casa » Archivo de Etiquetas: Política

Archivo de Etiquetas: Política

Fátima Araújo inicia a segunda série de LIVES com autoridades nesta segunda, às 19h

COMPARTILHE

Para iniciar a segunda série de Lives no Instagram, a vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB) vai receber nesta segunda-feira (18), ás 19h, Marcos Pacheco, que atualmente é Secretário de Políticas Públicas do Estado do Maranhão, Médico Sanitarista e membro do Comitê Científico do Consórcio Nordeste.

Veja abaixo quem são as autoridades que vão está no bate-papo com a vereadora Fátima durante esta semana, em Live pelo Instagram. Nesta segunda-feira (18), às 19h, o médico sanitarista,  Marcos Pacheco. Já na terça-feira (19), no mesmo horário, a Live será com o secretário municipal de Saúde de São Luís, Lula Fylho. Na quarta-feira (20) será a vez de Davi Talles bater um papo com a vereadora Fátima Araújo. Na quinta-feira (21), o bate-papo será com o Padre Olívio. E para fechar a semana de Lives, o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho será o convidado. Todas as Lives serão às 19h.

O assuntos debatidos são variados, e englobam a pandemia do novo coronavírus até gestão pública, ação do executivo e legislativo no combate a pandemia. A participação das pessoas é importante. Basta ir até a página da vereadora Fátima Araújo o Instagram em @fatimaaraujopguerreira e acompanhar tudo ao vivo.

Olhinho é empossado vereador de Alcântara-MA

COMPARTILHE

Em sessão extraordinária realizada na última quinta-feira, dia 30 de abril, a Câmara Municipal de Vereadores de Alcântara, localizada na Região Metropolitana da Ilha, empossou o suplente de vereador Edson Barbosa (PCdoB), carinhosamente conhecido no município como Olhinho. Olhinho assume a vaga deixada por José Ribamar de Jesus Barboza (Ribinha de Itamatatiua) que saiu de licença.

Nas eleições de 2016 Olhinho foi o oitavo candidato a vereador entre os mais votado em Alcântara e obteve nas urnas 364 votos. Com a saída de Ribinha, Olhinho assume a vaga e terá um mandato de 8 meses, o que lhe deixa ainda mais forte, já que é pré-candidato à reeleição.

Olhinho é servidor público municipal de carreira e antes de assumir a cadeira de vereador, era Secretário Municipal de Infraestrutura de Alcântara, função que exerceu por 39 meses até deixar o cargo por respeitar as regras da justiça eleitoral, já que 2020 é ano de eleição.

Em seu primeiro pronunciamento já como vereador, Olhinho agradeceu a oportunidade dada pelo povo e pediu aos colegas parlamentares paciência com ele durante as sessões. “É mais um desafio em minha vida, peço aos companheiros que tenham paciência comigo, estou aqui para aprender com os senhores nesta casa, principalmente os bons costumes. Precisamos nos unir, trabalhar em parceria com a prefeitura e colocar o povo como prioridade em todas as ações da Câmara”, destacou o vereador Olhinho.

Por G7

Vereador Danilo chama de “abestados” membros do PSL de Bequimão – Coronel Lopes e Paulinho Bekman

COMPARTILHE

Nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp a política rola solta 24h. Na briga por um lugar no legislativo ou executivo municipal vale qualquer coisa. Nesta semana vazou um áudio do vereador de Bequimão, Danilo Gusmão (PDT), que não poupou palavras e desceu o “porrete” em Coronel Lopes e no cantor Paulinho Bekman, membros do Partido Social Liberal (PSL) de Bequimão.

Em seu áudio, Danilo fez duras críticas ao Coronel Lopes e Paulinho Bekman, que mesmo o município de Bequimão estando em quarentena, assim como o restante do Brasil por causa da pandemia do coronavírus, na visão do vereador de Bequimão, os dois membros do PSL foram entregar cestas básicas em comunidades da zona rural para fazer politicagem. Segundo Danilo em seu áudio, tanto Coronel Lopes, quanto Paulinho, eles não conhecem ou sabem o nome das pessoas para quem entregaram cestas. O que parece ao ouvir o áudio do vereador é que ele tem medo de perder a cadeira, já que Paulinho fez a ação social em seu reduto eleitoral.

Danilo disse que Coronel e Paulinho cometeram crime ao fazer aglomeração de pessoas, descumprindo os decretos municipal e estadual e desobedecendo as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS), que solicitou o isolamento social. O vereador Danilo chegou a falar que era pra prender os dois membros do PSL por desobediência aos decretos e por aglomerar muitas pessoas. OUÇA O ÁUDIO DO VEREADOR DANILO NA ÍNTEGRA…

Em outra parte do áudio, Danilo diz que Paulinho e Coronel Lopes estão fazendo campanha política separada e falando mal dele e do companheiro de parlamento, vereador Vadico do Areal. “Eles acham que o povo do interior onde eles estão passando é besta, na região de Águas Belas e Chega & Vira, o povo tem arroz no paiol, carne seca, galinha, porcos e etc. Porque que eles não fizeram a ação social deles dentro de Ariquipá ou em Areal? Eles estão fazendo campanha deles antecipada. Eles querem fazer a cabeça de alguém, mas o povo de Ariquipá sabe em quem vota ou vai votar”, disse o vereador em seu áudio.

“Fiquei zangado porque me atacaram ontem e hoje me atacaram de novo. Ai estou dando umas respostas em outro grupo de WhatsApp, onde tem umas pessoas que reconhecem que eles estão me atacando. Procura para Paulinho e Coronel Lopes se eles conhecem minha mãe em Ariquipá? Coronel Lopes não conhece ninguém de Bequimão. Nós que somos vereadores precisamos fazer com que eles parem com isso, já que eles estão fazendo campanha deles e jogando o povo contra nós vereadores”, disse Danilo Gusmão que finalizou chamando Paulinho Bekman e Coronel Lopes de “abestados”.

Essa briga nos bastidores da política bequimãoense, no campo da oposição entre seus membros é uma novela antiga e já conhecida pelo eleitorado. Novos capítulos virão e no final da novela, todos estarão juntos no mesmo palco em beijos e abraços como se nada estivesse acontecido nos bastidores.

O Blogue entrou em contato com Coronel Lopes e Paulinho Bekman por volta do meio dia para ouvi-los através do WhatsApp dos dois citados, afim de que fosse enviada uma nota, mas até a publicação desta matéria às 16h50 nenhuma nota sobre o áudio de Danilo foi nos enviada por Paulinho ou Coronel Lopes.

O espaço continua aberto aqui no Blogue para qualquer esclarecimento, já que os dois foram citados na matéria, que foi baseada no áudio vazado do vereador Danilo Gusmão.

Vereadora Fátima Araújo reúne com autoridades em São Luís-MA

COMPARTILHE

Uma semana produtiva, assim pode ser classificada os cinco dias de trabalho da vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB). Mas quem disse que a Pequena Guerreira só trabalha cinco dias por semana? Equivocado quem disse ou pensou dessa forma. A vereadora Fátima Araújo é daquelas que trabalha sete dias por semana, 30 dias por Mês e 365 dias por ano. É uma parlamentar que trabalha diuturnamente pelo bem estar da população de São Luís. São lutas que não cessam, e os resultados sempre são positivos com ações altamente produtivas.

Um dos encontros foi uma audiência com o Major Marcelo José e representantes do Programa Pacto Pela Paz , da Secretaria de Estado de Segurança Pública com várias comunidades de São Luís. A audiência aconteceu no 6º Batalhão da Polícia Militar, no bairro da Cidade Operária. “Nessa reunião tratamos de assuntos importantíssimos para que nossas comunidades sejam cada vez mais pacificadas”, destacou a vereadora.

Outra reunião importante esta semana aconteceu com os representantes da Maternidade Maria do Amparo e o secretário municipal de Saúde, Lula Filho. “Após a reunião saí muito esperançosa com o resultado da conversa. Graças a minha Emenda Parlamentar, [A Casa Amiga da Criança] retornará suas atividades normais em breve e o bairro do João de Deus receberá um Centro de Marcação de Consultas. Duas importantes notícias para alegrar nossa população”, comemorou Fátima Araújo.

E para finalizar os encontros da semana, a Vereadora reuniu com o secretário municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), Canindé Barros. “Tratamos da linha de ônibus Aeroporto/São Cristóvão que havia sido retirada. Canindé garantiu que irá fazer um estudo em “regime de urgência” para que a linha volte a funcionar novamente”, enfatizou a Pequena Guerreira.

 

Fotos: Maxsuel Bruno

Fátima Araújo cobra ações do secretário Canindé Barros

COMPARTILHE

A reclamação é geral por parte da população ludovicense e principalmente dos vereadores de São Luís. Mas nesta terça-feira (10) a vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB), perdeu a paciência com o Secretário Municipal de Trânsito e Transportes de São Luís, Canindé Barros, ao subir a Tribuna da Câmara Municipal e cobrar mais ações do gestor, que segundo a parlamentar, está dando muitas desculpas e fazendo pouco. Fátima Araújo cobrou a volta da linha do ônibus João de Deus/São Francisco.

Em seu pronunciamento, Fátima Araújo fez um questionamento ao secretário Canindé Barros sobre o transporte coletivo do bairro João de Deus. “Sabe quantas pessoas foram assaltadas nesta segunda-feira dentro do bairro Vila Conceição, indo pegar ônibus nas Avenidas Guajajaras e Santos Dumont? Foram 17 vítimas de assaltos. As pessoas estão arriscando suas vidas, doutor Canindé, porque o ônibus quando chega no bairro já está lotado. Quantos anos eu venho cobrando a volta da linha João de Deus/São Francisco? Essa luta começou em 2014. Assim como a volta da linha Vila Conceição/João de Deus”, salientou a vereadora.

Em outra parte, a vereadora não fez arrodeios e questionou firme o secretário Canindé sobre esse problema. “O que você tem contra o povo do João de Deus e Vila Conceição? João de Deus foi uma comunidade que em peso apoiou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Foi um povo que abraçou Edivaldo Holanda Júnior. Agora lhe pergunto doutor Canindé, até quando as pessoas vão está arriscando suas vidas, já que não temos nossa linha de ônibus no bairro? Colocaram uma linha de ônibus Alvorada, mas só passa de 6/6h, e dentro da comunidade, as pessoas precisam andar 1.500 metros para pegar o coletivo”, disse Fátima Araújo.

E para finalizar, a Parlamentar fez um apelo ao secretário Canindé, que na última vez que deu um parecer sobre o caso, acabou colocando culpa na buraqueira. “Eu mais uma vez doutor Canindé, eu faço um apelo, eu imploro em nome de Jesus, que venha voltar a linha de ônibus João de Deus/São Francisco e Vila Conceição/João de Deus. A linha Vila Conceição você falou que não voltava por causa dos buracos, a SEMOSP fez a operação tapa buracos e até agora não voltou a linha, mesmo após seis meses do tapa buracos”, finalizou a Pequena Guerreira, lembrando que o bairro tem mais de 20 mil habitantes e que sem ônibus atrapalha qualquer planejamento, além da falta de faixas de pedestre no bairro.

Silvia Braga prestigia lançamento da pré-candidatura de Bira do Pindaré

COMPARTILHE
A pré-candidata a deputada estadual, Silvia Braga (PRTB) marcou presença em evento do Partido Socialista Brasileiro (PSB), na capital maranhense, para o lançamento oficial pré-candidatura de Bira do Pindaré a deputado Federal no Auditório principal do Rio Poty Hotel.
Acompanhada de correligionários, Silvia Braga, que é amiga desde o tempo de escola e de juventude, de Bira, declarou que o socialista é um talento na política que precisa fazer parte da bancada na Câmara de Deputados, em Brasília.
“Acredito que Bira pode fazer a diferença pela sua larga experiência no parlamento. É jovem e um bom nome para representar bem o povo maranhense e brasileiro na Câmara Federal”, pontuou.
O evento, marcado pela presença forte de lideranças populares, sindicais e representantes de movimentos sociais. Em todos os discursos, foi destacado que Bira do Pindaré representa a renovação da Câmara dos deputados em Brasília.

Acabaram as filiações e começaram as negociatas para angariar apoio de partidos

COMPARTILHE

O mercado do vai e vem de políticos para partidos, a famosa janela partidária, acabou às 23h59min da última sexta-feira (6) em todo Brasil. Faltando 6 meses para as eleições de outubro deste ano, a correria foi grande e o troca-troca também. Partidos que mal apareciam no cenário político do Maranhão, amanheceram neste sábado (7) como gigantes. O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), formou a maior bancada de vereadores na Câmara Municipal de São Luís.

Mesmo com o fim da janela partidária, as conversas de bastidores com negociações encobertas continuam a todo vapor. São as famosas e conhecidas negociatas para angariar o maior número de legendas. Nada é de graça ou simplesmente apoio por ideologia. Mesmo faltando seis meses para as eleições, o voto de cada eleitor maranhense está sendo negociado com os presidentes de partidos ou lideranças políticas. E ainda dizem que comprar ou vender voto é crime. Crime se for o próprio eleitor que vender.

Os atores na disputa eleitoral já assinaram a ficha de filiação e foram devidamente apresentados nos partidos políticos, ou seja, do ponto de vista partidário a pré-temporada já começou e quem tiver melhor preparado, pode levantar o caneco. Políticos que mudaram de partido simplesmente por encontrar um caminho mais curto de eleger-se a deputado. Outros, por não se identificar com a ideologia da legenda antiga.

Os partidos e os seus políticos se debruçarão na matemática que envolve as figuras que disputarão as eleições proporcionais, seus pesos eleitorais e as vantagens de ter esta ou aquela legenda ao seu lado para somar votos, alcançar o coeficiente eleitoral e, assim, conquistar a sonhada vaga ou na Assembleia Legislativa ou na Câmara dos Deputados.

Já em relação à eleição majoritária, restaram poucas dúvidas. Uma delas – e talvez a mais antiga – é o anúncio do nome do segundo candidato ao Senado do grupo do governador Flávio Dino (PCdoB). Outra dúvida é em relação ao PSDB, Roberto Rocha e Eduardo Braide (PMN). Afinal, quem será o candidato ao governo? Ou sairão os dois?

Do grupo da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), as dúvidas são menores. Passa somente pelo nome do candidato a vice-governador na chapa da emedebista. Alguns nomes são ventilados, como do senador João Alberto, do empresário Lobão Filho ou de uma grande liderança da região Tocantina.

Já em relação aos demais candidatos, como Ricardo Murad (PRP) e Maura Jorge (PSL), por exemplo, as composições devem ser logo definidas. Não há tantas dúvidas sobre como os demais candidatos, como Ricardo Murad (PRP) e Maura Jorge (PSL), por exemplo, as composições devem ser logo definidas. Não há tantas dúvidas sobre como será cada chapa. Falta somente costuras para finalizar essas composições.

Com Informações do Estado Maior

Rede Social ou Rede Marginal?

COMPARTILHE

A política do Maranhão é diferente de qualquer parte do Brasil. Aqui, fala-se o que quer, entra-se na vida pessoal, envolve família, denigre-se imagem de adversários e transforma-se concorrência em guerra. Isso não é de hoje, a história da política maranhense conta como alguém pode anoitecer líder e amanhecer na zona do rebaixamento. Tudo mudou na política, menos o pensamento daqueles que brigam para estarem ou voltarem ao poder.  No início do século, segundo os mais velhos, tudo era feito para massacrar adversários, até partir para o lado pessoal, com agressões e pancadarias.

Hoje, com a era das novas tecnologias, alguns grupos, principalmente os que estão no poder da sombra, usam “Exércitos da Maldade” com “Soldados Perigosos” bons de artilharias e bem pagos para “baterem” em adversários como forma de perseguição política. As redes sociais que mais parecem “redes marginais” empregam dezenas de “profissionais” corruptos que se infiltram na imprensa como “pistoleiros” dos teclados, com a missão de destruir reputações, histórias de vida e até famílias, com matérias altamente maldosas e criminosas muita das vezes.

Na pauta dos “Soldados do Mal”, estão adversários e aliados de políticos oposicionistas de seus “patrões”, que são achincalhados com mentiras, que as vezes atingem classes trabalhadoras, povos, sem sequer se importarem com quem realmente precisa ser visto, o povo. Desde as eleições de 2016, surgiram os “combatentes da corrupção”, cometendo o mesmo crime, gente que apareceu na lista de fantasmas da Assembleia Legislativa do Maranhão com salário de mais de R$ 6 mil reais e nunca sequer deu um prego em uma barra de sabão na Alema.

Muitos pousam de honestos, mas foram levados pela polícia federal por suspeita de extorsão, outros ainda usam fraldas com medo das investigações. As redes sociais no Maranhão tem um significado diferente do resto do mundo, não socializam, apenas marginalizam os que pensam diferente, opinam diferente ou trabalham para sobreviver. No Maranhão, basta aparecer sem querer em foto com algum integrante do grupo Sarney (mesmo que como papagaio de pirata) que será destruído pelos soldados da maldade.

Esta semana, bastou a ex-governadora colocar um ônibus na estrada, que ela e seus aliados passaram a ser massacrados na internet por soldados do Quartel Palaciano. Até remanescentes quilombolas foram achincalhados, uma falta de respeito com a aquele povo, que tem uma história de luta e honestidade, que precisa ser visto, principalmente por aqueles que defecam pelos dedos nas redes sociais, como referência histórica. Ultimamente os “soldados da maldade” atiram sem ver quem será atingido, mas é bom lembrar, que tudo que sobe, desce! Se tiver no grupo adversário é corrupto, ajudou afundar o Maranhão, mas basta pular a linha do equador, que se torna uma nova criatura, vai ajudar a reconstruir o Estado.

O bem, nas redes sociais corre a passos de tartarugas, mas o mal corre com a força e a velocidade de um furacão, já que o ódio e a discórdia são patrocinados com dinheiro público para atingir o maior número de pessoas, que na grande maioria tem pouca informação do grande “lixão” que se tornou a política maranhense por parte de alguns políticos.

 

Bolsonaro e os filhos ficaram milionários só na política

COMPARTILHE

Do ponto de vista político, a “Família Bolsonaro” só não é uma piada pronta porque ainda está em construção — embora a coisa já seja antiga. Ficou feio para a turma. A Folha fez um levantamento objetivo, sem juízo de valor, sobre o patrimônio dos valentes, que têm apenas uma atividade conhecida: a política. Do ponto de vista pessoal, os Bolsonaros não podem reclamar do Brasil… Integram a diminuta categoria dos multimilionários. Seu patrimônio em imóveis, em valores de mercado, chega a R$ 15 milhões. Veículos motorizados, para ser genérico, somam mais R$ 1,7 milhão, totalizando, então, R$ 16,7 milhões.

Tive a pachorra de fazer uma conta, que serve apenas como ilustração: se Jair e seus três filhos políticos — Flávio, Eduardo e Carlos — tivessem guardado CEM POR CENTO DO SALÁRIO LÍQUIDO RECEBIDO COM A ATIVIDADE POLÍTICA, TERIAM CONSEGUIDO JUNTAR POUCO MAIS DE…R$ 15 milhões! Vale dizer: menos do que seu patrimônio — já explico a conta e os critérios. Pergunta-se: quem consegue guardar a totalidade do que ganha?

“Ah, não trapaceie, Reinaldo, eles não têm R$ 15 milhões no banco, mas em patrimônio, sujeito a variações de mercado, como valorização e coisa e tal…” Eu sei. O que quero demonstrar é que os vencimentos do quarteto não justificam seu milagre imobiliário. Outra explicação há de haver.

