casa » NOTÍCIAS » Condôminos pedem instalação de CPI proposta pelo deputado Zé Inácio

Condôminos pedem instalação de CPI proposta pelo deputado Zé Inácio

COMPARTILHE

Os moradores dos condomínios Jardins, Provence, Vitória e Pleno, da construtora Cyrela, denunciaram os problemas que enfrentam devido às irregularidades nos imóveis, desde que receberam as chaves. Eles se pronunciaram na audiência pública que discutiu o assunto e foi realizada na Assembleia Legislativa, na tarde/noite da última terça-feira (13).

Os depoimentos dos condôminos foram acompanhados pelo deputado estadual Zé Inácio (PT), que propôs a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias contra a empreiteira. Os deputados Bira do Pindaré (PSB), Roberto Costa (PMDB) e Edson Araújo (PSB) já assinaram a proposição. Além deles, comprometeram-se a assinar Rogério Cafeteira (DEM), Wellington do Curso (PP) e Marco Aurélio (PCdoB). Ao todo, quatorze parlamentares ainda precisam aderir para que a CPI seja instaurada.

Os moradores apelaram aos parlamentares para que assinem a CPI. “Investimos todo o nosso patrimônio nesses empreendimentos, que apresentam sérios problemas na estrutura, parte elétrica, infiltrações, vazamento de gás, etc. Mesmo com mais de 5 mil famílias com suas vidas em risco, a Cyrela até hoje não deu nenhuma assistência e nem tentou resolver a situação. Por isso, estamos fazendo esse apelo aos parlamentares para que eles assinem a CPI e nos apoiem nessa luta”, disse um morador, que se identificou como Haroldo.

Zé Inácio frisou que os órgãos responsáveis que autorizaram as licenças à empreiteira também devem ser investigados.  “Não queremos politizar. Estamos lutando para que outas famílias maranhenses não venham a ser lesadas e desrespeitadas. A Cyrela tem tratado esses moradores com total descaso, pondo suas vidas em risco. Por isso, junto à promotora de Justiça do Consumidor Lítia Cavalcante, seguiremos até o fim, para que haja punição civil e penal”, disse Zé Inácio.

Lítica Cavalcante pronunciou-se: “Todos os meios possíveis de negociação já foram esgotados para que a Cyrela resolvesse a situação desses moradores. Inclusive descumpriu uma decisão judicial: o Termo de Ajustamento de Conduta-TAC. Serão ajuizadas ações civis públicas e, se for o caso, a empresa terá de refazer todos os empreendimentos”, frisou.

Também participaram da audiência os promotores de Justiça Pedro Lino Silva Cordeiro e Haroldo Paiva (Conflitos Agrários); a presidente do Sindicato dos Arquitetos do Maranhão, Maria Laís; o secretário municipal de Urbanismo e Habitação de São Luís (Semurh), Madson Leonardo; o representante do Corpo de Bombeiros, Coronel França e também da construtora Cyrela.

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Terceiro FPM de junho será de R$ 2,3 bilhões; mês fecha com queda de 20,94%

Retração superior a 20,94% é a previsão da Confederação Nacional de Municípios (CNM) para Fundo ...

Compras acima de R$ 79,99 têm frete grátis na loja virtual da Única

SÃO LUÍS-MA – A Única % Desconto – fábrica, distribuidora e loja de calçados com ...

Festa no Residencial Morada do Sol, na zona rural de São Luís-MA

Com objetivo de integrar e dinamizar ações da comunidade no âmbito rural e urbano, promover ...

Semosp continua asfaltando ruas nos bairros Santo Antônio e Pirapora após solicitação da vereadora Fátima Araújo

O trabalho de pavimentação asfáltica está acontecendo nos bairros Santo Antônio e Pirapora, região periférica ...

Prefeitura de Igarapé do Meio realizará edição especial do Arraial Vila Junina 2020

A Prefeitura de Igarapé de Meio, através da Secretaria Municipal de Cultura, vai realizar uma ...