ESPORTE

Polícia prende torcedor Motense no banheiro e leva pra conhecer a Reffesa

COMPARTILHE

TO MOTOA Polícia Militar, através do Major Jessé, tenta organizar os jogos do campeonato maranhense, da melhor maneira possível, mas alguns torcedores não colaboram. Na maioria das vezes, quem paga o preço alto é o próprio clube, que sempre é penalizado com perda de mando de campo.

No ano passado, alguns torcedores do Moto, quebraram cadeiras no estádio castelão, no jogo em que o papão perdeu para o Sampaio por 3×1. Além de perder o jogo, o moto ainda teve que pagar multa de R$ 1.000,00 (mil reais).

Este ano, o Rubronegro já foi julgado duas vezes por mau comportamento de torcedores, e condenado a pagar multas. A torcida sabe das dificuldades que o Moto vem enfrentando pra pagar seus funcionários e ainda tem que pagar multas, por causa de alguns torcedores irresponsáveis.

Ontem (23) no Superclássico realizado no estádio castelão, onde o Moto venceu por 1×0, a polícia que exagera sempre, prendeu um torcedor do Moto, identificado como Francisco Alberto Vieira de Oliveira, de 34 anos, que é vigilante e foi acusado de jogar uma garrafa para dentro do estádio.

Segundo a polícia, o acusado reagiu à prisão e desferiu socos aos policias que trabalhavam no momento. O caso foi registrado no Plantão Central da Reffesa, na Avenida Beira Mar, no centro da capital maranhense. Veja o B.O

BO

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar