casa » Arquivos do Altor: João Filho (página 356)

Arquivos do Altor: João Filho

Seção da Câmara Municipal de São Luís é encerrada por falta de Quórum

COMPARTILHE
Ivaldo Rodrigues em pronunciamento no plenário

Ivaldo Rodrigues em pronunciamento no plenário

Com a galeria do plenário lotada de representantes da cultura maranhense, a seção foi encerrada pelo presidente Isaías Pereirinha (PSL) por falta “Quórum”. Os representantes da cultura maranhense foram recebidos na casa legislativa, pelo vereador Ivaldo Rodrigues (PDT).

Ivaldo ocupou a tribuna do plenário para falar sobre a criação da secretaria municipal de cultura, e foi aplaudido de pé por todos que estavam na galeria, após comprar a briga sobre o edital para contratação das brincadeiras para o período junino deste ano. “Nós temos que resgatar, valorizar e fortalecer a nossa cultura. A cultura não é só bumba-meu-boi. Temos a dança do cacuriá, o tambor de crioula, tambor de mina, o Lelê, danças portuguesas e tantas outras manifestações culturais do Maranhão – disse Ivaldo Rodrigues.

Para Ivaldo Rodrigues, não basta fortalecer uma parte, o executivo tem que ajudar 100% dos grupos. Ontem (4) o Vereador recebeu em sua residência, vários lideres da cultura maranhense. Após seu discurso na tribuna do plenário, Ivaldo foi elogiado pelo companheiro de Câmara, vereador Fábio Câmara (PMDB), por sua brilhante atitude.

A câmara contava hoje (5) com 24 vereadores em plenário, mas acabou sendo reduzido para 15 e por isso foi adiada a votação de um veto, que ficou para amanhã 9hs. Os Vereadores que permaneceram no plenário foram: Isaías Pereirinha, Ivaldo Rodrigues, Rose Sales, Fábio Câmara, Professor Lisboa, Honorato Fernandes, Marquinhos, Estevão Aragão, Bárbara Soeiro, Gutemberg Araújo, Luciana Mendes, Josué Pinheiro, José Joaquim, Bispo Paulo e Nato Gomes.

Já os vereadores que deixaram o plenário para não votar o veto, que poderia derrotar o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PTC), foram: Pavão Filho, Osmar Filho, Armando Costa, Ricardo Diniz, Pedro Lucas Fernandes, Edmilson Jansen, Chaguinhas, Beto Castro e Manoel Rego.

Na última quarta feira (30) o vereador Ivaldo Rodrigues, perdeu a paciência, quando mais uma vez não houve seção por falta de “Quórum”. Na ocasião, Ivaldo falou em voz alta, que quem não quisesse trabalhar, era só entregar o cargo.

Bandidos metem o bicho no Banco do Brasil de Mirinzal

COMPARTILHE

 

BB de Mirinzal-Ma

BB de Mirinzal-Ma

Hoje (05) por volta das 14hs, quatro homens fortemente armados  assaltaram a agência do Banco do Brasil no município de Mirinzal, na baixada ocidental maranhense. O grupo atirou em uma porta de vidro da agência, levando uma quantia em dinheiro ainda não revelada e fez duas pessoas reféns.

As vítimas foram liberadas ainda no local e o bando conseguiu fugir com o dinheiro após troca de tiros com a polícia. Um vigilante foi atingido com tiro na garganta e foi levado para a Unidade Mista se saúde de Mirinzal. O estado de saúde do vigilante não foi divulgado. Os ladrões fugiram em direção ao município de Santa Helena, na baixada maranhense.

Na fuga, os bandidos ainda assaltaram uma casa, roubaram duas motos e uma mulher foi levada como refém e liberada por eles em um matagal próximo a cidade de Mirinzal. Uma das vítimas foi levada ao hospital local para assistência psicológica.

Neste momento, segundo o delegado Luís Cláudio Balby, uma aeronave do Grupo Tático Aéreo (GTA) se desloca até a região para dar apoio às buscas. Uma equipe do Grupo de Operações Especiais (GOE) de Pinheiro já está no local. Segundo informações da polícia, os bandidos estão nas matas da região, tentando fugir da PM.

*Blog do Vandoval*

Prefeito de Bacuri esconde ônibus escolar para contratar “Pau-de-arara”

COMPARTILHE
Ônibus escondido em meio outros veículos

Ônibus escondido em meio outros veículos, veja na Seta…

A ganância de muitos gestores públicos que se apoderam do dinheiro do povo e esquecem aplicá-los onde realmente é necessário, é vista com muita frequência em esquemas fraudulentos. Os gestores enriquecem e deixam a população à mercê da própria sorte.

A tragédia ocorrida no município de Bacuri, na tarde de terça (29), que resultou na morte de oito pessoas, é um reflexo do total descaso da atual gestão do município de Bacuri para com os estudantes daquela localidade. Uma fatalidade que poderia ter sido evitada se ao invés de “Paus de arara”, os adolescentes estivessem em um ônibus escolar, como manda a lei.

De acordo com o Portal da Transparência, o município de Bacuri, através do prefeito municipal recebeu no ano de 2010 o valor de R$ 317.790,00 (Trezentos e dezessete mil e setecentos e noventa reais) para a aquisição de dois veículos automotores zero km com especificações para o transporte escolar. Confira os documentos:

PORTAL 1PORTAL 2

Agora fica a pergunta: onde foram parar os veículos? Os repasses foram feitos na gestão do ex-prefeito Washington Luís Oliveira, que chegou a ser acusado de aplicar de forma irregular, cerca de R$ 26 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb).

Com medo de represálias, o atual prefeito do município, José Balduíno da Silva Nery (PP), e a irmã dele, que é secretária de Educação, Vitória Nery, sumiram da cidade.

Populares do município de Bacuri revoltados com a morte dos estudantes, denunciaram que enquanto os adolescentes eram transportados em um veículo inadequado, um micro-ônibus escolar estava abandonado em frente ao Mercado Municipal, ao lado de outros veículos usados.

Moradores do povoado Madragoa interditam MA-303

COMPARTILHE
Pais, amigos e familiares na manifestação

Pais, amigos e familiares na manifestação

Os familiares, amigos e a comunidade em geral do povoado Madragoa, no município de Bacuri, na baixada ocidental maranhense, interditaram a MA-303, nesta manhã (05). A interdição aconteceu na rodovia on onde ocorreu o acidente que vitimou oito estudantes. A tragédia acontceu a 500 metros da comunidade, onde a caminhonete “pau-de-arara” que transportava cerca de 20 alunos da escola Cristino Pimenta, da cidade de Bacuri para o povoado Madragoa, que está situada a 9 km da sede do município, se chocou com um caminhão carregado de pedras. O veículo que transportava os jovens alunos da escola estadual era dirigido por um menor de idade, que seria filho de Rogério Azevedo Rocha, de 40 anos.

Os moradores reivindicam a mudança no transporte escolar do município, afirmando que centenas de alunos correm o mesmo risco que os estudantes do povoado Madragoa que morreram.  A Prefeitura de Bacuri recebeu mais de R$ 317 mil para aquisição de veículos para realizar transporte escolar. Os recursos foram obtidos através do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), e em toda a rede de ensino os alunos são conduzidos em “pau de arara”.

Os manifestantes cobram do governo do estado o apoio para as famílias das vítimas, incluindo assistência social e psicológica prometido pela governadora do Maranhão, Roseana Sarney, no dia do acidente. Além disso, os pais dos alunos pedem a manifestação do prefeito Balduíno, que segundo os moradores, desapareceu da cidade desde o dia do acidente.

Depois das manifestações no local do acidente, os moradores saíram em passeata pela MA-303, percorrendo ruas do povoado, e com muita comoção, encerraram a caminhada em frente à igreja de São Pedro na Avenida Principal do povoado.

Ivaldo Rodrigues visita a baixada maranhense

COMPARTILHE
Em almoço com lideranças em Guimarães

Em almoço com lideranças em Guimarães

O vereador de São Luís e pré-candidato a deputado estadual, Ivaldo Rodrigues (PDT), visitou a baixada maranhense neste final de semana. O conterrâneo da baixada esteve nos municípios de Bequimão, onde se reuniu com Dr. Cesar Cantanhede (PTC) e lideranças da região; em Peri-Mirim, Ele se reuniu com os ex-prefeitos do município, Dr. Geraldo e Dr. Vilázio, além de vereadores, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Peri-Mirim, Chico Grande, o atual vice-prefeito, Eliezer e o Padre do município.

Em Pinheiro, Ivaldo Rodrigues se reuniu com lideranças do município e participou de um café da manhã com o pré-candidato a deputado federal, Vitor Mendes (PV).

No sábado (3) Ivaldo ainda esteve em Guimarães, onde se reuniu com o vereador Osvaldo Gomes (PDT) e várias lideranças do município, justamente na casa onde o Partido Democrático Trabalhista foi fundado na cidade, pelo ex-governador Jackson Lago. Lá, Ivaldo Rodrigues também visitou vários pontos turísticos da cidade, com destaque para a estátua de São José, que fica no alto do Guarapiranga. Alem disso, o bequimãoense ainda conheceu o porto de Guimarães, que tem uma rampa flutuante.

Após grandes reuniões na baixada maranhense, Ivaldo voltou para a capital, São Luís, onde participou de vários encontros com lideranças da grande Ilha. Amado pelo povo da baixada, o vereador Ivaldo Rodrigues, ganha o carinho da população por onde passa. Baixadeiro, como é chamado quem nasce na baixada maranhense, Ivaldo Rodrigues, é bastante querido na região onde nasceu.

Tragédia na cidade de Bacuri-MA

COMPARTILHE
Foto do Imirante

Foto do Imirante

Um acidente grave aconteceu no final da tarde desta terça-feira (29), na estrada que liga a cidade de Bacuri ao povoado Madragoa na zona rural do município, na Região da Baixada ocidental maranhense, distante 500 km da capital, São Luís. De acordo com informações, 9 alunos morreram e outros quatro ficaram gravemente feridos. Além do motorista bêbado de 46 anos, identificado como Rogério. Seis dos mortos estudavam na Escola estadual América do Norte.

Segundo informações de populares, um veículo D20 que transportava alunos da Escola Cristino Pimenta, na cidade de Bacuri, para uma comunidade Madragoa na zona rural, ha 9km da sede do município e se chocou com um caminhão, carregado de pedras, que trafegava no sentido oposto. A caminhonete caiu em uma ribanceira, causando uma verdadeira tragédia, onde 10 pessoas morreram na hora. O acidente aconteceu em uma curva na rodovia MA-303, que liga a cidade de Bacuri ao município de Apicum-Açu, conhecida popularmente como “curva da morte”. Nela, dezenas de pessoas já perderam a vida.

A prefeitura da cidade informou que cerca de 20 alunos estavam sedo transportados pela D20, que é contratada pelo prefeito, José Baldoíno da Silva Nery (PP), como transporte escolar. Os sobreviventes foram transferidos para o Hospital Municipal de Cururupu, há 61 km do município de Bacuri. A polícia vai investigar as causas do acidente, já que segundo populares, o veículo estava sendo conduzido por jovem identificado por Alan, de 15 anos, porque o motorista titular estava bêbado, que justamente é pai do jovem motorista do acidente. Segundo depoimento de um jovem sobrevivente do acidente, a D20 estava em alta velocidade.

Sustentabilidade no Rádio brasileiro

COMPARTILHE

*Texto de Alessandro Caliu, do Blog Talk Radio*

O rádio da época do bom rádio

O rádio da época do bom rádio

Olá amigos radionautas, tudo bem! Tenho visto radiodifusores debaterem “sustentabilidade” com foco apenas na escassez futura do rádio, de vender publicidade a qualquer custo e de reduzir investimentos na esperança de aumentar seus lucros. Notou como o rádio vem se modificando com o passar dos anos, reduzindo-se, desaparecendo?

Em uma analise básica na linha do tempo, o rádio reduziu tudo, podendo citar:

Extinção do Programador Musical – Este por sua vez passou a ser a função do locutor que opera o programa na maioria das rádios, onde cada um toca o que acha melhor, muitas vezes tocando o que gostam  de ouvir. Definição: O programador musical é responsável pela roupagem musical da emissora. Escolhe desde as músicas adequadas à programação até cortinas e vinhetas para programas. Precisa conhecer música e fontes sonoras, bem como o perfil do ouvinte da emissora.

Extinção do Operador de rádio/ de áudio/ de mesa: Tudo bem que ficou a cargo do locutor, mas é uma função exercida com sabedoria e precisão por poucos locutores. Definição: Opera mesa transmissora, sendo responsável pela emissão dos programas e comerciais no ar, de acordo com roteiro da programação. Recebe dos Másteres transmissões (telefônicos) externas e equaliza os sons, colocando no ar, ainda, som das gravações e dos microfones em estúdio.

Extinção do Produtor: Responsável pela preparação de programas radiofônicos de média e longa duração. Redige roteiros, orienta reportagem no desenvolvimento das pautas, fornece informações básicas e complementares para âncoras/apresentadores, agenda e faz roteiro das entrevistas e convidados da cada programa, organiza debates e documentários. Via-de-regra é auxiliado por Assistente-produção.

Extinção do Vendedor: Uma das funções mais importantes do rádio, este é o responsável por alimentar o faturamento da emissora, também na maioria dos casos  passou a ser exercida pelo locutor da emissora.

Onde foram parar estes caras? Estes caras foram todos acrescentados ao cara que exerce a função de LOCUTOR. E, melhor parar por aqui, ou vou achar mais uma função em que o locutor/apresentador é obrigado a exercer em uma emissora de rádio se quiser manter o emprego. Na minha época de rádio, era cada macaco no seu galho e ai de quem se intrometesse na função do outro.

Existem poucas práticas quanto às tentativas de pessoas para fazer de suas emissoras sustentáveis. Reduzir custos é um bom começo, mas raramente esse começo se repete por semanas ou meses seguidos. O cara destrói a função de um operador de rádio, mas aumenta o consumo de combustível do carro.

O rádio brasileiro abortou a missão, e viu na tecnologia uma forma de sobreviver, mas ao invés de crescer, reduziu-se.  Era para ter estúdios melhores, investimento em seus funcionários, no mercado da comunicação, em conteúdo radiofônico, nas faculdades de comunicação para colherem novos talentos, era para ser simplesmente RÁDIO, O poderoso veiculo da comunicação.

Tenho participado de congressos pelos estados e tirando o Nordeste, não vi os herdeiros filhos dos donos de rádio acompanhados de seus pais, querendo entender esta máquina tão extraordinária.  Mas conversei com muitos, que estudaram os seus filhos para não assumirem a função de radialistas exercidas por eles. Ora, sem nem mesmo eles acreditam no rádio, então o que será do rádio?

Ser sustentável no rádio é mais do que fazer cortes eventuais visando o futuro. Sustentabilidade começa no melhoramento dos conteúdos, das pessoas, dos equipamentos, do sinal, da potência, do setor artístico, do comercial, do financeiro. Isso tem a ver com como você cuida de sua equipe, dos clientes e os ouvintes. Mas, tem também a ver com como você lida com seu investimento.

No rádio, em época de crise é preciso investir em ‘CONTEÚDOS, EQUIPE, PROGRAMAS MELHORES, PUBLICIDADE’, e não reduzir seus custos. ‘É NA CRISE QUE O RÁDIO PRECISA APARECER’. Quem lida de maneira desequilibrada com o rádio está criando problemas futuros não somente para a vida útil, mas também para a vida de seus funcionários, ouvintes, clientes e até a própria sociedade em que faz parte. É um círculo vicioso.

Muitas emissoras estão sendo arrendas para empresas de conotações religiosas, (radialistas que desistiram do rádio) ao qual não tenho nada contra, mas dependendo da pessoa que está atrás do microfone, isso pode se tornar um problema seríssimo à sociedade. É como ser dono de uma bomba nuclear, responsável por ela, e confiar na Al-Qaeda pela segurança da instalação. Aconselho que você não deixe tudo por conta de terceiros, principalmente os impostos junto ao Governo, Ecad e a Anatel

É curioso perceber que poupar não basta. Aqueles que poupam demais, seja por economia ou por temor excessivo do futuro, transformam suas rádios em sucata, tanto em equipamento quanto em programação e equipe. Como comércio, indústria e serviços faturando menos, a rádio tem investido nada em conteúdo, programação e equipe. Perdendo equilíbrio de suas emissoras no presente, o Rádio está deixando de cuidar do futuro. Ou seja, está deixando de adotar políticas de sustentabilidade.

 Afirmo que gastar demais é tão perigoso que economizar demais. E isso tem tudo a ver com o futuro de uma emissora de rádio, é por isso que conteúdo no rádio não pode se limitar as planilhas, cálculos e simulações de investimentos. A essência do rádio deve se buscar o equilíbrio. Um diretor artístico/ que entenda de produção, um bom programador musical, um ótimo jornalista/redator para pautar as matérias que vão ao ar, Locutores/Apresentadores com boa comunicação, um departamento comercial que consiga cuidar de seus clientes e assim por diante. Este é o custo para que você mantenha vivo, como em um corpo humano, se você cortar ou te faltar, não será como os demais.

Que me desculpem os gigantes do rádio que não concordam com a minha analogia mais, no dia em que cada rádio souber que qualidade é essencial no rádio, ou seja, se você tem uma rádio com conteúdos de qualidade como os que a Talk Radio oferece e equipe que geram audiência, seus clientes jamais deixarão de investir em sua emissora, pois sabem que os ouvintes que eles procuram estão ligados em sua programação. Por fim, radialista, se fazer rádio lhe faz feliz, continue fazendo-o, nem que seja apenas pelo seu bem estar pessoal.

Vereador Ivaldo Rodrigues tem agenda superlotada

COMPARTILHE
Ivaldo Rodrigues na tribuna do plenário

Ivaldo Rodrigues na tribuna do plenário

Para muita gente, a semana começa na segunda feira. Mas para o vereador e pré candidato a deputado estadual, Ivaldo Rodrigues (PDT), os meses não tiveram mais semanas. Com agenda lotada de compromissos, o parlamentar só tem um horário para dormir, e olha que não é muito tempo assim. Nesta semana, por exemplo, tudo começou no sábado dia 26, quando bem cedo, Ivaldo saiu para encontros com lideranças na grande São Luís. Ao meio dia, o Vereador já estava em um almoço com os prefeitos que fazem parte do COMEFC, em comemoração ao primeiro ano de lutas.

Mas você acha que parou por aí? Nunca, aqui é trabalho meu filho; já dizia um filósofo futebolístico, chamado Muricy Ramalho. Ainda no sábado, no período da tarde, Ivaldo visitou várias comunidades na região metropolitana de São Luís. E a luta continuou. A noite o Vereador foi até o salão de eventos do Hotel Pestana, no bairro do Calhau, onde recebeu uma “Placa” em homenagem ao primeiro aniversário do Consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro no Maranhão – COMEFC, o qual faz parte desde o nascedouro do projeto.

Após o recebimento da homenagem, Ivaldo se despediu dos amigos e correligionários e seu sua caminhada rumo a cidade de Morros, que faria aniversário no domingo dia 27. Chegando já nas primeiras horas de Domingo, na cidade de Morros, Ivaldo foi descansar, até porque ninguém é de ferro.

Antes de o sol aparecer, Ivaldo Rodrigues abriu a janela e mostrou sua cara na cidade aniversariante. Logo ali, o futuro deputado estadual, foi para um café da manhã com amigos e lideranças do município. Após o café, começaram as visitas ao povo da cidade. Tudo isso, durou o dia inteiro. De volta a capital maranhense, Ivaldo Descansou, mas a segunda feira já batia em sua porta.

E como quem madruga, Deus ajuda, a luta continuava. Às 8:00h da manhã, Ivaldo já estava se reunindo com lideranças do bairro São Bernardo, para buscar soluções para os problemas daquele povo. Após percorrer a comunidade, o Vereador seguiu com destino a Câmara Municipal, seu ambiente de trabalho.

Ivaldo Rodrigues participou da seção e ainda ocupou a tribuna para agradecer o prêmio que havia recebido do COMEFC. Estou feliz, me sinto orgulhoso de poder ser reconhecido e receber um prêmio tão importante como este. A luta não parou por aí, vamos buscar mais projetos para desenvolver este  estado – disse Ivaldo Rodrigues.

Após a seção da Câmara, Ivaldo ainda participou de reunião do Partido (PDT) e gravou programa publicitário para televisão. Toda essa maratona encerrou-se no final da noite desta segunda feira (28).

Vereador exige do prefeito de Peri-Mirim iluminação pública.

COMPARTILHE
João Felipe, o rei da divisão

João Felipe, o rei da divisão

Se não bastasse o crescimento da criminalidade no Estado do Maranhão, o município de Peri-Mirim, na baixada maranhense, vem ganhando essa fama nos últimos 14 meses. Com vários assaltos registrados, a população vem reclamando de uma verdadeira escuridão que se formou em todo município. Com isso, os marginais se aproveitam para cometerem seus delitos e escolherem suas vítimas.

A falta de iluminação pública na cidade vem causando esses problemas. Mas de quem é a culpa? È claro que é do prefeito João Felipe que não investe a verba que recebe da Companhia Energética do Maranhão, CEMAR. De acordo com Documentos adquiridos por este Blog, a prefeitura de Peri-Mirim, recebeu somente em 2013, o valor de R$ 249.310,16, pagos pelo povo do município de Peri-Mirim através de iluminação pública.

