casa » Archivo de Etiquetas: Sampaio

Archivo de Etiquetas: Sampaio

Os maranhenses vão pegar os gaúchos no mata-mata da Série C

COMPARTILHE

Os adversários das equipes maranhenses no mata-mata do acesso da Série C do Brasileiro estão definidos. Com os confrontos finais do Grupo B da competição Sampaio e Imperatriz terão times gaúchos em seus caminhos.

O Sampaio Corrêa irá enfrentar o São José-RS, enquanto que o Imperatriz decide uma vaga na Série B do Brasileirão diante do Juventude-RS. A Bolívia Querida faz o jogo de volta em casa e o Cavalo Aço faz o segundo jogo como visitante.

Os outros confrontos definidos foram entre Ypiranga-RS diante do Confiança e Náutico diante do Paysandu.

As datas reservadas para partidas são os dois próximos fins de semana. A CBF vai divulgar a tabela detalhada das quartas de finais com data e hora na tarde desta segunda-feira.

Mata-mata do acesso

Sampaio x São José-RS
Ypiranga-RS x Confiança-SE

Náutico-PE x Paysandu-PA
Juventude-RS x Imperatriz

Classificações finais

Grupo A

1 – Náutico-PE – 33 pts
2 – Sampaio – 31 pts
3 – Imperatriz – 28 pts
4 – Confiança-SE – 26 pts
5 – Ferroviário-CE – 25 pts
6 – Botafogo-PB – 25 pts
7 – Santa Cruz-PE – 25 pts
8 – Treze-PB – 19 pts
9 – ABC-RN 18 pts
10 – Globo-RN 16 pts

Grupo B

1 – Ypiranga-RS – 28 pts
2 – Juventude-RS – 28 pts
3 – São José-RS – 28 pts
4 – Paysandu-PA – 28 pts
5 – Remo-PA 27 pts
6 – Volta Redonda-RJ – 25 pts
7 – Tombense-MG – 23 pts
8 – Boa Esporte-MG – 20
9 – Luverdense-MT – 13 pts
10 – Atlético-AC – 11 pts

Por Afonso Diniz

O todo poderoso [Sérgio Frota] pode está atolado até o pescoço em falcatruas no futebol

COMPARTILHE

Dizem que o costume do cachimbo é que faz a boca torta. No futebol, um dia é da caça e o outro dia é do caçador. Tem o dia de perder e o dia de chorar. Desde que assumiu a presidência do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota só falou em prejuízos, mas nunca largou o osso do tubarão. Chorava, esperneava, mas continuava presidente. Toda prestação de conta, sempre citava um tal prejuízo de mais de um milhão de reais anual. Mas nunca quis largar o comando do time. Em 2017 Frota chegou anunciar que seria seu último ano a frente da Bolívia, mas no final das contas apareceu candidato novamente, o motivo, só Freud explica.

Sérgio Frota já colheu muitos frutos bolivianos, e até a sede do clube ele chegou a negociar, segundo a imprensa noticiou. Uma caixa preta nunca foi aberta em todo esse tempo no Sampaio. Cheio de marra, Frota se acha o Charles Miller, aquele estudante que trouxe uma bola e regras de futebol da Inglaterra para o Brasil. Se mete a falar de tudo, sabe tudo, mas pouco explicou sobre seus 11 anos no comando do Sampaio.

Na última rodada do Campeonato Brasileiro da Série C de 2017, um caso chamou atenção dos desportistas maranhenses. No jogo entre Sampaio X Botafogo-PB, no estádio Castelão em São Luís, o tricolor abriu o jogo na maior cara de pau e perdeu em pleno Castelão por 3×2. Com o resultado, o Botafogo escapou do rebaixamento. O que ninguém sabia era que Sérgio Frota era tão amigo do presidente do Botafogo-PB. Todo mundo desconfiou da atitude do Sampaio, mas ficou calado, como de costume.

No Campeonato Maranhense de 2017, algo ficou muito suspeito após o Sampaio que estava na penúltima colocação na classificação geral, só estava acima do Americano, buscou uma classificação no tapetão, mesmo perdendo no TJD maranhense. O presidente garantia aos 4 cantos da cidade que no Rio de Janeiro ele ganhava. É evidente que Sérgio Frota teve ajuda do presidente da Federação Maranhense de Futebol, que chegou a viajar para a capital carioca várias vezes, segundo informou a imprensa local. No final, Sampaio foi o classificado, campeão maranhense em cima do Cordino e de quebra levou a final para Imperatriz, fazendo com que o Cordino não jogasse no estádio Leandrão.

Neste domingo (13) a casa caiu para Sérgio Frota, após o Jornal Correio da Paraíba publicar uma matéria sobre o inquérito da Operação Cartola, que investiga corrupção no futebol paraibano. E se mexer mais um pouco no passado recente do deputado boliviano, pode encontrar mais coisas, já que no futebol maranhense pode não ser diferente do paraibano.

Deputado estadual do Maranhão aparece nas escutas

Em uma conversa gravada, Zezinho do Botafogo liga para o deputado estadual Sérgio Frota (PSDB-MA), presidente do Sampaio Corrêa para articular sobre a arbitragem do jogo entre Botafogo-PB e Altos-PI, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. Zezinho pede ao deputado Sérgio Frota o nome do juiz, que seria do Maranhão. Em um determinado momento, Zezinho passa o telefone para Breno e eles conversam rapidamente. O deputado pede que a conversa continue de noite e diz que vai resolver o problema. A partida em questão foi vencida pelo Belo pelo placar de 1 a 0. O árbitro do jogo foi o maranhense, da cidade de Imperatriz, como o próprio deputado fala no telefonema, Ranilton Oliveira.

E agora, o  Ministério Público do Maranhão vai deixar barato tudo isso ou vai investigar mais coisas do deputado? Tentamos contato com Sérgio Frota, mas não foi possível. O Espaço está aberto para explicações ao povo.

Com Informações do Portal Correio da Paraíba

 

De olho nos milhões que o Sampaio vai receber em 2018, Sérgio Frota deve disputar a reeleição do clube

COMPARTILHE

Antes de finalizar a temporada de 2016 quando Sampaio caiu para a Série C, o presidente do Tricolor Sérgio Frota declarou que deixaria a Bolívia no final de 2017, principalmente por ver os torcedores hostilizarem Frota nas redes sociais. Só que após subir o Sampaio para a Série B de 2018, o presidente Tricolor mudou de ideia e deve concorrer mais um mandato para o comando da Bolívia.

O Sampaio já está planejando a próxima temporada visando os campeonatos maranhenses e brasileiro, as copas do Nordeste e Brasil. Sem definição quanto ao próximo presidente do clube, Frota deverá encará mais uma vez a parada. Presidente do Sampaio há dez temporadas, Sérgio Frota, tem encerramento do mandato no fim de 2017 e novas eleições precisam ser realizadas para saber se haverá permanência ou alternância na presidência do Tricolor.

Nos bastidores já circula a informação de que Sérgio Frota não irá deixar o osso do tubarão, principalmente em ano de eleição, já que o presidente irá buscar seu segundo mandato de deputado estadual. Vale lembrar que ainda este ano Sérgio Frota chegou a dizer que não concorreria a uma nova reeleição. Porém, após o acesso, o atual presidente do clube mudou de ideia e deixou claro que deverá seguir no Sampaio.

– O futuro a Deus pertence. Falei e não tiro o que eu disse (sobre não disputa novas eleições). Mas esse grupo resgatou em mim o brilho no olhar e aquela alegria de estar novamente no futebol. Então a gente vai conversar. Tive oposição dentro do próprio Sampaio e tenho minha maneira de administrar, que eu comando. Temos as regras das eleições, o procedimento legal que é estabelecido no estatuto do clube. A eleição a gente faz em outubro. Tudo legalmente. Publicando edital, tudo dentro dos ditames – afirmou Frota.

O edital da eleição dos conselhos deliberativo, fiscal e diretor para o biênio 2018/19 deverá ser publicado até a próxima semana. A tendência é que o pleito aconteça na última semana de outubro.
Dentro do próprio tricolor surge burburinhos de que Sérgio Frota estaria mais interessado nos milhões que o Sampaio vai receber de cotas em 2018, do que no próprio tricolor. O medo de muitos opositores na Bolívia Querida é o deputado se preocupar com sua reeleição para a Assembleia Legislativa, do que com a campanha do Sampaio na Série B do ano que vem. Será?

Crônica de uma queda anunciada: a memória do repórter

COMPARTILHE

Por Afonso Diniz – Não precisa ser nenhum doutor em futebol para saber que a bomba relógio do rebaixamento do Sampaio explodiria a qualquer momento. Pelo contrário, qualquer neófito nesse mundo da bola já poderia nos adiantar que a pólvora estava sendo queimada lá atrás, em meados de dezembro de 2015.

Lembro nitidamente da correria na redação para falar com os principais atletas da histórica campanha da Série B daquele ano, no intuito de saber como estariam suas respectivas renovações de contrato. De forma intrigante, recebia sempre a mesma resposta: “Eu nem fui procurado”.

Pouco a pouco os jogadores foram tomando novos rumos e já começava a observar o Sampaio quebrar com o próprio punho o frasco da fórmula de seu recente sucesso – a manutenção da base.

O fim da picada foi quando estive na sala de imprensa Herbert Fontenelle Filho para ouvir ao vivo e sem cortes do presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota, que todos aqueles atletas não foram procurados porque não serviam para o clube. Estranhamente… Naquela sala todos foram chamados de “jogador vagalume” e “amarelões”, pois não conquistaram o acesso e perderam algumas partidas na reta final. Todos! Lembro-me de tudo muito bem.

Não esqueço também que a justificativa para não renovar com Léo Salino, um leão em 2015, foi sua estatura. Engraçado é que foi procurado este ano no momento do desespero. Não servia pra renovar porque era “muito baixo”. Talvez tenha crescido. Eu tenho que lembrar que em nenhum momento foi citado pedida alta de algum atleta. Eu tenho memória!

Veio o 2016, e uma por uma eu anunciava em meus boletins novas contratações do Sampaio de toda parte do país. Chipre, Bósnia e Herzegovina, Estados Unidos e até do Sudão. Ou vocês já esqueceram de Chôco, Taianan, Jeanderson, Jhullian e o resto do mundo? Eu não esqueço.

Longe de mim fazer algum tipo de avaliação destes profissionais. Nem dava. Chegaram fora de forma, encontraram métodos totalmente diferentes e não tiveram o mínimo tempo de adaptação. Não só eles, mas também os contratados daqui mesmo do futebol brasileiro. Muita gente fora de forma. A culpa poderia ter sido de quem planejou, de quem não renovou, de quem contratou por DVD e etc… Mas quem pagou o pato?

O promissor técnico Marcelo Chamusca. Que pegou a bomba relógio tendo que renovar um time com jogadores que sequer tinham condição de atuar no começo da temporada. Mas Deus realmente escreve certo e como bom trabalhador, Chamusca foi bater na Série B. Ele subiu…

Muitos equívocos já haviam sido cometidos a essa altura, mas o tempo ainda deixava brecha, afinal, a Série B não tinha sequer começado. Só que o maior dos erros ainda estava por vim: a marketada chamada Petkovic.

Ele chegou e o ambiente do Sampaio mudou. Para pior! Era nítido no semblante de cada funcionário. Com ele, eram descarregados caminhões de jogadores, inclusive só para pendurar as chuteiras com foi o caso do craque do passado, Marcos Assunção.

Nessa “era”, eu tive que ouvir da boca do sérvio e do presidente Sérgio Frota, que o jogo contra o Vasco, na estreia da Série B, serviria para a festividade de aposentadoria de Arlindo Maracanã. O maestro não queria e não merecia isso. Eu via nos olhos dele. Estava sendo empurrado a fazer aquilo. Tava sem graça, mas, enfim, aconteceu e ainda tive que vê-lo de camisa 9. Mas foi o Pet quem mandou…

Aliás, ele mandou muita coisa. Até trazer uma barreira nova para cobrar suas faltinhas. Eu particularmente nunca entendi a necessidade dos escanteios serem batidos por ele durante os treinos. Pra quê? Eu não sabia é que era possível um time errar tanto, em pontos técnicos e táticos. Talvez se ele entrasse em campo como nos treinos…

Como se trocasse de carga de fruta, o Sampaio trocou de treinador e de elenco. Veio Wagner Lopes e um caminhão baú de jogadores. Novos métodos, velha falta de planejamento. Não deu tempo. Aliás tempo era o que faltava ao Tricolor. O Sampaio só tinha mesmo era dinheiro para contratar e demitir. Alguém aí tem a fatura?

A bomba relógio já tinha contagem regressiva, a explosão era literalmente questão de tempo. Só que ninguém come um bolo desse tamanho sozinho. Que tal trazer ídolos para partilhar desse momento da história? Rodrigo Ramos, Flávio Araújo, eles até tentaram. Foram homens. Mas o arrependimento do mandatário do Sampaio bateu muito tarde e já era a hora de apagar a luz.

Eu tenho a plena consciência de que o futebol maranhense tem muitos problemas financeiros. Mas, por favor, não me venham dizer que este foi o fator decisivo do rebaixamento do Sampaio. Falar isso é chamar o torcedor de burro. Eu vivi dia após dia. Dinheiro tinha, teve e tem. Afinal, o clube teve que cortar na própria carne para chegar aonde chegou. Não foi no bolso não e todos nós sabemos disso. A reflexão pede verdade.

Como cronista esportivo, ao presidente do Sampaio, o Sr Sérgio Barbosa Frota, eu já fiz e reitero o agradecimento pelos excelentes serviços prestados ao clube e ao futebol maranhense de uma maneira geral. Afinal, a honraria foi dele de comandar a Bolívia Querida aos acessos consecutivos e o reencontro com dias de glórias no cenário nacional. Mas também é preciso ser dito que foi sobre seu comando os rebaixamentos de 2009 e de 2016 e isso eu não posso me poupar em dizer.

Eu tenho memória. São dois acessos e dois rebaixamentos. Espero que da mesma forma que tal presidente apreendeu a lição em 2009, quando depois conseguiu dois acessos sequenciais, possa também repensar suas atitudes e entender que as lições estão a mesa. Basta ter a humildade de refletir e compreendê-las.

O Sampaio é gigante. Passaremos todos e ele intacto permanecerá com sua vasta e gloriosa história, independente de tudo e de todos. Este gigante do esporte vive em constante duelo, como seu próprio hino já nos lembra. Mais jogadores, técnicos, gerentes, diretores, presidentes passarão. Vereadores, deputados, prefeitos e governadores serão eleitos com a força do time do povo. A Bolívia Querida segue seu caminho e espero que com a lição aprendida, pois uma nova bomba relógio pode fazer ainda mais estragos.

 

Governo do Estado (Cemar) oficializa patrocínio para Moto e Sampaio

COMPARTILHE

POR JEAN MONTEIRO – O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), oficializou, em solenidade realizada em São Luís, nesta quarta-feira (27), patrocínio para os clubes de futebol profissional Moto Club e o Sampaio Corrêa que participam do restante do Campeonato Brasileiro 2016, séries B e D. No evento foi assinado o contrato que autoriza a liberação de recursos aos clubes.

O patrocínio tem apoio da Companhia Energética do Maranhão (Cemar) por meio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. Os dois clubes receberão um investimento total de R$ 2.650 milhões. O Sampaio Corrêa está na série B do Campeonato Brasileiro e o Moto Clube na série D. O Sampaio vai embolsar R$ 2 milhões e o Moto R$ 600.000,00 mil.

