casa » SHOWS & EVENTOS (página 16)

SHOWS & EVENTOS

Candidato participa de Eventos Culturais na baixada

COMPARTILHE

PT1

O vereador de São Luís e candidato a deputado estadual, Ivaldo Rodrigues (PDT) participou de eventos culturais no município de Bequimão, na baixada maranhense. Ivaldo foi convidado pelas comunidades e foi recebido por multidões de amigos.

Na sexta feira (5) Ivaldo participou do aniversário do Paricatiua Clube de Campo, no povoado Paricatiua, zona portuária de Bequimão. No local, estiveram presentes o ex-prefeito de Bequimão, Dr. Leonardo Cantanhede (PTC), o ex-vice prefeito, Dr. Cesar Cantanhede (PTC), o vereador de Bequimão, Sinhor (PSB), a presidente da Câmara Municipal  de Alcântara, o presidente da Associação de terras de Santana, Dialquino Amorim e outras lideranças.

PT7PT5

No sábado (6) Ivaldo participou da festa organizada pela “Família Pereira” no povoado Santa Flor, zona rural de Bequimão. Na festa, Ivaldo foi recebido pela Líder da Família, a ex-vereadora de Bequimão, Santinha Pereira, que decretou apoio à candidatura de seu conterrâneo. A festa foi recheada de Tambor de crioula, muita animação e carinho ao amigo Ivaldo Rodrigues.

PTP7PT1

Ainda no sábado, Ivaldo participou do aniversário do líder comunitário, Totò do povoado Codozinho. Lá Ivaldo encontrou amigos, como: O prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), o vice-prefeito Pedro Acará, o ex-prefeito Antônio Diniz (PDT), além de várias lideranças da região.

PTP3PTP5

Com tantos amigos e muito querido na baixada maranhense, Ivaldo Rodrigues deve ser o candidato com maior votação na região. Hoje Ivaldo conta com apoios das maiores lideranças da baixada e cobre 90% dos municípios.

PTP7PT7

Ivaldo Rodrigues almoça com o arcebispo de São Luís

COMPARTILHE

20140817_113456

No mês de aniversário do Arcebispo de São Luís, Dom José Belisário da Silva, que completou 69 anos no último dia 4. Ontem (17) Belisário comandou a missa de inauguração de mais uma Paróquia no Estado do Maranhão.

A cidade beneficiada foi Cachoeira Grande, na região do Munim, onde ontem (17) houve a festa e a primeira missa em homenagem a Nossa Senhora da Conceição, que agora é a padroeira da cidade. Convidado especial, Ivaldo Rodrigues participou da missa e fez questão de ficar no meio dos fiéis, onde tem muitos amigos.

20140817_11394220140817_113944

Após a missa, Ivaldo Rodrigues foi convidado para almoçar com Dom Belisário e os padres presentes. Além do Arcebispo de São Luís, estiveram presentes os Párocos das Igrejas da região do Munim, que também contribuíram para o surgimento da Páróquia da Conceição em Conceição no município de Cachoeira.

20140817_15180820140817_151815

Com pessoas de todos os municípios da região, uma multidão se reuniu em frente a Capela, no centro da cidade de Cachoeira Grande. O padre Antônio José Ramos Costa, foi conclamado o novo Pároco da Igreja da Conceição. Desmembrada da Igreja de Nossa Senhora Aparecida da cidade de Morros, a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição passa agora a ser independente.

20140817_10265420140817_102426

Antes, a Igreja era ordenada pelo padre Trindade, que entregou a chave da Igreja ao novo padre, e passa a ser apenas responsável pelo município de Morros, após 4 anos e 7 meses à frente da Igreja Católica de Cachoeira Grande.

20140817_10310920140817_103114

 

Vereador recebe prêmio Nobre

COMPARTILHE

NOBRE

O vereador de São Luís e candidato a deputado estadual, Ivaldo Rodrigues (PDT) recebeu nesta semana, em seu gabinete, o prêmio NOBRE 2014, como o vereador do ano. O pedetista teve a honra de receber em seu gabinete, a apresentadora e jornalista, Madalena Nobre, que foi levar pessoalmente o troféu.

Com a agenda lotada, o candidato não teve como participar da festa de entrega e por isso recebeu em seu gabinete. Colecionador de vários prêmios, Ivaldo Rodrigues guarda em sua casa e gabinete, inúmeros Troféus e Placas, que o colocam como um dos políticos do Maranhão, mais atuante no Estado.

Somente este ano, Ivaldo já foi homenageado em vários eventos e recebeu prêmios em todos. Vereador de três mandatos, Ivaldo Rodrigues busca voos mais altos e tem o propósito de ajudar o Maranhão e principalmente a baixada maranhense, onde nasceu e tem muitos amigos.

Neste sábado (16) Ivaldo Rodrigues vai participar de um encontro na cidade de Bequimão, onde se reunirá com várias lideranças políticas da baixada e da capital.

 

Ivaldo Rodrigues diz que prefeito de Peri-Mirim tá sozinho igual a “burra de Jabiraca”

COMPARTILHE

p3

Em seu discurso neste domingo (27) no salão paroquial da cidade de Peri-Mirim, onde houve o lançamento de sua campanha, Ivaldo Rodrigues comparou o Prefeito da cidade, João Felipe (PT), com a burra de Jabiraca. A frase polêmica faz alusão a um animal que foi abandonado em uma ilha no município de Peri-Mirim, na época em que Ivaldo era criança.

“Não estou nesta luta por brincadeira, por isso que tenho o apoio da grande maioria das lideranças deste município, é porque acredito na mudança e muito mais na vitória. Esta eleição será o primeiro turno de 2016, porque este grupo é forte e não vai fazer como o atual prefeito, que hoje está sozinho igual a burra de Jabiraca” _ disse Ivaldo Rodrigues.

p8 p7

Com centenas de motos, dezenas de carros e milhares de pessoas, o que era pra ser apenas o lançamento da campanha, mas se tornou um verdadeiro encontro de amigos, onde aconteceu uma passeata/carreata que parou totalmente a cidade. Durante a carreata, que percorreu as principais ruas e avenidas da cidade e o bairro de Portinho, a população Perimiriense abraçou a ideia e mostrou o quanto Ivaldo Rodrigues é querido em todo município.

p1p9

Estiveram presente neste grande evento, o vice-prefeito Eliezer, o presidente da Câmara Municipal de Peri-Mirim, Jean Reis, os vereadores Telma Penha e Adalberto Ferreira, os ex-prefeitos Dr. Afonso Pereira Lopes, Dr. Geraldo Amorim e Dr. Vilásio França Pereira, o ex-presidente da Câmara, Sipreto, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Peri-Mirim, Chico Grande e o representante do PDT de Peri-Mirim, Paulo Sérgio.

p10p2p10

 O padre Fábio Rondon (que é filho de Peri-Mirim, representou o baixo Parnaíba), além do Fábio Maia que representou o vereador de São Luís, Professor Lisboa (PCdoB).

A cidade de Bequimão também foi representada nesse evento, através do Dr. Leonardo Cantanhede, Dr. Cesar Cantanhede, Vereadora Raquel Paixão, o presidente do PTC, Totó da padaria e o empresário de Bequimão, Antônio do Areal.

p1p1

Após o evento, Ivaldo retornou para São Luís, onde cumpriu agenda com outras lideranças da capital. Nesta semana, Ivaldo terá agenda completa e no sábado dia 02/08, será a inauguração de seu comitê na entrada da Vila Luizão.

 

População promete lotar Peri-Mirim dia 27

COMPARTILHE

BLOG

A campanha do Candidato a Deputado Estadual, Ivaldo Rodrigues (PDT) será lançada oficialmente na baixada maranhense, dia 27 (domingo) na cidade de Peri-Mirim. Filho ilustre da região, Ivaldo será recebido pelas maiores lideranças do município e toda baixada.

O encontro acontecerá às 9h no Salão Paroquial da Cidade.  “Será o início de uma caminhada vitoriosa, porque com a ajuda do povo da baixada e do Maranhão, o sonho de uma Peri-Mirim e uma baixada melhor, será possível” – disse Ivaldo Rodrigues.

Cartaz1Cartaz1

Com o Slogan: # Juntos Somos Fortes, Ivaldo vem ganhando destaque nas últimas semanas em todo o cenário estadual. Vereador de três mandatos em São Luís, Ivaldo Rodrigues é um nome qualificado para a Assembleia Legislativa do Maranhão. O lançamento deve reunir as maiores lideranças políticas da região já que Ivaldo Rodrigues, é filho da baixada e sempre defendeu seu povo. A cidade de Peri-Mirim, deve ser invadida pela população da baixada.

Ivaldo Rodrigues participa do batizado do boi de Morros.

COMPARTILHE
Ivaldo em entrevista antes do batizado do boi

Ivaldo em entrevista antes do batizado do boi

Pelo sexto ano consecutivo, o vereador e pré-candidato a deputado estadual, Ivaldo Rodrigues (PDT) foi convidado para ser o Padrinho de honra do Bumba-meu-boi da cidade de Morros. Desta vez, Ivaldo teve a companhia da secretária de Cultura do Estado do Maranhão, Olga Simão e da prefeita de Morros, Drª. Silvana.

Antes do batizado do boi de Morros, Ivaldo foi até a cidade de Cachoeira Grande, onde se encontrou com o padre Trindade, na casa Paroquial. Além do padre, que iria celebrar o batismo do boi de Morros, estiveram presentes na casa paroquial, os líderes religiosos de Cachoeira Grande, Carlito, Silvia e Elielson.

De volta a cidade de Morros, Ivaldo ainda bateu um papo com a professora da UEMA, Rosélia Brandão, da cidade de Axixá. No local do batizado, Ivaldo encontrou grandes amigos, incluindo o cantador Lobato e o vereador Paraibinha.

Após a cerimônia do batizado, Ivaldo Rodrigues foi convidado a subir no palco, onde cantou ao lado de Lobato. Ao perceber a presença do vereador Ivaldo, o público acenava de todos os lados e Ivaldo retribuía o carinho da população.

20140615_22382720140615_224630

20140615_22535220140615_234631

Bequimão comemora 79 anos de história

COMPARTILHE

Bequimão

O aniversário de 79 anos de emancipação política do município de Bequimão será comemorado com uma grande festa, nos dias 18 e 19 de junho (Quinta e Sexta). A Prefeitura Municipal promoverá uma programação extensa, com apresentações culturais, shows e competições esportivas.

Nesta quarta-feira (18), às 19h, será celebrado um culto evangélico, reunindo pessoas das diversas igrejas evangélicas de Bequimão, na Praça 02 de Novembro. Em seguida, o prefeito Zé Martins assinará a lei que institui o dia 18 de junho como o Dia Municipal do Evangélico. A programação da noite se completa com a apresentação da Banda Ellos (Gospel).

No dia do aniversário de Bequimão, dia 19 de junho, começará a ser celebrado bem cedo. Às 5h, haverá queima de fogos. Mais tarde, às 8h, os alunos da Rede Municipal de ensino desfilarão até a frente da Prefeitura. Nesse mesmo horário, partirá uma cavalgada, maratona e corrida ciclística pelas ruas da cidade.

As atividades cívicas continuam com o hasteamento das bandeiras e execução dos hinos do Brasil, Maranhão e Bequimão. Logo depois, o prefeito Zé Martins fará um pronunciamento, seguido do “Parabéns” e partilha do bolo.

ESPORTE E CULTURA

A juventude das escolas de Bequimão participará, às 14h, de uma Gincana, na Praça Santo Antônio. Enquanto isso, no Estádio Vivaldão, haverá partidas de futebol. A premiação da Maratona, da Corrida ciclística e da Gincana, vai acontecer às 17h, na Praça 02 de Novembro.

Para esquentar a noite e entrar em clima junino, terá apresentação do Boi Mimoso de São Bento, às 21h. O batalhão pesado do Bumba-meu-boi Estrela de Bequimão chega às 22h, fazendo sua primeira apresentação de 2014, quando comemora 30 anos de fundação. As comemorações serão encerradas com o cantor Romim Mata, ex-vocalista da banda Forró Estourado, que tocou em Bequimão na sexta-feira de carnaval, lotando a praça. Confira a Programação.

Bequimão 1

Festival de música barroca em terceira edição

COMPARTILHE
Um verdadeiro espetáculo

Um verdadeiro espetáculo

Em sua terceira edição, o Festival de Música Barroca de Alcântara acontecerá de 5 a 10 de junho no município histórico de Alcântara e nas cidades de São Luís, Rosário e Bacabeira, com apresentações de sete grupos no total. A produtora Equinox do Brasil, realizadora do evento, convidou os grupos Discurso HarmônioMarabrasAs Flautas de São PauloTrio Vargas, Kanji e De Camargo,Orquestra Maré do AmanhãGrupo Anima e Capella Paulistana. O tema deste ano é Música Holandesa nos Trópicos.  A entrada para os concertos e demais atividades será franca.

Além dos concertos, que acontecerão à noite em sua maioria, haverá ações didáticas, cortejos e conferências, bem como a entrega do prêmio Equinox Jovem Talento Maranhense. Em São Luís, haverá programação no Convento das Mercês (que estará comemorando seus 360 anos de fundação), na Igreja do Desterro e no Teatro Arthur Azevedo (Rua do Sol).

 O festival terá início em Bacabeira, com a apresentação dos grupos Marabras e Discurso Harmônico (Igreja Imaculada Conceição), além de ação didática e cortejo. No dia seguinte, será a vez de Rosário, que receberá As Flautas de São Paulo e Discurso Harmônico(Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário), além de ação didática.

Nos dias 7 e 8, a cidade de Alcântara reviverá o encanto da época barroca, com as apresentações dos grupos Discurso Harmônico,Trio Vargas, Kanji e De CamargoOrquestra de Cordas Maré do AmanhãAnima e Capella Paulistana (Igreja do Carmo), além de ação didática.

Nos dias 9 e 10 será a vez de São Luís. Dia 9, as apresentações acontecerão no Convento das Mercês (Orquestra de Cordas Maré do Amanhã e Capella Paulistana) e na Igreja do Desterro (As Flautas de São Paulo e Trio Vargas, Kanji e De Camargo). No dia 10, o encerramento da programação será no Teatro Arthur Azevedo, com As Flautas de São Paulo e o Grupo Anima, além da entrega do prêmio Equinox do Brasil Jovem Talento Maranhense.

Influências – O festival homenageará as influências musicais e artísticas holandesas que marcam, até hoje, de maneira despercebida, a cultura maranhense e nordestina. Em 25 de novembro de 1641, as tropas holandesas enviadas por Mauricio de Nassau desembarcaram em São Luís, na praia do Desterro, perto da igreja de mesmo nome e do Convento das Mercês. Cerca de dois mil soldados em 15 naus, comandados por experientes heróis de guerra holandeses, que já haviam participado de outras batalhas na Bahia, Pernambuco e Paraíba, passaram em frente ao Forte São Luís, debaixo de violento fogo de canhões, adentrando a foz do Rio Bacanga. Desembarcaram rapidamente e tomaram a capital, saqueando-a. O famoso governador Bento Maciel Parente, conhecido por ser “perseguidor de índios”, não pôde oferecer resistência e entregou a cidadela aos navegadores flamengos.

Os holandeses tinham como objetivo a expansão da indústria açucareira com novas áreas de produção de cana-de-açúcar. Depois, expandiram-se para o interior da capitania. Em 1642, os colonos, insatisfeitos com a presença holandesa, começaram movimentos para a expulsão dos holandeses do Maranhão.

As guerrilhas só acabaram em 1644, após três anos intensos, despovoando e destruindo quase toda a vila de São Luis, quando os holandeses, já sem reforços da Holanda, se retiraram do Maranhão. Era o fim da colônia holandesa no Estado. 370 anos mais tarde, a música do “invasor herético”, da “Nova Holanda” sul americana, junto à música do Brasil Colônia, iria servir de tema principal à terceira edição do Festival de Música Barroca de Alcântara.

Sobre os participantes:

Grupo Anima

Nasceu no Brasil há 25 anos como resultado de reflexões sobre a interpretação musical e a memória musical brasileira. A estrutura inicial do grupo teve como base o movimento de música antiga, cujos princípios interpretativos norteiam até hoje o grupo e foram ampliados e transformados por meio das múltiplas formações pelas quais passou. Seus espetáculos resultam de trabalho de pesquisa de interpretação baseado na música de comunidades não letradas, afastadas de centros urbanos no Brasil e na música da Idade Média e do renascimento europeus. O constante diálogo entre a etnomusicologia, a musicologia histórica, a hermenêutica e o teatro contemporâneos, leva ao palco um roteiro musical onde se faz presente o tempo não linear, encarando o momento da apresentação e o palco como um espaço-tempo ritualizado, próprio para a realização musical em um sentido pleno. Sobre o palco a Idade Média e a Renascença europeias encontram-se na música da tradição oral brasileira não urbana, ambas atualizadas nos arranjos musicais construídos pelos intérpretes e também propostos por integrantes do Grupo e convidados.

Capella Paulistana   

Nasceu a partir da iniciativa da soprano Marília Vargas de fundar um grupo essencialmente vocal, especializado na pesquisa e interpretação da música antiga, especialmente a colonial latino-americana e brasileira.            Sempre contando com profissionais com carreira no Brasil e exterior, sua formação pode variar em função das necessidades impostas pelo repertório, incluindo eventualmente convidados escolhidos especialmente em função da demanda musical de cada programa. Assim, adaptando uma fórmula de sucesso em vários ensembles europeus, o grupo afirma-se como um dos mais significativos grupos vocais em atividade no país.

As Flautas de São Paulo

Dirigido por Cesar Villavicencio e Ricardo Kanji, é o mais novo conjunto de flautas doces do Brasil. É o único grupo do país que possui um consort completo de flautas Praetorius. Reúne músicos de quatro gerações que se dedicam à flauta doce e à pesquisa e interpretação da música antiga. Kanji, músico de grande atividade artística internacional, foi pioneiro nos anos 1960 com seu grupoMusikantiga. Villavicencio, seu pupilo, tem levado a flauta aos novos campos de experimentação com a eletrônica. O conjunto já se apresentou no Festival de Música Antigua de Lima (Peru), no XXIV Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora (MG), no XXIII Congresso da Anppom em Natal (RN), na I Mostra de Música Antiga de Alegre (ES), na Semana de Música Antiga da UFMG em Belo Horizonte (MG), na I Mostra Internacional de Flauta Doce, Aulos, em Florianópolis (SC). Além de seu envolvimento com a interpretação do repertório antigo, este conjunto está elaborando estratégias para formar um grupo de pesquisa no Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista.

Discurso Harmônico

 O grupo é uma proposta de músicos comprometidos com a interpretação historicamente informada da música barroca, utilizando réplicas dos instrumentos originais do período.  Este movimento de música historicamente informada tem influenciado as principais salas de concertos do mundo, e no Brasil, esse movimento tem encontrado uma demanda cada vez maior. Com o intuito de renovar o interesse da plateia pelos grandes clássicos dos séculos XVII e XVIII, não apenas no que tange à Europa, mas abordando também o rico repertório colonial e barroco latino-americano, o grupo busca sempre uma interpretação atual e interessante, condizente com o espírito contemporâneo ao repertório proposto.  A formação do Discurso Harmônico inclui artistas com sólida técnica instrumental e reputação consolidada. Seu núcleo carioca é formado por Laura Rónai, responsável pela cadeira de Flauta Transversal da UniRio, Elione Medeiros, responsável pela cadeira de fagote da mesma instituição, e Roger Lagr e Eduardo Antonello (da UFRJ), dois jovens expoentes da nova geração que se dedica à pesquisa e interpretação histórica.

Orquestra Maré do Amanhã (projeto Estrada Cultural)

Criado por Carlos Eduardo Prazeres em agosto de 2010, o projeto Estrada Cultural ensina música clássica a crianças e adolescentes de comunidades em risco social. Seu primeiro núcleo foi criado no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, onde o projeto foi iniciado com 40 crianças, com aulas de teoria musical, violino, violoncelo e flauta. Atualmente, o projeto atende a 200 crianças, com aulas nos turnos da manhã e tarde, atingindo 16 comunidades do Complexo da Maré, além de Xerém e Caju.

Com apenas três meses de trabalho, as crianças apresentaram um resultado fantástico, realizando seis apresentações no final do ano de 2010.  Nascia assim a Orquestra Maré do Amanhã, o braço profissionalizante do projeto, cujo diferencial é não ser apenas um projeto social, mas oferecer uma oportunidade real de mudança de vida para seus alunos, preparando cada um deles para o mercado de trabalho, enquanto evita que sejam arregimentados pelo tráfico de drogas. O projeto Estrada Cultural/Orquestra Maré do Amanhã engloba geração de renda e oportunidade de trabalho, educação para qualificação profissional e garantia dos direitos da criança e do adolescente.

Marabrass

Fundado em junho de 2003, o nome do grupo é uma junção do termo Mara, prefixo do nome do Estado do Maranhão, e Brass, palavra inglesa que significa metais. Com um repertório variado, o grupo interpreta obras que compreende desde a música renascentista até a contemporânea, incluindo compositores brasileiros, sendo alguns maranhenses. Tem como objetivo principal divulgar a música instrumental para metais às mais diversas plateias. Atualmente, o grupo participa como base do projeto Orquestrando a Vida, do SESC, atendendo alunos das diversas bandas de músicos da região metropolitana de São Luís, além de realizar apresentações em concertos didáticos fomentando a formação de plateias da capital e interior do Estado.

Trio Vargas, Kanji e de Camargo

O trio é composto pela soprano Marília Vargas, formada no canto barroco na Schola Cantarum Brasiliensis, na Suíça, já tendo se apresentado várias vezes em São Luis; pelo flautista e cravista Ricardo Kanji, que foi professor no Conservatório Real de Haia (Holanda) de 1973 a 1995, e também diretor da Orquestra Concerto Amsterdam, de 1991 a 1996; e por Guilherme de Camargo, nas cordas dedilhadas. Juntos, eles apresentam um programa inédito dedicado à música holandesa nos trópicos.

Serviço:

O quê

II Festival de Música Barroca de Alcântara

Quando

De 5 a 10 de junho

Onde

Alcântara, Bacabeira, Rosário e São Luís

Entrada franca

Jamaicano será a principal atração internacional em Bequimão

COMPARTILHE
O lendário Cedric Myton

O lendário Cedric Myton

O som da Jamaica promete invadir a cidade de Bequimão neste final de semana. Só que desta vez, ao vivo & sem cortes. Pra agitar o povão, a atração internacional será o lendário Cedric Myton, que promete fazer história no 2º Aleluia Reggae Roots. Para abrir o evento e preparar os regueiros antes da atração internacional, subirão ao palco também, os grupos Resistência Reggae, Conexão Reggae Show, Reggae Raiz; além da Banda Barba Branca, os cantores Fabiana Rasta e Rzee Jackson.

A noite ficará completa com o peso de Cedric Myton, cantando as lindas canções que incorporaram o ritmo desde muito jovem na musicalidade e na fé Rastafári. Ele nasceu em 1947, em uma vila pobre da Jamaica, chamada Porto Velho. Com o grupo The Tartans, Myton estreou profissionalmente na música, em meados de 1960. Mais tarde, no Rases Reais o jamaicano aperfeiçoou suas habilidades de composição, lançando diversos hits.

Foi nesse período que começaram a crescer seus Dread locks e passou a comer apenas alimentos Ital (uma dieta baseada em frutas, legumes e outros vegetais, com restrição de alimentos industrializados e carnes). Tudo isso faz parte da fé Rastafari, que inicia com o batismo pelo fogo.

Por causa dessa fé e seu caráter bastante observador, Cedric Myton foi perseguido e até apanhou da polícia em 1976. Ele deu a volta por cima quando conheceu Rasta Roydel Johnson, em meados de 1977, com quem formou o The Congos. O som do grupo era considerado assombroso, marcadamente pelo peso da voz de Myton. Foi com esse grupo que Cedric ficou conhecido no mundo inteiro.

Seus discos mais populares são “Congo Ashanti” e “Face the Music”, que devem servir como base para a apresentação inédita na cidade de Bequimão.

Já em carreira solo, o jamaicano aporta em terras bequimãoenses para uma noite histórica e imperdível, na Gandaia Casa de Show, neste domingo (20). Os ingressos antecipados podem ser adquiridos na loja VestCal, no Centro, pelo preço de R$ 10.

banner-do-show

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free