casa » NOTÍCIAS » Deputado federal mais faltoso do Maranhão quer abocanhar um mandato de senador
Na foto Weverton Rocha mostra sua vontade em trabalhar pelos maranhenses

Deputado federal mais faltoso do Maranhão quer abocanhar um mandato de senador

COMPARTILHE

A velha máxima diz que todo preguiçoso gosta de dinheiro, mas tem raiva de quem inventou o trabalho. Filiado ao um partido que faz referência à democracia trabalhista, o investigado pelo Supremo Tribunal Federal por crimes de peculato e corrupção ativa e passiva, deputado Weverton Rocha (PDT), foi o parlamentar maranhense na Câmara Federal que mais faltou em 2017. Foram 43 faltas, o equivalente a 36,1% das 119 sessões realizadas. Pré-candidato ao Senado o deputado maranhense por ser o mais faltoso entre os 18 que representam o Estado na Câmara Federal, também se torna o mais preguiçoso.

Se fosse descontado em seu salário, que por sinal é muito gordo, o deputado talvez pudesse se empenhar mais ao seu trabalho, que por incrível que pareça é temporário. Todas as 43 ausências foram justificadas e apresentam o status de “missão autorizada” no site da Câmara Federal. Achando que o povo maranhense é besta, Weverton agora quer um mandato de Senador da República, que mesmo sendo temporário, o período é maior e dura 8 anos. É tudo o que um preguiçoso quer, mordomias.

Procurado para comentar sobre suas ausências, Weverton Rocha justificou: “Fui líder da bancada do PDT na Câmara dos Deputados em 2016 e 2017, uma atividade que implica reuniões, articulações e atuação que às vezes acontecem na Câmara, mas não em plenário”, disse o parlamentar, que esqueceu de falar que existe agenda e calendário, e essas reuniões poderiam ser marcadas em dias que não houvesse sessão.

Questionado sobre o fato de ser pré-candidato ao Senado seria a justificativa para tantas faltas, Weverton desconversou e não deixou claro se vai pedir licença para se dedicar a pré-campanha. “Essa é uma decisão que tomarei ou não de acordo com uma avaliação de necessidade”, explicou. É bom lembrar que Weverton precisa de mais de um milhão de votos para ser senador pelo Maranhão.

O levantamento das faltas é do blog do Diego Emir com base nos dados fornecidos pela Câmara Federal. Foram levados em contas, os deputados federais maranhenses que estiveram no cargo ao longo de 2017 na condição de titular.

Além de ausente no plenário, Weverton Rocha enfrenta processos no Supremo Tribunal Federal e no Tribunal Regional Federal. No STF, os Inquéritos 3621 e 3394, apontam crimes contra Lei de Licitações, peculato e corrupção. O primeiro caso investiga a suspeita de irregularidades na contratação de emergência para obras do ginásio Costa Rodrigues quando o deputado foi secretário estadual de Esporte no governo Jackson Lago. A segunda investigação apura se Weverton participou de desvios de verbas no Ministério do Trabalho, quando era assessor especial do ministro Carlos Lupi, por meio da contratação irregular de ONGs. No TRF, Weverton é investigado por danos ao erário em relação aos recursos do FNDE.

Em relação a essas investigações, Weverton enviou uma declaração do STF para fins eleitorais afirmando que “nada consta”, o que só revela que ele não está condenado.

Além de Weverton Rocha, os deputados André Fufuca (PP) e Júnior Marreca (PEN) também estão entre os mais faltosos. O presidente do PP faltou a 40 sessões das 119 sessões (33,6%%), todas elas sob a justificativa do exercício da atividade parlamentar. Enquanto isso, o ex-prefeito de Itapecuru-Mirim faltou 35 vezes, 12 sem justificativas.

Confira o ranking dos mais faltosos:

1º Weverton Rocha – PDT – 43 faltas – 63,9% de presença

2º André Fufuca – PP – 40 faltas – 66,4% de presença

3º Júnior Marreca – PEN – 35 faltas – 70,6% de presença

4º Waldir Maranhão – PP – 35 faltas – 70,6% de presença

5º Zé Carlos – PT – 28 faltas – 76,5% de presença

6º Juscelino Filho – DEM – 25 faltas – 79% de presença

7º Aluísio Mendes – Podemos – 23 faltas – 80,79% de presença

8º Deoclides Macedo – PDT – 16 faltas – 81,2% de presença

9º Eliziane Gama – PPS – 21 faltas – 82,4% de presença

10º Zé Reinaldo – SEM PARTIDO – 19 faltas – 84% de presença

11º Rubens Júnior – PCdoB – 15 faltas – 87,4% de presença

12º João Marcelo – MDB – 14 faltas – 88,2% de presença

13º Alberto Filho – MDB – 13 faltas – 88,79% de presença

14º Cléber Verde – PRB – 9 faltas – 92,4% de presença

15º Hildo Rocha – MDB – 7 faltas – 94,1% de presença

16º Luana Costa – PSB – 5 faltas – 95,8% de presença

17º Pedro Fernandes – PTB – 1 falta – 99,2% de presença

18º – Victor Mendes – PSD – Nenhuma falta – 100% de presença

 

Com Informações do Blog do Diego Emir

Sobre João Filho

16 comentarios

  1. Todas as 43 ausências foram justificadas e apresentam o status de missão autorizada, ou seja ele teve que se ausentar para eresolver algo a respeito das reformas do tal “presidente”.

  2. Faltas devidamente justificadas segue o baile não nada de errado nisso, até porque o vi pelas andanças no estado.

    • Andava pelo Estado atrás de prefeitos para firmar alianças. Nunca sentou com sindicatos ou associações, sempre com prefeitos e vereadores. O Facebook dele mostra tudo…

  3. Pois é, nao somos bestas e sabemos ler o que está escrito aqui nesta matéria. Aqui no seu blog está a informação que todoas as ausências foram justificadas e apresentam o status de missão autorizada pela Câmara Federal. Fora que sabemos da atuação de Weverton em reuniões contra a reforma trabalhista e da previdência, precisamos de alguém no Senado que lute por noś trabalhadores

    • Se na Câmara que ele tem 17 companheiros e são 513 deputados ele não fez nada, no senado que são apenas 3 maranhenses, ele vai resolver? Acorda, ele quer uma mandato de 8 anos, para em 2022 dar o ponta pé em Flávio Dino. Weverton tem a mesma bactéria de Roberto Rocha, inclusive o sobrenome

  4. Eu acho que quem escreveu essa matéria tem algum problema pessoal com o deputado Weverton pq ele proprio esculhaba o mesmo sendo que, na propria matéria tem como todas as faltas justificadas.

  5. Eu estou de prova por que vi durante o ano que passou trabalhadno muito na câmaa federal isso sim, para impedir as reformas da previdençias e trabalhistas.

    • Trabalhou tanto que faltava uma a cada duas sessões. Quem trabalha muito é você que passa o dia todo comentando em blogues, Twitter e Facebook. Você sim, trabalha!

  6. O que importa é trabalhar dentro ou fora da câmara, Weverton trabalhou muito contra as reformas do Governo, participou de reuniões contra a reforma trabalhista e da previdência, e muito atuante brigando pelo Maranhão

    • Resolveu? Trabalhou nada meu nobre. Dia de sessão estava negociando apoio ao senado com prefeitos no interior do Maranhão. O que pouco importa para ele é o trabalhador maranhense. Ele com um mandato de senador, o povo que se exploda…

  7. Não foi oque eu vi, todo os dias falas do deputado na globo news contra as reformas.

  8. O titulo dessa matéria deveria ser, Deputado federal Weverton é lider em faltas na câmara pois esta empenhado em articular votos contra reformas de presidente golpista, que pelo visto vc só é mais um.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

CCJ aprova Medida Provisória que cria o “Cheque – Minha Casa”

Na reunião desta quarta-feira (16), a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Assembleia Legislativa ...

Câmara de São Luís divulga nota de pesar pela morte do ex-prefeito Epitácio Cafeteira e decreta luto oficial

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Astro de Ogum (PR) divulgou há pouco ...

Vereadora Fátima Araújo emite Nota de Pesar pela morte do ex-governador Epitácio Cafeteira

A vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB), emitiu nota de pesar pela morte de ...

Morre aos 93 anos o ex-governador do Maranhão Epitácio Cafeteira

Faleceu neste domingo (13), o ex-senador e ex-governador do Maranhão, Epitácio Cafeteira. Ele encontrava-se enfermo e ...

Guarda Municipal e Polícia Militar fazem fiscalização no trânsito de Bequimão

Educar e fiscalizar o trânsito é um dever da Secretaria Municipal de Segurança Pública de ...