O secretário de Estado do Esporte e Lazer, Márcio Jardim, afirmou que investir no futebol maranhense é fomentar uma cadeia produtiva que gera emprego e oportunidades, além de fortalecer um vínculo de identidade estadual, a partir da paixão pelos clubes.

“O nosso país enfrenta um momento de crise financeira. Mas, o Governo do Maranhão lança mão de recursos possíveis para ajudar os clubes que representam o estado no campeonato nacional de futebol”, destacou Márcio Jardim.

Para o vice-presidente de Operações da Cemar, Sérvio Túlio, é motivo de orgulho associar a marca da Companhia ao Moto Club e Sampaio Corrêa. “Temos paixão pelo que fazemos assim como pelo futebol. Tratamos essa parceria com muito cuidado para garantir que seja duradoura, fazendo com que os clubes se fortaleçam nas competições”.

CLUBES CELEBRARAM PATROCÍNIO

Satisfeito com a assinatura do contrato, o presidente do Sampaio Corrêa, Sergio Frota, falou da importância do apoio do Governo do Estado e da Cemar nesse momento crucial para o Sampaio, ressaltando que o recurso será fundamental para que o clube possa reagir no Campeonato Brasileiro. “Agradeço a renúncia fiscal do Governo Flávio Dino em prol dessa iniciativa e a toda equipe da Cemar, que se predispôs a ser o agente financeiro desse projeto esportivo”.

Para o diretor de Futebol do Moto Club, Valdemir Rosa, que representou o presidente Hans Nina, o patrocínio é reflexo do compromisso do Governo do Estado em fortalecer o esporte no Maranhão. “O incentivo trouxe inúmeros benefícios para o nosso clube. Agradecemos ao governador Flávio Dino por mais esse apoio ao futebol maranhense”.

Participaram, também, da solenidade, o secretário adjunto de Projetos Esportivos Incentivados da Sedel, Leonardo Cordeiro; e os diretores da Cemar, Humberto Nogueira (Gestão e Finanças), José Jorge (Relações Institucionais) e Luiz Carlos Cardoso (executivo de Comunicação e Marketing).

 

Cemar anuncia patrocínio para Moto e Sampaio para o restante do Brasileiro-2016

COMPARTILHE

Moto e Sampaio representam o futebol maranhense e o investimento necessário deve receber um reforço na segunda-feira (25). A Cemar, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, deve estender o patrocínio aos dois clubes iniciado no Campeonato Maranhense.

Em contato com o diretor de Comunicação da Cemar, Luís Carlos Cardoso, tive a seguinte resposta: “Olá João, boa tarde!  Estamos finalizando o processo e até segunda feira (25/7) anunciaremos oficialmente sobre o patrocínio por meio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte para o Moto e Sampaio também”.

O valor não foi informado, mas para o Moto pode ser o que está faltando para contratar os reforços pedidos pelo treinador Ruy Scarpino. O ideal seria que esses jogadores já estivessem em São Luís treinando, mas a diretoria disse que só falta isso para concluir a contratação importante nesta semana de jogo contra o Águia de Marabá-PA, pelo mata-mata da Série D do Campeonato Brasileiro. A primeira partida entre os times está marcada para o dia 31 de julho, domingo no Castelão (MA).

No Sampaio, a torcida é para que esse dinheiro sirva de alguma forma para tirar o time da zona de rebaixamento e se for para contratar mais jogadores ainda, que a verba investida no clube ajude a trazer peças de nível técnico melhor ainda para que neste segundo turno da Série B do Brasileiro, a arrancada aconteça. O próximo jogo do Sampaio é neste sábado (23/07), às 21h, contra o Londrina, no Estádio do Café, no Paraná.

SIGA JOÃO RICARDO

Invícto, agora só restam 34 rodadas para o Sampaio subir

COMPARTILHE

O Sampaio Corrêa está invicto no campeonato Brasileiro da Série B de 2016. Até agora não venceu ninguém e marcou apenas um gol na competição deste ano, sendo o pior time da era de pontos corridos nas quatro primeiras rodadas. Sem vencer há cinco jogos, a Bolívia serve de piada nas redes sociais a cada segundo.

