POLÍTICA

Deputado Fábio Macedo deve sair do PDT pela mesma porta que Ricardo Rios entrou

COMPARTILHE

Como bom articulador, o deputado federal Weverton Rocha, tenta fortalecer sua legenda visando as eleições deste ano, já que precisa de no mínimo 1 milhão de votos para se eleger senador da república. Ao mesmo tempo que Weverton copta uma liderança, perde outra.

Na noite desta segunda feira (5), o deputado estadual Ricardo Rios, que em menos de três anos como parlamentar já havia passado por vários partidos, assinou a ficha de filiação no PDT. O presidente estadual do partido, deputado federal Weverton Rocha abonou a ficha.

Para Weverton que luta por uma vaga ao senado, a chegada de Rios é importante para a legenda. “O jovem parlamentar é uma revelação da nossa política estadual e, sem dúvida, veio em um momento importante, de fortalecimento do nosso campo político do partido, do nosso projeto de reeleição governador Flávio Dino e da entrada do PDT na chapa majoritária, disputando a pré-campanha no Senado Federal”, afirmou Weverton.

O presidente da Assembleia, Othelino Neto, prestigiou o ato, assim como os deputados da bancada pedetista Rafael Leitoa e Glaubert Cutrim. O partido tem a segunda maior bancada da casa, atrás apenas do PCdoB.

Mas pela mesma porta que Ricardo Rios entrou, a ex-secretária adjunta de saúde, Rosângela Curado e e o deputado estadual Fábio Macedo devem sair. Nos bastidores, é dado como certa a saída do deputado Fábio Macedo do partido, e que estaria desembarcando no DEM. Já Rosângela Curado ainda não definiu sua nova legenda.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar