casa » SAÚDE » Surto de virose marca mudança de tempo em São Luís

Surto de virose marca mudança de tempo em São Luís

COMPARTILHE

Depois de seis meses de chuvas fortes e frequentes, julho é marcado pela transição do período chuvoso, chamado popularmente de “inverno” maranhense, para o período de estiagem, que começa em agosto e vai até dezembro, em geral, segundo a meteorologia. Ocorre que, em meio a essa mudança de tempo e temperatura, ora faz calor, ora chove.

E aí é que mora um grande perigo para a saúde da população: calor e umidade, com mudanças repentinas de temperatura, são fatores que favorecem a proliferação de vírus e bactérias. “Nesse período, o ideal é evitar lugares com aglomerações, locais fechados. As crianças estão de férias e isso acaba levando muita gente a buscar lazer e diversão em espaços como shoppings, cinemas, então, é bom se ligar na prevenção”, sugere a pediatra Alinne Barros, do Hapvida Saúde.

As viroses mais comuns nesse período de transição são as responsáveis por gripes e resfriados, que têm um ciclo de duração de, aproximadamente, sete dias. “O ideal é cuidar dos sintomas nesse período, já que o vírus vai deixar o organismo naturalmente com o passar dos dias. O que preocupa muitos pais são os possíveis agravamentos, se a doença não for tratada corretamente”, alerta a especialista.

Imunidade

Entre os agravamentos mais preocupantes, estão as síndromes respiratórias e as infecções que fragilizam a imunidade, deixando o organismo mais suscetível a infecções bacterianas. “Um exemplo é a virose que causa coriza, náusea, dor de cabeça e febre baixa. Com a imunidade debilitada, a pessoa pode contrair uma infecção bacteriana na garganta e, assim, precisará de antibiótico, mas só quem pode fazer a indicação e prescrever o medicamento é o médico”, lembra Alinne Barros.

As crianças são as mais vulneráveis às viroses, por isso, a recomendação é reforçar a imunidade dos pequenos. “Boa alimentação, sono tranquilo, reforço de vitamina, atualização da caderneta de vacinação e cuidados básicos com a higiene das crianças já são boas atitudes para prevenir muitas doenças”, indica a médica pediatra.

Por Dalva Rêgo

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Mutirão do Glaucoma é realizado no bairro João de Deus

Mais uma parceria Prefeitura de São Luís e o governo do Maranhão, por meio da ...

Prefeitura de São Luís homenageia as mães com edição especial do Todos por São Luís no Hospital da Mulher

Em homenagem ao Dia das Mães, comemorado neste domingo (13), um grande mutirão de serviços ...

DOENÇAS GRAVES: clamídia e a gonorreia são responsáveis por cerca de 25% dos casos de infertilidade

Quando não tratadas, as duas Doenças Sexualmente Transmissíveis costumam levar ao desenvolvimento da doença inflamatória pélvica ...

Equipe médica do Hospital Sírio-Libanês atinge a marca de mil transplantes de fígado pedriátrico

Parceria com o Ministério da Saúde, por meio do PROADI-SUS, permitiu ampliar o número de ...

Samaritano Botafogo é o primeiro hospital do Rio de Janeiro a contar com o robô da Vinci Xi

Rio de Janeiro, RJ – O Samaritano Botafogo é o primeiro hospital do Rio de Janeiro ...