casa » Archivo de Etiquetas: Baía de São José

Archivo de Etiquetas: Baía de São José

Por pouco não acontece uma tragédia neste sábado (13) na travessia via Ferryboat

COMPARTILHE

Uma tragédia está anunciada na travessia via Ferryboat de São Luís para a baixada maranhense pela baía de São Marcos. A irresponsabilidade dos proprietários de Ferryboat, e a falta de fiscalização dos órgãos competentes, podem ocasionar uma tragédia com centenas de mortes.

Neste sábado (13), por pouco o Maranhão não foi parar nas páginas de policiais de jornais. De acordo com relato de um passageiro que viveu momentos de pânico no meio do mar, ao saber que o Ferryboat que ele viajava estava com problemas mecânicos e teria que retornar ao porto da espera em São Luís. Segundo o relato, o Ferryboat estava com um vazamento no mangote, e mesmo assim a embarcação foi autorizada fazer a viagem, o que colocaria a vida dos passageiros em risco. O Ferryboat Baía de São José que deveria partir às 6h da manhã, acabou saindo apenas 7:07h, ou seja com 1h de atraso. Mesmo assim, a embarcação viajou apenas 15 minutos e teve que retornar. Os passageiros foram resgatados pelo Ferryboat Cidade de Tutóia. Os Ferryboats são da empresa Servi-Porto.

Para o passageiro, que não será identificado, o certo seria o Ferryboat não sair do porto para não colocar em risco a vida das pessoas que compram passagem e ainda correm risco de morrer.

A Agência Mobilidade (MOB) não se manifestou sobre o assunto, como se não fosse de sua responsabilidade dela. O presidente da Agência, Arthur Cabral, que pensa apenas nele, até agora não disse a que veio, apenas cumpre tabela na cadeira.

Os preços dos serviços de Ferryboat tiveram aumento na sexta-feira (5) e pegou todo mundo de surpresa. Mesmo com o aumento de 5% de aumento em todas as passagens, a Cooperativa responsável pelo transporte terrestre acabou aumentando até 13,6% nas passagens. Mas a justiça derrubou outra vez o aumento e a MOB até agora não se manifestou sobre o assunto, simplesmente porque esse aumento foi devido a aprovação pela assembleia do ICMS.

Assim como os Ferryboats, a travessia via barco e catamarã de São Luís para Alcântara sempre tem problemas, como embarcações à deriva, superlotação e falta de estrutura.

 

 

 

Ferryboat fica à deriva no meio da baía de São Marcos

COMPARTILHE

À tarde desta terça feira (9) vai ficar marcada na memória dos passageiros que faziam a travessia Cujupe/Ponta da Espera na volta do carnaval da baixada maranhense. Após sair do Porto de Cujupe às 14:30h, o Ferryboat Baía de São José teve um problema no meio da baía e ficou à deriva por mais de meia hora. Lotada a cada centímetro quadrado, a embarcação passou a funcionar apenas um motor, o que atrasou a viagem em quase duas horas.

O Ferryboat Baía de São José que fazia uma viagem extra, só conseguiu atracar na rampa da Ponta da Espera após ajuda de rebocadores. Sem forças para enfrentar a maresia, a embarcação veio a passos de tartarugas. Só para que os senhores tenham uma ideia da demora, os passageiros conseguiram sentar os pés em terra firme quase às 18h, momento em que muitos se ajoelhavam e agradeciam à Deus pela oportunidade de chegarem vivos em São Luís.

O Ferryboat que saiu meia hora depois do Baía de São José, chegou primeiro e vários passageiros que iriam se encontrar do outro lado do mar, tiveram que aguardar por horas a chegada de quem deveria já está na Ponta da Espera. O pior de tudo, é que não é a primeira vez que acontece esse problema com os Ferryboats. Uma tragédia já está anunciada e pode ser muito tarde quando for tomada uma “Providência”.

Segundo passageiros que estavam na embarcação; a lotação estava sem controle e a venda de passagem estava sendo no atacado, já que o número de viajantes era muito grande no terminal do Cujupe. O acabou perdendo o controle no momento da entrada no Ferryboat. Graças a Deus mais uma vez os passageiros foram salvos de uma tragédia. Até agora a MOB (Agência de Mobilidade Urbana) continua em silêncio e nenhuma nota foi publicada sobre o assunto.

 

Ferryboat Baía de São José fica encalhado na rampa de Cujupe

COMPARTILHE

Mais uma vez os passageiros que fazem a travessia Cujupe/São Luís, via Ferryboat, ficaram a ver navios, ou melhor, ver urubus no morro do Cujupe nesta segunda feira (28) pela manhã. A viagem que deveria sair às 10:30h da manhã do terminal de Cujupe pelo Ferryboat Baía de São José, atrasou por mais de uma hora e todos os passageiros ficaram esperando na parte interna do Ferry.

IMG-20151228-WA0115[1] IMG-20151228-WA0111[1]

O motivo do atraso, mais uma vez está sendo negado por tripulantes da embarcação. De acordo com passageiros que passaram horas aguardando a saída do Ferry; a causa do atraso foi simplesmente um encalhamento na rampa, porque o motor não teve forças para sair de imediato e a maré estava vazando. Em depoimento, os passageiros contaram que os tripulantes do Ferry tentaram solucionar o problema com uma corda de nylon, mas a tentativa foi em vão, já que a corda estava apodrecida também. As operações improvisadas pelos marinheiros e operadores só deixaram os passageiros mais decepcionados com o transporte mais caro do Estado.

IMG-20151228-WA0111[1] IMG-20151228-WA0112[1]

O que deixou os passageiros preocupados foi a falta de respeito, onde não havia nenhum brigadista para qualquer ocasião de perigo ou socorro emergencial. Até outro Ferryboat tentou desencalhar o Baía de São José, mas sem êxito, já que os cabos estavam podres e arrebentaram em todas as tentativas.

O certo, mesmo, é que o Ferryboat Baía de São José está lento. O mesmo percurso que os outros Ferry’s fazem em 70 minutos, esse Baía de São José faz em 120 minutos, ou seja, duas horas. Mas isso não é visto pela MOB (Agência de Mobilização Urbana) que não fiscaliza nada e posa de dondoca dos terminais. Se a MOB funcionar como a internet de Cujupe funciona, os passageiros da baixada estarão ferrados. Muita propaganda e pouca ação!

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free