NOTÍCIAS

Bequimão inicia campanha de vacinação contra gripe

VA4

Mais de mil pessoas já foram imunizadas na campanha de vacinação contra a gripe que está sendo realizada pela Prefeitura Municipal de Bequimão. A ação começou no dia 04 de maio e, seguindo o calendário nacional, no dia 09, ocorreu o Dia “D” de vacinação. A meta é vacinar 5 mil bequimãoenses até dia 22 de maio, quando termina a campanha.

No Dia “D”, a equipe de saúde do município distribuiu pipoca, pirulito e picolé, para dar um incentivo a mais a quem procurava a vacina. O grupo prioritário para ser imunizado é formado por crianças de seis meses a cinco anos, idosos (maiores de 60 anos), pessoas com doenças crônicas, trabalhadores da área de saúde, mulheres que pariram recentemente (puerperas) e gestantes.

“Bequimão vinha de um histórico de não serem feitas as campanhas de vacinação. Mas nós sabemos a importância da prevenção de doenças, como algo essencial no serviço de saúde pública. Por isso, desde que iniciou nossa gestão, todas as campanhas de vacinação foram oferecidas à população do município”, destacou o prefeito Zé Martins.

VA1 VA4VA2 VA3

A vacina contra a gripe está disponível em todos os postos e unidades básicas de saúde de Bequimão. No Centro, a imunização está sendo feita na antiga Unidade Mista. “Nossa equipe está empenhada em atingir a meta. Queremos proporcionar o acesso a todo o grupo prioritário preconizado pelo Ministério da Saúde”, afirmou a enfermeira Cláudia Costa, que coordena a campanha.

IMUNIZAÇÃO

A vacina contra a gripe, que tem ação imunitária durante 12 meses, é o meio mais eficaz de prevenção da infecção gripal e das suas complicações, com a vantagem de não implicar riscos, pois é feita a partir de vírus inativados.

A gripe não é considerada uma doença grave, mas mata milhares de pessoas todos os anos. A doença evolui, em geral, de forma benigna, sem necessidades de grandes medidas terapêuticas; entretanto, pode complicar-se e aparecer sob formas mais graves como traqueobronquite ou pneumonia bacteriana secundária e, mais raramente, pneumonia primária à influenza, quase sempre mortal.

Matéria de assessoria

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo