casa » Arquivos do Altor: João Filho (página 5)

Arquivos do Altor: João Filho

Alunos do Curso de Mecânica de Motos, implantado por Fátima Araújo, já estão em aulas práticas

COMPARTILHE

Visando dar oportunidades a jovens e adultos das comunidades Vila Conceição/João de Deus e bairros vizinhos, a vereadora Fátima Araújo fez uma parceria com o Instituto Solidariedade & Ação (ISA) e o IEMA para implantação do curso de Mecânica de Motos. As aulas estão sendo ministradas na sede do ISA na rua 12 de julho, no bairro Vila Conceição.

As aulas práticas tiveram andamento na tarde desta quinta-feira (17) com os alunos que foram matriculados e estão fazendo o curso de Mecânica de Motos. Todas as aulas práticas são supervisionadas pelo professor Victor Serejo, e tem a carga horária de 120 horas. Após a conclusão do curso os alunos estão capacitados da o mercado de trabalho ou abrir o próprio negócio.

“Fico feliz em poder ajudar as pessoas com cursos de qualificação que vão abrir portas para o mercado de trabalho ou como empreendedor. Mecânica de Motos é um seguimento que está crescendo bastante e fazer um curso desse pelo IEMA enriquece bastante o currículo de qualquer profissional. Espero eu, que cada aluno esteja aproveitando bastante as aulas e se torne um grande profissional no futuro bem próximo. É pela educação e pelo conhecimento que vamos mudar os rumos deste Brasil”, destacou Fátima Araújo.

CURSO DE MECÂNICA DE MOTOS

O objetivo do curso é preparar profissionais para realizar manutenção de motocicletas, diagnosticar possíveis falhas e defeitos, bem como realizar reparos nos sistemas mecânicos e eletrônicos, seguindo normas e procedimentos técnicos, de qualidade, segurança e meio ambiente.

 

Deputado Gildenemyr participa do debate sobre AST do Centro de Lançamento de Alcântara

COMPARTILHE

O deputado federal Gildenemyr (PL) participou nesta sexta-feira, 18, do debate sobre o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas – AST, na Ordem de Advogados do Brasil, Seccional do Maranhão, no auditório da OAB/MA.

De acordo com o parlamentar, o governo brasileiro assegura que o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas prevê apenas a proteção da tecnologia a ser desenvolvida pelos dois países, Brasil e Estados Unidos, para o lançamento de foguetes e satélites a partir do Centro de Lançamentos de Alcântara (CLA).

“É de suma importância debatermos o assunto, pois, o trato entre os países estimulará o programa espacial brasileiro, visto que o insumo tecnológico para o desenvolvimento de satélites e foguetes provém dos Estados Unidos e o entendimento firmado por Brasil e Estados Unidos atende ainda aos preceitos da não proliferação de tecnologias de uso dual,”, explicou o deputado.

O debate foi idealizado pelas Comissões de Direito Internacional, de Direito Marítimo, Portuário e Aduaneiro, de Direito Difusos e Coletivos e pela Escola Superior da Advocacia, eles explanaram, sob a ótica técnica e jurídica, possíveis dúvidas acerca do pacto, como a entrada dele no ordenamento jurídico brasileiro e seus impactos no âmbito técnico/jurídico e econômico/financeiro para o estado do Maranhão e para o Brasil, assim como seus reflexos no cenário mundial.

Proposta do Deputado Gildenemyr isenta de IPI os veículos adquiridos por filantrópicas e igrejas

COMPARTILHE

A Câmara analisa o Projeto de Lei 3052/19 , que concede a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) os veículos adquiridos por entidades assistenciais e instituições religiosas.

De autoria do deputado Gildernemyr (PL-MA), essas entidades poderão usar o benefício uma vez a cada cinco anos. Se houver a venda do automóvel até três anos após a compra, o IPI deverá ser recolhido.

A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. “Para atender a população local, é nítida a necessidade de veículos para transportar voluntários, alimentos, cestas básicas, colchões, móveis e crianças”, disse o autor.

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Desesperado, Kabão usa seu último cartucho

COMPARTILHE

O último cartucho

A água já passou da boca e agora está no nariz. O náufrago, ex-prefeito de Cantanhede, José Martinho dos Santos Barros (Kabão) procura desesperadamente por um fio de cabelo para tentar fugir do afogamento político, que a cada dia que passa fica mais evidente.

Além de ter o grupo político diminuído gradativamente desde a sua saída da prefeitura em 31 de dezembro de 2016, com 80% de reprovação, o ex-prefeito tem que conviver com um pesadelo maior que a sua própria ambição em querer voltar ao comando de Cantanhede.

Zé Martinho como é conhecido na sua terra natal, tem perdido muitos aliados, entre eles, o ex-vereador e seu candidato à prefeitura de Cantanhede em 2016, Paulo Coelho e o atual vereador, Ribamar Lopes (PV).

Paulo Coelho assumiu a secretaria de Assistência Social do governo Ruivo e o vereador Ribamar Lopes passou a fazer parte da bancada de situação na Câmara de Vereadores.

Ao contabilizarmos as saídas da base política de Kabão, damos conta que já saíram do grupo político do ex-prefeito de Cantanhede vários suplentes de vereador e lideranças políticas. Também deixaram a base de Kabão, os atuais vereadores, Edmilson Marques, Emerson Costa e Jairon Dantas.

Hoje, a situação na Câmara de Vereadores é a seguinte: Na base aliada do prefeito Ruivo estão os vereadores: Jorismar Santos (PSD), Meire do Godô (PRP), Dércio Rodrigues (PP), Manoel Veras (PT), Alan Bajara (PDT), Dênis Roberth (PSB) e Ribamar Lopes (PV).

Aliados do empresário Maranhão, que figura como uma terceira via para as eleições de 2020, estão: Emerson Costa (PROS) e Jairon Dantas (PHS).

O vereador, Edmilson Marques (PSC) segue na linha da independência de grupo político. A vereadora, Rosa Uchoa (PRB) é hoje, a única aliada do ex-prefeito Zé Martinho, no parlamento municipal.

Abatido com a perda de muitos aliados, mergulhado no título de prefeito mais irresponsável da história política de Cantanhede, por ter deixado uma dívida de mais de 50 milhões de reais entre precatórios, INSS e previdência própria para o atual prefeito pagar e de ter deixado o município com uma carrada de inadimplências devido a não prestação de contas de vários convênios federais e estaduais, entre eles, convênios com INCRA, FUNASA, SECID, Ministério do Turismo, Secretaria de Estado da Saúde, Secretaria de Estado da Cultura, Projovem Campo e FNDE.

Zé Martinho é conhecido pelos modos operantes de humilhar até mesmo os aliados. Truculento e com atitudes de perseguição, tem em sua folha corrida uma fila inacabada de inimigos que construiu durante os seus 20 anos de mandatos em Cantanhede, sendo 4 anos como vereador, 8 anos como vice-prefeito e 8 anos como prefeito.

O empresário da noite ludovicense é dono da Choperia Kabão, uma espécie de inferninho no Anel Viário e dos restaurantes Conchas Bar e Oceanos Bar, na Avenida Litorânea, na capital maranhense, esse último adquirido e reformado no final do seu segundo mandato.

KABÃO perdeu a credibilidade por adorar bruxaria, constituir uma grande indústria de fofoca e pregar pesquisas falsas nos últimos anos. Em 2016, usou o instituto da amiga e publicitária, Dalva Lemos com a divulgação de pesquisas mentirosas.

A INOP ficou tão desacredita em Cantanhede, que o ex-prefeito resolveu usar este ano, a Exata como instrumento de manobra e lenha para seu projeto de poder.

Além das pesquisas fraudulentas, KABÃO resolveu apostar todas as suas fichas no apoio do Deputado Federal, Hildo Rocha. KABÃO e Hildo Rocha formaram nas eleições de 1996 e 2000, a chamada “dupla café com leite”, sendo Hildo o cabeça de chapa. Em 2004, quando KABÃO se preparava para suceder Hildo Rocha veio o maior ato de traição da história política de Cantanhede. Hildo Rocha deu uma rasteira por trás em KABÃO, que teve que ser socorrido no hospital São Domingos em São Luís para não chegar a óbito.

Entre 2004 e 2016, o município ficou dividido em duas alas políticas motivadas pela briga entre os dois caciques. Famílias, comerciantes, funcionários públicos e profissionais liberais foram perseguidos e KABÃO pregava nos quatro cantos do mundo que Hildo Rocha era o maior câncer da política mundial.

Em 2016, o rancor e o ódio de Zé Martinho por Hildo Rocha foram vencidos pela ambição de poder e KABÃO passou a rastejar e lamber as botas de seu maior inimigo.

Mas, em 2016, Hildo Rocha preferiu apoiar o então candidato Ruivo. Porém, a caminhada de KABÃO pelo apoio de Hildo Rocha teria um outro componente, a reconciliação passaria por um acordo financeiro entre os dois, ou seja, uma troca de favores.

KABÃO teria pago parte da dívida de campanha de Hildo Rocha de 2014. O parlamentar do MDB, é hoje, uma das alternativas para o grupo Sarney continuar respirando, para tanto, Hildo inicia uma investida de sondagem de intensão de voto do seu nome para ser o candidato ao governo do Maranhão em 2022.

Caso a trajetória de Rocha rumo ao Palácio dos Leões tenha algum sentido terá que viver em cima do muro, principalmente nos municípios onde tem raízes nas duas alas, como é o caso de Cantanhede.

Mesmo contrariando a legislação eleitoral, por sua conta e risco, Zé Martinho faz campanha abertamente pela zona rural de Cantanhede e em pronunciamento recente chegou a dizer que a reprovação de suas contas não o impedirá de ser candidato, disse chegar a 90% das intenções de voto e anunciou o apoio de Hildo Rocha ao seu projeto de retorno ao comando do município de Cantanhede.

O ex-prefeito falou também que a traição de 2004, teria sido a mau companhia que Hildo Rocha recebeu quando era presidente da FAMEM. Quando perguntado se irá apoiar KABÃO nas eleições de 2020, Hildo Rocha dá uma de João sem braços e sem pernas, afirmando:”as eleições ainda estão longe”, “não tem nada definido” ou “quem tem boca diz o que quer”.

Certo mesmo é que 90% do grupo de Hildo Rocha já disse que se ele se aliar ao ex-prefeito KABÃO irá sozinho. Em 2016, Hildo Rocha cozinhou o galo por seis meses até declarar apoio ao candidato Ruivo. Uma aliança entre Hildo e KABÃO pode literalmente ter o tiro do último cartucho saindo pela culatra.

A marola política tem água no convés e o empresário da noite, que dizia em 2008, que se fosse eleito iria fazer uma casa a cada mês com seu salário de prefeito está em uma verdadeira sinuca de bico, um beco sem saída, ou mato sem cachorro, pois além do derretimento de sua base eleitoral, das mais de trinta ações do Ministério Público, Zé Martinho dorme e acorda todos os dias com uma ampulheta no travesseiro.

Kabão teve três contas reprovadas pelo TCE (Tribunal de Constas do Estado), 2010, 2011 e 2013. A situação que está tirando o sono do ex-gestor é o fato de que no ano de 2010, ele fez o repasse para Câmara Municipal maior que o permitido constitucionalmente.

Este processo 3904/2011, Kabão perdeu até o momento, em todos os recursos e por unanimidade, restando somente o julgamento do recurso de reconsideração, que poderá acontecer a qualquer momento.

Se perder mais uma vez, caberá tão somente o recurso de revisão, mas que não altera o resultado e aí Zé Martinho passa a figurar como inelegível pelo TCE.

Reprovada no TCE, a prestação de conta irá para apreciação e voto da Câmara de Vereadores de Cantanhede. A Câmara terá um prazo de 60 dias para aplicar o rito e aí Kabão terá que ter oito votos na câmara para mudar o resultado.

Cantanhede sempre foi muito política e com certeza viverá mais um capítulo de grande audiência nos próximos dias. E como dizia o pai da emancipação política de Cantanhede, o deputado Líster Caldas: “Quem viver verá”.

Em parceria com a Prefeitura de Bequimão, Sebrae realiza palestra sobre Vendas

COMPARTILHE

Com o objetivo de melhorar o desempenho de profissionais que trabalham ou pretendem trabalhar com venda, o Sebrae-MA (Unidade Regional de Pinheiro) realizou, nesta quinta-feira (17), uma palestra sobre “Vendas: estratégias vencedoras para Bequimão”. A ação foi promovida com apoio da Prefeitura de Bequimão, por meio da Sala do Empreendedor.

A palestra foi ministrada pela consultora e instrutora do Sebrae/MA, Wanda Pereira, com a participação de 50 empreendedores e potências empreendedores. O evento aconteceu no auditório da escola Batutinhas, localizada na Rua Presidente Vargas, em frente à Praça Santo Antônio.

Participaram da palestra pequenos empresários, microempreendedores individuais (MEI), gerentes comerciais, autônomos e potenciais empreendedores, além do coordenador da Sala do Empreendedor e secretário de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins, o secretário Ademar Costa (Indústria e Comércio), e o agente de desenvolvimento, Valdecy Amorim.

Fotos: Reprodução

Prefeitura de Bequimão e MoqBeq continuam trabalhos para certificação das comunidades de Boa Vista, Iriritíua e Santa Tereza

COMPARTILHE

No domingo (13), as comunidades de Boa Vista, Iriritíua e Santa Tereza, em Bequimão, elaboraram documentação de autodeclaração como grupos remanescentes de quilombolas. Essa definição é requisito legal para o requerimento da certificação de comunidades quilombolas pela Fundação Palmares. Esse trabalho está sendo orientado pela Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, e pelo Movimento Quilombola de Bequimão (MoqBeq).

Nas reuniões, foram elaboradas as atas de autodefinição. Pela proximidade, as comunidades de Boa Vista e Iriritiua entraram em acordo e solicitaram coletivamente a certificação.

Participaram das reuniões o secretário municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins; a sociologia Andréia Rabelo, que fez um diagnóstico das comunidades e explicou como seria feito o processo de requerimento no cadastro geral, bem como a expedição do verificado de autorreconhecimento como remanescentes de quilombo. Ela representou o chefe regional da Fundação Cultural Palmares no Maranhão, Alan Ramalho.

Já foi realizada um encontro na comunidade de Pontal, mas falta a reunião final, para elaboração da ata de autodeclaração. Estão programadas reuniões nos povoados Águas Belas, Frexal, Monte Alegre e Monte Palma, que também buscam a certificação. Até agora, 11 comunidades de Bequimão já foram certificadas: Ariquipá, Conceição, Marajá, Pericumã, Ramal do Quindiua, Santa Rita, Sassuí, Sibéria, Juraraitá, Rio Grande e Mafra.

Prefeito Zé Martins esclarece informações sobre Semana do Bebê Quilombola

COMPARTILHE

O prefeito Zé Martins divulgou nota, nesta quarta-feira (16), esclarecendo informações que circularam em vídeo sobre a Semana do Bebê Quilombola. Confira a íntegra da nota!

NOTA

A bem da verdade e em respeito aos parceiros do projeto Semana do Bebê Quilombola, esclarecemos:

1. Em 2013, a Secretaria Estadual da Igualdade Racial (SEIR) convidou a Prefeitura Municipal de Bequimão para um trabalho que envolvesse a primeiríssima infância (crianças de zero a três anos). Foi, então, elaborado e começou a ser executado o projeto Semana do Bebê Quilombola, em parceria com a Fundação Josué Montello e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef);

2. Ainda em 2013, o prefeito Zé Martins sancionou a Lei nº 08/2013 (e não decreto), instituindo a Semana do Bebê Quilombola. Essa ação é pioneira no Brasil, uma vez que Bequimão foi o primeiro município do país a fazer o projeto voltado a crianças quilombolas;

3. O projeto mobiliza esforços de todas as secretarias municipais e dos órgãos parceiros. No segundo semestre de 2019, esse projeto ganhou novo impulso, com um trabalho mais bem articulado, na busca de resultados e mudanças nos indicadores sociais. Atualmente, Bequimão figura entre os oito municípios brasileiros que já concluíram mais desafios do Selo Unicef;

4. Por fim, a Prefeitura de Bequimão convida a população bequimãoense para a VII Semana do Bebê Quilombola, que será realizada de 25 a 30 de novembro de 2019.

Zé Martins
Prefeito de Bequimão

Foto/Doc: Arquivo / Prefeitura de Bequimão

Vereadora Fátima Araújo cobra agilidade no pagamento de emenda ao hospital Aldenora Bello

COMPARTILHE

Durante entrevista ao programa Câmara em Destaque, na Rádio Educadora AM, na manhã desta terça-feira (15), no Plenário da Câmara Municipal, a vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB) foi categórica ao cobrar da prefeitura de São Luís, o pagamento de uma emenda parlamentar no valor de R$100 mil reais destinada por ela ao hospital Aldenora Bello.

“Eu sempre tive essa preocupação com o hospital Aldenora Bello e sei da importância que essa casa de saúde tem para a sociedade, para o Maranhão e para o povo de São Luís. Sabendo das dificuldades que o hospital atravessa todos os dias, no início deste ano eu destinei uma emenda no valor de R$100 mil reais, mas até agora não pagaram. Eu sempre estou cobrando da prefeitura de São Luís, principalmente agora que o hospital está precisando em caráter de urgência”, destacou Fátima Araújo ao conversar com o repórter Jonas Mendes.

Ainda durante a entrevista, Fátima Araújo garantiu à direção do hospital que pode contar com seu apoio. A vereadora destacou que vai levar a campanha para as comunidades afim de ajudar ainda mais o hospital Aldenora Bello, que necessita da população maranhense, já que a casa de saúde existe para a população.

Fátima Araújo destacou ainda, que irá destinar outra emenda para o Aldenora Bello no valor de R$200 mil reais no final do ano. De acordo com a fala da vereadora, o hospital tem uma importância muito grande para a população maranhense e carece de apoio de todos, mas principalmente do poder público.

Gestão Zé Martins amplia em 62,5% a cobertura do “Criança Feliz”

COMPARTILHE

Nesse sábado (12), Bequimão comemorou o Dia das Crianças com importantes avanços na política de assistência social aos pequenos do município. A gestão do prefeito Zé Martins aderiu ao “Criança Feliz”, em 2017, com a finalidade de promover o desenvolvimento integral da primeira infância. O programa considera, ainda, a família e o contexto de vida das crianças na faixa etária de 0 a 6 anos.

De segunda a sexta, a equipe do “Criança Feliz” realiza visitas domiciliares na sede e zona rural de Bequimão. O grupo é formado por oito visitadoras, uma supervisora e uma coordenadora. A iniciativa faz parte das diretrizes do Marco Legal da Primeira Infância e já alcançou 42 comunidades no município. Foram 150 atendimentos contínuos realizados entre setembro de 2017 e agosto de 2019. A partir deste mês, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) pretende atingir a marca de 240 atendimentos, ampliando em 62,5% a meta de cobertura do programa.

A supervisora do “Criança Feliz” em Bequimão, Valdilene Gusmão, explica que a identificação das famílias se dá por meio de pesquisa no prontuário eletrônico do Sistema Unificado de Assistência Social (SUAS). Através dele, a equipe tem acesso a lista de beneficiários dos programas assistenciais do Governo Federal, como por exemplo o Bolsa Família.

