casa » Archivo de Etiquetas: A deriva

Archivo de Etiquetas: A deriva

Catamarã fica à deriva na baía de São Marcos

COMPARTILHE

Nesta quarta-feira (22) o perigo rondou um Catamarã que fazia a travessia da baía de São Marcos destino São Luís/Alcântara. Após ficar à deriva, o comandante da Catamarã entrou em contato com a cidade de Alcântara e pediu socorro com urgência.

O caso aconteceu no final da tarde desta quarta-feira (22), em que o Iate Lusitana foi o escolhido para resgatar o pequeno catamarã que se encontrava em perigo no mar com aproximadamente dez passageiros. Segundo informações de terceiros, o Iate Lusitana rebocou o Catamarã até a praia de Itatinga, onde os passageiros trocaram de embarcação.

Após a troca de embarcação no meio do mar, o Iate Lusitana levou os passageiros e os tripulantes até a Capital, São Luís, destino que seria feito pelo Catamarã. Após o susto os passageiros agradeceram aos Céus pela oportunidade de serem salvos imediatamente.

As condições das marés e o péssimo estado de conservação de várias embarcações que fazem o trajeto São Luís/Alcântara/São Luís deixa os passageiros a flor da pele durante a travessia diariamente.

A Agência de Mobilidade Urbana (MOB) tem deixado a desejar com as fiscalizações que foram prometidas no início de sua gestão. A pouco tempo outro Catamarã por pouco não afundou na travessia. A baía de São Marcos pode ser palco de uma tragédia já anunciada a muito tempo.

Fotos: Stenio França

Ferryboat fica à deriva no meio da baía de São Marcos

COMPARTILHE

À tarde desta terça feira (9) vai ficar marcada na memória dos passageiros que faziam a travessia Cujupe/Ponta da Espera na volta do carnaval da baixada maranhense. Após sair do Porto de Cujupe às 14:30h, o Ferryboat Baía de São José teve um problema no meio da baía e ficou à deriva por mais de meia hora. Lotada a cada centímetro quadrado, a embarcação passou a funcionar apenas um motor, o que atrasou a viagem em quase duas horas.

O Ferryboat Baía de São José que fazia uma viagem extra, só conseguiu atracar na rampa da Ponta da Espera após ajuda de rebocadores. Sem forças para enfrentar a maresia, a embarcação veio a passos de tartarugas. Só para que os senhores tenham uma ideia da demora, os passageiros conseguiram sentar os pés em terra firme quase às 18h, momento em que muitos se ajoelhavam e agradeciam à Deus pela oportunidade de chegarem vivos em São Luís.

O Ferryboat que saiu meia hora depois do Baía de São José, chegou primeiro e vários passageiros que iriam se encontrar do outro lado do mar, tiveram que aguardar por horas a chegada de quem deveria já está na Ponta da Espera. O pior de tudo, é que não é a primeira vez que acontece esse problema com os Ferryboats. Uma tragédia já está anunciada e pode ser muito tarde quando for tomada uma “Providência”.

Segundo passageiros que estavam na embarcação; a lotação estava sem controle e a venda de passagem estava sendo no atacado, já que o número de viajantes era muito grande no terminal do Cujupe. O acabou perdendo o controle no momento da entrada no Ferryboat. Graças a Deus mais uma vez os passageiros foram salvos de uma tragédia. Até agora a MOB (Agência de Mobilidade Urbana) continua em silêncio e nenhuma nota foi publicada sobre o assunto.

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free