BEQUIMÃO

Bequimão-MA: Prefeitura e ICMBio estudam incorporar povoado Ponta do Soares à Resex Itapetininga

Prefeito João Martins e representantes do ICMBio reuniram com moradores da comunidade, localizada ao norte do município

Reivindicada pela comunidade de Bequimão, no litoral norte maranhense, e com uma área de 16.786 hectares, a Reserva Extrativista Itapetininga deve beneficiar 1.100 famílias da região. Mas você sabe quais os benefícios de fazer parte de uma unidade de conservação ambiental como essa? Foi exatamente esse o questionamento que levou os moradores do povoado Ponta do Soares, no litoral bequimãoense a solicitar uma reunião com representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), subordinado ao Ministério do Meio Ambiente e parceiro da Prefeitura de Bequimão, na manutenção de ecossistemas e biomas.

Na última semana, os técnicos do ICMBio estiveram no município à pedido da gestão do prefeito João Martins, para tirar as dúvidas dos moradores de Ponta do Soares sobre o trabalho do instituto nas Unidades de Conservação (UC’s). A comunidade já havia manifestado o interesse em fazer parte da Reserva Extrativista Itapetininga há algum tempo e, graças à gestão participativa do município e a parceria do ICMBio, o encontro foi possível.

A reunião aconteceu na Unidade Integrada Ponta do Soares – Anexo Centrinho. O prefeito João Martins falou com satisfação sobre o interesse dos moradores em torno do assunto. Segundo ele, quem ganha com o desejo dos moradores da comunidade é o meio ambiente do município de Bequimão.

“Observar hoje o interesse dos nossos moradores em torno de um assunto tão importante como esse é extremamente gratificante. A comunidade de Ponta do Soares está localizada em uma região estratégica e importante para o fomento dessa consciência ambiental, dada a vasta riqueza em termos de fauna e flora que temos na região. É uma das comunidades do litoral do nosso município. Hoje estamos dando um grande passo, sem sombra de dúvidas, para a implantação dessa cultura de preservação em nosso município”, destacou, orgulhoso, o prefeito de Bequimão, ao participar do encontro.

A Reserva Extrativista Itapetininga tem como objetivo proteger os recursos naturais necessários à subsistência de populações tradicionais, respeitando e valorizando seu conhecimento, sua cultura e promovendo-as social e economicamente, além de conservar os bens ambientais costeiros prestados pelos manguezais e recursos hídricos associados, contribuir para a recuperação dos recursos biológicos, para a sustentabilidade das atividades pesqueiras e extrativistas de subsistência e de pequena escala.

Essa área do município de Bequimão é classificada como prioritária para a conservação. É caracterizada pela presença de estuários de altíssimo potencial pesqueiro, campos naturais, berçário de espécies marinhas, área de ninhais, área de lagos, presença de babaçuais, jaçurais, manguezais, aves ameaçadas, aves migratórias e pesca de grande importância social.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo