casa » Archivo de Etiquetas: Hugo Saraiva

Archivo de Etiquetas: Hugo Saraiva

MAC tem livro lançado por Hugo Saraiva

COMPARTILHE

Hugo3

Com o título “SALVE SALVE MEU BODE GREGÓRIO” o livro em homenagem aos 82 anos do Maranhão Atlético Clube, foi lançado na última quarta feira (24) pelo escritor, pesquisador e professor Hugo Saraiva, autor da obra. Trazendo toda história do MAC, inclusive o inédito rebaixamento para a segunda divisão do campeonato maranhense, a obra literária, conta histórias que fazem parte do acervo do futebol maranhense.

Hugo2Hugo3

Em seu terceiro trabalho como escritor, o professor Hugo Saraiva vem ganhando o mercado da literatura esportiva e após lançar livros de Sampaio e Moto, agora foi à vez do MAC. Conhecido pelos leitores maranhenses, Hugo é torcedor do Sampaio, mas seu trabalho é em beneficio do esporte maranhense. Já pensando no futuro, o escritor traça projetos para relançar o livro do Sampaio com os acessos no campeonato Brasileiro e escrever um livro sobre os times de menor expressão do futebol do Maranhão.

Hugo4HUGO0

Visto como um grande pesquisador, Hugo Saraiva traz histórias do MAC, quase esquecidas no tempo, mas que agora estão guardadas em um livro com a cara do torcedor maranhense. Os livros de Moto e Sampaio foram sucessos de venda e hoje procurados pelos leitores do Estado. Assim deve ser o livro do MAC, lançado no último dia 24 de setembro, no MAC Center, no bairro da Cohama, em São Luís.

Hugo5Hugo4

Com presença de um bom público no lançamento do livro do MAC, inclusive ex-dirigentes, torcedores e dirigentes, a obra pode ser adquirida nos seguintes locais acima relacionados no banner. O livro conta com 440 páginas e uma riqueza de conteúdo da história de um dos clubes mais tradicionais do nordeste.

 

 

 

Boliviano, Motense ou Maqueano?

COMPARTILHE

“A partir de agora você vai conhecer a história de um dos maiores escritores do Maranhão”

Hugo na divulgação de seu primeiro livro na TV Cidade

Hugo na divulgação de seu primeiro livro na TV Cidade

O pinheirense Hugo José Saraiva Ribeiro, nacionalmente conhecido como escritor Hugo Saraiva, ganhou destaque no mundo futebolístico, ao escrever um livro sobre a história do Sampaio Corrêa do Maranhão. Com o título “Sampaio Corrêa, uma paixão dos maranhenses” o livro foi Recorde de venda e se esgotou em poucas semanas. Após o sucesso de venda do livro sobre a Bolívia querida, Hugo começou a escrever um livro sobre a história do Moto Club de São Luís. Criativo e muito estudioso, o escritor batizou a nova obra, com o título: “Memória Rubro-Negra, de Moto Club a eterno Papão do Norte”, que foi lançada e bateu o recorde de venda do seu primeiro trabalho.

Nascido no interior do Maranhão, na cidade de Pinheiro, carinhosamente chamada de Princesinha da baixada, Hugo Saraiva viveu um sonho até aos 17 anos, quando em 1996, o pequeno pinheirense, teve seu primeiro contato com o esporte, através do rádio AM. Naquele momento, a rádio tocava o hino do Maranhão Atlético Clube (MAC) que por sua vez, Hugo achou muito lindo. No mesmo ano (1996) Hugo Saraiva acompanhou em VT, toda campanha do Moto Club no Campeonato Brasileiro Série B.

 Para finalizar o ano de 1996, o jovem Hugo, mesmo ouvindo uma derrota do Sampaio para o Potiguar-RN pela Série C do Campeonato Brasileiro, o futuro escritor na época, acabou virando torcedor Boliviano. O mais curioso de toda história, era que Hugo mesmo com 17 anos na época, nunca havia pisado em um estádio de futebol em São Luís. Naquele ano (1996) a cidade natal de Hugo Saraiva era representada no Campeonato Maranhense, por um dos melhores times já visto no interior do Maranhão, “O Pinheiro Atlético Clube” apelidado por sua torcida, de “PAC”. O time era formado por jogadores genuinamente da baixada maranhense e teve a façanha de conquistar o vice-campeonato daquele ano.

Em 2002, Hugo Saraiva foi morar em São Luís, capital do Maranhão, e a partir desse período começou a frequentar os estádios de futebol da Ilha do Amor, para ver jogos de Moto, Sampaio e MAC. De lá pra cá, o escritor fez tantos amigos nas arquibancadas, que surgiu a ideia de escrever outro livro sobre futebol, onde desta vez a torcida do MAC, será presenteada. Formado em Educação Física pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Hugo fez pós-graduação pela Faculdade Integrada de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Dedicado e apaixonado pela leitura e escrita, o hoje escritor Hugo Saraiva, se considera realizado profissionalmente e diz que sempre quis trabalhar com Educação Física, o que lhe rendeu três livros sobre clubes maranhenses, já que o terceiro está em fase final. Feliz com sua profissão, o escritor disse que nunca pensou ingressar em outra área. Perto de completar mais uma primavera, uma vez que seu nascimento aconteceu em Outubro de 1984, Hugo espera comemorar com o acesso de sua Bolívia querida, à Série B do Campeonato Brasileiro.

Geneticamente professor, Hugo disse que seu pai, também militou nas salas de aula. Conhecedor dos problemas do Brasil, o pinheirense foi categórico ao afirmar, que se tivesse como ajudar o país, daria conselhos aos jovens para que eles não entrassem no mundo da criminalidade. Muito educado e talentoso, o escritor mais querido da torcida maranhense, afirmou que seu principal motivo de felicidade, é sempre seu trabalho e sua família. Por isso, sua maior satisfação no final de cada dia de luta, é sempre o resultado de um bom trabalho.

Questionado sobre as falcatruas no Brasil, Hugo não pensou muito e foi direto ao assunto, quanto a quem colocaria na cadeia. Para o escritor seria tantos condenados, que deveria ser construído outro presídio de segurança máxima. Como um verdadeiro apaixonado por leitura, Hugo Saraiva disse que adora ler sobre política, mesmo achando esse modelo muito arcaico no país. Para o Boliviano, da forma que é feita a política hoje no Brasil, jamais mudará alguma coisa em benefício da sociedade.

Mesmo apaixonado pelo Sampaio Corrêa, o escritor foi questionado sobre qual time rebaixaria até a última divisão do Futebol e não pensou muito e respondeu na lata: “O Corinthians”. Antenado sobre tudo, o titular deste Blog, indagou o escritor sobre a manipulação da mídia nas informações e recebeu a seguinte resposta; “A mídia, historicamente, é usada em benefício de algo ou detrimento de outros; o caso mais claro é a manipulação que a Rede Globo utilizou durante as eleições de Leonel Brizola”- disse Hugo Saraiva. Para confirmar seu profundo conhecimento sobre política, o escritor foi categórico e disse que se fosse um político, primeiro mudaria a constituição e muitas leis do país. Em seguida não inauguraria nenhuma obra, haja vista que todo benefício é um bem público e não um bem particular de um político, que geralmente se utiliza para benefício de campanha.

Quanto à questão da pena de morte, o escritor foi firme e disse que ainda não tem uma opinião sobre o assunto, já que no Brasil tudo pode acontecer. Para finalizar o Bate-Papo, o escritor maranhense Hugo Saraiva falou que se fosse um dirigente do futebol maranhense, mudaria praticamente tudo e começaria do zero. Para ele, o que dificulta o sucesso do nosso futebol não é a falta de público ou de investimento, mas algumas pessoas que ainda trabalham em nossos clubes, com ideias antigas.

 

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free