casa » JUSTIÇA » Agentes Penitenciários cruzam os braços por 24hs

Agentes Penitenciários cruzam os braços por 24hs

COMPARTILHE

aluisio 1

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Penitenciário do Maranhão marcou para hoje (17) em frente a Presídio de Pedrinhas, uma mobilização de paralisação por 24 horas para chamar a atenção das autoridades e informar a sociedade da precarização e a falta de moralidade na administração do Sistema Penitenciário do Estado do Maranhão. Lembrando, que a segurança do Estado está falida desde da gestão de Aluísio Mendes.

Depois de várias barbáries com assassinatos e decapitações, fugas constantes e a continuidade de mortes dentro dos cárceres estaduais, o tráfico de armas, munições, drogas e celulares e a impunidade prosperando com muita intensidade diante da total omissão dos gestores da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão, não havia outra opção diante desses descasos.

Para piorar a moral do Estado, na última segunda feira (15) a Polícia Civil efetuou a prisão do diretor da Casa de Detenção, identificado como Claudio Barcelos. A identificação de negociatas para a fuga de presos do Complexo de Pedrinhas foi apenas mais um dos inúmeros desvios de condutas dentro das unidades prisionais do Maranhão, todos com total conhecimento da direção da Sejap, afirma César Bombeiro, vice-presidente do Sindspem.

DiretorIMagem2

    A categoria mostra que este é o período ruim que o Sistema Penitenciário do Estado registra desde a criação, com tendências de novos fatos graves virem a ocorrer dentro do Complexo de Pedrinhas.  Dentre as reivindicações que se fazem necessárias e que deveriam fazer parte do planejamento da pasta, estão: Treinamento específico para escolta, condução, imobilização e padronização dos procedimentos de escolta e treinamento contra escolta para os integrantes do NEC – Núcleo de Escolta e Custódia; Armamento letal (pistolas e armas longas) e não letal (pistola tazer); Coletes balísticos para todos os servidores (agentes e inspetores penitenciários) que trabalham diretamente na escolta e custódia de apenados e fora das unidades prisionais; Acessórios afins (algemas, tontas, espargidores de pimenta e lacrimogêneo, granadas de pimenta, lacrimogêneo, luz e fumaça) para as equipes do NEC e GEOP;  Viaturas em perfeito estado de conservação com itens de segurança funcionando; Reforçar a segurança interna e externa das Unidades Prisionais com o reforço da Policia Militar para garantir a segurança dos presos, visitantes, monitores e servidores penitenciários; Sistema de Rádio – comunicação entre as unidades prisionais e viaturas e Sistema de telefonia fixa em todas as unidades, visto que editada portaria proibindo o uso de aparelho celular por parte dos servidores.

sindicato1IMagem2

 Antonio Portela, presidente do Sindspem destaca que o Sistema Penitenciário vem sendo sucateado de tal forma, que acreditamos na existência de uma prática para destruí-lo totalmente, dai os fatos que estamos vivenciando no dia a dia e as instituições dos poderes constituídos fazem que não vêm e a sociedade civil organizada peca pelo silêncio obsequioso, afirmou o dirigente sindical.

Do Blog do Aldir Dantas

Sobre João Filho

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Além disso, verifique

Combate às drogas no Maranhão é suspeito de farsa e desvio de verbas públicas

Discussão acerca da política sobre drogas no Maranhão sempre foi suspeita de desvios e contratação ...

Distribuidores entram com ação no Ministério Público para garantir qualidade dos garrafões de água mineral no Maranhão

Em audiência nesta terça-feira (09), a competente e eficaz Promotora de Justiça de Defesa do ...

Vacinação contra a febre aftosa começa nesta segunda-feira (1º)

Nesta segunda-feira (1º), a vacinação contra a febre aftosa começa no Maranhão e nos demais ...

Documentos mostram que Jeferson Portela não quis ajuda do Ministério da Justiça para combater violência no Maranhão

Se a segurança pública no Maranhão não consegue ter equilíbrio, e perde confronto para a ...

Operação Turing: empresários cagam ralo e negam sofrer extorsão de blogueiros

Depoimentos de Antonio Barbosa, da empresa Dimensão Engenharia, e Pedro Ricardo Aquino, da Classi Segurança, ...