casa » TRÂNSITO (página 3)

TRÂNSITO

Sindicato dos Rodoviários divulga balanço de assaltos a ônibus na grande Ilha

COMPARTILHE

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, que tem como presidente Isaías Castelo Branco, divulgou nesta segunda-­feira (17) o quantitativo de assaltos a ônibus registrados durante o mês de setembro em São Luís. De 1º de setembro a 30 do mês, foram contabilizadas 49 ocorrências do tipo, dentro dos coletivos. Sem contar os que não são feitos B.O em delegacias. As ocorrências só são registradas quando o coletivo tem prejuízos, caso contrário, a polícia não sabe do acontecido.

No comparativo com agosto, as estatísticas praticamente foram as mesmas. No mês anterior a setembro, foram 51 assaltos. Os dados se baseiam em informações repassadas pelas empresas que registraram boletins de ocorrência, detalhando as ações criminosas. De janeiro até setembro, 475 assaltos a coletivos ocorreram na Grande São Luís.

graf

Em setembro, os assaltos a ônibus foram mais praticados nas seguintes localidades: Avenida Jerônimo de Albuquerque, com 6 assaltos; BR 135 (entre Pedrinhas e Estiva), com 5 ações do tipo; Gapara, com registro de 4 crimes; além das Avenidas Getúlio Vargas, General Artur Carvalho, Portugueses e as Vilas Itamar e Esperança, com 3 assaltos, em cada uma dessas áreas.

O Sindicato dos Rodoviários afirmou que esses índices não englobam as tentativas e os ataques a ônibus, ocorridos entre o final do mês de setembro e começo de outubro na capital. Os assaltos são crimes que diferem, dos quase 30 coletivos, que foram alvos de ações de vandalismo no período que antecedeu o primeiro turno das eleições.

“Toda a diretoria do Sindicato dos Rodoviários continua mobilizada, no sentido de combater esse tipo de crime, que gera tanto temor entre a categoria e usuários do transporte público de São Luís”, diz Isaías Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

 Por Dalvana Mendes

Ruas em Bequimão ganham asfaltamento pela primeira vez na história

COMPARTILHE

A Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria de Infraestrutura, está trabalhando a todo vapor no asfaltamento de ruas em bairros da cidade. São seis ruas beneficiadas nessa etapa do asfaltamento que irá beneficiar milhares de pessoas, dando mais mobilidade aos moradores.

WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.11 (1) WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.28

As Ruas Eupídio Couto (rua que passa em frente à Rodoviária e se estende até a Avenida Antônio Dino), Sete de Setembro (que sai da antiga delegacia e vai até o Estádio Vivaldão, também é conhecida por Travessa João Reis Martins), Avenida Jacarerana (que sai da rodoviária e liga a Vila Juca Martins), Rua Acelino Cunha (Cidade Nova), Rua Balbino Rodrigues (Cidade Nova) e a Rua Manoel Beckman (que passa pela ETA até a Avenida do Capinzal, passando pelo Colégio Pedro Silva), também no bairro Cidade Nova.

WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.22 WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.37

Além do asfaltamento, a Prefeitura vai construir meio fio e sarjeta em todas as vias pavimentadas, num total de mais de sete mil metros quadrados de novas ruas asfaltadas em Bequimão.

 

Acidente fatal na MA-106 que liga Bequimão a cidade de Alcântara

COMPARTILHE

Um acidente fatal aconteceu no começo da noite desta terça-feira (26), por volta das 19h na Estrada que liga a cidade de Alcântara ao município de Bequimão. A tragédia aconteceu na comunidade São Raimundo, quando um rapaz identificado como Flávio, que pilotava uma motocicleta, bateu fortemente em um carro que estava no prego parado em uma curva próximo a uma ponte que o Estado abandonou.

De acordo com as primeiras informações obtidas pelo Portal, o rapaz estava sozinho em alta velocidade e bateu no carro morrendo ainda no local do acidente. Segundo relatos de quem passava pelo local, o corpo da vítima ficou todo quebrado devido o impacto da batida.

Segundo pessoas que conhecem a vitima, Flávio é morador do povoado Santo Inácio, zona rural de Alcântara e era filho de Dona Ana e seu Dedeco, pessoas muito conhecidas na região.

Necrotério do Hospital de Alcântara sem energia elétrica.

Necrotério do Hospital de Alcântara sem energia elétrica. O hospital sem luvas de procedimentos

O rapaz foi levado para o hospital de Alcântara, mas o necrotério estava sem energia elétrica e o corpo ficou do lado de fora aguardando os procedimentos após o óbito. E para piorar, nem luva de procedimento tinha no hospital de Alcântara. Vergonhoso!

Catamarã fica à deriva na baía de São Marcos

COMPARTILHE

Nesta quarta-feira (22) o perigo rondou um Catamarã que fazia a travessia da baía de São Marcos destino São Luís/Alcântara. Após ficar à deriva, o comandante da Catamarã entrou em contato com a cidade de Alcântara e pediu socorro com urgência.

O caso aconteceu no final da tarde desta quarta-feira (22), em que o Iate Lusitana foi o escolhido para resgatar o pequeno catamarã que se encontrava em perigo no mar com aproximadamente dez passageiros. Segundo informações de terceiros, o Iate Lusitana rebocou o Catamarã até a praia de Itatinga, onde os passageiros trocaram de embarcação.

Após a troca de embarcação no meio do mar, o Iate Lusitana levou os passageiros e os tripulantes até a Capital, São Luís, destino que seria feito pelo Catamarã. Após o susto os passageiros agradeceram aos Céus pela oportunidade de serem salvos imediatamente.

As condições das marés e o péssimo estado de conservação de várias embarcações que fazem o trajeto São Luís/Alcântara/São Luís deixa os passageiros a flor da pele durante a travessia diariamente.

A Agência de Mobilidade Urbana (MOB) tem deixado a desejar com as fiscalizações que foram prometidas no início de sua gestão. A pouco tempo outro Catamarã por pouco não afundou na travessia. A baía de São Marcos pode ser palco de uma tragédia já anunciada a muito tempo.

Fotos: Stenio França

SET manda nota de esclarecimento sobre matéria publicada neste Portal

COMPARTILHE

O Sindicato das Empresas de Transportes de São Luís (SET) enviou nota à redação do Sistema JB10 de Comunicação, explicando os motivos que levaram alguns coletivos da região metropolitana, ficarem com problemas na bilhetagem.

O Portal havia publicado no mesmo dia, uma nota sobre o episódio, mas acabou não conseguindo falar com ninguém do SET ou mesmo da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes de São Luís, o que ocasionou o envio desta nota, que será publicada abaixo na íntegra.

 

NOTA DO SET

O SET informa em nota que a empresa Dataprom, por conta própria, desligou o Sistema de Bilhetagem Eletrônica das Linhas Semiurbanas de São Luís.

Também informa que, por determinação do Governo do Estado do Maranhão, o SET está mantendo a operação das linhas semiurbanas em caráter emergencial.

O Governo do Estado e o Ministério Público já foram informados do ocorrido, e medidas jurídicas já estão sendo estudadas para resolver este impasse o quanto antes.

O SET informará aos veículos de comunicação qualquer notícia relacionada a este assunto, tão logo tenha alguma informação pertinente.

 

 

Ônibus amanhecem rodando na capital com catraca livre por problemas na bilhetagem

COMPARTILHE

Para quem achava que já viu de tudo no transporte público de São Luís, está redondamente enganado. Na capital maranhense, quando não é oito, é oitenta. Hoje (9) várias linhas de ônibus coletivos da capital amanheceram rodando com catraca livre por falhas e problemas na bilhetagem. Ao invés dos passageiros entrarem pela frente; estavam entrando pela porta de trás, simplesmente porque a catraca estava com problemas.

Muitos ônibus não estavam parando nos pontos e as paradas estavam lotadas, uma verdadeira reclamação por todos os usuários. Alguns passageiros entraram em contato com a Secretaria de Trânsito e Transporte (SMTT), mas infelizmente o telefone estava desligado.

