casa » Arquivos do Altor: João Filho (página 280)

Arquivos do Altor: João Filho

Prefeito de Mirinzal visita superintendente do Sebrae, João Martins

COMPARTILHE

Na tarde desta sexta-feira (15), ao visitar o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, o bequimãoense João Martins, o presidente do Consórcio de Desenvolvimento Regional do Litoral Ocidental e Floresta dos Guarás (Conguarás), Amaury Almeida – que também é prefeito do município de Mirinzal, recebeu boas notícias. Em fevereiro, o Sebrae lançará o Projeto de Desenvolvimento Econômico Territorial do Litoral Ocidental que se propõe a dinamizar a economia de dez municípios do território por meio do atendimento aos pequenos negócios com vistas ao fortalecimento das vocações produtivas e do empreendedorismo para transformar a realidade local.

O DET Litoral Ocidental será implantado nos municípios de Mirinzal, Bequimão, Central do Maranhão, Guimarães, Porto Rico, Cedral, Cururupu, Bacuri, Serrano do Maranhão e Apicum-Açu com ações para desenvolver o comércio, a produção agrícola e pesqueira, além do turismo. “A partir da próxima semana, irei pessoalmente visitar cada um dos municípios para convidá-los ao lançamento desse projeto”, informou João Martins a Amaury Almeida que, na reunião, esteve acompanhado pelo diretor do staff da Reitoria do IFMA, Agenor Almeida.

Além de dinamizar a economia da região, o projeto do Sebrae vai dar suporte para um estudo a ser elaborado pela instituição sobre os impactos socioeconômico advindos com a construção da ponte sobre o Rio Pericumã, que ligará os municípios de Bequimão e Central do Maranhão. A proposta do estudo foi apresentada pelo Sebrae ao secretário de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto, para possível parceria com o Governo do Estado com objetivo de despertar o potencial empreendedor na população da região.

“Esse estudo será realizado pelo nosso Observatório Sebrae, um canal que temos de pesquisas e estatísticas socioeconômicas. O DET ajudará, também, na preparação da população para aproveitar os aspectos positivos dessa obra em favor da economia da região, preparando novos empreendedores que futuramente irão gerar trabalho e renda”, aponta Martins.

Apoio irrestrito

Durante a reunião, o presidente do Conguarás, Amaury Almeida, se comprometeu em ajudar o Sebrae na articulação junto aos municípios integrantes do Conguarás para apoiarem o DET Litoral Ocidental. “Qualquer ação desenvolvimentista para a nossa região é extremamente válida, principalmente sendo protagonizada por uma instituição com o peso do Sebrae. Certamente, o Conguarás será um grande parceiro do Sebrae em mais esta empreitada na nossa região”, declarou.

Aproveitando a sua visita ao Sebrae, Amaury Almeida conversou com João Martins sobre a expansão das ações da instituição no município de Mirinzal. “Queremos implantar a nossa Sala do Empreendedor, um espaço que irá facilitar a vida dos empreendedores do município, reunindo em um único lugar informações sobre abertura e fechamento de empresas, além de tributos e outras. E a parceria com o Sebrae é essencial para isso”, colocou Amaury Almeida.

“Viemos aqui para estreitar essa relação do município de Mirinzal com o Sebrae porque cremos que a instituição tem respaldo, conhecimento, sabe desenvolver muito bem os seus projetos e traz resultados significativos para os municípios”, atestou o prefeito.

DO BLOG DO D’EÇA

Prefeito Zé Martins assina convênio para calçamento em bloquetes na Cidade Nova e Estiva

COMPARTILHE

O prefeito de Bequimão, Zé Martins, assinou convênio com a Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (SECID) para calçamento em bloquetes de ruas dos bairros Cidade Nova e Estiva. Serão quase 3km de vias urbanas recuperadas, com investimentos da ordem de R$ 1.522.500,00.

