EDUCAÇÃO

Gestores precisam respeitar professores ou a cobra vai fumar no Maranhão

Os professores da Rede Municipal de ensino de São Luís podem entrar em greve por tempo indeterminado na capital maranhense. A iniciativa de paralisar as atividades nas escolas, é uma forma de chamar a atenção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que insiste não respeitar os educadores desde seu primeiro ano de gestão.

Os professores querem um reajuste de 13,68%, o que dificilmente isso irá acontecer. O prefeito Edvaldo Holanda tem hoje um bom interlocutor para dialogar com os educadores, o Secretário Moacir Feitosa, mas não será tarefa fácil. Mas, vai precisar muito mais do que isso para evitar a greve. Moacir necessita de um esforço imenso para apresentar um plano que possa recuperar a educação municipal e pelo menos, devolvê-la ao patamar em que se encontrava em 2008.

Para isso, é fundamental a retomada da valorização dos professores, devolvendo-lhes a autoestima. E isso, passa por uma discussão franca e aberta das reivindicações econômicas da categoria.
A crise política e econômica do país só vem agravando a saúde financeira do município. Isto é fato. Mas a educação, na situação em que se encontra , exige um esforço e uma demonstração de boa vontade. Infelizmente poucos gestores investem em educação no país, o que implica ainda mais na crise de conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo