casa » Arquivos do Altor: João Filho (página 340)

Arquivos do Altor: João Filho

Rádios Comunitárias no governo FD

COMPARTILHE

abraco-ma

A Associação Brasileira de Rádios Comunitárias no Maranhão (Abraço-MA) reúniu sua diretoria executiva e secretários regionais, juntamente com representantes de emissoras de várias regiões do estado, em uma plenária, dia 22 de novembro, em São Luís, para formular propostas e reivindicações sobre uma plataforma de democratização da Comunicação, à luz do cenário de mudanças com o governo Flávio Dino (PCdoB). “A plenária foi um momento de trabalho e estudos sobre a participação das rádios comunitárias no novo momento político e administrativo que o Maranhão promete viver a partir de 1º de janeiro de 2015”, enunciou Luis Augusto Nascimento, presidente da Abraço- MA.

Os comunicadores e comunicadoras vão aprovar um documento no qual apontam as diretrizes para a efetivação de um conjunto de medidas que atendam ao interesse público com a participação das rádios comunitárias. O documento será entregue ao futuro secretário de Articulação Política, Marcio Jerry, para que dialogue junto às secretarias demandadas pela Abraço-MA.

Entre as medidas, a entidade reivindica a distribuição de verbas publicitárias do governo estadual na rede de emissoras filiadas, mediante a veiculação de spots e campanhas coordenadas pela Secom (Secretaria Estadual de Comunicação). Ainda junto à (Secom), que terá como titular o jornalista Robson Paz, a Abraço-MA vai reivindicar a criação de uma Superintendência de Comunicação Comunitária que atue diretamente com as emissoras, desenvolvendo um programa de formação e requalificação dos comunicadores e comunicadoras. Pulverizadas em todos os municípios do Maranhão, as emissoras comunitárias querem também participar dos programas e projetos de alavancagem dos indicadores sociais e ações na área cultural, de saúde e educação. “As rádios são fundamentais no processo de desenvolvimento local, porque muitas vezes são o único meio de comunicação que chega às comunidades falando a linguagem do povo.

Podemos contribuir também nos programas relacionados ao meio ambiente, que é fundamental para a melhoria da qualidade de vida da população”, explicou José Maria Machado, coordenador das Secretarias Regionais da Abraço-MA.

Outra reivindicação da entidade é a criação do Conselho Estadual de Comunicação, inspirado na iniciativa da Prefeitura de São Luís, que chamou ao diálogo as entidades e profissionais da área para criar o Conselho Municipal de Comunicação, cujo projeto foi enviado à Câmara de Vereadores.

“Queremos, através dos conselhos, criar instâncias de dialógo e permanente debate sobre todas as questões que envolvem a comunicação em São Luís e no Maranhão, estimulando os outros municípios a puxarem esse debate. As rádios comunitárias têm um papel fundamental nesse processo”, explicou o radialista Neuton Cesar, diretor de Assuntos Institucionais da Abraço-MA.

Matéria do Blog Fatos & Casos

LOA 2015 é apresentada na Câmara

COMPARTILHE

CD6

Em audiência pública realizada na tarde desta segunda feira (24) na Câmara Municipal de São Luís, a Comissão de Orçamento da Casa Legislativa, representada pelo Presidente em exercício, vereador Pedro Lucas (PTB) e o relator da comissão vereador José Joaquim (PSDB), questionaram alguns itens da LOA – Lei Orçamentária anual. O executivo foi representado pelos secretários José Cursino (Planejamento), Lula Fylho (Governo), Raimundo Rodrigues (Fazenda), Robson Paz (Comunicação), Antônio Araújo (Obras e Serviços Públicos), Helena Duailibe (Saúde), Geraldo Castro (Educação), Andréia Lauande (Criança e Assistência Social), Marcelo Coelho (Agricultura e Abastecimento) e Fátima Ribeiro (Segurança Alimentar). Com a ausência do Presidente da comissão, Vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), que estava internado com problemas de saúde, o presidente da Câmara, Isaías Pereirinha (PSL) e os membros da Comissão de Orçamento da Câmara acima citados, conduziram a audiência.

A Prefeitura de São Luís apresentou detalhadamente as ações do Executivo Municipal para o próximo ano, durante audiência pública na Câmara de Vereadores sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2015. O orçamento do próximo ano está estimado em R$ 2,7 bilhões. O secretário municipal de Planejamento, José Cursino Raposo, explicou que a estimativa é a mais realista dentro da conjuntura econômica do país, e que o prefeito Edivaldo garantirá a execução eficiente e coerente.

O secretário de Planejamento esclareceu os critérios técnicos utilizados para a montagem da peça orçamentária e respondeu ao questionamento dos vereadores sobre a estimativa do orçamento para 2015. Ele destacou que os investimentos prioritários da gestão, nas áreas da Educação e Saúde, estão assegurados na peça orçamentária.

“A arrecadação de 2014 ficou bastante abaixo da estimativa original. Ao final do ano devemos ficar com R$ 2,2 bilhões [o estimado era pouco maior de R$ 2,7 bilhões]. Em 2015, a estimativa é bem realista para que não se crie expectativas que não teriam respaldo financeiro no decorrer do exercício. A estimativa leva em conta de forma bastante responsável a incorporação das melhorias que estamos projetando”, salientou Cursino.

O secretário municipal da Fazenda, Raimundo Rodrigues, afirmou aos parlamentares que a Prefeitura está investindo na modernização da pasta para melhoria da arrecadação, sem aumento de impostos. Ele apresentou os projetos estruturantes para aprimorar a arrecadação, como o treinamento de pessoal na questão tributária e a revisão do Código Tributário Municipal, onde espera contar com o apoio da Câmara.

“Gerando processos consistentes, colocando metas, nós trabalhamos de forma mais factível. Quem deve União, Estados e municípios paga primeiro a União. Porque a cobrança é mais eficiente. Temos que evoluir nesse processo da cobrança”, exemplificou.

Raimundo Rodrigues também destacou os fatores positivos de uma estimativa mais conservadora da arrecadação. “A nossa superestimação das receitas gera uma expectativa falsa. Se ficamos mais ‘pé no chão’ o que vem além gera um ‘plus’ na administração. Isso leva a um maior poder de financiamentos, um fator de crescimento para o município”, assinalou.

O secretário de Educação, Geraldo Castro, ressaltou as várias obras em escolas da rede municipal, tanto as já realizadas quanto as em licitação para serem executadas em 2015. Ele também destacou a matrícula digital implantada nesta gestão pela Prefeitura e que melhorará a precisão do Censo Escolar, ferramenta que define os repasses federais.

Dentro do cenário de detalhamento do orçamento municipal, a secretária da Criança e Assistência Social (Semcas), Andréia Lauande, falou da regularização dos alugueis dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e a conquista de recursos para unidades próprias, economizando os gastos com aluguel. “O prefeito Edivaldo está regularizando os espaços da gestão. Esta administração prima pela captação de recurso externo junto aos governos federal e estadual e teremos muitos espaços próprios para que os Cras não sejam mais itinerantes”, informou.

Na área da Saúde, a secretária Helena Duailibe explicou aos vereadores que priorizou a aplicação das emendas parlamentares nas unidades de saúde. “Temos melhorado muito o atendimento das nossas unidades de saúde, e ampliaremos ainda mais para o próximo ano. A Saúde tem sido tratada como prioridade na gestão do prefeito Edivaldo e estamos dando um tratamento digno aos pacientes”, pontuou.

Ela lembrou que acompanhou o prefeito Edivaldo este mês em Brasília discutindo parcerias para a área da saúde na capital maranhense. “Solicitamos o aporte federal na ordem de R$ 4 milhões, especificamente para a manutenção de nossos hospitais de emergência, Socorrão I e II”, disse. Helena Duailibe lembrou que o ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, se prontificou em reforçar o pleito dos recursos junto ao Ministério da Saúde.

Na área de infraestrutura, o secretário de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, destacou as principais ações previstas na LOA 2015. “No próximo ano iremos concluir a drenagem profunda do Mercado Central e Canal do Portinho, assim como o Canal do Renascença. Também serão concluídos os serviços no Canal do Cohatrac e na Rua Cônego Tavares, no Anil”, enumerou.

Antônio Araújo frisou ainda a manutenção no sistema de microdrenagem em todas as regiões da cidade. Também estão previstas as conclusões da Praça de Esportes e Cultura do Coroado e os serviços de drenagem e pavimentação de várias ruas da região Itaqui-Bacanga. Em diversos bairros também serão iniciados os serviços de drenagem, recuperação asfáltica e calçamento. O secretário também destacou o quadro de ações de iluminação pública e limpeza dos bairros de São Luís.

Josué Teixeira conquista seu 2º título em 2014

COMPARTILHE

JT

O técnico Josué Teixeira conquistou seu segundo “Caneco” na temporada. A Série C do Brasileiro, agora é carioca e conheceu o campeão de 2014 na tarde deste sábado (22). Jogando em um Mangueirão lotado para mais de 38 mil pessoas, o Macaé ignorou a pressão da torcida, empatou em 3 a 3 com o Paysandu e sagrou-se campeão da Terceirona. É a terceira vez que o Macaé não tomou conhecimento de Arena lotada e eliminou seus adversários. O primeiro a provar do Veneno de Josué, foi o Fortaleza. O segundo foi o CRB de Alagoas e hoje o Paysandu dançou o Carimbó em pleno Mangueirão. O gol do título foi marcado por Diego Corrêa, por debaixo das pernas do goleiro Paulo Rafael.

