casa » Archivo de Etiquetas: Jornalismo

Archivo de Etiquetas: Jornalismo

Jornalismo no Maranhão! Vem aí Agência Tambor!

COMPARTILHE

Geremias dos Santos, Coordenador Executivo da Associação Brasileira de Rádios Comunitárias (Abraço Brasil), estará em São Luís (MA) nos dias 22 e 23 de março (quinta e sexta-feira) para anunciar o lançamento da Agência Tambor, uma plataforma de comunicação livre, popular e comunitária. Será uma central de produção de conteúdo jornalístico, disponível no site www.agenciatambor.net.br e transmitido diariamente pela Rádio Web Tambor. Trata-se de uma iniciativa onde a Abraço está diretamente articulada, juntamente com outras organizações, caso do Jornal Vias de Fato e Sindicato dos Bancários do Maranhão.

Em sua vinda a São Luis, Geremias participará na quinta (22/03) de uma entrevista (uma roda de conversa) às 11h da manhã, com três jornalistas: Flavia Regina (Blog Buliçoso), Ed Wilson Araújo (professor da UFMA e coordenador da Abraço-MA) e Emilio Azevedo (Vias de Fato).

Na pauta dessa entrevista estará o papel da Agência Tambor, a democratização da comunicação, as reformas trabalhista e previdenciária, questões relativas a direitos humanos (racismo, machismo, homofobia, misoginia, feminicídio), incluindo povos e comunidades tradicionais; além da violência fascista no país e a importância da Teia de Comunicação Popular do Brasil, uma proposta recente do Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), centro de formação localizado no Rio de Janeiro. A Agência Tambor divulgará essa entrevista com a participação de Geremias. O conteúdo também ficará à disposição dos interessados.

Democracia na Comunicação   

Sobre a Agência Tambor, a jornalista e historiadora Claudia Santiago, do NPC, se mostra confiante. “Acho fundamental essa articulação entre jornalismo alternativo, movimento sindical e rádios comunitárias. É um dos caminhos para se pensar a necessária democratização da comunicação”, pontuou. Claudia afirma que experiências como a Tambor são importantes para construção da teia nacional de comunicação popular. “O que nós queremos é criar uma rede de solidariedade. E esse processo precisa acontecer também num nível regional. E vejo o Maranhão, com todas suas peculiaridades, muito importante nesse processo”, reiterou.

Na sua estada em São Luís, com o objetivo de divulgar a Agência Tambor, Geremias dos Santos terá reuniões com sindicalistas, com dirigentes da Abraço e, no dia 23, sexta-feira, participará pela manhã de uma mesa no I Seminário Internacional Povos e Comunidades Tradicionais Frente a Projetos de Desenvolvimento e o V do Seminário: Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente. Trata-se de uma promoção conjunta de dois grupos de estudos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), o Gedmma (Grupo de Estudos: Modernidade, Desenvolvimento em Meio Ambiente) e o Nera (Núcleo de Estudos e Pesquisa em Questões Agrárias).

Caminhada

A Agência Tambor é fruto de um evento ocorrido em outubro de 2017, que reuniu mais de 500 pessoas, entre indígenas, quilombolas, quebradeiras de coco, professores, estudantes, sindicalistas, agentes pastorais, pesquisadores, jornalistas e comunicadores populares. Foi o I Seminário Comunicação e Poder no Maranhão, que envolveu várias organizações e coletivos, incluindo Teia de Povos e Comunidades Tradicionais do Maranhão, Sindicato dos Bancários, Apruma SS, Sindsep/MA, CSP Conlutas, Nódoa, Casa 161, Carabina Filmes, Blog Buliçoso, Movimento de Defesa da Ilha, Abraço-MA e Jornal Vias de Fato. O evento contou com o apoio pedagógico do Lida/UEMA e do NPC.

A Tambor é parte desse processo e seu nome é uma  homenagem à comunicação quilombola, dos indígenas e quebradeiras de coco, que em vários casos recorrem ao toque dos tambores para reunir as comunidades e dar as notícias necessárias. A inspiração vem ainda do instrumento que convoca, sintoniza e agrega as pessoas. A parir do dia 3 de abril, uma terça feira, essa agência colocará no ar o Jornal da Tambor, um programa de rádio que vai ao ar de segunda a sexta, sempre às 11h e 30min, tendo a jornalista Flávia Regina como âncora e apresentadora e um conselho editorial que dará um apoio permanente a ela e ao programa.

 

Por Ed Wilson 

Inveja ou tentativa de perseguição?

COMPARTILHE

Esta semana me deparei com um texto insignificante na internet, que de acordo com o que rege o jornalismo, classifiquei de lixo. O tema era sobre política, mas estava escrito em parábolas, isso apenas para atingir uma pessoa que segundo o pouco que sei dela, só faz o bem às pessoas. A pessoa citada no texto foi a Radialista, Jornalista, Apresentadora de TV e diretora da Rádio Difusora 680 AM, Paulinha Lobão, que ao contrário dos críticos, sempre trabalhou o social na capital maranhense.

Não estou defendendo a Radialista e muito menos sacrificando os críticos. Pelo contrário, sei que jornalismo é coisa séria, mas está sendo usado por alguns profissionais da imprensa como uma arma para destruir reputações de pessoas do bem. Não sou amigo de Paulinha Lobão, apenas a conheço como profissional da comunicação e a respeito, assim como faço com todos os profissionais do seguimento. Como pesquisador em comunicação, vejo que o jornalismo foi invadido pelos alienígenas, como a própria Difusora AM previu em um programa de humor em outubro de 1971.

Criticar é opção de todos os jornalistas, assim como elogiar. Mas tenham santa paciência, não se faz crítica sem argumentação, e principalmente quando o fato é criado na “caruda”. O nosso jornalismo é forte, continua forte, mas alguns profissionais para agradarem “Gregos e Troianos” acabam atirando para todo lado e atingindo pessoas do bem e colocando o jornalismo em descrédito.

Quem é jornalista de verdade, por paixão ou formação sabe que um texto para ser jornalístico precisa preencher os conceitos da profissão e as regras da função. As perguntas típicas de um texto jornalístico são (quem, o quê, onde, como, quando e por quê). Só que no texto em que tentaram denegrir a imagem da Paulinha Lobão, nenhuma pergunta dessas foi respondida. E quando parte de alguém que sentou a bunda na cadeira da Faculdade ou Universidade é mais sofrido ver. Quando parte de um leigo, o perdão é mais fácil (ele não não sabe o que diz).

Dizem os mais velhos que o mundo dá voltas. Na comunicação o globo não pára de girar, principalmente para os comunicadores ou comunicólogos.

 

Aldir Dantas será homenageado na Câmara de São Luís pelos 50 anos de jornalismo ao Maranhão

COMPARTILHE

A Câmara Municipal de São Luís vai realizar sessão especial às 14h desta quarta-feira para prestar uma merecida homenagem ao jornalista Aldir Ferreira Dantas, pelos seus 50 anos de jornalismo profissional. A iniciativa do vereador Cézar Bombeiro (PSD) foi aprovada por unanimidade em reunião ordinária do parlamento municipal, com referências bem expressivas sobre o jornalista pelos vereadores Francisco Chaguinhas (PP) e Bárbara Soeiro (PSC), que destacaram o importante trabalho que Aldir Dantas desenvolveu em todas as empresas que teve oportunidade de prestar serviços.

O jornalista Aldir Dantas tenha a sua inserção no jornalismo desde quando aluno do Colégio Marista, incentivado pelo amigo Carlos Nina e ter integrado a Página da Juventude, no Jornal Pequeno, que contou com os importantes apoios do jornalista Jámenes Calado e de Ribamar Bogéa, proprietário do Jornal Pequeno.

Aldir Dantas teve o seu primeiro contrato trabalhista no dia primeiro de junho de 1967, no Jornal do Dia, depois transformado no Estado do Maranhão, levado pelo jornalista Vera Cruz Marques. Depois de cinco anos, ingressou no departamento de jornalismo da Rádio e TV Difusora, levado pelo jornalista Mauro Bezerra, que lhes proporcionou oportunidades de crescimento, inclusive com repórter e redator, ingressando no O Jornal.

Por 18 anos, foi assessor de imprensa da EMATER-MA, iniciando no ano de 1979, a convite do engenheiro agrônomo José Trajano Brandão Martins, então presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Maranhão.

Embora como jornalista da EMATER-MA, Aldir Dantas teve oportunidade de escrever uma coluna no suplemento Sete Dias do Jornal Estado do Maranhão e posteriormente assinou a coluna Espaço Aberto, iniciada no Jornal O Imparcial, passando pelo o Debate, Jornal Pequeno e Atos e Fatos, quando teve oportunidade de abordar assuntos inerentes a agropecuária maranhense e tecer críticas sobre os inúmeros problemas sobre a violência no campo, que  juntamente com a Comissão Pastoral da Terra do Maranhão foi um dos primeiros jornalistas a denunciar que o Maranhão foi um dos maiores exportadores de mão de obra escrava, principalmente para o Estado de São Paulo para o corte da cana de açúcar.

Por defender direitos e a dignidade humana já foi denunciado e processado por mais de 30 vezes, tendo a sua defesa sido sustentada pelos advogados Carlos Sebastião Silva Nina e Gustavo Garcia Silva, tendo apenas uma condenação em que pagou R$ 33 mil por multa imposta pela Justiça Eleitoral por feito críticas ao candidato a governador Jackson Lago.

Como jornalista Aldir Dantas, além de diversas funções exercidas nas redações foi diretor de jornalismo da Rádio Educadora do Maranhão e TV Cidade Record e hoje escreve um blog que tem o seu nome no site do Quarto Poder.

Como profissional já teve muitos reconhecimentos e mais recente foi um dos jornalistas vendedores do Prêmio de Jornalismo da Defensoria Pública do Maranhão, no ano de 2014 e da Câmara Municipal de São Luís já recebeu a Medalha Estácio de Sá da Silveira da Câmara Municipal por iniciativa da então vereadora Marília Mendonça.

O jornalista Aldir Dantas que é graduado em Serviço Social pela Universidade Federal do Maranhão, diz que o Serviço Social foi de fundamental importância para a construção da sua consciência crítica e tem lhe possibilitado a ter cada vez mais uma visão crítica do contexto social da sociedade, principalmente da exploração do ser humano com a miséria e a fome tomando dimensão cada vez mais ampla no Maranhão.

Sobre a homenagem do vereador Cézar Bombeiro, diz se sentir honrado, principalmente que ele conhecedor da sua luta por direitos e dignidade humana e que foram parceiros no enfrentamento a corrupção deslavada e desmandos no Sistema Penitenciário do Maranhão, que deram origem a dezenas de assassinatos e que infelizmente até hoje permanece na impunidade, apesar da repercussão internacional e da vinda ao Maranhão de uma Comissão de Direitos Humanos da ONU.

 

Texto:: Da Assessoria do Vereador

Davi Max é homenageado com o “Prêmio Globo Marketing” de 2016 na categoria Blogues

COMPARTILHE

O jornalista Davi Max foi um dos premiados na edição do concurso Destaques do Ano, do “Prêmio Globo Marketing”, uma das mais importantes premiações do Maranhão com diversas edições já realizadas. Davi concorreu na categoria blogs (www.blogdodavimax.com.br) e conquistou o Selo de Qualidade, durante uma votação, por meio de enquete, disponível na internet.

O prêmio merecidamente conquistado, contou com o apoio da população, o que para o jornalista só reforça a seriedade com a qual conduz seus trabalhos. Davi Max foi eleito como o Melhor Blog do Maranhão, comprovando mais uma vez seu favoritismo na blogosfera maranhense.

davi1 davi2

Estudante de jornalismo da Faculdade Estácio, Davi Max que também apresenta o quadro “De Cara com a Fera”, no telejornal MA News, na TV Maranhense canal 12, afiliada da Band no Maranhão, compareceu à solenidade e recebeu o prêmio, agradecendo o apoio de todos aqueles que colaboram para um jornalismo de excelência.

“Agradeço a Deus e aos internautas que me elegeram como o melhor blog do ano de 2016. Gostaria de agradecer o apoio de todos aqueles que colaboram para um jornalismo de excelência, em especial meus colegas e irmãos Dalvana Mendes e Isaías Rocha” — declarou o jovem jornalista.

A cerimônia da honraria que tem objetivo de valorizar as personalidades que se destacaram ao longo do ano, ocorreu na noite desta quarta-feira (7), no Excellence Buffet, na Avenida Costa Mar, Nº 58, Bairro do Araçagy.

PERFIL DO PROFISSIONAL

Davi Max nasceu em São Luís, no dia  29 de Outubro de 1995. Graduando em Jornalismo pela Faculdade Estácio, com habilitação para Rádio e TV. Desde 2013, presta serviço na Câmara Municipal de São Luís atuando como assessor de comunicação. Nesse período, por exemplo, assessorou a vereadora Rose Sales (PMB). Atualmente é o assessor do vereador Francisco Chaguinhas (PP).

 

 

IBECEC forma primeira turma de Jornalistas em Pinheiro

COMPARTILHE

E1

Na noite de sexta-feira (24), foi realizada a festa de formatura da primeira turma de Comunicação Social – Jornalismo Nível Médio, na cidade de Pinheiro. O Curso foi ministrado pelo Instituto Brasileiro de Estatística, Cultura, Educação e Comunicação – IBECEC.

Dezoito alunos concluíram com êxito e agora estão com seus diplomas nas mãos e registro do Ministério do Trabalho e Emprego, tronando-se profissionais aptos para atuarem nos meios de comunicação em qualquer lugar do país. O jornalista Élbio Carvalho diretor do instituto, foi o responsável pela chegada do curso na cidade de Pinheiro proporcionando oportunidades a todos, e facilitando o acesso ao registro profissional para aqueles que já atuam nos variados meios de comunicação, e também para aqueles que ainda não atuam.

E2 E3 E4

A cerimônia que teve início as 19:30h aconteceu na sede da Academia Pinheirense de Letras Ates e Ciências – APLAC, e contou com a participação de viárias autoridades municipais como os vereadores, Enézio Vitorino, Concita, Selma Durans, Beto de Ribão e Leonardo Sá;  Major Brandão representando o Comando do 10º BPM, Wanderley presidente da CDL, Pr. Edson presidente da Associação de pastores de Pinheiro e membro da Academia de Letras, além de dezenas de convidados e familiares dos formandos.

E5 E6 E7

Dos dezoito concludentes do curso, apenas sete participaram da cerimônia de diplomação que teve como paraninfo o vereador Dr. Leonardo Sá, que deu total apoio a realização da cerimônia e recepção dos convidados no restaurante predileto no Bairro São Francisco. A turma teve como orador da cerimônia o formando Joselilson Pavão, e o juramentista  José das Graças Melo Moreira.

O diretor do IBECEC, Jornalista Elbio Carvalho, agradeceu a todos que contribuíram para que o instituto formasse mais uma turma de jornalistas no interior do estado, e afirmou que a formação da turma, trata-se de um salto importante na qualidade do jornalismo local.

E8 E9 E10

É com muita satisfação que recebi e prontamente aceitei o convite para ser paraninfo desta competente turma que hoje completa sua jornada no curso de Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Congratulo-vos pela conquista. Um dia especial para todos que aqui se encontram na celebração de uma vitória, a conclusão de uma etapa importante na jornada profissional e pessoal de cada um. Parabéns a todos estes profissionais da comunicação que tem sobre si a responsabilidade de levar a informação a todos os cidadãos”disse Dr. Leonardo Sá.

Do Blog do Vandoval

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free