O vereador e presidente da Câmara, Jean Reis, já havia questionado sobre essa verba, que até hoje ninguém sabe onde foi aplicada. Segundo o vereador, ele foi até a CEMAR, buscar informações sobre a arrecadação da iluminação pública municipal e quando chegou lá, foi surpreendido com o montante que o prefeito João Felipe (PT) havia recebido da CEMAR e nunca aplicou. Vejam os documentos abaixo.

jean1jean2

Vereador de São Luís recebe homenagem do COMEFC

COMPARTILHE
Ivaldo recebe a PLACA das mãos do prefeito Altemi Botelho

Ivaldo recebe a PLACA das mãos do prefeito Altemi Botelho

O vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT), pré-candidato a deputado estadual, foi homenageado com uma “PLACA” no primeiro aniversário do COMEFC, realizado na noite de sábado (26) no salão de eventos do hotel pestana, no bairro do Calhau, em São Luís. Ivaldo que sempre esteve na luta pelo povo do Maranhão, teve seu trabalho reconhecido e foi agraciado com essa homenagem. Em seu discurso, o vice presidente do COMEFC e prefeito de Tufilândia, Doutor Neto (PPS), agradeceu de público ao vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues, pelo apoio dado durante a criação do consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás no Maranhão (COMEFC). “O vereador Ivaldo Rodrigues, comprou a briga e está com a gente até hoje, precisamos de homens de coragem assim, e espero que os outros municípios abracem esse projeto” – disse Doutor Neto.

 A prefeita de Bom Jesus das Selvas e presidente do Consórcio, Cristiane Damião (PTdoB), destacou que o sonho virou realidade. “O que foi dito aqui hoje me deixa muito feliz. Vocês entenderam e apoiaram a luta deste consórcio. Antes era um sonho e agora é uma realidade de grandes conquistas e vitórias. Este consórcio é uma família, uma irmandade que garantiu todas essas conquistas que nós tivemos, principalmente diante do Marco Regulatório da Mineração”.

Em reconhecimento à contribuição durante o primeiro ano do COMEFC foram homenageados também, o deputado federal Cleber Verde (PRB/MA); o deputado estadual Stênio Resende (PMDB); o vice-prefeito de Açailândia, Juscelino Oliveira (PP); a prefeita de Bom Jesus das Selvas e presidente do Consórcio, Cristiane Damião (PTdoB); o prefeito de Tufilândia e vice-presidente do Consórcio, Doutor Neto (PPS).

Também receberam homenagens o prefeito de Alto Alegre do Pindaré e tesoureiro do Consórcio, Atemir Botelho (PRTB); o prefeito de Santa Rita e segundo vice-presidente do COMEFC, Tim Ribeiro (PRB); o diretor executivo do Consórcio, Leôncio Lima; o deputado federal e relator da Comissão do Novo Marco Regulatório da Mineração, Leonardo Quintão (PMDB/MG), representado na solenidade pelo deputado Cleber Verde, e o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Carlos Nogueira, representado também pelo parlamentar.

A solenidade de homenagens foi prestigiada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, deputado Arnaldo Melo (PMDB); o deputado estadual Hélio Soares (PMDB); a prefeita de Itinga do Maranhão, Vete Botelho (PDT); o prefeito de Arari, Djalma Melo (PTB); o prefeito de Buriticupu, Zé Gomes (PMDB); o prefeito de Bacabeira, Alan Linhares (PTB); o prefeito de Monção, Queiroz (DEM); o prefeito de Miranda do Norte, Júnior Lourenço (PTB).

 O deputado Cleber Verde (PRB) falou sobre a importância e resultados do COMEFC, formado por 23 municípios maranhenses cortados pela estrada de ferro Carajás. Ele explicou ainda sobre os benefícios com a aprovação do novo marco regulatório da mineração para os municípios e estados. Com a luta do COMEFC, a Vale já disponibilizou linhas de crédito no valor de R$ 85 milhões de reais para projetos nas áreas de saúde, educação e geração de emprego e renda.

O COMEFC é formado pelos municípios de Açailândia, Alto Alegre do Pindaré, Anajatuba, Arari, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Bom Jardim, Bacabeira, Cidelândia, Igarapé do Meio, Itapecuru-Mirim, Itinga do Maranhão, Miranda do Norte, Monção, Pindaré-Mirim, São Luís Gonzaga, Santa Rita, São Pedro da Água Branca, São Francisco do Brejão, Santa Inês, Tufilândia, Vila Nova dos Martírios e Vitória do Mearim, que juntos têm 76% de extensão da malha ferroviária.