A conquista do título só veio pelo critério dos gols marcados fora de casa. Como o primeiro jogo da final, em Macaé, no Rio de Janeiro, terminou empatado em 1 a 1, o Alvianil praiano levantou a taça por ter marcado mais gols na casa do adversário. Este é o primeiro título nacional do Macaé, que já havia conquistado o vice da Série D de 2009, justamente contra um time paraense, o São Raimundo de Marabá.

TUDO IGUAL

A partida, que já era marcada pelo nervosismo por se tratar de uma decisão, criou ainda mais contornos de tensão devido ao atraso da delegação do Macaé, que começou pressionado. Jogando a decisão em casa, em um Mangueirão lotado para mais de 38 mil pessoas, o Papão foi quem tomou a iniciativa primeiro.

A primeira chance de perigo veio aos nove minutos, quando o atacante João Carlos quase marcou um belo gol depois de girar em cima de dois marcadores, mas bater mal. Aos poucos, o Alvianil praiano foi se soltando e equilibrando a partida, mas aos 16 veio o balde de água fria.

O lateral Airton cruzou na cabeça de Zé Antônio, que, completamente livre, voou pra estufar a rede e abrir o placar para o Paysandu. Daí até mais da metade da primeira etapa, o jogo perdeu em emoção e qualidade, principalmente pelo festival de passes errados dos dois times. Apesar de mais organizado, a primeira chance de perigo criada pelo Macaé só veio aos 35, quando Diego cobrou falta com violência e a bola acertou a trave de Paulo Rafael.

No fim do primeiro tempo, a emoção voltou. O time carioca empatou também com uma cabeçada. João Carlos subiu mais que toda a zaga do Papão e mandou um tiro de cabeça, deixando tudo igual. Na sequência, o atacante só não marcou outro de cabeça, pela boa intervenção do goleiro Paulo Rafael. Aos 47, quase outro do Papão. Yago Pikachu fez fila e quase marcou um golaço de esquerda.

FESTIVAL DE GOLS E EMOÇÃO ATÉ O FINAL

A segunda etapa reservou ainda mais emoção para os torcedores dos dois finalistas e também para quem aprecia um futebol bem jogado. O jogo foi aberto do início ao fim da etapa complementar, com os dois times buscando o gol a todo o momento. Ele veio antes a favor do Paysandu, logo aos sete minutos, quando Ruan chutou de primeira no canto esquerdo de Milton Raphael para delírio total da apaixonada torcida do Papão.

Mas a felicidade paraense não durou muito. Aos 14, brilhou a estrela de João Carlos mais uma vez. Como um típico centroavante, ele se antecipou à marcação para desviar com a ponta do pé, a bola encobriu o goleiro e ainda bateu no travessão antes de entrar. Pouco tempo depois, aos 23, um golaço à altura desta decisão emocionante. Esperto, o lateral Pikachu roubou a bola e cruzou rasteiro para Rômulo, que fez um lindo gol de letra para recolocar o Papão na frente.

Enganou-se quem pensou que, jogando em casa, o time de Belém fosse conseguir segurar o resultado. Muito corajoso, o time carioca saiu pro jogo e insistiu até conseguir o empate, que veio com uma falha do goleiro Paulo Rafael. O autor do gol do título foi Diego Corrêa. Ele tabelou com João Carlos e, de dentro da área, bateu de esquerda. A bola passou caprichosamente por baixo das pernas do goleiro do Papão.

Na base do “abafa”, o Paysandu lutava bravamente e ainda insistia em busca do quarto gol, principalmente com as bolas alçadas na área. Mas em todas as bolas levantadas, o goleiro Milton Raphael foi seguro e conseguiu se sobressair sobre o ataque do Papão. Com o Papão lançado ao ataque, o Macaé ainda desperdiçou algumas boas chances em contra-ataques. Mas não fez falta, pois o time carioca conseguiu suportar a pressão final e sagrou-se campeão da Série C de 2014. Lembrando, que o técnico do Macaé, é o experiente Josué Teixeira, que este ano foi campeão Piauiense pelo River.

Vejam as imagens panorâmicas de Bequimão

COMPARTILHE

ma-bequimao

Fundada em 1935, Bequimão está prestes a completar 80 anos de emancipação política. Povoado pertencente ao município de Alcântara, a vila hoje cidade, era chamada de Cabeceira, em alusão  ao Rio Itapetininga, que corta grande parte do município. Uma cidade de um povo hospitaleiro, uma terra que quando alguém pisa, pode até ir embora, mas com certeza voltará pela saudade desse povo. Vejam as fotos

RBRB1

Estas imagens acima são da Avenida Itapetininga, das Ruas Rio Branco e Santos Dumont e Praça da Bíblia, no Centro da cidade. A foto a direita, é da região do bairro Cidade Nova, onde está localizado o Estádio Municipal Vivaldo Lemos Paixão, carinhosamente chamado pelos desportistas da cidade de Vivaldão.

RB4RB3

Estas fotos acima, são da chegada da cidade via marítima, onde está situado o porto, a ponte do Balandro, ou seja, a área de manguezal da cidade. Do outro lado da cidade está localizado o bairro do Balando que liga grande maioria dos povoados da região norte do município.

RB2BQ9

Aqui, o leitor pode ver as imagens do novo hospital de Bequimão, recém inaugurado pela governadora do Maranhão, Roseana Sarney. O hospital fica localizado as margens da MA 106, no bairro São Luizinho.

#Fotos de Rodiney Luciano

Uema forma mais 140 em Bequimão

COMPARTILHE

UEMA9

Bequimão tem agora mais 140 profissionais formados no próprio município, por meio de cursos oferecidos pelo programa Darcy Ribeiro, da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Na última segunda-feira (17), foi realizada a cerimônia de colação de grau dos cursos de Letras, História, Química, Física, Biologia e Matemática, com participação da pró-reitora de Extensão e Assuntos Estudantis, Vânia Martins, que representou o reitor José Augusto Oliveira, e o prefeito de Bequimão, Zé Martins, patrono das turmas.

euma1 UEMA

Ao representar seus colegas como orador da turma, o recém-graduado Diego Valloni relembrou as dificuldades na rotina de um curso superior, cheia de trabalhos, provas e relatórios. Mas também destacou a importância das relações que foram construídos nos anos de estudos. “Que as experiências compartilhadas no percurso até aqui sejam a alavanca para alcançarmos a alegria de chegar ao destino projetado”, disse, em seu discurso.

UEMA3UEMA10

O prefeito Zé Martins disse ter orgulho pela vitória de cada bequimãoense que se formava naquela noite e ressaltou as oportunidades que a UEMA tem aberto nas parcerias com Bequimão. Durante muito tempo, segundo o prefeito, quem quisesse fazer um curso superior precisava sair de sua terra e ficar longe da família. “Quero aproveitar este momento para dizer que essa parceria com UEMA vai continuar. Reafirmo à população meu compromisso em manter o programa. Por isso, já repactuamos o convênio e só estamos aguardando as definições do novo governo estadual, para que possam ser abertos novos cursos”, garantiu Zé Martins.

UEMA5 UEMA6

Para a pró-reitora de Extensão e Assuntos Estudantis, Vânia Martins, que é bequimãoense, falou do sentimento especial por dirigir uma solenidade de colação de grau no lugar onde nasceu. Ela considera que é pelo conhecimento que se alcança a verdadeira riqueza. “Hoje temos a certeza que a cidade nunca mais será a mesma, considerando que estes novos professores multiplicaram seus conhecimentos entre crianças, jovens e adultos. Hoje a UEMA escreve mais uma página da sua história nos municípios de Bequimão, Peri Mirim e Alcântara”, enfatizou.

UEMA7 UEMA8

A formanda Camila Rodrigues Pereira conduziu o juramento. Em seguida, a pró-reitora outorgou o grau aos formandos. Participaram da cerimônia o Coordenador de TCC do Darcy Ribeiro, Jackson Ronnie Sá da Silva; representando a coordenadora geral do Programa Darcy Ribeiro, Andrea Gomes Azevedo Cutrim; a Coordenadora do Polo de Bequimão, Ana Cléa Góis Rodrigues; o secretário de Educação de Bequimão, Aristides Amorim; e os vereadores Valmir, Vetinho e Amarildo.

UEMA11 UEMA12

Semdel vai homenagear Anacleto Araújo

COMPARTILHE

Cleto

A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria de Desportos e Lazer (Semdel), resolveu homenagear o Radialista Anacléto Araújo e abre nesta sexta-feira (21) as inscrições para a I COPA SEMDEL ANACLETO ARAÚJO DE FUTEBOL DE CAMPO. O evento esportivo é destinado aos profissionais da imprensa maranhense e será realizado a partir do dia 7 de dezembro no Estádio Municipal Nhozinho Santos. As inscrições podem ser feitas até o dia 3 de dezembro.

“É um evento para reunir os nossos companheiros da comunicação. É uma forma de promover um momento de lazer e ao mesmo tempo de competição entre estes profissionais que mantém toda a nossa cidade informada. Sentimos a falta de um evento esportivo para estes profissionais e resolvemos promovê-lo homenageando o grande comunicador Anacleto Araújo”, destacou o titular da Semdel, Olímpio Araújo.

Cada veículo de comunicação, incluindo internet, TV, rádio, jornal, revista, entre outros, poderá inscrever uma única equipe formada por 20 jogadores. No ato da inscrição deverá ser doado um quilo de alimento não perecível por atleta participante. As fichas de inscrição estão disponíveis na sede da Semdel, no Monte Castelo.

Além da doação de alimento não perecível, os participantes deverão apresentar cópia do documento de identidade e comprovante do veículo onde trabalha. Após o encerramento do prazo de inscrição, será realizado um congresso técnico, no dia 4 de dezembro, para definição do regulamento com representantes de cada equipe e o sorteio dos confrontos. A competição será disputada em um único dia em sistema de eliminatória, conhecido como mata-mata.

O campeonato será realizado em homenagem póstuma ao jornalista e radialista Anacleto Araújo, que faleceu no dia 8 deste mês. Anacleto teve passagens por vários jornais como O Imparcial, Jornal Pequeno e Atos e Fatos. O radialista também trabalhou nas rádios AM Educadora, Ribamar, Timbira e na Assembleia Legislativa.

Ubaldo Silva aumenta passagem na hora que quer

COMPARTILHE

BT

O empresário de transporte, Ubaldo Silva, proprietário da linha “Circular” Camboa/Centro/São Francisco, e dono da BUS TRANSPORTES e SERVBUS, aumentou a passagem dos micro-ônibus que também são chamados de fresquinhos. A passagem custava R$ 1,60 e aumentou para R$2,00 no período que em que a prefeitura deu aumento este ano.

Só que desde ontem (20), os micro-ônibus Centro/Camboa/São Francisco, estão com a passagem mais caro. Agora os usuários foram surpreendidos com o valor de R$ 2,50. Ninguém entendeu a causa do aumento, mas acho que Ubaldo Silva, se confundiu, pensando que é passagem do ferry boat que aumenta toda semana.

Quero ver qual a explicação da Secretaria Municipal de Trânsito e transportes (SMTT). O blog entrou em contado com a SMTT, mas não obteve resposta, já que o telefone do órgão, ninguém atendeu. Quem mandou aumentar a passagem? O povo precisa de uma explicação urgente! Enquanto isso, o povo é quem paga o pato. Quem tem ônibus melhor, quer aumentar o preço quando quer.

 

Mulher do deputado Zé Inácio é cassada

COMPARTILHE

PT

Luzivete Botelho da Silva (Vete Botelho) Prefeita e Francisco Bosco do Nascimento (Vice), reeleitos em Itinga do Maranhão nas eleições de 2012, permanecem com seus diplomas cassados, e estão inelegíveis por 8 anos. A decisão foi proferida pelo juiz da 98ª zona eleitoral de Açailândia em dezembro do ano passado, mas foi confirmada na manhã desta quinta-feira (20), pelos membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

De acordo com o julgamento, Vete Botelho e Francisco Bosco, foram condenados a perder seus cargos e ficar inelegíveis por praticarem revisão de servidores da saúde e educação em período vedado, o que configurou abuso de poder econômico e político.

Em sua defesa, eles argumentaram que a revisão não contrariou a Resolução Nº 23.370/TSE, pois o referido aumento vem sendo implementado desde 2009, em conformidade com a Lei Federal Nº 11.738/2008; e que não foi demonstrado qualquer abuso de poder político ou econômico ou que o benefício teria sido concedido com fim eleitoreiro.

No entanto, como ponderado pelo juízo de base, apesar de não caracterizarem conduta vedada, os fatos narrados configuram abuso de poder político e econômico, afinal, o conjunto de servidores de saúde e educação constituem grande parcela dos funcionários do município e o aumento concedido pode influir decisivamente na normalidade e legitimidade do pleito eleitoral.

“Para a caracterização do presente ilícito eleitoral não há necessidade de investigar o elemento subjetivo que motivou a prática do ato, bastando a demonstração de sua existência e de seu resultado lesivo ao processo democrático, caracterizado pela possibilidade da decisiva influência na tomada de decisão por parte dos eleitores, que na circunscrição do pleito confundem-se com grande parcela dos servidores efetivos do município, beneficiados diretamente com a concessão de aumento do seu poder de compra, além do efeito multiplicador de tal conduta sobre a vontade de inúmeros outros familiares beneficiados indiretamente”, assinalou em seu voto o desembargador eleitoral Clodomir Sebastião Reis, relator do processo no TRE-MA.

Dessa forma, a Corte unanimemente considerou constatado o uso de ato administrativo por Luzivete e Francisco para fins de beneficiar suas candidaturas, ou seja, restou caracterizado o abuso do poder político, pois não visou beneficiar a população, mas sim obter efeitos eleitorais.

Por fim, Reis ressaltou que a eleição 2012 em Itinga do Maranhão foi decidida por diferença de apenas 64 votos, o que evidenciou a potencialidade lesiva da conduta em questão.

 Matéria do Blog do Neto Ferreira

Rádio dá mais Resultados que a TV

COMPARTILHE

radio antigo e novo frequencia

Reproduzimos abaixo, na íntegra, o texto do companheiro Marcel Leal, da Rádio Morena FM, de Itabuna – BA, sobre o rádio e seus resultados, numa comparação com a TV.  O estudo é completo e está disponível também no site da Rádio Morena FM (vide seção “Links”).  Acreditamos que este texto pode ser um grande aliado na hora de conquistar novos anunciantes para sua emissora. O companheiro Marcel Leal franqueou a reprodução do texto, desde que sem mudanças e citada a fonte. Então… o nosso agradecimento ao Marcel… e bom proveito a todos.  Mostrem aos seus colegas do Departamento Comercial e vamos à luta, conquistar novos anunciantes para o rádio.

15 RAZÕES SEM CONTESTAÇÃO

1 – O rádio está junto ao consumidor na hora da compra
Segundo pesquisa Marplan, o rádio é o veículo que está junto a 93% dos consumidores na hora que antecede a compra. Ou seja, não importa o que ele viu na tevê na noite anterior porque quem decide a compra é o rádio, o comercial que ele ouviu antes de ir para o comércio.

2 – As pessoas passam mais tempo ouvindo o rádio
Para convencer o consumidor seu comercial tem que ser ouvido por ele várias vezes ao dia e o rádio é o veículo que ele mais ouve, em média por 3:45h, mas com diversos casos acima de quatro horas diárias. Some a isto que as pessoas absorvem o que ouvem (palavras) com mais facilidade do que o que vêem (imagens), principalmente se a sua mensagem estiver em forma de jingle.

3 – O rádio é imbatível durante o horário comercial
O rádio tem o triplo da audiência da televisão durante a manhã e mais do dobro durante a tarde. E mais: no horário nobre da tv (19 às 22 horas), o rádio atinge mais pessoas do que a tv durante o dia. Note que o rádio é imbatível justamente no horário em que as empresas e o comércio estão abertos, fazendo dele mídia obrigatória para quem quer efetuar uma venda. A tv só tem boa audiência à noite, quando o comércio está fechado e o cliente, em casa.

4 – O consumidor passa 17% mais tempo com o rádio que a tv (e na hora certa).
Pesquisa do Ibope confirma que as pessoas que fazem compras passam 17% mais tempo ouvindo o rádio que vendo a televisão, o que dá ao seu comercial 17% mais chance de ser absorvido que o comercial da tv. E no rádio o consumidor não precisa estar olhando para o aparelho para ser atingido pela propaganda – ele pode estar na cozinha fazendo uma boquinha como é costume dos televisivos, e mesmo assim sua mensagem vai atingi-lo.

5 – O rádio atinge os consumidores dos principais ramos de atividade com mais eficiência. 
Segundo pesquisa do Ibope, o rádio atinge a quase totalidade dos consumidores dos principais ramos de atividade em 15 dias. Observe na tabela abaixo o alcance do rádio e o perfil de consumidor encontrado pelo Ibope em cada ramo:

93% dos consumidores de refrigerante tipo cola foram atingidos pelo rádio nos últimos 15 dias (as classes ABC são 71%)

91% dos consumidores de outros refrigerantes (as classes ABC são 74% do total, com idade entre 15 e 24 anos)

91% de cerveja (predomínio de homens, entre 25 e 45 anos, sendo as classes ABC 76% do total)

88% de vinho (53% são mulheres e 47% homens, entre 35 e 45 anos, com as classes ABC sendo 65% do total)

97% de móveis (58% mulheres e 42% homens, entre 25 e 39 anos, com as classes ABC sendo 72% do total)

90% viagens nacionais (56% mulheres e 44% homens, entre 20 e 40 anos, sendo as classes ABC 81% do total)

94% lanchonete (54% de homens e 46% mulheres, entre 15 e 39 anos, com as classes ABC sendo 76% do total)

94% restaurante (55% homens e 45% mulheres, entre 25 e 45 anos, sendo as classes ABC 78% do total)

93% auto-peças (75% de homens e 25% mulheres, entre 25 e 39 anos, sendo as classes ABC 86% do total)

99% motoristas que passam mais de 10 horas/dia no volante (78% homens e 22% mulheres, com idade entre 25 e 39 anos, sendo que as classes ABC respondem por 96% do total)

6 – O rádio chega onde a tv não vai. 
O rádio é o único veículo que atinge o consumidor em qualquer lugar: começando o dia com o rádio-relógio, sendo companhia no café da manhã, no ônibus e no carro a caminho do trabalho, no restaurante na hora do almoço, na lanchonete à tarde, nas lojas do comércio, no happy-hour do barzinho, à noite no encontro com os amigos, na madrugada boêmia, na praia e na fazenda, no Cooper e na bicicleta com o walkman (possuído por 51% da população), ao lado enquanto surfa na Internet. Enfim, o rádio é o único veículo que tem um público exclusivo, enorme e pronto para receber sua mensagem.

7 – O rádio está em 99% das casas, contra 75% da tv.
Nem todo mundo assiste tv, mas praticamente todo mundo ouve rádio todos os dias. Além desta vantagem nas casas, o rádio está em 83% dos carros contra 1% da tv, e mais da metade da população acorda com o rádio-relógio.

8 – O rádio atinge o consumidor que tem antena parabólica. 
Quem tem antena parabólica assiste seu canal preferido direto da rede sem ver os comerciais da emissora local. Só entre Itabuna e Ilhéus (BA) existem mais de 45.000 antenas parabólicas, o que significa um público potencial de 220.000 pessoas que não vêem os comerciais locais (quantidade igual à da população de uma das cidades!). Some a isto a concorrência das vídeo-locadoras e o “efeito zapping” (detectado através de estudos, ele provou que a maioria das pessoas muda de canal durante os comerciais por causa da facilidade do controle remoto). Anunciar na tv local tem muito menos resultados porque quase metade dos consumidores não vê o comercial local. Em compensação você pode atingi-los através do rádio FM, ouvido por 99% dos donos de parabólica. Você ainda ganha o bônus de atingir o consumidor de vídeo no carro, na ida e na volta da locadora.

9 – O horário nobre do rádio dura 13 horas, o da tv só três. 
O rádio é imbatível das 6 horas da manhã até às 19 horas, mantendo um “horário nobre” de 13 horas contra o pequeno horário nobre da tv, situado entre 19 horas e 22 horas. É quatro vezes mais eficiência a favor do rádio, uma das razões do grande crescimento do veículo nos últimos anos. E com um custo 15 vezes menor.

10 – Só o rádio acompanha o consumidor no verão. 
No verão as pessoas tendem a sair mais de casa durante a noite, o que esvazia o horário nobre da tv e aumenta bastante a audiência do rádio neste horário. Só ele pode ir com o consumidor para os bares, as praças, a beira da praia e os calçadões. É um veículo especializado em acompanhar o consumidor onde ele for, marcando presença nos melhores momentos da vida do seu cliente.

11 – O rádio é o veículo de maior credibilidade. 
Todos os anos são realizadas pesquisas para aferir a credibilidade dos vários setores da sociedade junto ao público, e todos os anos o rádio brilha. Ele é o segundo em credibilidade, logo atrás da Igreja Católica, 7 posições acima dos jornais e 17 posições acima da televisão. Ou seja: as pessoas acreditam muito mais no que é veiculado no rádio do que nos telejornais e isto se reflete também na credibilidade de sua propaganda, aceita com mais facilidade.

12 – Uma produção de alto nível no rádio custa 95% menos. 
Você pode usar dez helicópteros, vinte carros de Fórmula Um, uma fábrica inteira e milhares de pessoas em um comercial de rádio gastando quase nada e em prazo recorde. Isto porque o rádio usa a imaginação do consumidor ao invés de usar o seu bolso. Tente fazer a mesma cena na televisão e ela se transforma em uma superprodução de alguns milhares de dólares e meses de filmagem (se o tempo permitir). Além disso, quando você mostra uma “bela mulher” na tv, ela pode ou não agradar o consumidor. Mas se você diz a ele, no rádio, que ali está uma “bela mulher”, ele imagina a mulher de seus sonhos.

13 – Seu comercial de rádio pode mudar em menos de uma hora. Na tv… 
Um bom comercial de rádio pode ser produzido e estar no ar em menos de uma hora, enquanto o de tv requer mais de um dia e a boa vontade da emissora. Não é à toa que vemos tantos comerciais “de natal” sendo veiculados na tv após 25 de dezembro, coisa que não acontece no rádio porque nele o comercial já mudou na madrugada do dia 26. No rádio sua loja pode fazer uma promoção diferente por dia ou até por hora. Na tv, isto é impossível.

14 – Anunciar no rádio custa 15 vezes menos. 
Parece incrível que um veículo tão superior ainda por cima seja mais barato, mas é verdade. O rádio não só é mais barato que a tv – ele custa quinze vezes menos que a televisão. Com o dinheiro que você gasta anunciando uma semana na tv seu comercial pode passar quinze semanas no rádio atingindo muito mais pessoas com mais eficiência, e isto durante o horário comercial. E ainda chega aos milhares de consumidores que estão em lugares que a tv não alcança.

15 – O rádio é o único que dá certeza da veiculação. 
Desde abril de 2000 o rádio é o único veículo que pode dar certeza absoluta de que seus comerciais foram mesmo veiculados, através do Radio Control. É um sistema de auditagem de comerciais que monitora as emissoras 24 horas por dia, enviando uma mensagem via internet cada vez que o comercial é veiculado inteiramente. O cliente pode conferir o que foi veiculado na própria internet usando uma senha e um browser normal, isto de qualquer lugar do mundo e a qualquer hora.

Como você pode ver, o rádio é um veículo muito superior à tv e custa bem menos. Agora basta escolher uma rádio que tenha o público ideal para o seu produto.

Arena de Primeira e time de Segunda

COMPARTILHE

AR

Nem mesmo o mais pessimista torcedor palmeirense poderia imaginar que a volta para casa seria tão dolorida. Na inauguração da Arena Palmeiras, que contou com a presença de mais de 35 mil pessoas, o Palmeiras teve uma péssima atuação, sentiu a pressão vinda das arquibancadas e perdeu para o Sport, por 2 a 0, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Por obra do destino, o ex-palmeirense Ananias foi o responsável por abrir o placar e marcar o primeiro gol da Arena. O lateral Patric fechou o caixão alviverde.

A terceira derrota seguida do Palmeiras sem marcar gols – havia perdido para Atlético-MG e São Paulo, ambos por 2 a 0 – deixou a torcida muito irritada, tanto que os jogadores foram para os vestiários debaixo de muitas vaias. Com 39 pontos, o Verdão segue na 14ª colocação e pode ver a diferença para a zona de rebaixamento, que hoje é de três pontinhos, diminuir para dois pontos desde que a Chapecoense vença o Fluminense nesta quinta (20).

Diferente do Palmeiras, o Sport emplacou o quarto jogo seguido sem derrota – três vitórias e um empate – e deu adeus as chances de rebaixamento. Com 47 pontos, o Leão subiu para a 11ª colocação e segue na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem.

VAIAS PARA O PRIMEIRO TEMPO

Apoiado pela torcida, que lotou a Arena Palmeiras, o Palmeiras tentou começar o jogo pressionando o Sport, mas encontrava muitas dificuldades para escapar da marcação adversária. O Verdão não conseguia levar perigo ao gol de Magrão e os torcedores presentes já começavam a mostrar certa impaciência, assim como os jogadores alviverdes. Já o Leão praticamente não passava do meio-campo.

A primeira finalização veio apenas aos 19 minutos. Wesley arriscou de fora da área e a bola passou sem perigo por cima do travessão. Na sequência, João Pedro cruzou rasteiro e ninguém apareceu para completar. A resposta rubronegra veio com Diego Souza. O meia bateu de muito longe e Fernando Prass fez a defesa em dois tempos. A melhor oportunidade palmeirense veio aos 22.

Juninho recebeu de Diogo e cruzou para dentro da área. Felipe Menezes chegou de trás e cabeceou no contra pé de Magrão. A bola, caprichosamente, passou ao lado da trave. O lance acordou os torcedores na Arena Palmeiras. Os donos da casa pediram pênalti em cima de Henrique, mas o árbitro mandou o jogador se levantar, irritando a torcida. O Sport levava muito perigo nos contra-ataques.

Insatisfeitos com o desempenho do time no primeiro tempo, os torcedores vaiaram os jogadores na saíra para o intervalo. “O torcedor está no direito dele. Ela (torcida) nos apoiou até os minutos finais do primeiro tempo. Vamos conversar e voltar melhor para o segundo tempo” – comentou o atacante Henrique, que praticamente não teve oportunidade.

O IMPROVÁVEL ACONTECEU

O torcedor palmeirense levou um grande susto logo no primeiro minuto do segundo tempo. Danilo avançou desde o meio-campo, ganhou na velocidade da zaga e na hora da finalização foi travado por Marcelo Oliveira, que evitou o gol. Logo depois, Rodrigo Mancha arriscou de longe e Fernando Prass defendeu com segurança. O Sport procurava priorizar a posse de bola e irritava os presentes na Arena Palmeiras.

Aos 21 minutos, a bola foi cruzada para dentro da área e Danilo apareceu livre na segunda trave. O desvio de carrinho, porém, passou muito da trave de Fernando Prass. A bola parecia queimar no pé dos jogadores palmeirenses, que eram pressionados pelos torcedores. E o que ninguém imaginava aconteceu aos 32. Cruzamento para dentro da área, a bola sobrou com Ananias, que dominou e bateu no canto do goleiro adversário.

A torcida ainda tentou incentivar o time logo depois do gol rubronegro, mas os jogadores sentiram muito e não conseguiam criar lances de perigo. Já o Sport se fechou na defesa e procurou segurar o resultado positivo. O balde de água fria veio aos 45. Diego Souza puxou contra-ataque e lançou para Patric, que cortou dois e bateu colocado. Fernando Prass apenas observou. Nos acréscimos, Mouche invadiu a área e bateu na rede pelo lado de fora.

PRÓXIMOS JOGOS

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta o Coritiba, às 19h30, no Couto Pereira, em Curitiba, pela 36ª rodada. Depois, o Verdão terá pela frente Internacional (fora) e Atlético-PR (casa). Já o Sport recebe o Fluminense, também no domingo, às 17 horas, na Arena Pernambuco, em Recife. Os últimos dois jogos do rubronegro são contra Criciúma (fora) e São Paulo (casa).