“Acessando a Rede SUAS, nós identificamos as crianças e passamos a fazer o acompanhamento delas no dia a dia, dando orientações indispensáveis para o fortalecimento dos vínculos familiares e estimulando o desenvolvimento infantil. A adesão ao programa é voluntária e não garante a concessão de benefícios financeiros”, esclarece Valdilene Gusmão.

Além de gestantes, crianças de três anos e suas famílias beneficiárias do Bolsa Família, o “Criança Feliz” também tem como público alvo crianças de até seis anos e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e crianças de seis anos afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida protetiva prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Em Bequimão, a supervisora Valdilene Gusmão afirma não há nenhuma criança que se enquadre no último requisito do programa.

Mais assistência

A redução da taxa de mortalidade entre crianças dos mais variados perfis étnicos é mais um desafio que vem sendo superado a cada dia em Bequimão. A queda do índice aponta forte influência da Semana do Bebê Quilombola como instrumento transformador dessa realidade no município. Pioneira no Brasil, a mobilização social foi instituída pelo prefeito Zé Martins por meio da Lei n° 09 de 2013 e, desde então, tem contribuído com a proteção e o desenvolvimento de crianças de até seis anos nas comunidades remanescentes de quilombos.

O Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde do Brasil (DATASUS) indica que Bequimão reduziu em 35% o número de óbitos infantis por causas diversas, entre 2012 e 2017, ano da última atualização do índice. Na administração que antecedeu a gestão do prefeito Zé Martins, entre 2009 e 2012, 20 crianças não tiveram mais que um ano de vida. Já no primeiro mandato do prefeito Zé Martins, esse número caiu quase pela metade. Entre 2013 e 2017, foram registrados 13 óbitos infantis, sete a menos que o período anterior.

Fotos: Rodrigo Martins

Fátima Araújo entrega mais de 6 mil brinquedos para crianças bairros João de Deus e Vila Conceição

COMPARTILHE

A vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB), fez a festa e alegria da criançada ao entregar 6.500 brinquedos para crianças dos bairros Vila Conceição e João de Deus. No último sábado (12) a parlamentar entregou 3.500 brinquedos para as crianças que participaram da festa na Praça da Juventude no bairro João de Deus. Já no domingo (13) ela entregou 3 mil brinquedos para as crianças do bairro Vila Conceição/João de Deus.

Além da distribuição de brinquedos, as crianças receberam pipoca, refrigerante, algodão doce e puderam brincar a vontade. A equipe da vereadora Fátima Araújo instalou o projeto “Levando Alegria” e disponibilizou às crianças  pula-pula, piscina de bolinhas, castelo, túnel de bolinhas e arena pebolim.

No sábado (12) na Praça da Juventude a vereadora Fátima Araújo disponibilizou um passeio para as crianças na Carreta da Alegria, que percorreu as principais ruas e avenidas do bairro João de Deus, com animação de personagens infantis dentro e fora da carreta. Já no domingo (13) foi a vez das crianças do bairro Vila Conceição fazer o passeio na Carreta da Alegria, que saiu da rua 12 de Julho, passando pelas ruas Manto Sagrado, Riachuelo, avenida Santos Dumont e retornando a rua 12 de Julho novamente.

No domingo as crianças deram duas voltas na carreta, sendo que cada passeio levou 130 crianças. Fátima Araújo distribuiu 300 senhas para as crianças do bairro. No sábado na Praça da Juventude as senhas foram distribuídas até a lotação, respeitando as normas de trânsito.

“Estou muito feliz, sem palavras para explicar tanta felicidade em ver a alegria destas crianças. É uma festa que mexe com nossas emoções. Ninguém resiste o carinho de uma criança. Tenho certeza que estou feliz igual uma criança. Gostaria de poder fazer mais, mas nossas condições são pequenas, mas mesmo assim, estou fazendo esta festa com amor. Dia das Crianças mexe muito comigo”, destacou Fátima Araújo bastante emocionada.

No final Fátima Araújo agradeceu o apoio de sua equipe que esteve presente durante o evento e garantiu que em 2020 será bem melhor. Ela só pediu ao pai celestial muita saúde.