SHOWS & EVENTOS

Companhia Marizés preparada para temporada 2015

BEQ1

A companhia de artes e cultura popular Marizés, da cidade de Bequimão, na baixada ocidental maranhense, está pronta para a temporada de apresentações em 2015. O grupo é composto por 54 brincantes, na maioria jovem, entre o corpo de baile, orquestra e personagens típicas do alto do boi, como Pai Francisco, Catirina, Caboclo de pena, Cazumbás e miolo do boi.

Mesclada de ritmos, a companhia Marizés se apresenta mostrando as inúmeras manifestações culturais do Maranhão. No ano passado, o grupo agradou as plateias por onde passou com o repertório de fortes influências do sotaque do bumbtea-meu-boi (Orquestra, Matraca, Zabumba, Pandeirão e Pindaré), tambor de crioula e forró de caixa.

Este ano a companhia Marizés promete sacudir e balançar os palcos juninos da cidade e principalmente do Maranhão. Foram dezenas de ensaios, em busca da melhor apresentação. A criatividade e a inovação são os principais requisitos da companhia, aliada a vontade de valorizar a cultura da região.

“Através da música e da dança, o grupo pretende trazer a tona o lado mais prosaico da cultura popular, a capacidade do homem festejar sua alegria e mostrá-la através do ritmo e poesia” – destacou o presidente da companhia, Herbeth Gomes Júnior, que já promete novidades para esta temporada que só está começando.

 Herbeth ainda destaca que em um grupo formado por jovens, há também um aspecto social no trabalho que a Marizés vem desenvolvendo. Segundo o presidente, existe um processo de criação que segue os preparativos da companhia, envolvendo anualmente diversos jovens, que gostam de dança e música, ingressando na arte como meio expressão de ideias.

De acordo o presidente, a companhia criou em Bequimão, uma nova possibilidade de lazer e entretenimento, ganhando o espaço que poderia ser usado para as drogas, ou pela violência. Além disso, a juventude local tem a oportunidade de conhecer melhor e valorizar as manifestações culturais e sua região. Esses vínculos criados são fundamentais para preservação da identidade e da cultura popular.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo