casa » TRÂNSITO (página 6)

TRÂNSITO

Esta matéria foi excluída por ordem Judicial

COMPARTILHE

PROCESSO400-07.2016.8.10.0064 (4032016)

 

Recuperação de faixa de pedestres em avenida é solicitada por vereador

COMPARTILHE

Providência urgente para recuperação da faixa de pedestres na Avenida Getúlio Vargas, situada em frente ao IFMA, é objeto de solicitação de um requerimento de autoria do vereador Sebastião Albuquerque (DEM), apresentado na Câmara Municipal de São Luís.

Entre os itens do seu pleito, Sebastião Albuquerque pede imediato serviço de  pintura da faixa que é utilizada nos dois sentidos, como uma das formas de garantir a segurança dos pedestres que transitam por aquela artéria, principalmente os estudantes do IFMA.

“Quem trafega por aquela via já tem observado há algum tempo que a faixa de pedestre destinada a quem transita por ali deixou de existir, e as pessoas ficam sem a devida proteção para atravessar a avenida, isso sem levar em consideração que a maioria dos condutores de veículos não tem o mínimo respeito com os pedestres”, afirma o parlamentar democrata.

Segundo ele, “Estamos solicitando ao poder público que providencie a recuperação da faixa de pedestres, principalmente a sua pintura, bem como providenciar uma melhor orientação no trânsito naquele ponto, como exemplo a colocação de agentes e trânsito que orientem e disciplinem o tráfego tanto de veículos quanto de pedestres”, conclui Sebastião Albuquerque.

Texto: Alteré Bernardino

 

Audiência pública na Assembleia Legislativa sobre transporte escolar teve representantes de Bequimão

COMPARTILHE

Uma audiência pública realizada nesta sexta-feira (20), no auditório Gervásio Santos (Plenarinho), da Assembleia Legislativa do Maranhão, discutiu a minuta da Portaria de Inspeção Veicular no Transporte Escolar no Estado do Maranhão, e foi apresentada para as autoridades do Ministério Público, Justiça, Governo Estadual; prefeitos e gestores municipais; empresários de transporte e profissionais da imprensa. A prefeitura de Bequimão, na baixada maranhense, esteve representada pelo Secretário de Educação, Aristides França e pelo gestor de transporte escolar, Ricardo Lemos.

WP_20151120_10_26_47_Pro WP_20151120_10_30_15_Pro

Fruto do projeto “Transporte Escolar: uma questão de dignidade e justiça”, do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Direito à Educação (CAOp-Educação), o documento, elaborado pelo Departamento Estadual do Trânsito (Detran), deverá entrar em vigor na próxima segunda-feira (23). O objetivo é ter qualidade e segurança no transporte escolar público e privado, por meio de fiscalização permanente nos veículos e condutores.

WP_20151120_10_26_08_Pro WP_20151120_10_29_38_Pro

O Ministério Público do Maranhão, foi representado pelo coordenador do CAOp-Educação, promotor de justiça Paulo Avelar, e a promotora de justiça Érica Ellen Beckman da Silva, titular da Comarca de Morros e integrante do referido CAOp.

Também estiveram presentes o diretor-geral do Detran, Antônio de Jesus Leitão Nunes, a procuradora do Ministério Público de Contas (MPC), Flávia Gonzalez Leite, o secretário municipal da Educação, Geraldo Castro, a chefe-substituta da Controladoria Geral da União (CGU), Leilane Maria da Silva, o presidente do Sindicato do Transporte Escolar e Empresário, Benedito Ubaldo da Silva, e o sargento Sandro de Castro da Capitania dos Portos.

PRIORIDADE

Paulo Avelar abriu a audiência explicando que a atual administração do MPMA elegeu a defesa da educação como prioridade, o que determinou a criação do projeto “Educação de qualidade: direito de todos os maranhenses”. Como consequência, há uma preocupação especial da instituição em relação ao transporte escolar, que ainda é precário em vários municípios do estado. “Esta realidade precisa ser transformada, porque nós nos deparamos com várias situações graves em relação ao assunto recentemente, inclusive do trágico acidente que vitimou oito crianças em Bacuri”, enfatizou.

PAULO AVELAR WP_20151120_10_29_44_Pro

O promotor de justiça ressaltou, ainda, que a Portaria é fruto de um esforço coletivo de das várias instituições presentes na audiência.

REGULAMENTAÇÃO

Em seguida, o diretor-geral do Detran, Antonio de Jesus Nunes, contou que, desde quando assumiu o comando do órgão, percebeu a necessidade de regulamentação da fiscalização do transporte escolar. “Com o controle e acompanhamento permanente do transporte escolar, estamos cumprindo um papel social, contribuindo para a educação, principalmente dos mais carentes”, enfatizou.

WP_20151120_10_25_54_Pro DETRAN

Para a procuradora do MPC, Flávia Gonzalez, a apresentação da Portaria é um marco, porque consagra um trabalho conjunto em prol da educação, um direito constitucional de todos os cidadãos. “Somente com a fiscalização do Detran, teremos a garantia de que as normas legais estão sendo cumpridas”.

Ela informou que o MPC editou, recentemente, uma Instrução Normativa, que exige, na prestação de contas dos gestores, a declaração de conformidade do transporte escolar. “Em caso da não apresentação do documento, as contas poderão ser rejeitadas”, ressaltou.

Também se pronunciaram na audiência a chefe-substituta da CGU, Leilane Maria da Silva, o presidente do Sindicato do Transporte Escolar, Benedito Ubaldo da Silva

e o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro.

PROJETO

Durante o evento, a promotora de justiça Érica Ellen Beckman da Silva apresentou o projeto “Educação de qualidade: direito de todos os maranhenses”.

A promotora de justiça afirmou que, de acordo com a legislação, o transporte escolar deve ser ofertado, quando não for possível oferecer educação próxima à residência do aluno.

ERICA WP_20151120_10_26_08_Pro

Érica Beckman explicou especialmente para os gestores presentes que é uma prática inadmissível colocar em risco a integridade física e a vida dos estudantes, sob o argumento de garantir o acesso à escola.

A representante do MPMA esclareceu ainda que a fiscalização do MPMA se intensificou após o acidente de Bacuri. Em vistorias conjuntas realizadas com outros órgãos de controle, em vários municípios do estado, foram atestadas graves irregularidades, entre as quais a existência de veículos paus-de-arara fazendo o transporte escolar, veículos sem itens de segurança, superlotação, rotas não cumpridas e motoristas não habilitados.

O trabalho resultou na celebração de diversos Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) visando à melhoria do transporte escolar, proibição de sublocação do contrato de locação do transporte e provocação do Detran para a elaboração da referida Portaria para regulamentar a inspeção do transporte escolar, entre outras medidas.

WP_20151120_10_29_19_Pro WP_20151120_10_29_44_Pro

“Juntos nós podemos mudar a realidade do nosso estado para que o transporte seja gratuito e realmente de qualidade”, afirmou Érica Beckman.

PORTARIA

No final, o diretor-geral do Detran, apresentou a Portaria, na qual ficou estabelecido que a inspeção do transporte escolar será feita semestralmente e se dará em relação aos veículos e condutores; os resultados serão disponibilizados em tempo real para consulta pública e o cronograma das inspeções obedecerá uma ordem, de acordo com o número final da placa do veículo.

O documento também determina que o condutor deverá ter idade mínima de 21 anos, e carteira na categoria “D”, os veículos devem ter até 10 anos de uso; os cintos de segurança devem contemplar todos os lugares do veículo; o veículo deve ter faixa horizontal na cor amarela, com o dístico “Escolar” em cor preta, entre outros requisitos.

Do MPMA

 

Vereador pede recuperação da Ponte Bandeira Tribuzzi

COMPARTILHE

O problema da trafegabilidade pela Ponte Bandeira Tribuzzi é objeto de preocupação para o vereador Sebastião Albuquerque (DEM), fato que o motivou a fazer uma solicitação ao prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) e ao secretário Antonio Araújo, de Obras e Serviços Públicos, no sentido de adotar providências para recuperação daquela via pública.

Por meio de um requerimento, o vereador pede a viabilização de serviços de recuperação das muretas de proteção e o acesso de pedestres da ponte, além de recuperar as pistas de rolamento de buracos existentes. “Quem trafega pela Bandeira Tribuzzi pode observar claramente a dificuldade para as pessoas transitarem por ali, bem como os condutores de veículos que têm de fazer malabarismo para trafegar por ali”, ressalta o parlamentar.

Segundo Sebastião Albuquerque, a insegurança do pedestre é tamanha, haja vista o estado que se encontram as muretas, bem como as calçadas que estão com diversos vãos abertos, que já chegaram a provocar acidentes em pessoas. Acrescenta ele que problemas com a instalação elétrica estão em exposição. “Já quem transita pela Bandeira Tribuzzi de carro enfrenta um verdadeiro suplício com os buracos existentes naquela via”, completa.

Finalizando Sebastião Albuquerque atribui toda essa situação a falta de manutenção na Ponte Bandeira Tribuzzi, que chega a quase um estado de abandono, causador de toda essa situação que pedestres e condutores de veículos têm de enfrentar diariamente.

Texto: Alteré Bernardino

Detran-MA lança novo calendário de exames de habilitação

COMPARTILHE

A partir deste mês, o Detran-MA vai aumentar a oferta de vagas para as provas de habilitação e passa a oferecer mensalmente 14 mil vagas para os exames teóricos e 23 mil para os exames práticos. A mudança começou a valer nesta segunda-feira (5), e representa um aumento de 38% no número de vagas oferecidas atualmente. O calendário de provas também passa a ser divulgado com três meses de antecedência, a fim de diminuir a espera do usuário e agilizar o processo para a habilitação de condutores.

Até então, eram oferecidas pelo Detran-MA, mensalmente, 8 mil vagas para as provas teóricas e 15 mil para as provas práticas, insuficientes para atender à demanda atual por Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) no Maranhão. Para suprir o déficit, principalmente, em municípios do interior do Estado sem bancas examinadoras fixas, o órgão precisava deslocar bancas volantes de São Luís e Imperatriz.

Com as mudanças no calendário de provas do Detran-MA, São Luís e Imperatriz tiveram o número de examinadores dobrado, e Caxias, anteriormente atendida por São Luís, ganha independência, passando a ter duas bancas examinadoras, uma fixa e outra volante. “Antes, o candidato à habilitação em Caxias tinha que esperar uma banca volante, que era deslocada de São Luís para o município a cada 30 dias para aplicar as provas teóricas e práticas. Agora, o município passa a ter uma banca fixa, com exames diários”, anuncia a coordenadora de Habilitação do Detran-MA, Nazaré Nunes.

Outra mudança importante com o novo calendário, destacada por Nazaré Nunes, é a definição antecipada da data de realização dos exames nas cidades-sede das Ciretrans e nos municípios maranhenses integrados ao Sistema Nacional de Trânsito. O calendário, já distribuído pelo Detran-MA aos Centros de Formação de Condutores (CFCs), apresenta toda a programação de provas, de outubro até dezembro. Essa nova sistemática, com aumento da oferta de vagas e divulgação antecipada das datas das provas, vai possibilitar aos CFCs planejar uma programação, a curto e médio prazo, dos cursos teóricos e práticos para obtenção da CNH.

Fábio de Matos, dono de uma autoescola em Paço do Lumiar, diz que se sentiu aliviado ao saber das mudanças. “O aluno, que terminava o curso prático aqui, tinha que enfrentar uma fila de espera que já durava quase três meses. Muitos alunos achavam que o problema era da autoescola, nos acusavam, e deixavam de tirar a carteira com a gente, na esperança de conseguir fazer o processo de forma mais rápida em outro CFC. O anúncio do novo calendário é um alívio grande. Fico feliz em saber e anunciar pros nossos alunos que, agora, quem terminar o curso, no mesmo dia vai conseguir marcar a prova para uma data próxima”, declarou Fábio.

O novo calendário de provas para Habilitação do Detran-MA também atende aos critérios determinados no Termo de Ajustamento de Conduta(TAC), firmado entre o órgão e o Ministério Público Estadual. Assinado no final de agosto deste ano, o TAC impôs novas regras nas relações entre o Detran-MA e serviços credenciados, como os das clínicas e autoescolas.

O diretor-geral do órgão, Antônio Nunes, acredita que as mudanças no calendário de provas vão tornar mais ágeis os processos para tirar a 1ª CNH, adicionar ou mudar a categoria da habilitação. “Ao assumir o Detran-MA, um dos problemas encontrados eram as queixas quanto à lentidão nesses processos. Muitos candidatos reclamavam da demora para marcar as provas, alegando não haver quantidade de vagas suficientes para atender à demanda. Diante disso, o governo Flávio Dino planejou e conseguiu, agora, ampliar a oferta de vagas, o que deve melhorar bastante a dinâmica dos processos, e, principalmente, o atendimento ao público”, garante Antônio Nunes.

