EDUCAÇÃO

Governo solicita cursos do Pronatec para jovens maranhenses

Possibilitar qualificação profissionalizante para facilitar o acesso ao mercado de trabalho é uma das ações específicas do Governo do Estado para a juventude, garantindo ao jovem maranhense maior acesso ao conhecimento e a melhoria da qualidade de vida em todo o estado.

Nesse sentido, a Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv), enviará ao Governo Federal solicitação de cursos de qualificação profissional pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Em 2016, o Pronatec oferece dois milhões de vagas em todo o Brasil. Serão mais de 350 mil vagas em cursos técnicos e 1,6 milhão de vagas em cursos de qualificação profissional.

A Seejuv solicitará cursos na modalidade FIC (Formação Inicial e Continuada), com duração mínima de 160 horas (cerca de dois meses), nas categorias ‘Pronatec Ambiental’ e ‘Pronatec Aprendiz’, junto aos Ministérios do Meio Ambiente e do Trabalho, respectivamente.

A secretária de Juventude, Tatiana Pereira, tem mantido intensa agenda de reuniões com representantes de órgãos públicos e privados, no intuito de identificar os cursos executados pelo Pronatec e firmar parceria para a execução destes e de outras possíveis demandas encaminhadas pela Seejuv ao Governo Federal.

Durante a semana, a titular da Seejuv se reuniu com representantes do Sistema Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Ifma), da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e do Sistema de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Nas reuniões, a secretária dialogou com os representantes dos órgãos também sobre a possibilidade de ampliar a oferta de vagas e de opções para 2016, levando em conta o catálogo disponibilizado pelo Governo Federal para a edição desse ano.

Para Tatiana Pereira, os cursos do Pronatec vão além da formação e qualificação profissional, contribuindo para transformação da vida da juventude, bem como do meio onde vivem. “Além de oferecer conhecimento, os cursos profissionalizantes também tem a função de propiciar que os jovens tenham uma oportunidade de melhorar sua qualidade de vida e contribuam para o desenvolvimento do local onde vivem e de todo o estado. Para isso, os cursos que demandaremos ao Governo Federal levarão em conta as características locais ambientais e culturais das diversas regiões do Maranhão”, ressaltou a secretária Tatiana Pereira.

PARCERIAS

Para o reitor do Ifma, Roberto Brandão, a parceria com várias secretarias do Governo do Estado, na identificação das demandas e da solicitação de cursos, possibilita ampliar a oferta de vagas do Pronatec no Maranhão. “Nos anos anteriores, o Ifma tinha encaminhamento de demandas via Secretaria de Educação, mas a parceria com a Seejuv vai nos possibilitar que possamos ter uma oferta maior de cursos e vagas, podendo atender a grande demanda do nosso estado, em especial da juventude, que está ávida por melhor qualificação”, destacou.

O superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, também ressaltou a importância da parceria com o Governo do Estado, com a Seejuv, para a ampliação da oferta de vagas do Pronatec nas categorias Aprendiz e Empreendedor. “Acreditamos que podemos convergir com o Governo do Estado, por meio da Seejuv, na implementação tanto do Pronatec Aprendiz, quanto do Pronatec Empreendedor, a partir da parceria com outros órgãos do sistema “S” e de instituições de ensino e pesquisa. Com essa parceria, só quem ganhará é o jovem maranhense”, acentuou.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo