casa » POLÍTICA (página 90)

POLÍTICA

Weverton Rocha fala sobre desafios

COMPARTILHE

#Matéria de assessoria#


“Meu primeiro desafio é ajudar o governo do estado a conseguir recursos para melhorar a vida dos maranhenses, pois a dívida é histórica”.

WEV

O deputado federal reeleito, Weverton Rocha (PDT), foi entrevistado pelo Programa Palavra Aberta, da TV Câmara, onde fez uma breve análise sobre a expectativa do Congresso Nacional para a próxima legislatura, que contará com 28 partidos, e ressaltou a importância de se discutir no plenário, pautas relevantes para a sociedade, como a Reforma Política, a necessidade do diálogo entre o Governo e o Congresso.

Na ocasião, Weverton ressaltou a eleição, logo em primeiro turno, do professor universitário, ex-juiz, ex-deputado federal e ex-presidente da EMBRATUR, Flávio Dino (PCdoB), como governador do estado, após uma frente ampla composta por nove partidos terem trabalhado em prol de sua eleição e a do senador eleito Roberto Rocha (PSB). Outro ponto tratado durante a entrevista foi à diversidade dos partidos que compõem a bancada maranhense, onde Weverton ponderou que isto evidencia que o eleitor cada vez mais tem escolhido o candidato, e não o partido ou coligação a qual este integra.

Quando questionado sobre os desafios para o próximo mandato, o parlamentar ressaltou o seu objetivo de contribuir com o governo do estado, buscando atrair desenvolvimento para o Maranhão que necessita de empenho de todas as esferas do poder público para sanar a dívida histórica com o estado. “A dívida é histórica. O povo do Maranhão precisa do aporte do Estado e da União”, destacou o parlamentar maranhense.

Weverton destacou, ainda, o seu trabalho em prol dos pequenos produtores e trabalhadores rurais injustiçados com as ampliações de reservas biológicas e indígenas, os quais ele pretende continuar defendendo, e a luta pela educação e pelo trabalhador, que são bandeiras de defesa do seu partido, o PDT, ressaltando a necessidade da implantação da escola em tempo integral, visando combater problemas como falta de segurança, tráfico de drogas e marginalização da juventude. “Não adianta o Estado construir mais cadeias, aumentar o número de policiais nas ruas, se não oferecer educação de qualidade em tempo integral, com alimentação, acesso a esporte e cultura”, finalizou Weverton.

 

Aécio leva taca nas urnas do maranhão

COMPARTILHE

PT

Se no primeiro turno a surra foi grande, no segundo turno a taca foi ainda maior. A disputa entre Dilma & Aécio pela presidência da república mostrou o quanto o nordeste é forte e o Maranhão representa para o Brasil. Com 78,76% dos votos válidos, Dilma faturou 2.475.762 votos, contra 667.517 de Aécio Neves no Maranhão. Em 217 municípios maranhenses, Aécio venceu só em São Pedro dos Crentes, com uma diferença de apenas 5 votos.

A oportunidade de fazer um mandato diferente e bem melhor que o primeiro, levou Dilma à vitória ontem (26) no segundo turno com mais de 3 milhões de votos à frente de Aécio Neves. Em uma disputa acirrada, talvez a mais disputada dos últimos 20 anos, Dilma só viu a vitória após os acréscimos. Mesmo assim, o Brasil fez a festa e principalmente as regiões norte e nordeste.

Mas não foi só nas regiões taxadas como pobres, que Dilma foi bem votada. No sudeste Dilma bateu Aécio no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, terra do tucano. No norte, apenas no Acre o tucano venceu a petista. Já no Centro-Oeste Aécio fez a festa. Agora fica a grande pergunta: Porque Aécio perdeu até em seu estado? Cadê os 92% de aprovação do governo Aécio? Se um filho não serve bem sua terra, vai servir a nação?

A grande questão que tomou conta do Brasil logo após a vitória de Dilma foi o ódio e a xenofobia. Sulistas escrachando como os nordestinos e até os tucanos do norte e nordeste falando e escrevendo horrores nas redes sociais. Isso é a prova da violência no país. O que mostra são os interesses individuais e não coletivos.

Durante a campanha vi pessoas com alta capacidade de conhecimento, falando coisas inexistentes e esquecendo a história do Brasil. Muitos mostraram que não conhecem seus Estados e muito menos seu país. Pessoas falando de economia, inflação, emprego, educação, saúde, transporte e até aumento na conta de luz da Cemar. Foram os verdadeiros papagaios ensaiados.

Até em nossa brilhante imprensa, vi colegas profissionais falando coisas absurdas. Esses perderam as aulas de Jornalismo social. O Brasil não pode voltar a miséria, o povo pobre também sente fome e sede. O pobre merece respeito. Estaremos de olho nos próximos 50 meses.

O partido democrático trabalhista (PDT) foi o que mais vestiu a camisa petista no segundo turno. Representado por Weverton Rocha, Julião Amim & Ivaldo Rodrigues, o PDT promoveu uma campanha 24h e não saiu das ruas nenhum segundo. Os pedetistas mobilizaram o Maranhão inteiro, principalmente São Luís.

 

Resultado das eleições 2014 mostra quem tem força em Bequimão

COMPARTILHE

ANÁLISE APROFUNDADA DAS ELEIÇÕES 2014/2016

BEQUIMÃO 2014-2016

Em uma análise mais aprofundada e sem paixões partidárias, foi constatada de forma clara, que após os resultados das eleições pra governador, senador, deputado estadual e federal, os grupos políticos de Bequimão, comandados por Dr. Leonardo Cantanhede e Juca Martins, proclamaram suas forças sem muito esforço.

Após o derramamento de dinheiro pela maioria dos cabos eleitorais tanto dos que apoiaram Zé Inácio, quanto Othelino Neto, o que se viu em Bequimão foi uma verdadeira compra de votos descaradamente por parte desses candidatos, porém em ambos os casos tiveram uma votação muito aquém do que se pensava.

No famoso senadinho, todos falam em uma boca só, que o ex-prefeito, Diniz, estava furioso por ter gasto em torno de 350 mil reais pra dar uma boa votação ao seu candidato e por estar em último lugar, conforme pesquisas eleitorais, avisado pelo próprio deputado Othelino, via telefone, se virou nos trinta pra reverter à situação, senão morreria politicamente em Bequimão. A façanha não deu certo, mas isso não significa que Diniz não é uma força.

O CORRE-CORRE VISANDO 2016:

 Após o alerta do experiente deputado, o que se viu foi um entra e sai frenético na casa do Ex-prefeito, e pra quem tinha menos de 10 votos ele andou distribuindo 2 mil reais e assim por diante.

FAZENDO OS CÁLCULOS: tirando os 300 votos dado pela limitada liderança do Vereador Elanderson de Jacioca, onde ainda consegue ter votos em um reduto muito pequeno, a votação dada a Othelino pelo ex-prefeito Diniz foi de pouco mais de 1200 votos, juntando-se com a votação dada pelo vereador Sassá, o que posso classificar como muito pouco pra tamanho investimento. O certo é que Diniz continua com a canoa alagada, podendo naufragar a qualquer momento, dependendo da sua postura a partir de agora.

O NOVO COM O VÍRUS DE MONTEIRO:

Já Zé Inácio, que em comício realizado dia 04/10 na Praça 2 de novembro, no centro de Bequimão, em período vedado pela lei eleitoral, anunciou em praça  Pública que se elegeria e que sairia de Bequimão com 5 mil votos; profecia esta concretizada em partes, pois se elegeu mas, só teve pouco mais de 3 mil votos, ou seja, apenas 400 votos a mais que na eleição de 2010, quando obteve (2.700 votos), onde nem se comprara o valor gasto naquela eleição. Já nesta, a farra foi de algo em torno de 800 mil reais somente em Bequimão. No Estado todo, a farra gira em torno de 15 milhões de reais. Isso significa que cada voto de Zé Inácio em Bequimão teve valor mínimo de R$ 243 reais.

Isso ocorreu devido muitas lideranças terem recebido o dinheiro do candidato, e não ter dividido a grana com os eleitores, como foi o caso no povoado Quindiua, onde para duas lideranças locais foram pago algo em torno de 13.000 reais, e teve sua votação diminuída em quase 100 votos em relação a 2010.

 ANÁLISE PARCIAL: Zé Inácio ganhou, mas não levou o troféu, pois se elegeu mais não teve seu governador eleito, o que dificultará sobremaneira sua vida política na assembleia.

MAQUINA NA MÃO:

O prefeito Zé Martins, mesmo sem a presença do Pai, Juca Martins, não fez campanha, apenas algumas reuniões, tendo perdido parcialmente o controle do grupo por falta de lideranças comprometidas, Zé viu seu grupo muito dividido, inclusive tendo sido alertado por seu pai, que deveria ter pulso forte com os traidores, como foi o caso de algumas lideranças do grupo. Mesmo assim, Zé Martins deu uma boa votação ao candidato Adriano Sarney. O secretário Bastico, que após um acordo com seu grupo, só fez campanha para o candidato a deputado federal, Pedro Fernandes, onde a votação foi abaixo do esperado, conseguindo pouco mais de 600 votos, e que a matemática seria pelo menos 1.000 mil votos nas urnas bequimoenses, tentando mostrar força para seu líder Juca Martins.

NA CORDA BAMBA:

Já o vereador Cheira Sunga que acendeu a mesma vela pra Deus e o pro Diabo; pela frente do prefeito Zé Martins ele dizia que apoiava Adriano Sarney e por traz pedia voto pra Zé Inácio, inclusive o que parece é ter votado juntamente com sua família para o petista, agora vive entre a cruz e a espada, podendo ficar fora das eleições 2016.

VISÃO FUTURA:

Já Cesar Cantanhede, fez uma opção consciente e firme, quando foi procurado por Ivaldo Rodrigues, e depois de uma conversar com todos os partidos do grupo, após a maioria das lideranças do seu grupo não querer apoiar Zé Inácio, decidiu por apoiar Ivaldo, mesmo sem muita estrutura financeira, manteve sua palavra até o final, dando uma votação excelente, quase 1.200 votos, consideravelmente uma votação de liderança e amizade, juntamente com o vereador Sinhô e Dr. Leonardo Cantanhede.

ANÁLISE PARCIAL: Mostrar que é possível fazer uma campanha limpa e sem derramamento de dinheiro e ainda conseguir uma boa votação, foi o principal objetivo do grupo, onde  mostrou força pra fazer valer o acordo feito com todo seu grupo político em 2012 e com as pessoas simpáticas a seu grupo, que seria candidato natural de consenso em 2016.

CONCLUSÃO FINAL DA ANÁLISE:

1º – Só não enxerga a verdade quem não quer. O Grupo de Zé Martins mostrou que está vivo mesmo tendo diminuído bastante a votação de seu candidato a estadual, votação esta até menor que na eleição de 2010. Mesmo que pequena, mas com a máquina municipal na mão, Zé Martins é um candidato forte à reeleição, mas pode sem dúvidas ser barrado pela oposição, bastando o grupo comandado por Dr. Leonardo ser inteligente.

2º – O Grupo de Oposição à Zé Martins, formado por Cesar Cantanhede, Dr. Leonardo, Antonio Diniz, Zé Inácio, Vereador Sinhô, Vereadora Raquel, Vereador Sassá, Vereador Elanderson, somando as suas votações em todas as esferas superam em muito a votação de Zé Martins e de seu Grupo. Mas não podemos esquecer que as eleições para prefeito, são totalmente diferentes.

3º – Vejam bem, a oposição do Maranhão, somente chegou ao poder e derrubou a Oligarquia Sarney, depois que todos seus integrantes e pretensos candidatos terem recuado e que fizessem valer os acordos feitos durantes a costura das coligações pra Governo e Senador, barrando nomes de Peso como foi o caso do Ex- Prefeito de São Luís, João Castelo, deputada estadual, Eliziane Gama e outros mais.

4º – Se todos do grupo de Dr. Leonardo, pensarem bem e ouvirem a voz do povo, que querem ver o acordo e ter como Candidato a Prefeito em 2016, Cesar Cantanhede, certamente irão lutar por uma vitória em Bequimão como foi em 2008. Caso contrário é remar contra a maré, pois com vários candidatos é dar um tiro no escuro e decretar o “salve-se quem puder”, pois cada um detém sua liderança conforme sua forma de fazer política. Se for pra dividir eleitores, Zé Martins terá a maior fatia.

5º – De nada vai adiantar criar novos grupos e sair se lançando candidato com meia dúzia de votos, haja vista que os eleitores de Zé Martins não se dividem, são fiéis. Daí Vale o lembrar: UNAM-SE E GANHEM A ELEIÇÃO OU PREPAREM-SE PRA CAMINHOS SINUOSOS. O alerta está feito!

Berzoini faz caminhada em SLZ

COMPARTILHE

ww0

“1, 2, 3, é Dilma outra vez!” Com este grito de guerra, que logo em seguida foi entoado por centenas de pessoas, o ministro Ricardo Berzoini e uma multidão que o acompanhou percorreram diversas ruas de bairros da região do Turu, em uma caminhada realizada no fim da tarde de ontem (16) em prol da reeleição da presidenta Dilma Rousseff.

A caminhada, que teve início à tarde e entrou pela noite, percorreu ruas do Turu e de bairros da região, atraindo a atenção de centenas de pessoas que acompanhavam a comitiva formada por lideranças de diversos partidos políticos que apoiam a reeleição de Dilma, como o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, o deputado federal Weverton Rocha, o presidente do Partido Democrático Trabalhista no Maranhão (PDT/MA), Julião Amim, o deputado federal Waldir Maranhão, os deputados estaduais Zé Carlos, Zé Inácio, os vereadores Ivaldo Rodrigues e Pavão Filho, Márcio Jardim, Yglesio Moyses, entre inúmeras lideranças e militantes de partidos aliados.

w2w3

Weverton Rocha aproveitou a oportunidade e falou, mais uma vez, sobre o momento político vivenciado no estado, que, após a união de vários partidos da oposição, conseguiu eleger Flávio Dino como próximo governador, e, pela primeira vez na história, elegeu um senador da oposição, que foi Roberto Rocha. “A união que foi feita no primeiro turno para eleger Flávio, permanece agora neste segundo turno intensificando suas forças em prol da reeleição de nossa presidenta, pois entendemos que devemos sempre estar ao lado do povo, e o governo de Dilma é o que está do lado do povo brasileiro”, declarou o deputado, ressaltando, ainda, a importância da presença do ministro na comunidade: “senhor ministro, apesar do nosso estado ter dois maranhenses como ministros, esta é a primeira vez que esta comunidade recebe a visita de um ministro”, disse.

w1w4

O prefeito Edivaldo destacou a importância da reeleição da presidenta Dilma, uma vez que ela se tornou uma grande parceira de São Luís destinando recursos e projetos para melhorar a cidade e a vida da população, e com sua reeleição os avanços continuarão. “Viemos às ruas para clamar ao povo e levar o número da presidenta a cada cidadão, para que ela se reeleja e continue a contribuir com nossa cidade”, falou.

w5w6

O ministro Berzoini destacou o papel do prefeito de São Luís de estar nas ruas, demonstrando ser um bom militante dos movimentos populares, e agradeceu as inúmeras lideranças políticas que trabalham no estado em prol da reeleição de Dilma, citando Weverton que o procurou e falou da necessidade de sua vinda à capital maranhense para intensificar a campanha da presidenta. “O Brasil se coloca neste momento diante de uma escolha fundamental para sua história. Nós que já vencemos a ditadura militar, temos a oportunidade de decidir, neste momento, se queremos continuar avançando, como um país das políticas sociais e que olha para o seu povo, ou se queremos retroceder, para um governo que significa o arrocho salarial, privatizações e que trabalha em prol de banqueiros. Este é o momento de não só fazermos campanha, mas fazermos o convencimento daqueles que estão indecisos e que não votaram no primeiro turno. A presidenta fez questão que eu viesse aqui agradecer a significativa votação que o povo do Maranhão a deu no primeiro turno”, concluiu.

 

A onda Dilma 13 cresce no Maranhão

COMPARTILHE

AE2

Se no primeiro turno a taca foi grande, agora no segundo turno a goleada começa a se desenhar. Após dois debates entre Dilma x Aécio, ficou ainda mais claro, que o PSDB não tem competência para administrar um país da grandeza do Brasil. Em oito anos de administração do Brasil, o PSDB levou o país a dobrar a dívida externa, que antes era de 38% do PIB e passou para 78%.

AE6AE4

Contra números não há argumentos. Lula recebeu um Brasil sucateado, pobre miserável, analfabeto e sem credibilidade. Hoje o país tem dinheiro, credibilidade, programas sociais e cresce na educação superior. Antes, pobre na universidade só como zelador; jamais como estudante.

AE5AE7

Com os programas Fies, Pronatec, Prouni e tantos outros, o brasileiro sente prazer de estudar e reconhece todo esforço. Estudantes com transporte escolar de qualidade, Hospitais com médicos 24 horas e o crescimento de empregos no Brasil, o povo mudou de vida e se igualou as outras classes sociais.

QUEM CONHECE NÃO VOTA

Compare as eleições com um campeonato de futebol bem disputado. Já imaginou se o seu time perde em casa, como seria o resultado lá fora? Pois é, assim foi com o tucano Aécio Neves, que continua batendo no peito e divulgando uma falsa aprovação de 92% em Minas Gerais e as urnas não disseram isso. No primeiro turno Aécio perdeu pra Dilma até em seu curral eleitoral. Quem vota em Aécio em Minas Gerais? A imprensa local não vota, os professores não votam, os policiais não votam, os médicos não votam, os enfermeiros não votam e as outras classes profissionais não suportam Aécio. Sobrou apenas a bandidagem mineira.

AE1AE9

Sabe por que esses profissionais não votam em Aécio? Porque o tucano é rancoroso, amordaça a imprensa, transfere os policias pra bem longe e se denunciar o tucano, são ameaçados de morte. (Veja o vídeo aqui).  Quem não respeita leis, não merece respeito. Aécio esculachou os PMs do Rio de Janeiro quando foi pego em uma blitz da lei seca no bairro do Leblon, zona sul da cidade maravilhosa. Bêbado, Aécio se recusou a fazer o teste do bafômetro e teve a CNH apreendida, já que o documento estava vencido. (Veja o Vídeo).

AE8AE10

Envolvido em nepotismo, crime por empregar familiares em seu governo, Aécio não passa de uma onça em pele de cordeiro. Além disso, desviou dinheiro da saúde, educação, segurança e nunca foi se quer julgado, imagina condenado.

Aécio Neves é o novo Collor de Melo. É bom ficar ligado!

 

 

Ele está de volta à câmara!

COMPARTILHE

IVALD6

Quem estava com saudades pôde aproveitar ontem (13) e cumprimentar um dos vereadores mais atuantes de São Luís. Estou falando de Ivaldo Rodrigues (PDT), que cumpriu licença de 4 meses para sua campanha de deputado estadual e agora está de volta à casa legislativa da capital. Em seu primeiro dia após licença, Ivaldo ocupou o plenário, e agradeceu os milhares de votos, o apoio da equipe de campanha e aos amigos parlamentares.

IVALD5IVAD1

Consciente da verdadeira política do Brasil, Ivaldo classificou esta eleição para deputado, como a briga do “Milhão x Tostão” ou “Davi x Golias”. “É uma disputa desleal, mas garanto que fiz uma campanha pé no chão e meus votos foram livres e conscientes. Uma coisa é certa, hoje faço parte da história do novo Maranhão. Contribui para que isso viesse acontecer e agora é realidade”.

IVALD3IVALD4

Em sua fala, Ivaldo Rodrigues fez um alerta: quero reafirmar meu compromisso com esta casa e dizer que minha luta pelo povo Ludovicense será dobrada a partir de hoje. Para finalizar o discurso que foi muito aplaudido pelos companheiros, Ivaldo se mostrou amigo dos livros e mostrou mais uma de suas frases intelectuais.

IVALD6IVALD2

“Time que não joga não tem torcida. Eu joguei e fiz parte do jogo. Estou na história da nova política do Maranhão”.