Se não bastasse a lotação estrapolante mesmo pagando passagem de R$2,20, R$250, R$ 2,90, R$3,00 e R$3,10, imaginem sendo liberada a passagem. Quem levou uma sonora goleada de prejuízos foram os empresários, que devem está arrancando os cabelos de raiva.

Prefeitura realiza licitação de obra para calçamento em bloquete na Estiva e Cidade Nova

COMPARTILHE

Na última quinta-feira (02), foi realizada a licitação para a obra de calçamento em bloquetes de ruas dos bairros Cidade Nova e Estiva. A empresa vencedora foi a 3M Edificações, que ficará responsável pela execução do serviço. O convênio com a Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (SECID), assinado pelo prefeito Zé Martins, prevê o calçamento de quase 3km de vias nesses dois bairros, com investimentos da ordem de R$ 1.522.500,00.

Moradores que convivem diariamente com poeira, no período seco, ou lama, quando chove, serão beneficiados diretamente com a obra. Na Cidade Nova, três ruas extensas receberão os bloquetes: a Rua das Flores, que começa em frente à Assembleia de Deus, na Rua Barão do Rio Branco; a Rua Isaque Martins; e a Rua Princesa Isabel.

MAPA1 MAPA2

Na Estiva, os bloquetes serão colocados em duas ruas que dão acesso ao bairro e onde moram centenas de pessoas: a Rua da Marinha, que é continuidade da Rua Vitorino Freire, no Centro, e a Rua 07, principal via do bairro.

“Com esse calçamento, vamos melhorar as condições de tráfego nessas ruas, diminuir a poeira e deixar essas vias mais bonitas. A pavimentação com bloquetes tem a vantagem de absorver menos calor do que o asfalto e é mais ecologicamente correto, porque permite a infiltração de água da chuva, entre outros benefícios”, explicou o prefeito.

O convênio assinado pela secretária das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Flávia Alexandrina Coelho Almeida Moreira, e o prefeito Zé Martins prevê o repasse de R$ 1.450.00,00 pelo Governo do Estado e a contrapartida de R$ 72.500,00 da Prefeitura Municipal de Bequimão.

 

Licitação do Transporte público foi à mesma coisa que amarrar cachorro com linguiça

COMPARTILHE

A tão sonhada licitação do transporte público em São Luís que foi divulgada em diversos veículos de comunicação, feito festas por toda capital, não passou de uma chuva no molhado. Pra quem achava que tudo iria melhorar, não vai passar de ser a mesma coisa ou ficar ainda pior. O resultado, só mostra o que todo mundo já sabia, uma ação de cartas marcadas.

Antes mesmo dos envelopes serem abertos, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) levou uma grande pressão dos empresários, onde os donos da cidade foram à Justiça para barrar o certame licitatório, que segundo Canindé prometia “modernizar” o sistema de transporte público da capital. Só que ninguém sabe como.

O resultado da licitação, ainda não foi anunciado oficialmente pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), e ninguém explica o motivo. O certo mesmo é que o certame foi vencido pelas mesmas empresas que já operam as linhas de ônibus precariamente nos bairros de São Luís, e zona rural.

As empresas Viação Primor, 1001 Expressos e Ratrans, que ingressaram na Justiça para impedir o andamento da licitação, ganharam os lotes licitados exatamente para as áreas onde já detém as linhas de ônibus na capital maranhense. Muito estranho isso!

