casa » JUSTIÇA » Após 35 dias, caso da idosa violentada em Bequimão continua sem solução

Após 35 dias, caso da idosa violentada em Bequimão continua sem solução

COMPARTILHE

Bequimão –  Parece que o estado do Maranhão não tem polícia e muito menos justiça para resolver um problema que chocou o município de Bequimão no último dia 3 de dezembro, quando uma idosa de 79 anos foi agredida e violentada por um marginal conhecido na cidade por Pendão, que segundo populares é traficante.

O caso chamou atenção de moradores da cidade, que chegaram a fazer uma manifestação, mas nenhuma autoridade policial ou de justiça se manifestou sobre caso, e já se passaram 35 dias do ocorrido, e nenhuma atitude foi tomada.

O que parece diante do comodismo judiciário, é que a vitima não tem importância para a sociedade, mas a constituição diz que somos iguais perante a lei; o que não está sendo feito na cidade de Bequimão. As autoridades responsáveis pelo caso ficaram caladas diante de uma maldade cometida por um bandido que deita e rola na cidade.

O que está faltando para que alguma atitude seja tomada? Coragem ou vontade para resolver o problema? Ou ainda não foi resolvido porque a vítima não tem sobrenome (Sarney, Fecury, Milhomem, Gonçalves, Costa, Macedo, Rocha, ECT…)? Se é esse o problema, está mais que provado que sobrenome ainda funciona como influência no Maranhão.

RESOLVER CASO OU PEDIR PRA SAIR

Gostaria de saber do excelentíssimo senhor delegado, hoje Secretário de Segurança do Estado, Jeferson Portela, se os seus subordinados não estão aptos para resolver um problema desse? Por que quando é com alguém da alta sociedade, a polícia resolve tudo em menos de 24h? Existe uma diferença entre a integridade de um pobre e de um rico? O nobre secretário de segurança nunca soube desse caso ou fingiu que nada aconteceu? Queremos uma resposta imediata. A solução é pra ontem. Por que não pressionar o Superintendente de Polícia Civil do interior, Delegado Dicival, a resolver o problema de imediato. Nem superintendente de Polícia Civil, nem delegada, nem ministério público ou outra autoridade judicial se manifestou sobre o caso. Um bandido tirando onda de autoridades. Onde fica a moral? Cadê o delegado (secretário) que diz ter assumido a segurança do Maranhão para resolver o problema? O que me parece é que a diferença entre Raimundo Cutrim, Aloísio Mendes e Jeferson Portela, é apenas no nome. As atitudes são as mesmas…Medo de enfrentar bandidos!

O DESAFIO AO DEPUTADO

A partir desta data (08/01/2017) o Portal de Notícias www.joaofilho.com, lança um desafio ao nobre deputado estadual, Zé Inácio (PT), que vem sendo um dos melhores parlamentares na Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), mas que vai precisar se manifestar sobre o caso; seja em mídias convencionais, digitais (redes sociais), ou no plenário da casa legislativa. O que deve ser feito é uma cobrança de atitude às autoridades do Estado quanto ao caso. É hora de uma atitude como representante do povo e das minorias… O recado foi dado!

O filho da vítima, o Radialista Genivaldo Silva, fez a denúncia no Programa manhã capital da Rádio Capital AM, apresentado pelo jornalista Osvaldo Maya. OUÇA ABAIXO O ÁUDIO DA DENÚNCIA.

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Combate às drogas no Maranhão é suspeito de farsa e desvio de verbas públicas

Discussão acerca da política sobre drogas no Maranhão sempre foi suspeita de desvios e contratação ...

Distribuidores entram com ação no Ministério Público para garantir qualidade dos garrafões de água mineral no Maranhão

Em audiência nesta terça-feira (09), a competente e eficaz Promotora de Justiça de Defesa do ...

Vacinação contra a febre aftosa começa nesta segunda-feira (1º)

Nesta segunda-feira (1º), a vacinação contra a febre aftosa começa no Maranhão e nos demais ...

Documentos mostram que Jeferson Portela não quis ajuda do Ministério da Justiça para combater violência no Maranhão

Se a segurança pública no Maranhão não consegue ter equilíbrio, e perde confronto para a ...

Operação Turing: empresários cagam ralo e negam sofrer extorsão de blogueiros

Depoimentos de Antonio Barbosa, da empresa Dimensão Engenharia, e Pedro Ricardo Aquino, da Classi Segurança, ...