NOTÍCIAS

Afilhada de Weverton Rocha presa pela Polícia Federal continua no xilindró

COMPARTILHE

Dizem que quando o capeta não vai manda o secretário. Só que desta vez quem foi enviada no lugar do capeta foi a ex-ajunta Rosângela Curado (PDT) principal aliada de Weverton Rocha em Imperatriz. Presa pela Polícia Federal (PF) na última quinta-feira (16), Curado permanece no xilindró.

A juíza Paula Souza Moraes, respondendo pela 1ª Vara Criminal da Justiça Federal no Maranhão, prorrogou as prisões temporárias de cinco dos 17 presos pela Polícia Federal. Entre eles está a afilhada e pau mandado do deputado federal Weverton Rocha (PDT) que também não pode ouvir “gritar pega ladrão”. O príncipe do Ginásio Costa Rodrigues, também responde no Superior Tribunal Federal (STF) por desvio de verba pública.

Permanecerão presos, pro mais cinco dias, Rosângela Curado, ex-secretária adjunta da Saúde no Governo Flávio Dino (PCdoB), Luíz Marques Barbosa Junior (considerado pela PF como braço direito de Rosângela Curado), Antônio Augusto Aragão, Ideide Lopes e Mariano de Castro Silva.

A Justiça trabalha com o entendimento que a manutenção dos cinco presos na cadeia é primordial para o bom desenvolvimento das investigações, que seguem apurando o esquema que desviou mais de R$ 18 milhões dos cofres públicos, na área da Saúde, no período que compreende 2015 a 2017.

Etiquetas

Artigos relacionados

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar