casa » POLÍTICA » Assalto à mão armada em hotéis do Maranhão

Assalto à mão armada em hotéis do Maranhão

COMPARTILHE

Os donos de hotéis no Maranhão estão achando que os turistas estão defecando grana três vezes por dia. As diárias no estado estão mais caras que na zona sul do Rio de Janeiro. Por esses e outros motivos, o turismo do Maranhão é uma lástima. O Procon concluiu pesquisa de preço nos hotéis das principais cidades turísticas do Maranhão. Foram listados os valores cobrados por diárias de quartos duplos e triplos em São Luís, Alcântara, Barreirinhas e Carolina. O objetivo da pesquisa é informar aos consumidores sobre a variação de preço e garantir que a escolha da estadia seja feita de forma consciente, bem como incentivar o turismo local.

Em Barreirinhas, cidade que dá acesso aos Lençóis Maranhenses, a variação de preço chega a ultrapassar os 300%. O índice de variação é o maior do estado. Por lá, o valor médio da diária custa R$ 210,25 para duas pessoas e R$ 296,29 para três. O valor é superior ao preço médio de São Luís, que é de R$ 210,75 e R$ 257, respectivamente, com variação de 71%.

A menor variação apresentada na pesquisa é na cidade de Carolina, no sul do Maranhão. O preço médio, para casal, é R$ 165, com variação de 20%. Para três, a média é R$ 220, apresentando 31,57% de variação.

Com o menor média de preço, Alcântara é a cidade mais barata para se hospedar entre os destinos pesquisados. Para um casal, a média do valor cobrado por uma noite é R$ 127,50, enquanto para três pessoas, a média é R$ 200.

De acordo com o diretor geral do Procon, Duarte Júnior, o valor das diárias não é tabelado, sendo, por isso, comum a variação de preços. “É comum, especialmente no período das férias, quando a procura é maior, que haja a variação e até aumento dos preços nos hotéis e demais serviços de turismo. Por isso mesmo, é importante apresentar os valores para os consumidores, para que eles possam planejar sua viagem de forma consciente, além de nos permitir uma análise criteriosa dos valores para fins de configuração ou não de abusividade nas cobranças”, disse

Os valores constados na pesquisa dizem respeito à alta temporada, a exemplo das férias e de feriados prolongados. A tabela está disponível nas redes sociais do Procon e no portal do consumidor. Acesse o site do Procon.

 

 

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Prefeituras tem até esta segunda-feira (1º) para apresentar prestação de contas ao TCE-MA

Termina nesta segunda-feira, dia 1º de junho de 2020 o prazo para que os prefeitos ...

‘Aceito críticas, mas não ataques’, diz Miltinho sobre fake news de blogueiro de São Mateus-MA

Prefeito de São Mateus reagiu a postagens do Blog Aconteceu no Maranhão e afirmou que ...

Vereadora Fátima Araújo realiza hoje às 19h, LIVE no Instagram com Rogério Cafeteira

A vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB) realizará nesta sexta-feira (29), às 19h, mais ...

Famem e Fiema vão recuperar respiradores com defeitos da rede de saúde nos municípios

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, em parceria com a Federação das Indústria ...

Novo decreto do executivo estadual especifica medidas que os municípios devem adotar no combate à COVID-19

O Decreto 35.831 editado pelo governador Flávio Dino nesta quarta-feira, 20 de maio, reitera o estado de ...