casa » Archivo de Etiquetas: bequimão (página 53)

Archivo de Etiquetas: bequimão

Professores recebem abono e salários do mês de julho

COMPARTILHE

Pelo terceiro ano consecutivo, o prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), paga um abono salarial aos professores da Rede Municipal de Ensino. O valor referente ao abono foi creditado nesta sexta-feira (31), junto com o salário do mês de julho. Também já foram depositados os vencimentos dos demais servidores do município.

O prefeito Zé Martins, mais uma vez dá uma demonstração de seu compromisso com os educadores de Bequimão e com os funcionários da Prefeitura, mantendo os salários rigorosamente em dia e com um valor adicional aos professores.

Com uma visão técnica, Zé Martins vem mostrando trabalho em todos os setores de sua gestão. Na educação e na saúde, o avanço foi um dos maiores dos últimos 10 anos em Bequimão. Na infraestrutura, pavimentação, agricultura, e pesca, o município está há 100km/h. Durante os últimos 31 meses de gestão, o município de Bequimão virou um verdadeiro canteiro de obras e está entre os mais desenvolvidos da baixada ocidental.

A bola vai rolar pelo campeonato de futebol feminino

COMPARTILHE

A Prefeitura de Bequimão, por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Juventude, realizou a abertura do II Campeonato Feminino de Futebol, no domingo (26), com partida no Estádio Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão). O prefeito Zé Martins (PMDB) esteve no Vivaldão e distribuiu uma bola para cada agremiação participante.

O campeonato deste ano vai contar com oito clubes: Balandro, Sol Nascente, Macajubal, Guarani da Estiva, Ramal do Quindiua, Ferro de Gomar, Quindiua e Paricatiua.

No domingo, aconteceu um torneio preparatório, que teve o time do Balandro como vencedor. Mas início oficial do campeonato vai ocorrer no próximo domingo (02/08), às 16h, no estádio Vivaldão com a partida entre Paricatiua x Quindíua. A equipe de Paricatiua foi campeã na primeira edição das disputas femininas.

bola2 bola4

O secretário de esportes de Bequimão, Kell Pereira, falou da importância e do sucesso de realizar um torneio dessa natureza. “O nosso primeiro campeonato foi um sucesso. Graças a Deus, temos o apoio do prefeito Zé Martins e este ano todas as atletas vão estar equipadas como manda a regra do futebol. A premiação este ano é muito boa e esperamos um resultado melhor do que o ano passado”, disse o secretário.

bola2 bola1

Para o prefeito Zé Martins, o campeonato feminino amplia as possibilidades de atividades esportivas no município. “Já conseguimos revitalizar o futebol masculino e estamos dando mais incentivo à modalidade feminina, que nunca tinha tido a oportunidade de ganhar mais espaço. No campeonato do ano passado, pudemos observar que há vários talentos que estavam precisando só de uma chance”, disse o prefeito.

A premiação para o torneio deste ano será de R$ 4 mil, para serem distribuídos entre campeão, vice e destaques do campeonato. Além do prefeito Zé Martins e do secretário Kell Pereira, estiveram presentes na abertura do torneio presidentes de clubes, desportistas e torcedores.

 

 

Bequimãoenses participam de seminário na capital

COMPARTILHE

As questões sanitárias são apontadas como um dos principais entraves para a comercialização de produtos dos pequenos agricultores. Pensando nisso, o Governo do Estado realizou o Seminário de Inspeção Sanitária e Políticas de Comercialização na Agricultura Familiar, nos dias 23 e 24 de julho, em São Luís/MA.

Representantes do município de Bequimão participaram do evento. Eles puderam conhecer melhor algumas ações institucionais que podem tornar a comercialização de produtos da agricultura familiar mais adequada, segundo o que prevê a legislação. Isso pode garantir mais segurança, em termos de saúde pública, bem como maior renda e qualidade de vida aos produtores e consumidores.

“Por desconhecimento, às vezes o agricultor não se prepara para ter uma estrutura de beneficiamento. As frutas, por exemplo, para se extrair a polpa, tem toda uma legislação que deve ser seguida. Nosso objetivo é que todas as partes estejam cientes de suas responsabilidades quanto às questões sanitárias”, afirmou a coordenadora estadual do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Antônia Malheiros.

A qualidade dos alimentos é atestada por selos, que são dados pelos serviços de inspeção municipal, estadual e federal. No âmbito federal, o órgão responsável é o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); na esfera estadual, no Maranhão, cumpre esse papel a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Maranhão (Aged); e nos municípios a vigilância sanitária local.

Na equipe do município de Bequimão que participou do evento, estavam o secretário municipal de Agricultura, Creuber Pereira; a secretária adjunta, Crenilde Pereira; o coordenador de Obras, Tonho Martins; o agente de desenvolvimento Rodrigo Martins; e o assessor Edmilson Pinheiro.

TRIBUNA DE BEQUIMÂO

 

Educação planejada para os próximos dez anos

COMPARTILHE

As metas traçadas em dez eixos que farão parte do Plano Municipal de Educação (PME) foram apreciadas e aprovadas pelos participantes da I Conferência Municipal de Educação, promovido nesta sexta-feira (17), na Escola Municipal Domingos Bouéres, em Bequimão. O evento foi organizado pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (SEDUC).

O documento preliminar do PME começou a ser elaborado em março de 2015, por uma comissão que reuniu diversos agentes envolvidos na rede educacional do município. A proposta apreciada na conferência contém políticas educacionais para o decênio 2015-2024, tendo como referência o Plano Nacional de Educação (PNE) e o Plano Estadual de Educação (PEE).

Inicialmente, foi feito um diagnóstico baseado nos dados das escolas de Bequimão. Depois, foram estabelecidos objetivos, diretrizes e metas, para melhorar a qualidade em todos os níveis e modalidades de ensino, bem como para a valorização do magistério, ampliação de recursos e aprimoramento da gestão da educação do município. “Foi um trabalho árduo, mas conseguimos chegar a um documento que considerasse as particularidades do nosso município. São metas possíveis de serem alcançadas”, avaliou a coordenadora do PME, Rosenilce Pereira Barbosa.

Os eixos contemplados no plano são Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação Especial, Educação de Jovens, Adultos e Idosos, Ensino Médio, Ensino Superior, Gestão Democrática, Valorização dos Profissionais, Financiamento e Diversidade. “A construção do PME constitui um passo importante; uma ferramenta para o trabalho da Secretaria Municipal de Educação e seu sistema de educação”, afirmou o secretário de Educação do município, Aristides Amorim França, que ainda destacou o apoio do prefeito Zé Martins à política educacional de Bequimão.

PROJETO DE LEI

O prefeito comprometeu-se em encaminhar à Câmara Municipal de Vereadores, o mais breve possível, o projeto de lei do Plano Municipal de Bequimão, com as contribuições que saíram da conferência. Os parlamentares precisam aprovar a lei, para que seja sancionada pelo prefeito. “O grande diferencial do plano é que ele não constitui uma política de governo, mas sim um plano de território. Isso impede que as políticas educacionais sejam interrompidas durante a minha gestão ou em gestões posteriores”, frisou Zé Martins.

ZÉ ZÉ1

Bequimão entra na lista dos municípios maranhenses que já avançaram na elaboração do Plano Municipal de Educação. De acordo com a avaliadora e supervisora educacional da SEDUC, Joana Maria Fonseca, o Maranhão foi o segundo estado brasileiro a ter um Plano Estadual de Educação e é o que mais tem municípios com planos aprovados.

Participaram da conferência o presidente da Câmara Municipal dos Vereadores, Jorge Filho; a vereadora Preta; a secretaria de Assistência Social, Neide Rodrigues; a secretária de Combate à Extrema Pobreza, Sinara Almeida; o secretário de Segurança, Cassiano Pereira; a presidente do Sindicato Municipal dos Servidores Públicos de Bequimão (Sismubeq), Vande Lourdes Bastos; a representante dos gestores das escolas públicas do município, Rosário de Fátima Nunes Macedo; representante dos professores, Valdeci França; representante dos alunos, Antônio Francisco; e a representante de pais de alunos, Maria Cristina Nogueira Gomes.

NÚMEROS DA EDUCAÇÃO EM BEQUIMÃO

Atualmente, a Secretaria Municipal de Educação de Bequimão possui 221 professores efetivos, que atuam em 55 escolas na sede do município, em comunidades remanescentes de quilombo, em áreas de assentamentos e em outras comunidades campesinas. Estão matriculados 971 estudantes no Ensino Médio; 1.684 alunos do 6º ao 9º ano; 1.769 da 1ª a 5ª série; e 57 na educação infantil.

MEMBROS ELEITOS DA COMISSÃO PERMANENTE DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Representantes do poder executivo municipal- Secretaria Municipal de Educação

Titular- Maria de Jesus Nogueira Gomes

Suplente- Eldo Antonio Araujo Alves

Representantes do poder executivo municipal – Secretaria de Assistência Social

Titular- Neudilene Cantanhede Almeida

Suplente- Carlos César Sousa Paixão

Representantes do poder executivo municipal- Secretaria de Saúde

Titular- Anna Karine T. M. Moraes

Suplente- Cleude Nilce Pereira Soares

Representantes do poder executivo municipal- Secretaria de Segurança Pública

Titular- Elquias Nascimento Melo

Suplente- Carliane Nunes

Representantes do poder executivo municipal- Conselho Municipal de Educação

Titular- Juranilson de Jesus Pereira Privado

Suplente- Sinara Almeida Pinheiro

Representante do poder executivo municipal- Conselho do FUNDEB

Titular- Alessandro Gonçalves Bouéres

Suplente- Maria da Graça Correia

Representantes do poder executivo municipal- Conselho Tutelar

Titular- Ana Rosa Pereira Garcia

Suplente- Josué Amorim Monteiro

Representantes do poder executivo municipal – Conselho do Direito da Criança e do Adolescente

Titular- Maria da Natividade Nogueira Lima

Suplente- Maria Tereza Pereira Amorim

Representantes do poder executivo municipal- Conselho da Alimentação Escolar

Titular- Siméia de Marly dos Santos Silva

Suplente- Vangelia Castro Martins

Representante do poder executivo municipal- Secretaria de Administração

Titular- José Rogério Paixão Lopes

Suplente- Johnny Wildson Paixão Campos

Representantes dos gestores de escolas

Titular- Kleonnildes Castro e Castro

Suplente- Rosário de Fátima Nunes Macedo

Representantes do poder Legislativo municipal – Câmara de Vereadores

Titular – Valmir Batista Costa

Suplente- Edson Ferreira Cunha

Representantes do poder Legislativo municipal – Cultura

Titular- José Henrique da Hora

Suplente- Celima dos Anjos

Representantes do poder Legislativo municipal- Esportes

Titular- Kledilson de Jesus Costa Pereira

Suplente- Cleisy Fernanda Pereira

Representantes do Ministério Público – Promotoria

Titular- Agnaldo Diniz

Suplente- Lidiane Farias de Oliveira Serra

Representantes da Sociedade Civil Organizada- Professores Municipais

Titular- Ivanete de Freitas Lima

Suplente- Marcelo da Anunciação Almeida

Representantes dos Professores Estaduais

Titular- Marcelo de Anunciação Almeida Costa

Suplente- Valdeci França Pereira

Representantes do sindicato dos Trabalhadores Rurais

Titular- Nelson Valdo Brito Rodrigues

Suplente- Maria Kelly Braga Costa

Representantes da Colônia dos Pescadores

Titular- Rafael Rodrigues Costa

Suplente- Ambrosina Lobato Costa

Representantes de Estudantes da Educação Básica Estadual

Titular-Marcos de Jesus Câmara Ferreira

Suplente- Mariane Pereira Cunha

Representantes de alunos da Educação Básica Municipal

(Falta escolher)

Representantes do Sindicatos dos profissionais Municipais de Educação (SISMUBEQ)

Titular-Iêda Maria Sousa Pereira

Suplente- Maria da Graça Correia

Representantes de Associação de Pais e Mestres

Titular- Durcival dos Anjos Pereira

Suplente – llda Cantanhede

Representantes da Pastoral da Criança

Titular- Maria do Socorro Miranda Silva

Suplente- Davina Gonçalves Tonon

Representantes da Pastoral Familiar

Titular- José Ribamar Bouéres Pereira

Suplente- Luís Fernando Pereira

Representantes da Igreja Católica

Titular- Júlio Sérgio Costa Martins

Representantes das Igrejas Evangélicas

Titular- Jacileide Pereira Guimarães

Suplente- Neide da conceição Rodrigues Almeida

Representante do MOQUIBOM

Titular – Francisco Carlos Macêdo

Suplente – Ivan Pereira

Árbitros fazem curso para Copa Quilombola

COMPARTILHE

quilobola

Como fase preparatória da “Copa Quilombola Troféu Negro Cosme”, foi promovido, entre os dias 03 e 05 de julho, um curso de árbitros para moradores das comunidades quilombolas de Bequimão. As lições de arbitragem profissional foram repassadas pelo presidente da Associação de Árbitros do Maranhão, Josivan Ribeiro Pereira.

O curso é fruto de parceria entre a Secretaria Estadual de Esportes, a Secretaria Estadual de Igualdade Racial e a Prefeitura Municipal de Bequimão. Nessa primeira fase, estão sendo preparadas as pessoas que vão atuar como juízes e bandeirinhas na Copa. Primeiro, eles tiveram aulas teóricas, mas depois praticaram no campo.

A competição terá início em agosto e se estenderá até novembro. De Bequimão, também sairão equipes para enfrentar os times de Alcântara, Cajapió, Bacurituba, Codó, Santa Rita, Itapecuru, Anajatuba, Mirinzal, Serrano, Pedro do Rosário e Icatu.

No total, serão 170 times, de 278 diferentes comunidades quilombolas desses 12 municípios. O prefeito Zé Martins, a secretária de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, e o secretário de Esporte e Juventude, Kell Pereira, estão dando total apoio a essa iniciativa.

No município de Bequimão já são 11 comunidades quilombolas certificadas pela Fundação Palmares: Santa Rita, Rio Grande, Arquipá, Ramal do Quindíua, Pericumã, Marajá, Conceição, Mafra, Sibéria e Juraraitá e Suassuí.

As atividades foram acompanhadas pelo gestor de Assuntos de Quilombo, Eduardo Filho, e pela assessora de Assuntos Estratégicos da SEIR, Iracema Amorim.

Bequimão apaga a 80ª vela da história

COMPARTILHE
B7
Quando a banda da Escola de Música tocou o Hino de Bequimão, centenas de crianças e adolescentes encheram o peito e cantaram bem alto a letra que exalta as riquezas naturais do município, a força de seu povo, o padroeiro Santo Antônio e o progresso que se constrói caminhando juntos. Foi a esses jovens, cheios de esperança, que o prefeito Zé Martins dirigiu as palavras que encerraram seu discurso, no aniversário de 80 anos de Bequimão, celebrado na sexta-feira (19).
“Eu olho para essas crianças que estão à nossa frente e fico feliz de deixar um legado que será decisivo para que elas continuem a história do nosso município, com dignidade, orgulho e autonomia”, assegurou o prefeito, referindo-se aos avanços conquistados em Bequimão nos dois anos e meio de sua administração. Ele destacou as ações que estão promovendo desenvolvimento social, humano e na infraestrutura local.

B1 B2 B3

Os mais expressivos investimentos da gestão de Zé Martins, que já conquistou o reconhecimento da população, foram à inauguração do Hospital Lídia Martins, com 20 leitos; o asfaltamento das ruas do Centro, Cidade Nova e Ferro de Engomar; e a recuperação de aproximadamente 300 km de estradas vicinais. “Começamos o nosso trabalho por aquilo que consideramos mais emergencial”, afirmou.
Também teve melhorias na educação. Segundo o prefeito, está sendo finalizada a construção de uma escola de seis salas, no bairro Ferro de Engomar; outra de quatro salas está sendo erguida no povoado Monte Alegre e no Marinho será feita uma no mesmo padrão. As demais escolas do município passaram por reformas e os professores estão fazendo cursos de formação continuada, como o de Educação Escolar Quilombola, promovido em parceria com o IFMA. Zé Martins anunciou, ainda, a construção de seis escolas de duas salas no Balandro, Vila Nova, Boa Vista, Frechal, Santa Tereza e Rio Grande.

B6.1 B6.2 B7

Nos primeiros dois anos de mandato, foram revitalizadas as manifestações culturais do município, principalmente no carnaval e São João, além do esporte, que voltou a ganhar vigor, em especial, no futebol. Outra importante ação citada por Zé Martins, em seu discurso, foi a implantação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. “Estamos contando com todo apoio do Sebrae e do seu superintendente, João Martins, que é filho desta terra e ama Bequimão como nós também amamos”, disse, emocionado.
Zé Martins comentou ainda sua participação no Fórum da Baixada Maranhense, uma articulação de diversos agentes públicos que está buscando melhorias, em conjunto, para a região. Ele apontou, também, as prioridades de sua administração para os próximos anos: abastecimento de água, construção de moradias e investimento na agricultura familiar. “Estamos lutando para que, de verdade, o povo de Bequimão viva num lugar melhor e consiga a emancipação que tanto precisa, ganhando seu dinheiro e vivendo em paz com sua família. O desenvolvimento social e humano chegou a Bequimão”, garantiu o prefeito.
COMEMORAÇÃO
A programação em comemoração aos 80 anos de emancipação política de Bequimão começou cedo, com uma queima de fogos, às 5h. Mais tarde, já se ouvia a marcha militar executada pela banda da Escola de Música, para o desfile dos estudantes das escolas públicas e particulares do município. Em frente à Prefeitura Municipal, foram hasteadas as bandeiras do Brasil, Maranhão e de Bequimão, pelo prefeito Zé Martins, o presidente da Câmara Municipal, Jorge do Paricatíua, e o secretário de Educação, Aristides Amorim.
Após o pronunciamento do prefeito, a população cantou o “parabéns” e foi feita a partilha do bolo. Zé Martins deu o primeiro pedaço ao seu pai, o ex-prefeito Juca Martins, em reconhecimento ao importante papel que ele desempenha na história de Bequimão.

B4 B5 B6

CAVALGADA E COMPETIÇÕES ESPORTIVAS
Pelo terceiro ano, foi realizada uma cavalgada, reunindo vaqueiros de Bequimão e de outros municípios vizinhos. Eles passaram pelas ruas, exibindo seus cavalos e demonstrando a força do setor agropecuário local. Mas um vaqueiro se destacou, montando um búfalo.
Houve, ainda, competições na maratona masculina e feminina e no ciclismo. A maior delegação foi a do povoado Sol Nascente, que sempre tem grande participação nas disputas esportivas bequimãoenses. Os três melhores de cada modalidade receberam R$ 700, R$ 500 e R$ 300, para os que ficaram em 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente.
A programação continuou durante todo o dia, com gincana, partida entre a seleção de Bequimão e o Sampaio e atrações culturais na praça. A programação foi organizada pela Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, liderada pela secretária Dinha Pinheiro, e com apoio das secretarias de Administração e Transportes e Esporte e Juventude. Vamos trazer mais detalhes em outra postagem. Aguarde!
EVÁNGÉLICOS NA FESTA
Um momento para louvar e agradecer a Deus pelo aniversário de 80 anos de emancipação política de Bequimão. Assim foi a noite do dia 18 de junho, quando aconteceu pelo terceiro ano consecutivo um culto reunindo as igrejas evangélicas com sede no município. A programação começou com a Marcha Para Jesus, que saiu do bairro Ferro de Engomar e percorreu diversas ruas do Centro.

E1 E2 E3

Além dos pastores locais, foi convidado o pastor Eber Piemonte, da Comunidade Vida Araçagy, de São Luís. Ele chamou ao centro da Praça 02 de Novembro o prefeito Zé Martins e a primeira-dama Vânia Martins, que estavam com uma chave às mãos simbolizando a administração municipal. De joelho, receberam as bênçãos de todos os pastores.

E4 E5 E6

Durante a noite, houve pregação dos pastores Celson (Igreja Mundial), Aquiles (Assembleia de Deus Cristo Para Todos), Adeildo Alves (Igreja Batista Rio Anil/IBRA), Assis (Primeira Igreja Batista), Alexandre (Assembleia de Deus O Semeador), José Maria (Igreja Poder da Restauração) e Jesiel Melo (Assembleia de Deus e Missão).

E7 E8 E9

O culto terminou com a animação da banda Som&Louvor, diante da praça lotada. Com letras que levam a mensagem cristã, as músicas da banda paraense têm um estilo inovador, usando bases do forró e swing. O grupo agradou os evangélicos de Bequimão, que dançaram e louvaram muito ao som de Jedson (Vocalista e Compositor), Samuel (Baterista), Deison (Acordeon), Isaías(Teclados), Marigeso (Baixo), Alexandre(Guitarra) e Renilson (Percussão).

 

Igreja Matriz de Bequimão é reinaugurada no dia do Padroeiro

COMPARTILHE

MATRIZ

A comunidade católica de Bequimão saiu às ruas para homenagear o padroeiro da cidade, Santo Antônio, no último sábado (13). Mas este ano o festejo ganhou um motivo ainda mais especial; a reinauguração da Igreja Matriz, que passou por mais de dois anos e meio de reforma, com apoio e esforço dos fieis, encabeçados pelo padre Sandoval Ferreira. Tamanha coragem e dedicação do pároco foi reconhecidas pela comunidade de Bequimão, que lhe rendeu homenagens.

O evento mobilizou milhares de pessoas, como há muito tempo não se via nos eventos católicos do município. Antes de chegar à igreja, que ficou lotada, a multidão percorreu ruas e avenidas do Centro da cidade, levando à frente a imagem do padroeiro e entoando cânticos. A procissão e a celebração eucarística foram presididas pelo bispo da Diocese de Pinheiro, Dom Hélio, que abençoou as chaves da nova igreja.

Dom Hélio relembrou o bispo Dom Ricardo, que esteve à frente da Diocese de Pinheiro por muitos anos. Foi ainda no bispado dele que a reforma da igreja foi iniciada.

Cada detalhe da Matriz (como o altar, a capela do Santíssimo,  um quadro do artista plástico bequimõense Franssoufer, o coro) era contemplado com admiração por aqueles que participaram ativamente de sua reconstrução, doando recursos ou mesmo no trabalho diário como pedreiros, carpinteiros, pintores.

A equipe de liturgia preparou até roupa especial para a ocasião. No ministério de música, juntaram-se diversas vozes para deixar a celebração solene mais bonita. O clima era de festa e contagiou todo o município. A missa foi concelebrada pelo padre Ribamar e pelo diácono Rezende. O festejo foi encerrado com o show do padre Ribamar, animando os católicos que foram celebrar o Dia de Santo Antônio e a reinauguração da Igreja Matriz.

CONSTRUÇÃO DA PRAÇA

O prefeito Zé Martins (PMDB) participou da missa, entrando com a bandeira de Bequimão. Ele aproveitou a reinauguração da Igreja Matriz para anunciar a reforma da praça, orçada em R$ 432 mil reais; outro sonho da população.

 “Será uma nova praça, moderna, que se transformará no cartão postal da cidade de Bequimão. A obra será financiada pela Caixa Econômica Federal e terá todo apoio da prefeitura” – destacou o prefeito Zé Martins.

MATÉRIA DE ASSESSORIA

IFMA e Prefeitura capacitam professores

COMPARTILHE

CERT5

Professores e líderes comunitários de Bequimão concluíram o Curso de Formação Continuada em Educação Escolar Quilombola, executado pelo IFMA – Campus Maracanã, em parceria com a Prefeitura Municipal de Bequimão. Participaram da solenidade de certificação realizada no último sábado (06); 49 alunos do curso, que formavam as duas turmas ofertadas pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão, do Ministério da Educação (Secadi/MEC).

Em 200 horas de aulas e atividades de pesquisa, os alunos do curso puderam refletir e encontrar soluções para questões envolvendo a educação nas comunidades quilombolas do município. Eles adquiriram conhecimentos em sala de aula e depois fizeram uma pesquisa de campo, que resultou na elaboração de um material didático. A proposta, agora, é fazer testes nas escolas e nas comunidades, para avaliar se esse material realmente contempla a diversidade e identidade dos quilombolas de Bequimão.

“Eles vão levar para dentro da sala de aula o conhecimento tradicional”, disse o coordenador do curso, Dorival dos Santos, ao comentar a relevância desse material, já que, em geral, os materiais didáticos não conseguem dar conta da realidade das diferentes comunidades brasileiras. Segundo ele, depois de avaliado, a edição do material será concluída e encaminhada ao MEC, ao IFMA e à Prefeitura de Bequimão para uma possível publicação.

CERT1 CERT2 CERT6

O prefeito de Bequimão, Zé Martins, ao se pronunciar na solenidade, garantiu apoio à impressão da cartilha, que, na opinião dele, deve se tornar um livro, para ser distribuído a toda rede municipal de educação. “Aguardamos novas parcerias com o IFMA, para que possamos continuar possibilitando a formação dos educadores de Bequimão”, frisou o prefeito.

Para a professora Maria de Jesus, que tem a experiência de ser secretaria adjunta de Educação e também aluna do curso, a pesquisa nas comunidades foi um momento rico na formação, pela oportunidade de conhecer melhor o próprio município e seu povo. “Nas comunidades, as pessoas ficaram felizes em poder contar suas histórias, a história de sua comunidade”, garantiu.

É por esse tipo de conquista que se deve investir em formações que abordem as relações étnico-raciais, de acordo com o coordenador do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indiodescendentes (Neabi), Hérliton Nunes. O aluno José Orlando disse que esse é o segundo curso feito pelos professores de Bequimão sobre essa temática, dando-os mais suporte para atuar com a realidade educacional do município, que atualmente possui 10 comunidades quilombolas reconhecidas pela Fundação Palmares.

Pioneirismo

CERT3 CERT4CERT1

O coordenador do curso, Dorival dos Santos, ressaltou que o município de Bequimão é pioneiro ao receber o Curso de Formação em Educação Escolar Quilombola, primeiro a ser oferecido no país abordando essa temática. O coordenador fez uma reflexão sobre o cenário nacional dos cursos de formação, destacando as dificuldades enfrentadas em sua execução. Muitos estão parados e outros nem iniciaram. “Por isso, agradeço pela parceria da Prefeitura e suas secretarias, sem a qual teria sido inviável a execução do curso, e sou grato a todas as instâncias do IFMA e, em especial, do Campus Maracanã. Também nada seria possível se não fosse o empenho de cada um dos cursistas. Vocês são os verdadeiros responsáveis pelo sucesso do curso”, finalizou.

No Campus Maracanã, são frequentes os debates sobre a educação étnico-racial. O diretor de Desenvolvimento Educacional, Jeovani Machado, considera que alguns avanços já foram alcançados, mas cada experiência, como essa realizada em Bequimão, representa um aprendizado inclusive para a instituição. O diretor geral em exercício do Campus Maracanã, José Zenóbio de Souza, afirmou que diversos setores rurais têm recebido atenção do IFMA em programas de inclusão. “Nosso campus tem dado atenção à população rural, em programas como o Profic, Saberes da Terra, Procampo, Pronera, a especialização em Educação do Campo, Reforma Agrária e também o Curso de Educação Escolar Quilombola. O campus continua de portas abertas a outras parcerias com a Prefeitura de Bequimão e a iniciativas assim”, concluiu.

O Curso de Formação de Professores em Educação Escolar Quilombola iniciou em agosto de 2014, com duas turmas de 25 alunos. Somente um desistiu ao longo da capacitação. Também estiveram na solenidade de certificação o professor formador, Carlos Saraiva, a tutora Marlene Muniz, a supervisora do curso Auricélia Diniz e a pedagoga do Campus Maracanã, Domingas Cantanhede. Os cursistas receberam seus certificados, uma cópia do material didático que está sendo construído, para que seja testado nas comunidades, e uma revista com as diretrizes curriculares da educação étnico-racial.

 

Matéria de Assessoria

Bequimão/MA: “Tem Estrela que brilha desde 1984”

COMPARTILHE

ESTRELA1

Um registro do que há de mais autêntico no sotaque de orquestra: os metais solam em todas as toadas, mostrando a sonoridade registrada nas décadas de 1980 e 1990. Essa é a essência do álbum “31 anos de tradição”, o oitavo registro fonográfico do bumba meu boi Estrela de Bequimão, grupo do município homônimo, que fica a 54 km de São Luís.

O grupo, que gravou três LPs e está no quinto CD, traz neste álbum a participação especial do cantor Alê Muniz. “Já tenho uma relação legal com o boi de Bequimão, a família da Luciana (Simões, cantora e esposa de Alê), é de lá e é muito envolvida com as coisas do boi. Então, me senti em casa e fiquei muito feliz com o convite porque gosto de cultura popular, sou envolvido, participo”, diz Alê Muniz, que foi convidado para cantar a toada “Joia Rara”, do compositor bequimãoense Nonatinho.

Para Tonho Lemos Martins, um dos diretores do Boi Estrela de Bequimão, o CD é uma reafirmação da identidade do grupo. “Temos o cuidado de nos policiar, pelo que vem acontecendo com outras brincadeiras, que muitas vezes, sem perceber, acabam perdendo a sua identidade”, ressalta Tonho Martins.

A resistência do grupo para se manter próximo ao seu estilo original também se reflete na manutenção do cordão de fitas, cada vez menos presente nos bois de orquestra, e em indumentárias sem muito luxo para índias e vaqueiros – sem comprometer a beleza e a criatividade dos brincantes, que se transformam em artesãos para bordar suas próprias roupas.

“Para muitos grupos (de bumba meu boi do sotaque de orquestra), estas mudanças nada mais são que a modernização da brincadeira e eles até desejam acompanhar estas mudanças, mas vejo isso com muita tristeza, pois gosto do tradicional”, diz Alê Muniz.

ESTRELA ESTRELA1 ESTRELA2

TOADAS

O boi de Bequimão traz nas letras das toadas as temáticas da fé religiosa, o amor, a cultura do seu povo e a própria lenda que deu origem ao auto do boi. No CD “31 anos de tradição”, os compositores e cantadores Germano, Lucas Gomes, Luís, Germaninho, Dico e Nonatinho se dividem em 12 faixas inéditas, entre elas “Chegou Boi”, “Lindos Canários”, “Proteção Divina” e “Melhor da Baixada”, única que já foi executada nos arraiais.

Os músicos experientes precisaram de três finais de semana seguidos de ensaio para entrar em estúdio e gravar o CD em apenas dois dias. O cantor Alê Muniz se juntou ao batalhão, aceitando prontamente o convite da direção da brincadeira. “Nós recebemos um presente do Alê Muniz, que fez uma participação especial, interpretando a toada ‘Joia Rara’, do compositor bequimãoense Nonatinho”, relembra Tonho.

O ensaio dos músicos durou três semanas, mas para índias e vaqueiros campeadores a preparação começou bem antes, ainda no mês de fevereiro. É o tempo necessário para que as coreografias estejam bem sincronizadas para a principal festa da cultura maranhense. “Por já ter 31 anos, o Boi Estrela de Bequimão se inseriu no folclore maranhense como um dos pilares do bumba meu boi de orquestra tradicional. Da Baixada e Litoral Ocidental, foi o primeiro”, garante, orgulhoso, o diretor da brincadeira.

TEMPORADA

Para a temporada junina de 2015, o grupo vem com cerca de 80 componentes, entre músicos, índias, vaqueiros, caboclos de fita e os personagens do auto do boi (miolo do boi, pai Francisco e Catirina). Com tantos brincantes, o Boi Estrela enfrenta dificuldades comuns a outros grupos, pelo alto custo com transporte, alimentação e cachê de músicos. “A despesa é muito grande. Bumba boi é pra quem gosta. A gente não tem retorno financeiro, pelo contrário. É pra quem gosta”, reforça Tonho Martins. Outra dificuldade apontada pelo diretor é a desvalorização dos grupos que se mantêm mais autênticos ao sotaque de orquestra. Ele considera que, principalmente em São Luís, essas brincadeiras têm perdido espaço.

Mas para quem quiser prestigiar o bumba meu boi Estrela de Bequimão nos arraiais da Ilha, o diretor avisa que o grupo fará apresentações entre os dias 26 e 29 de junho, em locais ainda a serem definidos pela Fundação Municipal de Cultura (Func).

HISTÓRIA

Fundado em 1984, o bumba meu boi Estrela de Bequimão foi pioneiro na Baixada e Litoral Ocidental maranhense no sotaque de orquestra. O pai do atual diretor, Tonho Martins, chamou para uma reunião os amigos Lucas Gomes, Paulo Campos, Valber Almeida (Vadico), João Almeida (Joca Mucura), Denilson Martins, Antonio Inácio Rodrigues e Raimundo João Macedo. Era um grupo que já montava nos carnavais o bloco tradicional “Estrela do Samba”.

A ideia, então, era criar uma brincadeira para o período junino, que sempre foi marcado por festejos animados no município de Bequimão. No início, eram reaproveitadas as fantasias do Carnaval. As melhorias foram surgindo da maneira como acontece até hoje, segundo os organizadores, com a ajuda da comunidade, de alguns parceiros e com a proteção divina.

SAIBA MAIS

– O Boi Estrela de Bequimão tem 80 componentes, dentre os quais 90% são radicados e naturais do município de Bequimão.

– O município de Bequimão tem uma Escola de Música, onde são formados músicos que compõem a orquestra do boi.

– Todas as toadas são compostas e interpretadas pelos artistas da terra.

-A orquestra do bumba meu boi Estrela de Bequimão é composta por banjo, trompetes, trombones, tambor-onça, zabumba, tamborim e agogô. Personagens como vaqueiros, índias, cordão com grinaldas (chapéus de fitas), miolos, burrinha, Pai Francisco, Catirina e Pajé compõem o boi.

DISCOGRAFIA

– 3 LPs (1991; 1992; 1993)

– 5 CDs (2000 “Coletânea”; 2004; 2005; 2006; 2008; 2015)

OESTADO/MA

 

Companhia Marizés preparada para temporada 2015

COMPARTILHE

BEQ1

A companhia de artes e cultura popular Marizés, da cidade de Bequimão, na baixada ocidental maranhense, está pronta para a temporada de apresentações em 2015. O grupo é composto por 54 brincantes, na maioria jovem, entre o corpo de baile, orquestra e personagens típicas do alto do boi, como Pai Francisco, Catirina, Caboclo de pena, Cazumbás e miolo do boi.

Mesclada de ritmos, a companhia Marizés se apresenta mostrando as inúmeras manifestações culturais do Maranhão. No ano passado, o grupo agradou as plateias por onde passou com o repertório de fortes influências do sotaque do bumbtea-meu-boi (Orquestra, Matraca, Zabumba, Pandeirão e Pindaré), tambor de crioula e forró de caixa.

Este ano a companhia Marizés promete sacudir e balançar os palcos juninos da cidade e principalmente do Maranhão. Foram dezenas de ensaios, em busca da melhor apresentação. A criatividade e a inovação são os principais requisitos da companhia, aliada a vontade de valorizar a cultura da região.

“Através da música e da dança, o grupo pretende trazer a tona o lado mais prosaico da cultura popular, a capacidade do homem festejar sua alegria e mostrá-la através do ritmo e poesia” – destacou o presidente da companhia, Herbeth Gomes Júnior, que já promete novidades para esta temporada que só está começando.

 Herbeth ainda destaca que em um grupo formado por jovens, há também um aspecto social no trabalho que a Marizés vem desenvolvendo. Segundo o presidente, existe um processo de criação que segue os preparativos da companhia, envolvendo anualmente diversos jovens, que gostam de dança e música, ingressando na arte como meio expressão de ideias.

De acordo o presidente, a companhia criou em Bequimão, uma nova possibilidade de lazer e entretenimento, ganhando o espaço que poderia ser usado para as drogas, ou pela violência. Além disso, a juventude local tem a oportunidade de conhecer melhor e valorizar as manifestações culturais e sua região. Esses vínculos criados são fundamentais para preservação da identidade e da cultura popular.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free