casa » ESPORTE » Rússia espera passar da fase de grupos da Copa pela primeira vez na história

Rússia espera passar da fase de grupos da Copa pela primeira vez na história

COMPARTILHE

POR PAULO HENRIQUE GOMES – A um mês do início da Copa do Mundo da Rússia, a Agência do Rádio Mais lança um especial sobre o Mundial 2018. Nele, não vão faltar informações da história, curiosidades, prognóstico para o torneio e os principais destaques das 32 seleções que irão disputar a maior competição de futebol do mundo. Para começar, nada mais justo falar do país que vai sediar a competição: a seleção russa.

Seleção russa quer passar da primeira fase da Copa Por ser o país-sede, a Rússia não disputou as Eliminatórias e foi automaticamente classificada a Copa. Os russos foram um dos cabeças de chave durante o sorteio dos grupos da competição e integram o grupo A, ao lado de Egito, Arábia Saudita e Uruguai.

A história da Rússia no futebol é recente. O país disputou seu primeiro jogo oficial apenas no ano de 1992. Antes disso, fazia parte da extinta União Soviética, tradicional seleção que conquistou dois títulos olímpicos, conquistados em 1956 e em 1988, em cima do Brasil de Bebeto e Romário. Os soviéticos também venceram uma Eurocopa, em 1960. A melhor campanha da União Soviética em Mundiais aconteceu em 1966, na Inglaterra, quando ficou em quarto lugar.

Após o fim da União Soviética, a Rússia se tornou independente. Logo em 1994, conseguiu se classificar para a Copa do Mundo dos Estados Unidos. Com duas derrotas nos dois primeiros jogos, os russos foram eliminados na primeira fase da competição. Ainda assim fizeram história: no confronto contra Camarões, Oleg Salenko bateu o recorde de gols marcados por um único jogador em uma partida de Copa do Mundo, marcando cinco gols na goleada russa por 6 a 1. Salenko terminou a competição como artilheiro, junto com o búlgaro Stoichkov, com seis gols.

Na Copa de 2002, eles novamente foram eliminados na primeira fase. E a situação piorou. Não chegaram nem a se classificar para as edições de 2006, na Alemanha, e de 2010, na África do Sul. Em 2014, no Brasil, voltaram a uma Copa do Mundo, mas novamente não passaram da fase de grupos.

Durante a preparação para a Copa, a Rússia realizou diversos amistosos e participou da Copa das Confederações, em 2017. Os russos, mais uma vez, viveram o fantasma da eliminação ainda na primeira fase do torneio. Foram 11 jogos disputados em 2017, nos quais a Rússia conquistou três vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Foram 15 gols anotados e 16 sofridos.

Já em 2018, os russos perderam os dois amistosos que disputaram. O primeiro para o Brasil, de Tite, por 3 a 0, e o segundo para a França, por 3 a 1. A seleção do leste europeu faz o último teste contra a Turquia, no dia quatro de junho, às vésperas da Copa.

Agora, em uma nova tentativa de vitória, a Rússia pode convocar três brasileiros para a Copa. O lateral-direito Mário Fernandes, ex-Grêmio, é nome praticamente certo na lista de convocados, estando entre os 28 chamados pelo técnico Cherchesov. O goleiro Guilherme também pode ser mais um a defender as cores dos donos da casa. Além deles, o atacante Ari, que atuou pelo Fortaleza enquanto jogava no Brasil, está desde 2010 na Rússia e aguarda a regularização de seu passaporte para que possa ter condições de ser convocado. Apesar de incerto, o atacante mantém a expectativa de defender a Rússia na Copa.

Depois da performance fraca no Mundial de 2014, no Brasil, quando conseguiu apenas dois empates e foi desclassificado ainda na primeira fase, a Rússia espera fazer um papel um pouco mais digno jogando em seus domínios.

Mesmo assim, o pessoal por lá não anda muito animado. As perspectivas não são muito boas, tanto que a imprensa e os torcedores locais não mostram muita empolgação com a seleção, considerada uma das mais fracas da história.Possível escalação da seleção russa durante a CopaApesar da desconfiança, a Rússia possui boas possibilidades de passar da fase de grupos pela primeira vez em sua história. Por jogarem em casa e contarem com o apoio da torcida, os russos devem “suar sangue” na disputa por uma das vagas do grupo, que é bastante equilibrado.

O destaque da Rússia é o experiente goleiro Igor Akinfeev, de 32 anos. O arqueiro defende o CSKA Moscou e é capitão no seu time e na seleção. Akinfeev defende a Rússia desde 2004 e possui mais de 80 convocações em seu currículo.

Goleiro Igor Akinfeev será o capitão da seleção russa durante a CopaA Rússia enfrentará a Arábia Saudita na estreia, no dia 14 de junho, em Moscou. Depois enfrentará o Egito, no dia 19, em São Petesburgo, e finaliza a fase de grupos contra o Uruguai, em Samara, no dia 25.

 

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

De olho nos milhões que o Sampaio vai receber em 2018, Sérgio Frota deve disputar a reeleição do clube

Antes de finalizar a temporada de 2016 quando Sampaio caiu para a Série C, o ...

Maranhense Série B: PAC empata e BEC vence na segundinha

Começou na tarde desta quinta-feira (12), as disputas do Campeonato Maranhense da Série B 2017, competição ...

Seleção de Bequimão vence Apicum-Açu pela Copa Conguarás

A seleção bequimãoense de futebol entrou em campo na tarde deste domingo (17) diante de ...

Começa o Campeonato de Futebol alcantarense 2017

Com um bom público presente no Campo de São Sebastião, o Campeonato de Futebol alcantarense ...

Série C de 2018 pode ter quatro times que nunca disputaram a terceira divisão brasileira

Se for confirmado nesta segunda-feira (14) o favoritismo do Operário do Paraná que venceu o ...