casa » POLÍTICA » Eidimar Gomes destaca participação das mulheres na sociedade

Eidimar Gomes destaca participação das mulheres na sociedade

COMPARTILHE

EIDIMAR

A vereadora Eidimar Gomes (PSDB) participou, na manhã desta segunda-feira (9), de um café da manhã e de um painel, promovidos pela Câmara Municipal de São Luís, para comemorar o Dia Internacional da Mulher, festejado no dia 8 de março. Ao receber um buque de flores das mãos do vice-presidente da Câmara, vereador Chico Carvalho (PSL), Eidimar Gomes, mãe de 21 filhos, nove deles adotivos, pediu que as mulheres continuassem lutando em defesa dos filhos, o maior patrimônio doado  por Deus. Na oportunidade, a vereadora Eidimar lembrou sua história de luta durante 38 anos pelas comunidades do Itaqui-Bacanga e parabenizou as mulheres, por sua luta em defesa da população, em todos os setores da sociedade, especialmente no parlamento.

CAFÉ E PAINEL 

O café da manhã para as servidoras do poder Legislativo Municipal de São Luís aconteceu no pátio da Câmara, oferecido pelo presidente da Casa, vereador Astro de Ogum (PMN), que tem adotado um conjunto de medidas para valorizar os servidores.

Mais tarde um painel foi realizado no plenário da Câmara Municipal, abordando “O Papel do Parlamento na Construção de Políticas para Mulheres”, proposto pelo vereador Ricardo Diniz (PHS), para debater a importância da participação da mulher no parlamento.

DIA DA MULHER

A história do Dia Internacional da Mulher teve início no dia 8 de março de 1857, quando centenas de operárias de uma fábrica de tecidos de Nova Iorque, nos Estados Unidos, ocuparam a empresa e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho. Em greve, as mulheres queriam redução na carga diária de trabalho para 16 para dez horas, a equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência pela direção da fábrica de tecidos e pelas autoridades. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Cerca de 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente insano e desumano.

Em 1910, uma conferência na Dinamarca decidiu que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem às que morreram na fábrica. Em 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Projeto “Levando Alegria” criado por Fátima Araújo vai beneficiar crianças carentes em comunidades de São Luís

A vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB), colocou mais um Projeto Social para funcionar ...

Fátima Araújo, solicita e Caema envia técnicos para fazer estudo técnico na rede de abastecimento do bairro João Alberto

A vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB), solicitou da Companhia de Saneamento e Abastecimento ...

Vereador Astro de Ogum emite Nota de Esclarecimento

Acerca de matérias jornalísticas publicadas na imprensa maranhense, tratando da prisão do vereador Astro de ...

Grupo opositor de Bacabeira trabalha para reconstruir o município que foi destruído por Fernanda Gonçalo

O município de Bacabeira está cada vez mais sendo sucateado pela atual gestão, que tem ...

Weverton confirma Osmar Filho como pré-candidato a prefeito de São Luís

O senador e presidente do PDT no Maranhão, Weverton Rocha, reafirmou nesta segunda-feira (09), durante ...