Em abril do ano passado, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) fizeram um levantamento e concluíram que, no mês anterior, só 15% dos consumidores guardaram parte do salário!!! Nada menos de 46% gastaram tudo o que receberam, e 32% viram sair mais dinheiro do que entrar: ficaram no vermelho.

Poupar não é um hábito nacional — a não ser, claro!, na família Bolsonaro. Estudo do economista José Roberto Afonso, da Fundação Getúlio Vargas (FGV-Rio), com base em dados coletados pelo Banco Mundial, aponta que, no Brasil, só 4,7% dos 60% mais ricos — camada em que se encontram Jair e seus filhos — guardam dinheiro. E, entre os 40% mais pobres, a participação cai a menos da metade: 2,1%.

Mais dados para provar que estamos diante do Milagre Bolsonaro da Multiplicação de Patrimônio? Pois não! Em 2014, a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida quis saber a percentagem de poupança naquela parcela diminuta da população que consegue guardar algum dinheiro. Atenção! 52% dos gatos pingados que conseguem reter uma graninha guardam até 10% do que recebem; outros 26%, entre 10% e 20%. O topo da poupança é de 40%: apenas 2% (ENTRE OS QUE POUPAM: 0,3%, pois) alcançam tal proeza.

Tão logo a Folha publicou as informações — e não as opiniões — sobre o patrimônio da Família Bolsonaro, sua turma na Internet se saiu com as grosserias de hábito. O jornal passou a ser chamado de “Foice de São Paulo” — porque seria comunista… Deus do Céu! Gritavam seus sectários: “Por que não fazer tal levantamento sobre outros presidenciáveis?” Não vejo por que o jornal não possa fazê-lo. Pergunto: eventual patrimônio inexplicável de adversários do deputado deve ser tomado como justificativa para o injustificável?

A conta
Os números a seguir, reitero, apenas ilustram o que não tem explicação. Quando entrou na política, Bolsonaro era um homem pobre. É deputado federal desde 1989. Só para facilitar o cálculo — e isso também dá a medida do absurdo! —, vou fazer de conta que ele recebeu, mensalmente, ao longo de 28 anos, R$ 25.010,69 (ganho líquido de hoje). Seus 336 salários teriam somado, pois, R$ 8.403.591,84. Eduardo está na Câmara desde 2015. Foram 36 salários, totalizando R$ 900.384,84. Carlos Bolsonaro é vereador na cidade do Rio faz tempo: desde 2000, o que totaliza 204 vencimentos, com valor líquido de R$14.266,40. No total, R$ 2.910.354,60. E ainda há Flávio, o deputado estadual (RJ), no posto desde 2003. Em 14 anos, foram 168 vencimentos líquidos de R$ 18.786,88: ou seja, R$ 3.156.195,84.

Tudo somado, chega-se a R$ 15.370.527,12, um valor inferior ao patrimônio de R$ 16,7 milhões!

Notem que tomo todos os salários a valor presente. Notem que, nessa hipótese, os Bolsonaros não moram, não comem, não vestem, não usam papel higiênico (alimentam-se de luz!). Notem que se trata de uma ordem de grandeza que apenas dá materialidade à espantosa evolução patrimonial do quarteto. Digamos que eles fizessem parte daqueles 2% dos 15% — ou 0,3%!!! — que conseguem guardar 40% do que recebem: estaríamos falando de R$ 6.148.210,84, não de mais de R$ 16 milhões. E se forem como os 52% dos 15% (7,8%) que conseguem poupar apenas 10% do que recebem? Bem, nesse caso, teriam guardado R$ 1.537.052,71. Convenham: o valor está um tantinho abaixo dos R$ 16,7 milhões, não é mesmo?

Violência retórica e falta de explicação
Bolsonaro concedeu uma entrevista à Folha, com a delicadeza habitual. Desqualifica o jornal e os jornalistas (farei um post a respeito).

O político que, segundo seus acólitos, desafia o “statu quo” acha ofensivo que alguém pergunte como conseguiu amealhar patrimônio tão vistoso.

Na condição de homem público, acha que não tem de dar explicações. E prefere o lucrativo — até agora ao menos — caminho da ofensa.

Como eles conseguiram um patrimônio de R$ 16,7 milhões? Não sei! Vai acima uma conta que serve de ilustração do espanto.

Para encerrar este post: ao longo de todos esses anos, quais foram mesmo as respectivas contribuições de Jair, Eduardo, Flávio e Carlos? A Família Bolsonaro se mostrou um prodígio em benefício da… Família Bolsonaro!

Por Reinaldo Azevedo

Outdoor de Jair Bolsonaro em Pinheiro mostra que o povo da Princesa da baixada nasceu para sofrer

COMPARTILHE

Se não bastasse uma administração trágica feita pelo prefeito Luciano Genésio (PP), em que deixou a população de Pinheiro na pior desde que assumiu a gestão em janeiro deste ano, os pinheirenses receberam esta semana na Avenida que liga o bairro de Pacas, um grande Outdoor tem trás como frase “Pinheiro é Bolsonaro”, uma alusão às eleições para presidente da república em 2018.

Patrocinado pela União da Direita Maranhense (UDM), tem o apoio da União da Direita Pinheirense (UDP), fazendo propaganda explícita ao deputado federal carioca, que já está na política há 30 anos mamando nas tetas do estado.  A apologia ao Bolsonaro mostra que o maranhense não sabe votar e principalmente os pinheirenses, que deram um tiro no pé em 2016 com a promessa de mudança.

O SALVADOR DA PÁTRIA

Jair Messias Bolsonaro, é paulista, nascido em Campinas, tem 62 anos e está há 30 anos na política. Começou como vereador carioca e atualmente está no seu 7º mandato de deputado federal pelo Rio de Janeiro. Nunca fez nada pelo estado do Rio de Janeiro, que está afundado pela corrupção. Bolsonaro faz parte da Comissão de Combate ao Crime Organizado, mas nunca se manifestou contra a violência do Rio de Janeiro que domina os 92 municípios cariocas. Foi membro da Comissão dos Direitos Humanos e Minorias, mas não respeita justamente quem ele foi escolhido para defender.

Só na família de Bolsonaro tem quatro políticos, três filhos e ele. Isso mostra que política dá lucro e é mais rentável que qualquer outra profissão. Carlos Bolsonaro (filho) é vereador carioca, Flávio Bolsonaro (filho) é deputado estadual fluminense, Edurado Bolsonaro (filho) é deputado federal por São Paulo e Jair Bolsonaro (pai) é deputado federal pelo Rio de Janeiro. É mole ou quer mais, maranhenses?

O bom moço que nunca levantou uma palha sequer pelos cariocas agora aparece como salvador da pátria e muitos brasileiros, inclusive maranhenses, fazem apologia nas redes sociais sem sequer conhecer a história de um político que está milionário só de mamar nas tetas públicas, inclusive colocando seus filhos. A família Bolsonaro ganha até da família Sarney em números de integrantes dentro da política com mandato.

Se Bolsonaro fosse o salvador da pátria, já não teria sido no mínimo prefeito do Rio de Janeiro ou até governador carioca para resolver o problema da corrupção, violência, falta de saúde pública e péssima educação. Mas nunca quis enfrentar seus aliados e agora visa o Palácio do Planalto sem nunca ter gerido uma “Banca de Bala” na Central do Brasil. O olhar de Bolsonaro não é o povo e sim a facilidade de enriquecimento ilícito.

O deputado se diz honesto. Horas bola, honestidade não é gol de placa, é virtude e todo homem precisa ter. Mas o Brasil precisa de mais que honestidade, necessita de conhecimento de gestão, de um político que olhe para todas as divisões de classes, criada pelos próprios deputados. O Brasil precisa primeiro de eleitores conscientes, que entenda que política não está baseada apenas em Eleições, Candidato, Campanha, Voto e Eleitor. O processo é bem mais longo e precisa prever o futuro. O voto dura pouco menos de 2 minutos, mas o mandato dura 4 anos. É bom lembrar que você coloca no poder, mas não tem poder para tirar.

 

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free