TRÂNSITO

Ferryboat fica à deriva no meio da baía de São Marcos

COMPARTILHE

À tarde desta terça feira (9) vai ficar marcada na memória dos passageiros que faziam a travessia Cujupe/Ponta da Espera na volta do carnaval da baixada maranhense. Após sair do Porto de Cujupe às 14:30h, o Ferryboat Baía de São José teve um problema no meio da baía e ficou à deriva por mais de meia hora. Lotada a cada centímetro quadrado, a embarcação passou a funcionar apenas um motor, o que atrasou a viagem em quase duas horas.

O Ferryboat Baía de São José que fazia uma viagem extra, só conseguiu atracar na rampa da Ponta da Espera após ajuda de rebocadores. Sem forças para enfrentar a maresia, a embarcação veio a passos de tartarugas. Só para que os senhores tenham uma ideia da demora, os passageiros conseguiram sentar os pés em terra firme quase às 18h, momento em que muitos se ajoelhavam e agradeciam à Deus pela oportunidade de chegarem vivos em São Luís.

O Ferryboat que saiu meia hora depois do Baía de São José, chegou primeiro e vários passageiros que iriam se encontrar do outro lado do mar, tiveram que aguardar por horas a chegada de quem deveria já está na Ponta da Espera. O pior de tudo, é que não é a primeira vez que acontece esse problema com os Ferryboats. Uma tragédia já está anunciada e pode ser muito tarde quando for tomada uma “Providência”.

Segundo passageiros que estavam na embarcação; a lotação estava sem controle e a venda de passagem estava sendo no atacado, já que o número de viajantes era muito grande no terminal do Cujupe. O acabou perdendo o controle no momento da entrada no Ferryboat. Graças a Deus mais uma vez os passageiros foram salvos de uma tragédia. Até agora a MOB (Agência de Mobilidade Urbana) continua em silêncio e nenhuma nota foi publicada sobre o assunto.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar