casa » Arquivos do Altor: João Filho (página 338)

Arquivos do Altor: João Filho

Acesso gratuito de ambulâncias na travessia de ferry-boat?

COMPARTILHE

VAI TER CULHÃO PRA ISSO DEPUTADO?

GGG1

O deputado Glalbert Cutrim (PRB) apresentou, nesta quinta-feira (19), durante sessão na Assembleia Legislativa, requerimento cobrando das autoridades competentes o cumprimento da Lei Estadual nº 9.926/13, que garante acesso gratuito de ambulâncias que estejam transportando pacientes na travessia do ferry-boat – destino Cujupe-São Luís e vice-versa. Glalbert afirmou que, recentemente, esteve reunido com prefeitos da região da Baixada e os mesmos disseram que, apesar da gratuidade estar garantida em lei, as empresas concessionárias do serviço continuam cobrando das ambulâncias valores referentes à passagem para travessia. O nobre deputado, precisa apenas saber, que são tantas falcatruas envolvendo essas empresas, que dar um livro.

“É inadmissível o que está acontecendo em relação a travessia de ambulâncias que, diariamente, transportam pacientes desta região de nosso estado para a capital São Luís. A lei que determina a gratuidade existe há dois anos e não está sendo cumprida. É necessário que a Emap e o próprio Ministério Público Estadual fiscalizem com rigor essas empresas no sentido de obriga-las a cumprir o dispositivo legal”, afirmou o parlamentar ressaltando que a cobrança irregular acaba onerando os cofres dos municípios e os próprios prefeitos.

“Neste caso, diante dessa cobrança indevida, são os prefeitos que pagam as passagens com o objetivo de garantir que os pacientes não sejam prejudicados”, completou. O deputado também deveria se preocupar com a segurança dos usuários, que compram passagem do mesmo jeito que se compra balinhas no Cantinho Doce, sem nenhum documento. Qualquer um atravessa via Ferry-Boat, apenas os carros são revistados. Eu falei carros. Os ônibus, vans e micro-ônibus que fazem a travessia não são revistados e acabam transportando objetos ilícitos. Outra coisa é com relação aos passageiros, as empresas vendem passagem sem documentação e não tem um controle de quantidade de passageiros que transportam. Se houver uma tragédia, ninguém vai saber quantas pessoas estavam na viagem.

PÁTIO NORTE

Ainda durante o seu pronunciamento na tribuna da Assembleia, Glalbert Cutrim, destacou a inauguração, na última terça-feira (18), do Pátio Norte Shopping, empreendimento localizado no município de São José de Ribamar e que está gerando milhares de novas vagas de emprego na Grande Ilha. Cutrim e o deputado Edilázio Júnior (PV) participaram do evento representando a AL.

“Este empreendimento corresponde a um investimento da ordem de mais de R$ 120 milhões que, além de gerar emprego e renda, oferta aos moradores da Ilha um mix de oportunidade de negócios, entretenimento e inclusão social. O grupo Canopus está de parabéns, assim como a administração do prefeito Gil Cutrim, que soube trabalhar para que o novo Shopping fosse construído no território ribamarense” – finalizou.

 

 

 

 

Eidimar pede recuperação de trecho da BR-135 na área Itaqui-Bacanga

COMPARTILHE

EEEII

A Câmara Municipal de São Luís aprovou, por unanimidade, indicação da vereadora Eidimar Gomes (PSDB), já encaminhada ao governador Flávio Dino (PC do B) e ao superintendente do Dnit, Gerard Fernandes, pedindo a imediata recuperação da BR-135, no trecho que passa pelos bairros populosos do Eixo Itaqui-Bacanga.

Na indicação, a vereadora Eidimar Gomes esclarece ao governador e ao superintendente do Dnit que a falta de conservação do trecho da BR-135 estar causando transtornos e prejuízos financeiros para milhares de motoristas que trafegam pela rodovia federal.

A vereadora Eidimar Gomes declarou que recebe pedidos para solucionar o problema de lideranças comunitárias, motoristas e pedestres dos bairros da área Itaqui-Bacanga. Segundo ela, as reclamações mostram que os motoristas dizem que não aguentam mais trafegar na rodovia que está cheia de buracos, principalmente depois do início das chuvas.