Na noite desta sexta feira (27) o Sampaio foi massacrado pelo Náutico Pernambucano por 5×0 e só não levou mais gols porque o juiz acabou logo com o jogo. O goleiro Rafael estava doido pra encher a sacola e sua meta seria 10 gols para dar de presente aos torcedores na partida do castelão na próxima terça feira (31) contra o Bragantino que está na mesma barca. Já foram 13 gols sofridos em apenas 4 rodadas, sendo que Rafael guardou 9 e Ruan 4, uma média de 3,25 gols por partida.

Para o jogo desta terça feira (31), foram colocados 40 mil ingressos à venda, o que pode bater o recorde de público do castelão e do Brasileirão 2016. O torcedor está animado para esse jogo, já que um resultado igual ao anterior pode manter o Sampaio na ponta, onde está mesmo bem antes de jogar.

Este ano o Sampaio já contratou 1.999 jogadores e já levou a mesma quantia de gols incluindo Copa do Brasil, Maranhense, Brasileiro e Copa do Nordeste. A meta de Sergio Frota é contratar 3.000 mil atletas e levar 5.000 gols. Dinheiro não é problema…

“No Sampaio é proibido perder para o Moto Club”, disse Petkovic ao Jornal Extra do RJ

COMPARTILHE

O Sérvio Petkovic, agora ex-treinador do Sampaio, abriu o verbo ao Jornal Extra do Rio de Janeiro e falou de sua saída do tricolor maranhense. Durante a entrevista o Sérvio se mostrou satisfeito com o trabalho feito na Bolívia, mas foi categórico em falar da força que tem o Superclássico maranhense.

“Fiquei lá 70 dias. Simplesmente, o trabalho foi mostrado e elogiado. O time estava jogando bem melhor, tivemos bons jogos. Até a semana passada, tínhamos aproveitamento de 80%. Aí, você perde dois jogos seguidos, cai para 60 e pouco, perde um Estadual, leva um pênalti e um gol de bola parada, e é eliminado. Conseguimos fazer muita coisa. Não tem nem médico no clube. O presidente me demitiu, me elogiando: “Mas perdemos o Estadual”, ele disse. Dentro da paixão, não se pode perder o Estadual. Não saí chateado, pois sabia que isso ia acontecer. Lá, não se pode perder para o Moto Club. A rivalidade é muito grande” – disse Petkovic ao Extra.

Ao chegar ao Sampaio no dia de sua apresentação, Petkovic não ficou muito satisfeito com a estrutura apresentada pelo presidente Sérgio Frota, mas não reclamou de nada, mas pela cara que fez, mostrou sua insatisfação. O vídeo no LINK mostra tudo. CLIQUI AQUÍ.

JORNAL EXTRA RJ

Sampaio se acanha e não vence o Oeste-SP

COMPARTILHE

O Sampaio Corrêa desperdiçou uma ótima chance de fechar a 34ª rodada do Brasileirão Série B, na zona de acesso para a Série A de 2016. Diante de um dos candidatos ao rebaixamento, o time maranhense apenas empatou com o Oeste da pequena cidade de Itápolis, interior de São Paulo por 1 a 1, na noite deste sábado (7), e frustrou os pouco mais de 14 mil torcedores que pagaram ingressos no Estádio Castelão.

Com o tropeço em casa, o Sampaio chegou aos 54 pontos e ocupa a sétima posição na tabela de classificação. Assim, tem um ponto a menos do que o Santa Cruz, o quarto colocado. Já o Oeste volta para casa com um bom resultado, mas ainda está ameaçado de queda. Os paulistas somam 42 pontos e ocupam a 14ª colocação; contra 38 pontos do Macaé, o primeiro na zona de descenso.

O JOGO

O Sampaio saiu na frente aos 30 minutos do primeiro tempo. O zagueiro Plínio aproveitou uma sobra na área, e mandou a bola, de canhota, para o fundo do gol. O Oeste conseguiu chegar ao empate aos seis minutos da segunda etapa. Depois de um bate-rebate, o atacante Rafael Martins dividiu com a marcação antes de balançar as redes.

Na próxima terça-feira (10), às 20h30, o Sampaio Corrêa volta a campo para enfrentar o Atlético Goianiense, novamente no Castelão. Enquanto isso, o Oeste tem a dura missão de enfrentar o Santa Cruz, no mesmo dia e horário, no Estádio do Arruda, na cidade de Recife-PE. O Sampaio inda tem dois jogos em casa, contra Atlético-GO e Paraná Clube. Mas joga duas vezes fora; contra Bragantino-SP, que entrou na briga pelo acesso e CRB-AL que corre da zona do rebaixamento.

FICHA TÉCNICA:

SAMPAIO CORRÊA 1 X 1 OESTE

SAMPAIO CORRÊA – Rodrigo; Daniel Damião, Plínio, Luís Otávio e Raí; Léo Salino (Alex Maranhão), Diones, Nádson (Douglas Oliveira) e Válber (Henrique); Edgar e Jheimy. Técnico: Léo Condé.

OESTE-SP – Leandro Santos; Flávio Meneses (Renato Xavier), Daniel Gigante, Ligger e Fernandinho; Betinho, Renan Mota e Mazinho; Wagninho (Júnior Lopes), Rodriguinho (Rafael Martins) e Patrick Silva. Técnico: Renan Freitas.

GOLS – Plínio, aos 30 minutos do primeiro tempo (Sampaio) e Rafael Martins, aos 6 minutos do segundo tempo (Oeste).

ÁRBITRO – Paulo Schleich Vollkopf (MS)

CARTÕES AMARELOS – Flávio Meneses e Wagninho (Oeste)

RENDA R$ 345.000,00

PÚBLICO – 14.276 pagantes (17.337 torcedores)

LOCAL – Estádio Castelão

Blog do Juraci Filho

A chuteira apertou no pé do Sampaio

COMPARTILHE

SERGIO F

O deputado Sérgio Frota (PSDB) explicou, na sessão desta quinta-feira (21), o motivo que levou o Governo do Estado, através do Detran, a recusar dar ajuda financeira para os clubes do futebol maranhense. A declaração foi por conta da acusação do deputado Souza Neto (PTN), de que o Governo teria dado calote de R$ 500 em ajuda para os principais clubes do Estado da primeira divisão (Moto Clube, Imperatriz e Sampaio).

Sérgio Frota informou que manteve encontro com o secretário de Esporte e Lazer do Estado, Márcio Jardim, para a negociação da ajuda financeira aos clubes. O tucano disse que propôs ajuda de R$ 1 milhão, mas Jardim afirmou que não possuía dinheiro e prometeu que a ajuda seria através do Detran, só que o setor jurídico afirmou que não poderia ser concedida.

O pedido de ajuda foi feito por conta dos clubes maranhenses estarem atolados em dívidas, até com os servidores como motoristas, zeladores e cozinheiras, estão com salários atrasados.

Sérgio Frota disse acreditar na disposição do governador Flávio Dino (PCdoB) em fortalecer o futebol e garantiu que vai brigar para assegurar a ajuda financeira aos clubes maranhenses. Lembrou também que no ano passado esteve na Assembleia, na administração, passada conversando com o líder do bloco governista, deputado Roberto Costa (PMDB), que apresentou uma emenda aprovada por unanimidade, mas foi vetada pelo Executivo, que garantiria uma ajuda de 0,1% no incremento da Lei de Incentivo ao Esporte.

“Não tenho dúvida do apoio, volto a frisar, da determinação do governador Flávio Dino, do Governo do Estado em ajudar o futebol, ajudar o esporte maranhense. E vou brigar muito, vou brigar muito. Claro, faço base de apoio ao governo aqui dentro, mas vou defender com toda a minha força para que o esporte e o futebol maranhense tenham apoio dentro das leis do nosso Estado”, assegurou o deputado boliviano.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free