 

Esta matéria foi excluída por ordem Judicial

COMPARTILHE

PROCESSO400-07.2016.8.10.0064 (4032016)

O filho que reconhece seu povo

COMPARTILHE

IVB

Sem deixar esfriar muito, Ivaldo Rodrigues (PDT), voltou ontem (07) a baixada maranhense, para agradecer aos eleitores, os mais de 3 mil votos depositados no dia 05 de outubro, último domingo no 12789. Em companhia das maiores lideranças da baixada, Ivaldo Rodrigues esteve nas cidades de Bequimão e Peri-Mirim.

12Peri1

“Sou grato a esta expressiva votação na baixada maranhense, principalmente nas duas cidades onde tenho a satisfação de falar que sou filho. Em Bequimão eu nasci, mas em Peri-Mirim eu fui criado. Vou está sempre aqui, porque aqui é a minha casa, aqui está o meu povo e por isso voltei para agradecer os votos e confirmar o meu apoio aos grupos que me trouxeram essa grande votação” – disse Ivaldo Rodrigues.

FLORBequimão 1

Ivaldo teve voto em 134 municípios do Maranhão e foi lembrado em todas as regiões do Estado. Vereador de três mandatos em São Luís, Ivaldo nem descansou da campanha e já está no batente visitando as comunidades da grande Ilha de São Luís.

Peri-Mirm13

Na próxima segunda feira (13), Ivaldo volta à Câmara Municipal de São Luís, onde reassume sua cadeira de vereador, já que ele estava de licença política. Atuante, Ivaldo retorna as suas atividades e começará colocar seus projetos de lei e requerimentos em pauta.

Gratidão; Esta é a palavra de ordem!

COMPARTILHE

IV e  CL

O vereador mais atuante de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT), usou ontem sua página na rede social Facebook, para agradecer aos amigos maranhenses, que depositaram quase 13 mil votos no último domingo (5), quando Ivaldo disputava uma vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão. De acordo com essa votação, Ivaldo Rodrigues, ficou na segunda suplência em sua coligação.

“Meus amigos e minhas amigas, quero aqui lhes agradecer pela generosa votação de aproximadamente 13 mil votos livres e conscientes que recebi e que me fez o segundo suplente do meu partido o PDT. Saio vitorioso frente ao poderio econômico que faz desigual a disputa. Mais nós saímos mais fortes do pleito politicamente com a eleição do meu deputado federal Weverton Rocha, do meu governador Flávio Dino e do meu senador Roberto Rocha. Obrigado a todos e todas. Somos protagonistas do novo Maranhão! Retorno agora a câmara municipal de São Luís e continuar trabalhando pela minha cidade”disse Ivaldo Rodrigues.

DILMA1IV e CB

Ivaldo que já está em seu terceiro mandato de vereador por São Luís, teve como maior adversário nas eleições de 2014, o “Desleal” poder econômico, que infelizmente prostitui um pleito que deveria ser democrático e livre. Durante sua campanha, Ivaldo fez o famoso corpo-a-corpo e o resultado foram quase treze mil votos conscientes e livres. Durante todo dia de ontem (6) Ivaldo recebeu dezenas de ligações de amigos, MSG e até flores de jornalistas.

FLORIV e  CL

MSG1MSG2

 

 

Organização é a palavra chave

COMPARTILHE

MR

Uma carreata foi organizada neste Domingo (27) no Complexo do Coroado, em São Luís do Maranhão. O responsável pelo evento, foi o vereador Manoel Rêgo (PTdoB), que mora na região e é um representante querido na área. Acompanhado de centenas de carros, a carreata percorreu as principais ruas e avenidas da região, onde a população abraçou as candidaturas de Edivaldo Holanda e Lourival Mendes.

Com uma organização impecável, a carreata partiu da Avenida dos Africanos, ao lado da fundação Bradesco, com destino aos bairros e vilas dentro do Complexo e finalizou no mesmo local. A carreata era tão longa nas ruas estreitas, que nenhuma lente conseguiu captar toda extensão. Vejam agora as fotos da carreata e tirem suas conclusões. Vejam também este Vídeo aqui

M1 M2 M3 M4 M5 M6 M7 M8 M9M5 MM MM1

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free