Para à parlamentar, além dos prejuízos aos motoristas e pedestres, a falta de conservação da BR-135 está provocando transtornos para o setor de logística de grandes empresas que se instalaram nas proximidades da área Itaqui-Bacanga, como a Vale e a Alumar, que usam a rodovia diariamente.

Vereadores reafirmam confiança e apoio no presidente Astro de Ogum

COMPARTILHE

AAAA1

Visando avaliar, juntamente com os seus pares, os dois meses e meio à frente do Legislativo Municipal, na noite desta terça-feira (17), o presidente da Câmara Municipal de São Luís – vereador Astro de Ogum – se reuniu com 25 dos 31 vereadores em um jantar na residência dele, no bairro do Olho D’Água.

Durante o encontro, os  vereadores reafirmam a confiança no trabalho e na disposição do presidente. Astro de Ogum explicou o cenário da Câmara e pediu compreensão, união e o apoio dos colegas que afirmaram está todos juntos em prol do Legislativo Municipal.

“Fico bastante lisonjeado em recebê-los, haja vista que a grande maioria atendeu o nosso chamado, que tem como objetivo dividir com cada um dos senhores, as decisões administrativas implementadas na casa” – ressaltou o presidente.

No encontro algumas deliberações foram tomadas, entre elas, a criação de comissões. A primeira, composta por cinco vereadores, irá a Brasília se reunir com a diretoria da Associação Brasileira de Câmaras Municipais – ABRACAN e terá como missão tratar assuntos de interesse do Legislativo Municipal na capital brasileira.

“Precisamos debater alguns temas pertinentes para a Câmara de São Luís,  incluindo, entre eles, a reforma política,  fixação de subsídios dos vereadores, limite de gastos com despesas de pessoal, vedação ao pagamento de verba de representação, base de cálculo para o repasse das câmaras, ausência de movimentação bancária nos pagamentos das câmaras, processos licitatórios, e outros assuntos relativos às prestações de contas”, informou Astro de Ogum.

Para tratar das vedações apresentadas durante o seminário promovido pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), no último dia 12, sobre práticas de gestão, uma comissão formada por 11 vereadores irá visitar o presidente do TCE, conselheiro Jorge Pavão, ainda está semana.

“Estamos preocupados com as informações que nos foram repassadas durante o seminário. Precisamos entender, por exemplo, qual o dispositivo legal faz com que o TCE vede o recebimento de 13º salário e verba indenizatória para as Câmaras Municipais, mas, em contra partida, os demais poderes legislativos, tanto na esfera estadual quanto federal, possam usufruir de tal benefício, já que a função de legislar é a mesma. Isso não fere o Princípio Constitucional da Isonomia?”, questionou o presidente.

Outras duas comissões também deverão ser criadas, uma para tratar sobre o novo Regimento Interno da Casa, que precisa se adequar a nova realidade da CM, hoje formada por 31 vereadores. A outra comissão será para tratar sobre o Projeto de Lei 230/2012, de autoria do presidente, que cria 400 placas de táxi em São Luís. A preparação para o lançamento do portal da Câmara e o ponta pé para a construção da nova sede, que acontecerá no próximo dia 24, também foram abordados.

“Este é um momento ímpar que estamos vivenciando. Essa forma compartilhada de administrar, inédita, permite com que possamos participar, de forma ativa, da administração daquela Casa”, afirmou o vereador Basileu.

Pensamento esse ratificado pelo vereador Honorato Fernandes. “É importante que façamos a avaliação dos dois meses de gestão, independente da cor das bandeiras partidárias. Todos nos precisamos, verdadeiramente, deixar nossa parcela de contribuição neste novo momento que a Câmara Municipal de São Luís está vivenciando”, finalizou Honorato.

Participaram do jantar os vereadores Pavão Filho, Pedro Lucas Fernandes, Ricardo Diniz, Basileu, Rose Sales, Josué Pinheiro, Barbosa Lages, Edmilson Jansem, Marquinhos, Estevão Aragão, Fábio Câmara, Pereirinha, José Joaquim, Osmar Filho, Ivaldo Rodrigues, Sebastião Albuquerque, Manoel Rego, Nato, Honorato, Luciana Mendes, Edimar, Chaguinha, Beto Castro. Estiveram ausentes os vereadores professor Lisboa, Barbara Soeiro, Gutemberg, Francisco Carvalho, Paulo Luiz e Roberto Rocha Júnior.

Vereador articula reunião para tratar da reforma no Centro de Zoonoses

COMPARTILHE

P14

O vereador Pedro Lucas Fernandes (PTB) se reuniu na tarde da quarta-feira, 18, com a secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, para tratar da reforma do Centro de Zoonoses, localizado no campus da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), em São Luís. Representantes de organizações que tratam de animais além dos vereadores Bárbara Soeiro (PMN), Marquinhos (PRB) e Basileu Barros (PSDC) acompanharam o parlamentar durante o encontro.

Segundo informações dadas pela titular da Semus, para reformar o Centro de Zoonoses serão necessários R$ 184 mil de acordo com projeto já aprovado. “A secretária Helena Duailibe nos garantiu que todos os esforços serão feitos para agilizar a reforma do Centro de Zoonoses” – disse o vereador.

O Centro de Zoonoses é responsável pelo controle de doenças relacionadas a animais em situação de abandono. Além disso, é o órgão responsável pela imunização dos animais domésticos. Segundo o vereador, o funcionamento do centro é essencial para a população.

“Isso é um ponto importante para tratarmos da questão dos animais que estão abandonados em nossa cidade e com o apoio das organizações que tratam desses animais, a Semus poderá contar com nosso apoio, para assim contribuirmos para resolver esse problema”.

Uma nova reunião com a Semus já ficou pré-agendada para o mês de abril com a participação dos vereadores e de representantes das organizações para tratar das ações necessárias antes do início das obras.

Dom Belisário se emociona ao receber título de Cidadão ludovicense

COMPARTILHE

D1

Em sessão solene realizada hoje (18) no plenário Simão Estácio da Silveira, na câmara municipal de São Luís, o Arcebispo Metropolitano de São Luís, Dom José Belisário da Silva, natural do Estado de Minas Gerais, e que já mora há mais de dez anos na capital maranhense, recebeu o título de cidadão ludovicense concedido pelo vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT). Em seu discurso na tribuna da câmara, Dom Belisário se emocionou e foi aplaudido ao falar dos desafios de sua carreira religiosa em terras maranhenses.

D2 D3 D4

“Chego ao final de minha fala. A partir de hoje (18), graças à benevolência desta casa legislativa que é do povo e, por tanto, é minha também – sou de fato e de direito cidadão de São Luís. Sei bem que não mereço. Sinto-me, porém, muito orgulhoso desse título. Obrigado senhores e senhoras vereadores! Obrigado, em especial, ao auto da proposição, Ivaldo Rodrigues” – finalizou Dom Belisário, que ainda agradeceu todos os presentes no plenário.

D5 D6 D7

Na abertura da sessão, o vereador Ivaldo Rodrigues, que presidiu a mesa, falou da emoção de poder está ao lado de uma das pessoas mais importantes na reconstrução da igreja católica em São Luís, que seria Dom Belisário. “Quero dizer a vossa excelência, Dom Belisário, que o que me tocou muito para que o senhor pudesse receber esta homenagem, foi minha formação pessoal que começou dentro da igreja. Minha formação ética, pessoal e de caráter, começou dentro da igreja de Nossa Senhora Sagrado Coração de Jesus, na cidade de Pinheiro, onde comecei como seminarista. É claro que aliado a herança genética de minha família. Juntando tudo isso, eu tenho hoje nutrido em minha personalidade, que me permitiu não desviar do caminho, que eu acredito profundamente está no caminho certo” – disse o vereador Ivaldo Rodrigues ao discursar na tribuna da câmara.

D8 D9 D10

A mesa foi composta pelo presidente em exercício, vereador Ivaldo Rodrigues (Autor da proposição), vereadores José Joaquim (PSDB) e Raimundo Bazileu (PSDC), Reverendíssimo Dom José Belisário (Arcebispo de São Luís e homenageado), Secretária de Saúde de São Luís, Drª Helena Duailibe, Dom Gilberto Pestana (Presidente Regional da 5ª CNBB) Bispo de Imperatriz e Reverendo Pe. Ricardo.

D10 D11 D12

Estiveram presentes também, os vereadores Marquinhos (PRB) e Eidimar Gomes (PSDB), além do prefeito e vice de São Bento, Carrinho e Isaac Dias Filho, respectivamente, Geraldo Castro Sobrinho (Secretário de Educação de São Luís), imprensa local em geral e dezenas de representantes de igrejas católicas da grande Ilha.

Clima esquenta na câmara municipal de São Luís

COMPARTILHE

ivd

O clima esquentou hoje na sessão do plenário da câmara municipal de São Luís, entre os vereadores Ivaldo Rodrigues (PDT) e Luciana Mendes (PTdoB). O motivo foi um requerimento feito pela vereadora Luciana, que pede ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), viabilize estudo de adequação na área do terminal de transporte urbano do Anel Viário, sem a retirada injustificada dos vendedores ambulantes, que segundo a vereadora, exercem suas atividades legalmente com permissão do poder municipal. Até ai tudo bem.

Mas quando a vereadora Luciana Mendes culpa o prefeito pela desorganização em vários pontos da ilha, onde os vendedores ambulantes tomam conta da cidade e ainda se diz a favor de barracas em todo canto da cidade, a resposta veio de imediato. O vereador e vice-líder do governo na câmara, Ivaldo Rodrigues, rebateu as acusações de Luciana e disse ser contra qualquer desordem que venha denegrir a beleza estética de São Luís.

“Sou contra barracas sem padronização em qualquer lugar de São Luís. Não dar pra aceitar que em uma praia tão linda quanto à litorânea, tenha virado um camelódromo a céu aberto. Essa retirada desses vendedores ambulantes é ordem ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão e não pelo prefeito. Todo mundo respeita o Ministério Público, só os camelôs que não vão respeitar? Se for para padronizar eu sou a favor da permanência. Essa história de regularização, só existe na cabeça do presidente da categoria”- finalizou Ivaldo.

Após o debate, o vereador Ivaldo Rodrigues pediu vista do requerimento por 72 horas. Mesmo afônico, o vereador pedetista pediu a palavra mas foi interrompido várias vezes por Luciana, que só parou quando Ivaldo bateu na mesa e disse que se não tivesse o direito da fala, desligaria o microfone e deixaria ela falar a vontade. Falando apenas três minutos, o vice- líder mostrou porque está vereador há três mandatos.

Aprovado projeto de lei de combate aos maus tratos contra animais domésticos

COMPARTILHE

xx4

A Câmara Municipal de São Luís acaba de aprovar um projeto de lei de autoria do vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) que institui a Semana de Conscientização e Incentivo ao Combate aos Maus-Tratos a Animais Domésticos. Após esta fase a matéria está sendo encaminhada para o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PTC), que poderá sancionar a proposta transformando-a em lei. Caso contrário o projeto aprovado retorna ao Legislativo para ser sancionado, passando a vigorar como lei.

A semana de combate aos maus-tratos contra animais a ser comemorada anualmente na primeira semana do mês de outubro terá por objetivo “realizar eventos e divulgação na mídia com o objetivo de esclarecer, orientar, alertar, incentivar e conscientizar sobre a importância sobre a importância do Combate aos Maus-Tratos a Animais Domésticos”. Caso seja instituída esta semana passará a constar no calendário oficial de eventos do município.

Ao explicar a essência da proposição Ivaldo Rodrigues afirma que a intenção é procurar sensibilizar a população para prevenção de maus tratos contra os animais.

“Estamos dessa forma fazendo com que as pessoas possam ter um pouco mais de carinho e sensibilidade para com os animais, vítimas inocentes de pessoas mal intencionadas que não respeitam a natureza e tratam os animais como se eles não fizesse parte da família brasileira” – finalizou Ivaldo Rodrigues.

 

 

Sebrae realiza oficina de projeto para piscicultura na Baixada

COMPARTILHE

llllllllllllllllllllllllxxx

Piscicultores, empreendedores e técnicos de piscicultura atuantes na Baixada Maranhense foram reunidos numa série de oficinas de estruturação do projeto Desenvolvimento da Piscicultura na Baixada, a ser desenvolvido pelo Sebrae Maranhão nos próximos três anos. As oficinas foram realizadas no período de 02 a 06 de março nos municípios de São Bento, Bequimão, Santa Helena e Pinheiro, contando também com representantes das secretarias de Agricultura dos municípios envolvidos.

O público-alvo dos encontros foram os piscicultores da região que, desde 2009, vem sendo atendidos pelo Sebrae através do atendimento individual e, agora, poderão contar com um projeto que vai trabalhar o desenvolvimento desta atividade econômica na região, com previsão de início para 2015 e encerramento em 2017. Para dar início às atividades do projeto, é necessário que ele seja contratualizado entre o Sebrae e parceiros, definindo questões como gerenciamento, monitoramento, avaliação e acompanhamento das atividades da piscicultura regional.

As oficinas foram acompanhadas pelo gerente de Agronegócio do Sebrae no Maranhão, Valter Monteiro; a gerente da Regional do Sebrae em Pinheiro, Rosa Amélia Borges; secretários de Agricultura e presidentes das Associações dos Piscicultores dos municípios envolvidos. De acordo com Rosa Amélia, o próximo passo do projeto, após as oficinas de estruturação, será a assinatura do acordo de resultados, juntamente com parceiros locais, em data a ser definida posteriormente.

Segundo o analista do Sebrae responsável pelo projeto, o gestor Raimundo Júnior, nos últimos anos, é possível identificar o crescimento da produção do peixe na Baixada em 30%, ampliando a renda dos produtores em até 70%, saindo de uma produção de cerca de 2 toneladas para quase 3 toneladas por ano. “Foi registrada também uma queda na mortalidade dos alevinos em 30%, contribuindo para o fortalecimento da atividade familiar”, ressalta o gestor do projeto.

Ação Civil Pública é ajuizada contra o prefeito de Humberto de Campos

COMPARTILHE

Deco

A sensação de impunidade toma conta da grande maioria daqueles que fazem parte da classe política brasileira. Essa é a dura, porém triste realidade que podemos chegar ao analisar as práticas administrativas na gestão administrativa no município de Humberto de Campos, sob o comando do prefeito Raimundo Nonatos dos Santos, o “Deco”. Senão vejamos:

No dia 12 de março do ano passado, o promotor de justiça Carlos Augusto Soares ajuizou Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa, pedindo o afastamento do prefeito e a indisponibilidade dos bens dele, por suspeita de fraude em licitações. O prefeito foi acusado de desviar o recurso que deveria ser usado na construção de praças na cidade, oriundos de convênios com o governo estadual.

Diante da farta documentação probante, por um prazo de 90 dias, o prefeito foi afastado do cargo por decisão judicial. A medida liminar assinada pelo juiz Lúcio Paulo Fernandes Soares, determinou que o vice-prefeito Augusto César Fonseca Filho fosse empossado.

Naquela oportunidade, ao investigar os processos de licitação, foi detectado que não constavam no edital as condições de recebimento do objeto licitado; as condições de pagamento dos serviços executados; e tampouco o projeto básico, que deveria ser anexado ao edital. Além disso, o MPMA constatou que o endereço da construtora, no município de Raposa, era fictício. No local, onde deveria funcionar a sede da empresa, existia uma residência particular. E mesmo diante de provas irrefutáveis,  “Deco” conseguiu retornar ao cargo, por força de uma medida liminar, assinada pelo desembargador Vicente de Castro.

O engraçado é que não satisfeito com todo o imbróglio que figurou como ator principal no ano passado, de forma reiterada, ou seja, com similitude no modus operandi, no último dia 11, uma nova Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa fora ajuizada contra o prefeito, os secretários municipais de Educação e de Obras e, ainda, dos membros da CPL e dos sócios da empresa beneficiada pela fraude.

O promotor usou o mesmo argumento fático, ou seja, fraude em licitação, mas desta feita para construção de uma quadra poliesportiva. De acordo com os levantamentos do Parquet Estadual, todo o processo de licitação Convite nº. 032/2013 para construção de uma quadra poliesportiva, no povoado Taboa não passa de uma simulação, engendrado tão somente para legitimar a contratação direcionada da empresa J K Santos Construções e Comércio Ltda., cuja sede estaria localizada na Rua 9, nº. 65 – Cohatrac IV, São Luís/MA.

“Com intuito de verificar a existência da sede da empresa, desloquei-me, pessoalmente, e constatei tratar-se, apenas, de uma casa residencial. Não há sequer placa que identifique alguma empresa no local”, explicou o promotor. Prosseguindo nas diligências, ainda segundo Soares, este foi na área em que a quadra deveria está construída, onde verificou a existência tão só de um muro parcialmente construído, tomado pelo mato, sem material de construção, sequer, muito embora os R$ 143 mil reais já tivessem sido pagos.

Ao tomar conhecimento das ações do Ministério Público, mais que depressa, o prefeito estaria tentando maquiar a realidade dos fatos, ou seja, em menos de 24 após as inspeções feitas pelo promotor, a Prefeitura teria contratado um indivíduo conhecido como “Inacinho”, de maneira ainda não esclarecida, para providenciar a construção da quadra, e este, por sua vez, contratado vários pedreiros para efetivar a construção.

“Não resta dúvida que o prefeito vem tentando modificar o estado de fato das coisas no local, a saber, vem promovendo a construção, às pressas, da quadra poliesportiva, gerando ainda mais prejuízos ao erário, pois, além de pagar mais uma vez por obra que já deveria estar pronta, ainda o faz por meio de empresa ou pessoa contratada de maneira nebulosa, empregando para isso veículos que se encontram a serviço da Prefeitura Municipal”, finalizou Soares.

A justiça daquele município deverá se pronunciar nos próximos dias. De acordo com o art. 37, 4º da CF,  “os atos de improbidade administrativa importarão na suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário, na forma e gradação previstas em lei, sem prejuízo da ação penal cabível”. É aguardar pra vê.

Texto: Itamargarethe Corrêa Lima

 

Prefeito Carrinho demite cinco secretários em São Bento

COMPARTILHE

ccccaaaaO prefeito de São Bento, Carrinho Muniz (PSDB), que está mais perdido que cego em tiroteio, fez uma demissão coletiva de secretários municipais na manhã desta quinta feira (12). A decisão foi tomada após uma série de denúncias, informando que cinco secretários do município estavam criando um “grupão” político para desestabilizar a administração municipal, o que forçaria o prefeito a recuar diante de uma pretensa candidatura a reeleição e indicasse um desses secretários à sua sucessão. Pode até ser, mas Carrinho sabe que só pisará na prefeitura de São Bento a partir de janeiro de 2017, se Isaac Dias Filho (PTB) conseguir uma boquinha para ele. Perdido, Carrinho é mais um dos prefeitos eleitos em 2012, que não aguentou o peso da camisa de gestor.

Segundo a prefeitura, várias reuniões foram realizadas com esse grupo desde o final do ano passado que eram encabeçado pelos secretários Hideraldo Aragão, de Administração; Ademias Medeiros Costa de Agricultura; Nilsinho Braga de Cultura e Turismo; Júlio Câmara de Meio Ambiente e Daniel Pereira do departamento de limpeza da cidade. Todos foram demitidos diretamente pelo prefeito, após uma reunião, onde o próprio Carrinho ouviu atentamente os argumentos de cada um e afirmou não tolerar pressão e muito menos traição de integrantes da sua administração.

Segundo informou um assessor do prefeito, essas secretarias eram as que mais apresentavam problemas na esfera administrativa. Várias denúncias já haviam sido feitas ao prefeito, sobre uso indevido de equipamentos e da estrutura dessas pastas, comprometendo significativamente o atendimento à população. O certo mesmo, é que quando o jogador é ruim, até a chuteira atrapalha. E foi isso que aconteceu com Carrinho. Issac Dias Filho agradece pela tolice. Só lembrando, que Drº Isaac Dias, foi quem deu essa chance à Carrinho e o bicho ainda joga fora.

Desde quando decidiu pela exoneração desses cargos de confiança, o prefeito Carrinho Muniz já tinha confirmado a composição do seu novo secretariado que deve ser formado por: Jaldir Pinheiro – Administração; Heros Azevedo Sampaio – Cultura e Turismo; André Neto – Agricultura; Benatan Brenha – Departamento de Limpeza. Quanto ao secretário de meio ambiente, o prefeito já formulou o convite ao um aliado e está apenas aguardando a sua decisão.

As denuncias eram antigas e muitos esperavam a tempo que o prefeito tomasse uma decisão. Um vereador aliado disse que espera finalmente que o prefeito assuma a prefeitura e as suas funções de prefeito de São Bento! E os atrasos de salários, são culpas dos secretários demitidos? Peraí, me compre uma piaba, Carrinho!