O que parece mesmo, é que alguém tem rabo preso com as empresas. Seria o Partido Democrático Trabalhista? Tem caroço nesse angu! Antes mesmo de irem à Justiça questionar a licitação, porém, as mesmas três empresas tentaram impugnar o edital na própria Central Permanente de Licitação da Prefeitura de São Luís. As empresas apontavam oito irregularidades no edital. Leia Mais na íntegra em: Robert Lobato, Atual7 ou Diego Emir. (Texto Editado)

Governo atende solicitação de prefeito e recapeia estrada em Anajatuba

COMPARTILHE

Atendendo pleito do prefeito de Anajatuba, Sydnei Pereira – o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura – vem realizando o recapeamento asfáltico da MA324, que liga a BR135 a sede do município. “Essa obra foi recebida com muita alegria pelos nossos conterrâneos, por isso agradecemos o apoio que estamos recebendo do governador Flávio Dino, já que sem a ajuda do governo, certamente, neste momento de crise, não seria possível a realização do serviço”, afirmou Sydnei.

Desde que assumiu o comando do Executivo, em outubro do ano passado, por força de uma determinação judicial, o prefeito não vem medindo esforços para melhorar a qualidade de vida dos anajatubenses, e em apenas 07 meses de administração, várias ações já melhoraram, consideravelmente, as condições de vida da população.

AJ1 AJ2

“Estamos trabalhando com intuito de melhorar a saúde, educação e infraestrutura na nossa cidade, e muito embora tenhamos consciência do muito que já foi feito, como a revogação da lei que congelava o salário dos professores, pagamento do salário mínimo ao magistério acima do piso nacional, distribuição de mais de quatro milhões de litros de água potável em todos os povoados, os quais sofriam com falta d´água, aquisição de mais uma ambulância, realização de ações sociais direcionadas aos idosos, crianças, mulheres, contratação de vários profissionais da área da saúde, sabemos que ainda muita coisa ainda precisa ser feita”, pontuou o prefeito.

No próximo dia 22 de julho, quando a cidade estará completando 162 anos, uma vasta programação será desenvolvida pela Prefeitura. Na programação, entre outras coisas, várias inaugurações serão realizadas. “Estaremos inaugurando três Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), 3 poços dos 18 que estão sendo construídos, duas pontes e, ainda, três aterros, os quais irão permitir a interligação entre povoados como São Miguel, Cangapara, Lindosa, Acutinga e outros”, finalizou.

 

 

 

Ferry Boat colide violentamente com barreira de Pedras na saída do Porto em São Luís

COMPARTILHE

Faz tempo que o aviso foi comunicado e uma tragédia está sendo anunciada há muito tempo na travessia via Ferryboat. Em pouco menos de um ano já foram vários incidentes e nenhuma solução foi tomada pelos órgãos competentes. São Ferryboats antigos, reformados, mas sem nenhuma condição de trafegar na baía de São Marcos, local com forte maresia, por atravessar o famoso boqueirão.

Na manhã deste sábado (14), o Ferryboat Cidade de Tutóia que fazia a travessia São Luís/Cujupe colidiu violentamente com a barreira de pedras, na saída do Porto da Espera em São Luís. O pânico foi geral e muitos passageiros passaram mal por causa do susto. Até agora ninguém conseguiu entender o motivo que levou a causa da batida. A empresa responsável pelo Ferryboat ainda não se manifestou sobre o caso.

Um dono de Van que faz a travessia todos os dias e estava no momento da batida, disse que já não confia mais nos Ferrybots há muito tempo. “Nós atravessamos nisto por que somos obrigados. Temos que trabalhar e pagar nossas prestações de carro. Mas aqui ninguém tem segurança. Me preocupo muito com as pessoas idosas e as crianças” – desabafou o motorista que prefere não se identificar com medo de retaliações.

A passageira Maria Tereza Gomes Sodré, de 32 anos, moradora da zona rural de Bequimão, contou que pensou que o Ferryboat havia se partido ao meio. “A pancada foi tão forte que eu achei que o Ferry havia rachado ao meio. Fiquei tremula e não tive mais perna pra ficar em pé. O pior foram vários idosos que estavam do meu lado. Um susto muito grande” – declarou.

O site da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB) até às 22h:41min deste domingo (15) não havia publicado nenhuma nota sobre o acontecido. Na verdade durante muito tempo, a MOB só aparece nos portos de Cujupe e Ponta da Espera, somente em feriados prolongados. No restante dos dias, tudo fica jogado as cobras.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free