Moradores que convivem diariamente com poeira, no período seco, ou lama, quando chove, serão beneficiados diretamente com a obra.  Na Cidade Nova, três ruas extensas receberão os bloquetes: a Rua das Flores, que começa em frente à Assembleia de Deus, na Rua Barão do Rio Branco; a Rua Isaque Martins; e a Rua Princesa Isabel.

Na Estiva, os bloquetes serão colocados em duas ruas que dão acesso ao bairro e onde moram centenas de pessoas: a Rua da Marinha, que é continuidade da Rua Vitorino Freire, no Centro, e a Rua 07, principal via do bairro.

“Com esse calçamento, vamos melhorar as condições de tráfego nessas ruas, diminuir a poeira e deixar essas vias mais bonitas. A pavimentação com bloquetes tem a vantagem de absorver menos calor do que o asfalto e é mais ecologicamente correto, porque permite a infiltração de água da chuva, entre outros benefícios”, explicou o prefeito.

O convênio assinado pela secretária das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Flávia Alexandrina Coelho Almeida Moreira, e o prefeito Zé Martins prevê o repasse de R$ 1.450.00,00 pelo Governo do Estado e a contrapartida de R$ 72.500,00 da Prefeitura Municipal de Bequimão. A próxima etapa é a licitação da obra.

DO TRIBUNA DE BEQUIMÃO

Boi Estrela de Bequimão foi indicado ao Prêmio Universidade FM em duas categorias

COMPARTILHE

Pela primeira vez, o Bumba-meu-boi Estrela de Bequimão foi indicado ao Prêmio Universidade, premiação realizada anualmente pela Rádio Universidade FM, para homenagear os principais destaques da música maranhense. O Boi de Bequimão concorreu em duas categorias: Melhor CD de Bumba Boi, com o álbum “31 anos de tradição”; e Música do Ouvinte, com a canção Jóia Rara, que teve participação especial do cantor Alê Muniz.

Na categoria Melhor CD, o Boi Estrela ficou em terceiro lugar, ficando atrás apenas do Boi da Maioba e Boi da Madre Deus, que são bois de matraca. “Podemos dizer que fizemos o melhor álbum no sotaque de orquestra. Só em estar concorrendo, entre os maiores e mais tradicionais grupos do Maranhão, já nos enche de orgulho e nos anima para continuar esse trabalho”, garantiu o presidente do bumba-meu-boi, Tonho Martins (Pôca).

RELEMBRE A MATÉRIA QUE FOI VEICULADA NO JORNAL O ESTADO DO MARANHÃO, NO DIA 07 DE JUNHO DE 2015

Um registro do que há de mais autêntico no sotaque de orquestra: os metais solam em todas as toadas, mostrando a sonoridade registrada nas décadas de 1980 e 1990. Essa é a essência do álbum “31 anos de tradição”, o oitavo registro fonográfico do bumba meu boi Estrela de Bequimão, grupo do município homônimo, que fica a 54 km de São Luís.

O grupo, que gravou três LPs e está no quinto CD, traz neste álbum a participação especial do cantor Alê Muniz. “Já tenho uma relação legal com o boi de Bequimão, a família da Luciana (Simões, cantora e esposa de Alê), é de lá e é muito envolvida com as coisas do boi. Então, me senti em casa e fiquei muito feliz com o convite porque gosto de cultura popular, sou envolvido, participo”, diz Alê Muniz, que foi convidado para cantar a toada “Joia Rara”, do compositor bequimãoense Nonatinho.

Para Tonho Lemos Martins, um dos diretores do Boi Estrela de Bequimão, o CD é uma reafirmação da identidade do grupo. “Temos o cuidado de nos policiar, pelo que vem acontecendo com outras brincadeiras, que muitas vezes, sem perceber, acabam perdendo a sua identidade”, ressalta Tonho Martins.

A resistência do grupo para se manter próximo ao seu estilo original também se reflete na manutenção do cordão de fitas, cada vez menos presente nos bois de orquestra, e em indumentárias sem muito luxo para índias e vaqueiros – sem comprometer a beleza e a criatividade dos brincantes, que se transformam em artesãos para bordar suas próprias roupas.

“Para muitos grupos (de bumba meu boi do sotaque de orquestra), estas mudanças nada mais são que a modernização da brincadeira e eles até desejam acompanhar estas mudanças, mas vejo isso com muita tristeza, pois gosto do tradicional”, diz Alê Muniz.

TOADAS O boi de Bequimão traz nas letras das toadas as temáticas da fé religiosa, o amor, a cultura do seu povo e a própria lenda que deu origem ao auto do boi. No CD “31 anos de tradição”, os compositores e cantadores Germano, Lucas Gomes, Luís, Germaninho, Dico e Nonatinho se dividem em 12 faixas inéditas, entre elas “Chegou Boi”, “Lindos Canários”, “Proteção Divina” e “Melhor da Baixada”, única que já foi executada nos arraiais.

Os músicos experientes precisaram de três finais de semana seguidos de ensaio para entrar em estúdio e gravar o CD em apenas dois dias. O cantor Alê Muniz se juntou ao batalhão, aceitando prontamente o convite da direção da brincadeira. “Nós recebemos um presente do Alê Muniz, que fez uma participação especial, interpretando a toada ‘Joia Rara’, do compositor bequimãoense Nonatinho”, relembra Tonho.

O ensaio dos músicos durou três semanas, mas para índias e vaqueiros campeadores a preparação começou bem antes, ainda no mês de fevereiro. É o tempo necessário para que as coreografias estejam bem sincronizadas para a principal festa da cultura maranhense. “Por já ter 31 anos, o Boi Estrela de Bequimão se inseriu no folclore maranhense como um dos pilares do bumba meu boi de orquestra tradicional. Da Baixada e Litoral Ocidental, foi o primeiro”, garante, orgulhoso, o diretor da brincadeira.

HISTÓRIA Fundado em 1984, o bumba meu boi Estrela de Bequimão foi pioneiro na Baixada e Litoral Ocidental maranhense no sotaque de orquestra. O pai do atual diretor, Tonho Martins, chamou para uma reunião os amigos Lucas Gomes, Paulo Campos, Valber Almeida (Vadico), João Almeida (Joca Mucura), Denilson Martins, Antonio Inácio Rodrigues e Raimundo João Macedo. Era um grupo que já montava nos carnavais o bloco tradicional “Estrela do Samba”.

A ideia, então, era criar uma brincadeira para o período junino, que sempre foi marcado por festejos animados no município de Bequimão. No início, eram reaproveitadas as fantasias do Carnaval. As melhorias foram surgindo da maneira como acontece até hoje, segundo os organizadores, com a ajuda da comunidade, de alguns parceiros e com a proteção divina.

DO TRIBUNA DE BEQUIMÃO

 

Governo adota projeto do vereador Armando Costa para combater Aedes Aegypti

COMPARTILHE

Para melhorar os serviços de atendimento às denúncias da população sobre criadouros do mosquito Aedes Aegypti – transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika vírus -, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), montou uma equipe exclusiva para atender as denúncias.

Agora, os maranhenses podem denunciar possíveis focos de reprodução do mosquito pelos telefones (98) 3268-6286 e 3268-6585. Os atendimentos são realizados de segunda a sexta-feira, exceto aos feriados, sempre das 8h às 12h e das 14h às 18h.

O serviço de denúncia dos focos do mosquito por telefone é uma lei municipal (LEI nº Lei nº 237/2011) de autoria do Vereador Armando Costa (PSDC), o Vereador Comunitário, adotada pelo executivo estadual na tentativa de sanar uma epidemia das doenças causadas pelo mosquito.

Para o vereador, a implantação desse serviço a nível estadual é mais uma conquista da população maranhense. “O Disque Dengue vai melhorar e o combate e, possivelmente, vamos vencer a guerra contra o Aedes Aegypti”, destacou Armando Costa.

Texto: Tarcísio Brandão

 

Final do Campeonato de Peri-Mirim coloca mais torcedores no Estádio que a Primeira Divisão do Futebol Maranhense.

COMPARTILHE

A final do Campeonato Perimiriense de Futebol, realizada nesta segunda feira (18) no Estádio Deusdete Gamita Campos, levou milhares de torcedores e lotou as arquibancadas. Uma rodada dupla, onde houve duas decisões, tanto na primeira divisão, quanto na divisão de acesso. Na preliminar a Escolinha sub18, denominada Peri-Mirim Atlético Clube (PAC) sagrou-se campeã em cima do Vila Verde, do bairro Portinho. No tempo normal, o jogo ficou empatado em 1×1. Nas penalidades máximas, o PAC venceu por 4×2 e conquistou o título e o acesso a primeira divisão de 2016.

WP_20160118_20_33_49_Pro[1] WP_20160118_20_31_40_Pro[1]

Organizado pela Liga Esportiva de Peri-Mirim, com o apoio exclusivo da prefeitura municipal, através do prefeito João Felipe (PT), o campeonato da primeira divisão também conheceu seu campeão de 2015. O União de Curitiba enfrentou o Portinho e conquistou o caneco. No tempo normal, o jogo ficou o empate de 2×2, com destaque para o Jogador Hall, que balançou as redes duas vezes. Nos pênaltis o União venceu por 4×3 e levantou a taça.

WP_20160118_21_31_02_Pro[1] WP_20160118_22_28_52_Pro[1]

A Premiação para o campeão foi R$2.500 e para o vice R$1.500. O prefeito João Felipe esteve presente ao estádio, assim como o secretário de Esportes, Neto Abreu, que participou da entrega de premiações.

Para o prefeito, o grande público ao estádio mostra o quanto o povo de Peri-Mirim valoriza sua tradição. “Esta é a prova de trabalho feito com seriedade. Os contras achavam que o campeonato não iria acontecer. Fizemos a segunda e primeira divisões e tai o resultado. Casa cheia e um público satisfeito com o evento” – disparou o prefeito. Já o secretário Neto Abreu, mostrou com gestos, que os resultados só aparecem com trabalho. “Nossa missão está sendo cumprida a risca. Temos dificuldades, enfrentamos crise, mas o trabalho não pode parar. Nosso povo gosta de futebol. Temos nossa seleção fazendo uma campanha histórica e muitos atletas da terra se destacando” – disse.

WP_20160118_22_58_02_Pro[1] WP_20160118_20_34_04_Pro[1]

O jogo da final do campeonato foi realizado no período da noite, haja vista que o Estádio tem iluminação e um gramado em perfeitas condições para a prática do futebol. A festa de são Sebastião, começou justamente nas arquibancadas, como mostra o vídeo abaixo.

FICHA TÉCNICA DAS FINAIS

DIVISÃO DE ACESSO:

PAC – Ivan, Terezinho, Joel, Wildson, Thalyson (Rany), Marcos (Evanilson), Aldair, Elismar (Tonilson), Tatá, Cabôclo e Oziel. TEC: Pastor Manoel.

VILA VERDE – Laylton, Devinho, Maicon, Maicon I, João Victor, Madeu (Roberval), Leandro, Anderson, Bito (Lhego), Thiago (Rony) e Bismark. TEC: Mendelson Melo.

PRIMEIRA DIVISÃO:

PORTINHO – Beto, Djadielson, Lucas, Thiago (Nhôgo), Marlon, Douglas, Josmar, Cara de Gato e Lineker (AD), Vinícius (Jojó) e Kleber Pereira. TEC: Zeca de Tonho.

UNIÃO DE CURITIBA – Santêro, Maicon (Jandiá), Josias, Kleyton, Thiago, Leno (Danilo), Guell (Hiltinho), Wescley, Santana (Roque), Hall e Bolego. TEC: Vavá.

ESTÁDIO: Deusdete Gamita Campos – Peri-Mirim/MA

BLOG DIEGO EMIR: Em Bequimão, prefeito mantém hospital de 20 leitos sem ajuda do Governo do Estado

COMPARTILHE

Enquanto a maior parte dos hospitais de 20 leitos construídos no governo Roseana Sarney está fechando as portas por falta de recursos, a Prefeitura de Bequimão mostra que é possível manter um atendimento de qualidade com recursos próprios. O prefeito Zé Martins (PMDB) vem garantindo com recursos próprios, o bom funcionamento do hospital municipal Lídia Martins.

Este jornalista visitou in loco a estrutura do hospital e foi constatado que existe uma equipe médica de plantão, além de enfermeiros e demais profissionais da saúde, todos os dias da semana. Todos os equipamentos estão funcionando e o prefeito Zé Martins fez foi aumentar a capacidade na oferta de atendimentos, uma vez que partos também são feitos na unidade hospitalar.

No entanto, Zé Martins ainda tem a esperança de receber os R$700 mil reais do convênio acertado ainda em 2014, mas que nunca foram pagos, ou seja, o gestor municipal conseguiu superar a crise de 2015 e inicia 2016 com um hospital em perfeitas condições.

De acordo com informações da administração municipal, o custo médio para manter a unidade hospitalar em pleno funcionamento é de R$100 mil.

Perguntado como consegue manter o hospital em funcionamento, Zé Martins explicou: “cortei os gastos supérfluos, fiz contingenciamentos e priorizei a população. O prefeito tem de pensar no melhor para seu povo”.

Bequimão é mais um bom exemplo de uma administração municipal que vem dando certo…

Com informações do Blog do Diego Emir

Mesmo com derrota para Barreirinhas, seleção de Peri-Mirim permanece na briga pela classificação.

COMPARTILHE

Em um jogo dramático, onde prevaleceu o dito popular do futebol: “Quem não faz leva”, a seleção de Peri-Mirim acabou sendo derrotada por 3×0 para Barreirinhas neste sábado (16) no Estádio Municipal Arena das Dunas, nos lençóis maranhenses. Em um primeiro tempo bastante disputado, onde a seleção de Barreirinhas mesmo jogando em casa, se defendia, Peri-Mirim desperdiçou inúmeras chances claras de gols e perdeu de abrir o marcador.

WP_20160116_16_07_14_Pro[1] WP_20160116_16_03_45_Pro[1]

Na volta do segundo tempo, a seleção de Peri-Mirim teve uns minutos de apagão, onde o cansaço pela viagem prevaleceu. Com isso, a equipe de Barreirinhas que não acertou nenhum chute no primeiro tempo, abriu o placar aos 8’ minutos, por intermédio de Roberto. Dois minutos depois, Gleycinho ampliou para 2×0. A partir daí, o técnico Zeca de Tônho fez várias mudanças, e Peri-Mirim voltou a comandar as ações, mas não acertava o gol de Barreirinhas.

Decretado que a tarde não estava em favor de Peri-Mirim, aos 40’ minutos da etapa final, Melk fechou o placar, fazendo 3×0 e dando números finais na partida. Com a vitória, Barreirinhas garantiu vaga nas semifinais e Peri-Mirim depende apenas de si para conquistar a segunda vaga do grupo.

WP_20160116_16_11_09_Pro[1] WP_20160116_18_10_28_Pro[1]

No próximo sábado (23) a seleção de Peri-Mirim recebe Santa Luzia do Paruá em casa podendo se classificar com uma simples vitória. Mesmo perdendo o jogo e a invencibilidade, Peri-Mirim ocupa a segunda colocação do Grupo E, somando 3 pontos. No final do jogo em Barreirinhas, os jogadores se reuniram no meio do gramado juntamente com a comissão técnica e o Secretário Municipal de Esportes, Neto Abreu e  fizeram um pacto pela classificação diante de Santa Luzia.

Para o meia atacante, Celso, a derrota não fazia parte do projeto, mas faz parte do jogo. “Estamos na briga, agora vamos trabalhar e buscar nossa classificação em casa, onde somos muito fortes. Somos um grupo. A derrota é de todos, não vamos colocar a culpa em ninguém. Assim como a vitória é de todos” – destacou o jogador, que está confiante na classificação de sua seleção.

FICHA TÉCNICA DO JOGO

Peri-Mirim – Adriano, Djadeilson (Marlyson), Edny, Kedson e Nhôgo (Ruy), Ribamar,Phillipp (Jojó), Arílio (Elinaldo), Celso e Ivanildo, Vinícius e Anselmo (Luis Carlos). TÉCNICO: Zeca de Tônho.

Barreirinhas – Gleydson, Valdo, Ray, Alex e Nenê (Jhon), Roberto, Pança (Melk), Carlão e Galvão (Maurício), Gleycinho e Tizé. TÉCNICO: Ronaldo Costa.

ARBITRAGEM DO JOGO

Juiz: Paulo Mourão

Aux1: Antônio Galvão

Aux2: Gleydson Barbosa

4º Árbitro: Luís Fernando Conceição

Local: Estádio Municipal Arena das Dunas em Barreirinhas-MA

Motor do Ferryboat cidade de Cururupu para no meio da baía de São Marcos na manhã de hoje

COMPARTILHE

Quando eu falo que o perigo está no mar, os empresários de Ferryboat esperneiam. Hoje (15) na viagem das 8h, o Ferryboat cidade de Cururupu, que fazia a viagem Ponta da Espera/Cujupe, teve que voltar a São Luís, após está viajando há mais de 30 minutos. De acordo com informações de um passageiro que ligou para o número deste Portal, o Ferryboat teve que voltar porque o motor parou e perdeu a força, o que ocasionaria problemas para atravessar o boqueirão.

Com isso, todos os veículos tiveram que sair do ferryboat e aguardar outra embarcação que só saiu as 9:30h com os passageiros. O Ferryboat cidade de Tutóia está fazendo o trajeto neste momento com destino ao Cujupe.

A cada semana, uma ameaça de tragédia na travessia da baía de São Marcos. Vamos aguarda se a MOB vai se manifestar, assim como as empresas que fazem o transporte aquaviário. A EMAP também deve se manifestar sobre o caso. O certo mesmo, é que o comandante achou por melhor voltar, do que tentar atravessar o mar.

Blog da Rose Castro lança campanha: “Doe uma prótese para o professor Júlio”

COMPARTILHE

Casado e pai de dois filhos, o professor aposentado Júlio Cesar Ferreira 56 anos morador do bairro Anjo da Guarda, está passando por um drama. Devido complicações decorrentes da diabetes, o professor pintor, poeta e artesão, deixou o mundo das cores, que utilizava em suas pinturas e artesanatos numa verdadeira escuridão.

Após uma crise decorrente da doença no dia 28 de janeiro de 2014, ele teve que amputar a perna direita. Um baque para um trabalhador, que mesmo aposentado não se cansava de ajudar a família pois, para complementar a renda ele vendia as suas pinturas em tecidos e seus quadros na Praia Grande na região do Projeto Reviver.

Com a amputação, Júlio passou a ser cadeirante, mas continuava a fazer suas pinturas e objetos artesanais. Mas, a vida ainda lhe reservava mais uma prova, sete meses depois, em meio a mais uma crise no dia 12 de agosto de 2015, ele fica cego.

Lamentavelmente o drama do nosso amigo não para por aí, agora sem dinheiro, sem a perna e cego, passa a maior parte do tempo sentado ou deitado, a falta do acompanhamento de um fisioterapeuta e das sessões de fisioterapia, o bravo educador corre o risco de perder a outra perna.

O professor, viu as suas últimas economias desaparecerem com os gastos das medicação e exames. o professor Júlio, como é mais conhecido, tem agora que se desfazer de seus quadros e pequenas obras para pagar os custos com as inúmeras idas e vindas dos hospitais. Sensibilizada pela história desse bravo, que é meu ouvinte de rádio, peço em nome do professor Júlio ajuda dos amigos e leitores, para campanha de doação da prótese para que ele possa voltar a andar, pois as costas também já estão sensíveis devido a falta de movimentação.

Pedimos qualquer valor que pode ser depositado na conta em nome de sua esposa a Sra. Conceição de Maria Maia Tavares. O valor da prótese já pesquisada é de 2.890,00 (dois mil oitocentos e noventa reais), toda quantia é bem vinda. A família está precisando também de cestas básicas, que o blog se compromete em apanhar em mãos dos doadores.

Banco do Brasil

Agência: 0124

Conta: 17062-3

Rose Castro,

(98)8891-3869

Whatsapp-8194-6693

TEXTO: ROSE CASTRO

Governo lança edital de licitação para construção da ponte sobre o Rio Pericumã

COMPARTILHE

O Governo do Estado, por meio da Comissão Central Permanente de Licitação (CCL), enviou para publicação, nesta quarta-feira (13), o edital de licitação para contratação de empresa para construção da ponte rodoviária sobre o Rio Pericumã, no trecho que liga as cidades de Bequimão à Central do Maranhão. De interesse da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), a licitação será realizada pela Comissão Especial de Licitação (CEL), instituída pela CCL.

Sobre essa mesma obra, o prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), em companhia do Superintendente do SEBRAE no Maranhão, João Martins, esteve em reunião na Secretaria de Estado de Infraestrutura – SINFRA, onde na oportunidade entregou toda a documentação referente às licenças de responsabilidade da Prefeitura, nas mãos do secretário adjunto de projetos, Jorge Kusaba, para que o Governador Flavio Dino (PCdoB) pudesse autorizar o início da construção da Ponte sobre o Rio Pericumã, que liga Bequimão e Central do Maranhão, a mais oito municípios do litoral ocidental. (REVEJA AQUI).

MA 106 MA106.1

O aviso de licitação foi assinado nesta quarta-feira (13), pelo presidente da Comissão Central, Odair Neves. Na ocasião estiveram presentes, o secretário em exercício da Sinfra, Ednaldo Neves; o secretário adjunto de obras rodoviárias da Sinfra, Samuel Gonçalves; o secretário adjunto de obras civis, João José Azevedo; o secretário adjunto de projetos, Jorge Kusaba; além de membros da Comissão Especial de Licitação.

A licitação será realizada na modalidade Concorrência, do tipo menor preço. O valor estimado para a execução dos serviços é de R$ 72.196.844,60. O edital poderá ser consultado na página da Comissão Central: www.ccl.ma.gov.br, ou, ainda, retirado na sede, a partir do dia 18 de janeiro.

O projeto prevê a construção de uma ponte com vigamento em aço e laje em concreto armado sobre a travessia do Rio Pericumã, interligando os municípios de Bequimão e Central do Maranhão. O trecho que compreende a ponte apresenta extensão estimada em 589 m, na rodovia MA-211. “a licitação para construção da ponte visa, como política do governador Flávio Dino, assegurar melhores condições de infraestrutura rodoviáriaà população da região da Baixada maranhense”, destacou o presidente da CCL Odair Neves.

O secretário adjunto Ednaldo Neves destacou a importância desse primeiro passo com o lançamento da licitação para construção da ponte sobre o Rio Pericumã. “Visa gerar emprego, além de favorecer o turismo e a economia, por meio da passagem de eventuais embarcações de pequeno porte, sob a estrutura da ponte”, comentou o secretário em exercício da Sinfra.

A primeira sessão pública da licitação tem data marcada para o dia 22 de fevereiro, no auditório Benedito Mendonça Dutra, na sede da CCL, na Avenida Colares Moreira, no Calhau.