MOB diz que Ferry Boat Cidade de Alcântara não viajou na última terça feira (22)

COMPARTILHE

A Agência de Mobilidade Urbana (MOB), responsável pelo melhoramento do transporte de Ferry Boats, informou que o Ferryboat Cidade de Alcântara não realizou viagem no dia 22 de setembro, como foi denunciado aqui neste Portal. Segundo a Agência, a informação foi “infundada” de que a embarcação teria sofrido avarias em seu casco.

A agência ressaltou que não há registro de qualquer incidente com as embarcações que realizaram a travessia São Luís/ Cujupe/ Cujupe/ São Luís no dia 22 de setembro. De acordo com a MOB, “A fiscalização da segurança marítima, o que inclui a vistoria do estado de conservação das embarcações, é realizada periodicamente pela Capitania dos Portos do Maranhão, para garantir a segurança dos passageiros e tripulação, que fazem a travessia diariamente”.

Sobre denúncia relativa ao Ferry Boat Cidade de Araióses (Veja aqui), que foi publicada em outro veículo de comunicação, a operadora ServiPorto, segundo a MOB, apresentou o certificado da embarcação, que atesta sua construção em 2013, no Estaleiro Rio Negro, sediado em Manaus. O Cidade de Araioses entrou em operação no Maranhão, em maio de 2015.

As informações passadas a este Portal são de que o problema ocorreu com o ferryboat “Cidade de Alcântara” e não “Cidade de Araioses”, e no dia 22, terça-feira, e não 23, quarta.  O portal tira o chapéu para a MOB e entende que a Agência tem feito um grande trabalho, para que esse transporte Aquaviário no Maranhão possa ser cada vez melhor. Sabemos das dificuldades, mas entendemos que mesmo com muita resistência por parte das operadoras, o trabalho está sendo feito e respeitado. Mas também o portal deixa o espaço aberto aqui neste veículo de comunicação, para que seja divulgada qualquer ação que venha beneficiar a população da baixada maranhense. Veja abaixo a Nota na Íntegra e no Portal da Agência MOB.

Este Portal é democrático e tem espaço aberto para as Operadoras do Transporte Ferry Boats, assim como para o usuário, que igualmente este Editor, viaja diariamente para a baixada maranhense pela madrugada e volta para São Luís no fim da tarde, e que conhece cada quadrado de todos os Ferrys em operação hoje no Maranhão.

MOB

Ferry Boat fura o casco no meio da baía de São Marcos

COMPARTILHE

O ferry boat Cidade de Alcântara, que fazia a travessia Cujupe/São Luís, por pouco não ocasionou a maior tragédia marítima do Maranhão, na tarde desta terça feira (22). Segundo um funcionário que trabalha no ferry boat, ao voltar do Cujupe, já percorrido mais de 50 minutos da viagem, foi percebido pelos tripulantes, que o casco havia furado e muita água estava invadindo o porão. Sem chances de voltar e bem mais perto de São Luís, o comandante do Ferry resolveu seguir viagem e por pouco não aconteceu uma tragédia. Os passageiros não foram avisados e somente deu tempo do desembarque.

Os passageiros que aguardavam o ferry boat na Ponta da Espera, tiveram que esperar quase 4 horas para poder embarcar em outro transporte que ainda seguia para o Cujupe. Após o desembarque, o ferry Cidade de Alcântara, foi direto para o estaleiro, onde mais uma vez será feito novos “remendos”. A tragédia está anunciada e só basta os responsáveis saírem do gabinete e mostrarem serviço. Em um vídeo feito por um passageiro, mostra a situação de um Ferry Boat (Não foi identificado o ferryboat) que atracou cheio de água. Veja abaixo.

A travessia Ponta da Espera/Cujupe/Ponta da Espera, tem se tornado um verdadeiro tormento para os usuários e uma tragédia já é esperada há muito tempo. A pedra já foi cantada aqui neste Portal, onde vários ferry’s já foram mostrados com defeitos graves, que podem ocasionar uma grande tragédia. As fotos abaixo mostram como está o Ferry Boat Cidade de Araioses, o mais novo em circulação diariamente na baía de São Marcos.

FY1.1FY2

O ferry boat Cidade de Araioses, que foi anunciado como novo, não passa de mais um casco velho comprado em Salvador-BA e pintado no Maranhão para enganar os usuários, que mesmo pagando uma passagem absurdamente caro, ainda são desrespeitados por alguns funcionários das concessionárias que prestam um péssimo serviço há décadas. Esse mesmo ferry “Novo” está com grande parte do corrimão quebrado e desgastado pela ferrugem. A seguir ouçam o depoimento de um motorista que viajou no Ferry Boat nesta terça feira (22).

O site da Emap (Empresa Maranhense de administração Portuária) mostra os diretos e deveres dos usuários, mas nem sempre são cumpridos. Os passageiros não são identificados e basta chegar com R$ 11,00 que qualquer um passa no portão e viaja. Abaixo, você vai ver o que deveria ser cumprido e até agora nada. É preciso o PROCON-MA, fazer uma fiscalização rígida, acompanhado de um Engenheiro Naval, para verificar as condições desse transporte, que mais uma vez vou repetir, está preste a cometer uma tragédia. Até o momento a EMAP não se manifestou sobre o caso e muito menos a MOB. O Portal entrou em contato com a EMAP  pelo fone 3216-6000 e não souberam explicar, direcionando à empresa Internacional Marítima. Também entramos em contato com a Internacional pelo fone 3878-9000 e não deram explicações sobre o caso, ficando de entrar em contato com o Portal. Nenhuma ocorrência foi registrada na Capitania dos Portos, até a manhã desta quarta feira (23).

E1 E2

E3HR1

HR2HR3

CT1 CT2

Emap & MOB dizem que 44 mil passageiros passaram pelos terminais de ferryboat no feriadão

COMPARTILHE

A nota abaixo divulgada pela Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e a Agência Estadual de Transporte e Mobilização Urbana (MOB), mostra a mais pura mentira já vista na travessia Porto da Espera/Cujupe/Porto da Espera. Em uma travessia que não se tem controle de nada, a não ser das caixas de isopor com carne, camarão, peixe, frango e outras “coisitas” mais, que são abertas e muitas das vezes levadas por pessoas que se dizem fiscais da vigilância sanitária, como afirmar que passaram 44 mil passageiros, se estavam vendendo passagens no atacado e no varejo?

F1 F2

Qual a segurança que o Governo do Estado garantiu para os passageiros, que tinha o mesmo número de policiais dos dias normais? Prenderam algum criminoso no embarque e desembarque? Dezenas de bandidos curtiram o feriado na baixada, alguns voltaram, outros ficaram por lá para cometerem crimes na região. Até a SMTT começou aparecer na entrada do porto da espera com o intuito de barganhar um jabá dos passageiros. Tumultuaram a saída e deram trabalho para a PM. Dentro dos ferrys, a lotação era criminosa, principalmente no Ferry Boat Cidade de Araioses, que as pessoas vieram penduradas até na escadaria, onde mulheres grávidas passaram mal durante a viagem sem lugar para sentar. Carros de Som ligados em alto volume do lado de ambulância e nenhum segurança apareceu para coibir.

F3 F4

Agora ficou uma dúvida: ou os cálculos estão errados ou a mentira é enorme. Quantos passageiros um ferry transportou por viagem, alguém pode me explicar? As fotos abaixo vão mostrar a falta de respeito com os usuários que pagam a passagem aquaviária mais cara do Brasil, com percurso de 90 minutos.

Outra mentira descarada é com relação ao número de viagens, que segundo a Emap, foram 20 por dia. E onde estavam as pessoas para organizar o fluxo de passageiros, que muitos aguardavam até 30 minutos para comprar uma passagem? A sorte até agora, é que ainda não aconteceu uma tragédia, e caso aconteça, como a Emap vai saber quem estava viajando, se as passagens são vendidas à toque de caixa e sem nenhum documento? Muito blá blá blá e pouca ação, onde quem sofre são os menores. As imagens abaixo mostram a grande mentira da Emap, quando diz ter controle de capacidade de Ferry Boats.

FER2FER1

CONFIRA ABAIXO A NOTA DIVULGADA PELO ESTADO

O Governo do Estado trabalhou para garantir segurança aos passageiros que visitaram a Baixada no feriadão de 7 e 8 de setembro. Mais de sete mil pessoas atravessaram a Baía de São Marcos na última quarta-feira (9), que marcou o último dia do feriadão casado de Independência e aniversário de São Luís. De acordo com o balanço do período, entre sexta-feira (4) e as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (10), passaram pelos terminais da Ponta da Espera e do Cujupe 44.514 pessoas. Foram transportados 5.670 veículos em um total de 100 viagens (51 da Ponta da Espera e 49 do Cujupe).

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e a Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB) atuaram em conjunto. O plano de ação para o período contou com venda antecipada de viagens extras (um total de 20 saídas diárias, quando normalmente são 12) em horários fixos – conforme determinado pela Portaria 044/2015, da MOB – e plantão permanente da equipe dos terminais para orientar as pessoas e organizar o fluxo. Mesmo assim, muitas pessoas foram ao terminal sem passagem e tiveram de enfrentar fila na espera de desistências. O número de viagens extras foi definido com base no maior pico de viagens, atingindo no Carnaval deste ano.

A ação contou com o apoio do Detran, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal, das Secretarias Municipal de Trânsito e Transporte.

INFRAESTRUTURA

Para garantir melhoria contínua para a população que utiliza esse tipo de transporte o Governo do Estado vem tomando uma série de providências. O edital de licitação para o Terminal do Cujupe, que deve ser lançado até outubro pela Emap, prevê a construção de uma nova estrutura, com integração rodoviária; a construção de passarelas de acesso interligando o terminal de passageiros à plataforma de embarque e desembarque, além de reformulação do pátio de espera e estacionamento. Também está programada a reforma dos acessos à área do entorno; a reorganização do comércio e a ampliação das plataformas de embarque e desembarque.

Para a Ponta da Espera a Emap lançou os editais de infraestrutura de internet e passarelas. O conjunto de obras, com editais em fase de finalização, inclui a pavimentação da plataforma de embarque e desembarque e a construção de área de vivência para fila de espera de automóveis, com estrutura de lanchonete e banheiros. E, ainda, a instalação de sinalizações horizontal e vertical para ordenamento do fluxo de veículos e de pessoas.

Especificamente para o serviço de ferryboat, deve ser publicado em breve pela MOB o edital de licitação para operar o sistema, quando uma série de critérios deverá ser obedecida pela empresa vencedora, como venda eletrônica de bilhetes.

 

Bombeiros evitam tragédia com carro tanque

COMPARTILHE

 Uma atuação rápida e precisa de uma guarnição do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), sediado em Caxias, sul do estado – evitou uma tragédia sem precedentes nesta sexta-feira (28), na BR/316 no município de Caxias.

De acordo com informações do Comando Operacional do CBMMA, a guarnição retornava de um atendimento corriqueiro, quando se deparou com um princípio de incêndio em um caminhão tanque bitrem da distribuidora de combustível Alé parado na BR.

AL2 AL3

Carregada com 40 mil litros de combustível, os pneus da carreta bitrem estavam em chamas e, segundo os bombeiros, possivelmente ocasionados pelo travamento de um dos rolamentos, devido à alta temperatura do asfalto.

AL4 AL5

A ação foi rápida e os guerreiros conseguiram controlar as chamas. Mesmo com o prejuízo pela perda dos pneus queimados, ninguém saiu ferido. Isso é que chamamos de ação Divina.

 

Pavimentação asfáltica chega ao São Bernardo

COMPARTILHE

Um requerimento do vereador e vice-líder do governo municipal, na câmara, Ivaldo Rodrigues (PDT), solicitando ao prefeito Edivaldo Holanda Junior (PTC) que determinasse à SEMOSP (Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos) a pavimentação asfáltica no bairro São Bernardo, foi atendido pelo executivo e acaba de virar realidade.

O pleito do vereador pedetista foi contemplado pelo Programa Interbairros, onde a população só tem a agradecer por essa providência tomada pela prefeitura. Os moradores aguardavam com expectativa o anuncio das obras, que vão beneficiar centenas de famílias no bairro.

Durante a ação onde o Prefeito Edivaldo Holanda Junior (PTC) anunciou a pavimentação do São Bernardo, Ivaldo falou com orgulho de mais uma conquista de seu mandato. “É de extrema importância uma pavimentação nas ruas deste bairro, que sempre me acolhe e onde tenho uma grande votação. É uma obra de infraestrutura de suma importância para o bairro e também uma questão de saúde pública”, finalizou o pedetista. (Veja o Vídeo)

 

Para o vereador Ivaldo Rodrigues, essa é uma conquista de todos os Ludovicense. “A comunidade do São Bernardo ganha; o poder público ganha, e a gente também ganha em dá uma grande resposta ao povo após ter essa solicitação atendida, que vem contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população, bem como proporcionar uma melhor condição sanitária para aquela região”, disparou o vice-líder do governo municipal.

Durante o recesso da câmara, o vereador Ivaldo Rodrigues tem participado de todas as ações, tanto do executivo municipal, quanto estadual. São audiências e reuniões, que buscam melhorias ao povo de São Luís. A regularização fundiária pode ser a próxima ação a virar realidade na capital.

    

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free