casa » POLÍTICA » Fernando Furtado é empossado na Assembleia Legislativa

Fernando Furtado é empossado na Assembleia Legislativa

COMPARTILHE

FF

A Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão empossou, na sessão desta segunda-feira (23), o deputado  Fernando Furtado (PCdoB) que como marinheiro de primeira viagem, tentou imitar o ex-deputado Vila Nova. O novo parlamentar assumiu a vaga do deputado licenciado Bira do Pindaré (PSB) que deixou a assembleia para assumir uma secretaria estadual. Em seu primeiro pronunciamento, ele fez agradecimentos e disse que uma das bandeiras que vai defender na Casa será a dos pescadores. Também pudera! Furtado surgiu do nada após se envolver com Colônia de Pescadores, que no Maranhão, foi a maior fonte de renda para políticos desonestos.

“Eu estou muito satisfeito em ter conseguido, depois de muita luta, chegar ao Legislativo estadual. Como membro do PCdoB espero honrar os compromissos e fazer com que a gente possa, junto com o Governo do Estado, melhorar a qualidade de vida do nosso povo e tirar o nosso Estado do atraso. È uma luta muito grande. E eu, como sindicalista, como membro da CTB nacional, CTB estadual, dirigente sindical, me sinto na obrigação de representar todos os trabalhadores e trabalhadoras do meu estado” – enfatizou Fernando Furtando. O deputado, só esqueceu de falar, que enquanto ele enriqueceu absurdamente, os pescadores que diz representar, continuam roendo os pés com as mãos.

PESCADORES

Ao ressaltar que os pescadores maranhenses estão à deriva, o deputado Fernando Furtado disse que o Estado do Maranhão precisa criar condições para que o setor decole economicamente, a exemplo do que acontece em países da Europa e da América Latina que vivem, fundamentalmente, da pesca. Ele também frisou que o Maranhão, que possui o segundo maior litoral e a maior reserva de manguezal em áreas contínuas do mundo, não consegue fazer com que a cadeia produtiva da pesca tenha uma vida mais digna. Fernando Furtado só esqueceu, que na Europa não tem políticos canalhas, que “Comem” o dinheiro do pobre, falsificam documentos de pescadores e ficam com a grana. E se os pescadores do Maranhão estão a deriva, Furtado tem uma grande parcela de culpa e agora quer posar de santinho.

“Essa será minha bandeira, a minha luta aqui dentro desta Casa, com o objetivo de garantir a esses companheiros e companheiras uma vida mais digna, uma vida mais saudável. Vai ser uma luta muito árdua, mas, espero, junto com os meus pares, sentar e construir um grande projeto para que esses companheiros saiam da situação em que vivem hoje” – frisou o deputado.

Parece até engraçado o discurso de um homem quando fala algo e faz tudo diferente. Como sindicalista teve a oportunidade de ajudar esses mesmos pescadores, mas não quis. O certo mesmo, é que vários políticos, inclusive Furtado, encontraram na pesca uma maneira de ficarem ricos ilícitos. Ninguém diz que vai defender o agricultor, afinal não tem “seguro defeso”. O cara chega a assembleia de chapéu, com se esse fosse o símbolo de um trabalhador. Nunca usou um chapéu na vida e agora se mostra defensor. É muita babaquice de um homem só!

 

 

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Ação Social realizada pela vereadora Fátima Araújo atende mais de 2.700 pessoas

No aniversário de 26 anos do bairro Vila Conceição/João de Deus, quem realmente ganhou o ...

Correios lançará selo alusivo aos 400 anos da Câmara de São Luís

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), firmou mais uma ...

Fique por dentro de tudo que acontece na Câmara Municipal de São Luís

Comércio de produtos de entidades assistenciais em prédios municipais pode virar lei Entidades sem fins ...

Fátima Araújo parabeniza Residencial João Alberto pelos 15 anos de fundação

A comunidade João Alberto, localizada no Complexo de bairros Pirapora/Santo Antônio/João de Deus, está completando ...

Othelino Neto avalia reformas da Previdência e Tributária

Uma avaliação da Reforma Previdenciária foi o tema da segunda edição do podcast “Diálogo com ...