POLÍTICA

A cara nunca tremeu!

ros

Antes de completar cinco anos de seu desgoverno, após tomar o mandato de Jackson Lago, e faltando apenas 21 dias para início de uma nova história na política do Maranhão, a maquiadora Roseana Sarney Murad, ex-governadora do Estado, ainda acha que o povo do Maranhão é besta. Comedo de ser vaiada no dia 1º de janeiro ao passar faixa para Flávio Dino resolveu entregar o palácio dos Leões ao sonhador Arnaldo Melo, que mesmo depois de uma semana, continua perdido na casa do governador. Considerado um zero a esquerda, Arnaldo acha que irá se aposentar como governador, mas o que ele não espera, é que ainda vai ter que nomear Roseana Sarney como conselheira do Tribunal de Contas do Estado.

Foram quase sessenta meses no comando do Estado e quase nada feito durante esse tempo. Muita maquiagem, propaganda enganosa e blá-blá-blá. Secretários sem compromisso com o povo, principalmente a saúde e educação. Escolas abandonadas, obras inacabadas e até hospitais desaparecendo do cenário, em um passo de mágica. Foram números altos declarados no governo Roseana Sarney, menos os de propina, que segundo a revista veja, alcançou milhões de reais.

Uma divisão de recursos, que nem os grandes matemáticos conseguiram entender. Cidades com menos de 10 habitantes receberam milhões de reais, já São Luís, capital do Estado e que possui mais de um milhão de habitantes, não recebeu sequer R$ 0,10 centavos para comprar uma bala de chiclete.

E por falar em bala, lembrei que a segurança se tornou uma porcaria e a ex-governadora ainda teve a cara de pau de falar que a violência no Maranhão era proveniente de um Estado rico. Só muito óleo de peroba. A sorte do Maranhão, que nas gestões do grupo Sarney, não existiu rebaixamento, se houvesse, nosso Estado estaria na 100ª divisão, haja vista que sempre ocupou a última posição no ranking.

Com um novo comandante, o Maranhão deve voltar à elite das políticas sociais e subir vários degraus em pouco tempo e ainda levar sua capital, ao destaque nacional. Nos últimos anos, principalmente 2014, o Maranhão foi destaque nacional e internacional, como o Estado da insegurança, das falcatruas e da corrupção. A mídia nacional ver nosso Estado como uma terra de ninguém. A última foi sobre pescaria no asfalto e ninguém comenta.

No espetáculo teatral “Pão com Ovo”, dirigido pelo ator Cesar Boais, que interpreta a Dama poderosa, Clarisse, são citados os nomes das famílias mais poderosas do Maranhão e por incrível que pareça, todas são aliadas ao grupo do todo poderoso Sarney. O nome de Sarney está por todos os lados do Maranhão, como forma de homenagem. São escolas, creches, bairros, pontes, cidades, Fóruns, hospitais e até ruas e avenidas. Mas no quesito trabalho, a nota é zero. Desde o dia 5 de outubro deste ano, que o nome “Sarney” vem saindo das fachadas e caindo no esquecimento do povo. Também já era hora!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo