançar a esposa à deputada estadual, achando que o povo é besta. Mais uma vez o povo está pagando o pato. Até o antecessor que era considerado um gestor ruim, começou dar saudades aos Genesitas Pinheireses.

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar