casa » SAÚDE

SAÚDE

DOENÇAS GRAVES: clamídia e a gonorreia são responsáveis por cerca de 25% dos casos de infertilidade

COMPARTILHE
Quando não tratadas, as duas Doenças Sexualmente Transmissíveis costumam levar ao desenvolvimento da doença inflamatória pélvica

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a clamídia e a gonorreia são responsáveis por cerca de 25% dos casos de infertilidade. As duas Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) podem levar ao desenvolvimento da doença inflamatória pélvica (DIP), complicação que causa alterações tubárias nas mulheres e infecções na uretra nos homens – fatores de risco para uma gestação natural.

Marina Barbosa, ginecologista creditada pela Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), alerta que essas doenças são mais comuns em adultos jovens, com múltiplos parceiros e que praticam sexo sem uso de preservativo. “Por isso, neste período de festas de Carnaval temos que reforçar o preservativo como mais uma arma de combate às DST. Assim, a pessoa pode se prevenir de passar pelos sintomas desagradáveis dessas doenças e preservar seu potencial de fertilidade”.

Doença Inflamatória Pélvica

No caso da mulher, quando a paciente apresenta bactérias no colo do útero, como clamídia e gonorreia, esses microorganismos podem subir para o corpo do útero, trompas e até mesmo ovários, caracterizando a doença inflamatória pélvica cujos sintomas podem incluir: corrimento, dor pélvica, febre, mal-estar e até septicemia.

“Essa ascensão pode ocorrer de forma espontânea, ou após manipulação no consultório médico. Durante a inserção de DIU, uma biópsia de endométrio ou curetagem, por exemplo. Isso leva à doença inflamatória pélvica, ou seja, infecção do endométrio, trompas uterinas, ovários e estruturas contíguas”, explica a médica.

A trompa uterina é o local onde ocorre o encontro do espermatozoide com o óvulo. Dessa forma, quando as trompas não estão funcionando adequadamente, a paciente pode evoluir para infertilidade.

“A inflamação dessas estruturas pode acarretar obstrução ou acúmulo de líquido dentro das tubas uterinas, chamado de hidrossalpinge. Ocasionalmente pode até ocorrer a fertilização na trompa, porém o embrião não é transportado adequadamente para dentro do útero. É o caso da gravidez ectópica, considerada de risco para a mulher”, ilustra a especialista.

Nos homens, a doença inflamatória pélvica ocorre quando a infecção por clamídia ou gonorreia leva à infecção do epidídimo, local onde o sêmen fica armazenado junto ao testículo. “Essa inflamação pode diminuir o número total de espermatozoides, além de alterar a capacidade de movimentação dos espermatozoides. Todos esses fatores afetam a fertilidade masculina”, conclui Marina Barbosa.

O que é Clamídia?

Nome popular para a bactéria Chlamydia trachomatis, a DST mais comum no mundo todo, atingindo cerca de 5% da população adulta.

Atenção

Como nem todas as pessoas com clamídia apresentam sintomas, esses pacientes podem ter a infecção despercebida por vários anos, tornando-se fontes de infecção permanentes.

O que é Gonorreia?

É a doença causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, também conhecida como gonococo.

Atenção

Os fatores de risco para infecção por clamídia ou gonococo são: pessoas sexualmente ativas com idade inferior a 25 anos, novas ou múltiplas parcerias sexuais, parceiros com doenças sexualmente transmissíveis (DST), história prévia ou presença de outra DST e uso irregular de preservativo.

 

Equipe médica do Hospital Sírio-Libanês atinge a marca de mil transplantes de fígado pedriátrico

COMPARTILHE
Parceria com o Ministério da Saúde, por meio do PROADI-SUS, permitiu ampliar o número de procedimentos que, em 95% dos casos, beneficiam pacientes encaminhados pela regulação do Sistema Único de Saúde

O grupo de Transplante de Fígado Pediátrico do Hospital Sírio-Libanês atingiu a marca de 1.000 procedimentos, envolvendo doadores vivos ou com morte encefálica constatada. De todos os transplantes de fígado pediátricos feitos pela instituição, 95% foram realizados em pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).  Atualmente, o Sírio-Libanês responde por 50% dos transplantes dessa modalidade realizados no Brasil, envolvendo pacientes com idade inferior a dois anos.

“Os resultados são fruto de programas em parceria com o Ministério da Saúde e também muito significativos para pacientes, médicos e sociedade. Eles mostram que temos, no Brasil, profissionais e centros capacitados para a realização de um procedimento complexo como este. Com isso, nosso desejo é conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos, para que todas as crianças que precisam do transplante sejam adequadamente tratadas”, destaca Dr. Paulo Chapchap, CEO do Hospital Sírio-Libanês e coordenador da equipe de transplantes de fígado da instituição.

O Ministério da Saúde mantém com o Sírio-Libanês, dentro do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS), o projeto “Escola de Transplantes”, que possui três frentes de atuação: transplantes de fígado pediátricos, projeto Coração Novo – que integra atividades para o tratamento da insuficiência cardíaca refratária e transplante de coração – e projeto Pólos, que desenvolve uma série de ações educativas e de capacitação, voltadas para o aumento dos doadores de órgãos e tecidos no Brasil.

Transplante Dominó

A equipe do Hospital Sírio-Libanês é referência em “transplante dominó” de fígado pediátrico, uma das técnicas mais avançadas da medicina, em que um órgão retirado de uma criança portadora de leucinose pode ajudar outra criança. A leucinose é uma doença que compromete as funções orgânicas pelo acúmulo de aminoácidos, atinge crianças menores de dois anos e pode ser corrigida pelo transplante de fígado. Porém, o fígado de uma criança com leucinose pode ser transplantado em uma outra criança que não tenha a patologia. Desta forma, a criança com leucinose recebe um fígado novo e doa o seu para outras crianças, com outros problemas hepáticos. O “transplante dominó” é realizado entre vivos e, normalmente, envolve 3 pessoas.

O milésimo transplante intervivos realizado no Hospital Sírio-Libanês usou a técnica dominó. A menor Laura Beatriz Gonçalves, de 3 anos, recebeu parte do fígado da adulta Marília Rafaelli, doadora viva, e doou seu órgão para outra criança, David Lucca Mendes, de 1 ano. Laura passou cerca de um ano na fila do transplante e, como os exames de compatibilidade com os familiares deram negativo, a menina precisava de um doador. Foi nesse momento que as vidas de Laura e Marília se cruzaram. “Marília é filha de um grande amigo. Depois que os testes de compatibilidade entre familiares deram negativo, Marília se predispôs a fazer os exames e descobriu que era compatível. Foi uma alegria quando vi que minha filha poderia ter a esperança de ter uma vida normal, mais saudável e ainda ajudaria outra criança”, diz Rosilene Gonçalves, mãe de Laura.

“Recebemos pacientes de todas as partes do país e atuamos também na formação de profissionais que voltam para as suas cidades e podem realizar o procedimento ou identificar os pacientes com necessidade do transplante”, ressalta Dr. João Seda Neto, cirurgião pediátrico e membro da equipe do Núcleo Avançado do Fígado do Hospital Sírio-Libanês.

 

Samaritano Botafogo é o primeiro hospital do Rio de Janeiro a contar com o robô da Vinci Xi

COMPARTILHE

Rio de Janeiro, RJ  O Samaritano Botafogo é o primeiro hospital do Rio de Janeiro a contar com a mais moderna versão do robô da Vinci – a Xi -, que proporciona maior mobilidade e melhor definição de imagens para os médicos durante os procedimentos cirúrgicos. Em 2012, a instituição também foi a primeira do setor privado na cidade a adotar essa tecnologia e, desde então, já realizou 757 cirurgias robóticas. O novo equipamento será utilizado em procedimentos cardiológicos, urológicos, endocrinológicos, digestivos, ginecológicos, torácicos e de cabeça e pescoço.

Além de possibilitar que o médico realize as cirurgias com mais precisão – mesmo em áreas muito próximas, graças à rotação em 360 graus de garras mecânicas e câmera HD –, os principais diferenciais do da Vinci Xi são um grampeador cirúrgico, utilizado nos procedimentos bariátricos, e a movimentação do robô em diferentes ângulos, sem necessidade de mudar o paciente de posição nas cirurgias de tórax ou da região colorretal.  

A mais nova tecnologia usada nos centros cirúrgicos do Hospital Samaritano de Botafogo no Rio de Janeiro – RJ

Ricardo Periard, diretor do Hospital Samaritano Botafogo, ressalta que a cirurgia robótica vem sendo reconhecida como um dos mais importantes avanços da medicina nas últimas décadas. “O uso do robô permite cirurgias menos invasivas e mais assertivas e, no pós-operatório, uma recuperação mais rápida para os pacientes”, explica o executivo.

Sobre o Hospital Samaritano Botafogo:

Inaugurado em 1949, na Zona Sul do Rio de Janeiro, o Hospital Samaritano Botafogo é um dos mais modernos centros de prevenção, diagnóstico e tratamento do país. A instituição conta com tecnologia de ponta em todos os setores e possui uma equipe médica de alto nível, em diversas especialidades. Em 2014, o Samaritano inaugurou a sua segunda unidade no complexo Americas Medical City, na Barra da Tijuca. O Hospital Samaritano Botafogo integra o Americas Serviços Médicos, grupo médico – hospitalar que reúne a experiência de instituições renomadas e de referência, localizadas em cinco estados e no Distrito Federal. Para mais informações, acesse www.hsamaritano.com.br.

 

Mais informações:

Relações com a Imprensa – Hospital Samaritano Botafogo

Andresa Feijó – afeijo@imprensahospitais.com.br

+ 55 (21) 3805-1202 | (21) 97271-6387

 

Programa Nascer Bem do Hapvida registra aumento de 20% em partos normais

COMPARTILHE
Belém é a primeira cidade da região Norte do país a receber o programa, que já atende em outras três capitais do Brasil

As relações afetivas construídas na maternidade iniciam muito antes do nascimento do bebê. No período gestacional, todos os cuidados com a saúde da mãe refletem no bem-estar do filho, que se prepara para nascer da forma mais natural possível. De acordo com a Agência Nacional de Saúde (ANS), o tipo de parto é significativo nesse processo. A agência reguladora atua há mais de uma década na promoção do parto normal e para a redução do índice de cesarianas desnecessárias, que atinge 84,6% dos partos na saúde suplementar. Ao seguir a orientação da ANS e as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Hapvida lança, em Belém, nesta quinta-feira (23), o programa Nascer Bem.

Atualmente, o programa já está presente em três capitais estaduais: Fortaleza (CE), Recife (PE) e Salvador (BA). O objetivo é acolher a gestante com maior qualidade e segurança durante toda a gestação e pós-parto, assegurando um nascimento seguro e saudável. Desenvolvido pelo Hapvida Saúde, para o acompanhamento da gestação de suas beneficiárias, o Programa Nascer Bem registrou excelentes índices após sua implementação ao longo do primeiro semestre de 2017. Foi registrado um aumento de 20% nos partos normais entre os meses de janeiro e junho deste ano.

O Hapvida acredita que um dos passos mais importantes para conseguir ter um parto normal sem problemas é fazer todas as consultas de pré-natal, pois, dessa forma, os médicos podem identificar e tratar algum fator que impeça o parto normal, como uma infecção ou alteração no desenvolvimento do bebê. “O Hapvida tem prioridade a saúde preventiva dos seus beneficiários. O Programa Nascer Bem é uma solução diferenciada e moderna em gerenciamento de saúde. É de conhecimento de todos que o parto normal traz menos riscos de infecção, favorece a produção do aleitamento materno, faz o útero voltar ao tamanho normal mais rapidamente. Por isso, queremos, cada vez mais, disseminar esses benefícios”, reforça Francisco Renée Campos de Araújo, diretor médico do Hospital RioMar.

Acolhimento

Entre os diferenciais do projeto está a descentralização do atendimento por meio dos núcleos do Nascer Bem, com agendamentos de acordo com o endereço das beneficiárias grávidas, ofertando serviços de acolhimento coletivo, pré-natal de risco habitual, alto risco e curso para gestantes. Além disso, o Hapvida disponibiliza uma central de atendimento telefônico com operadores e enfermeiros treinados para cadastro e agendamento de consultas, gerenciamento de saúde e controle de adesão ao pré-natal e para responder os questionamentos das gestantes.

Além do atendimento especializado, a operadora conta com equipamentos diferenciados para que os bebês nasçam de forma segura. A bola suíça, por exemplo, ajuda a diminuir a dor lombar da gestante e com exercícios de rotação, ajuda a aumentar a dilatação durante o trabalho de parto. O banho morno contribui para o relaxamento da musculatura do abdômen e da lombar, permitindo uma redução das dores.

Atenção 

Após o parto, o acompanhamento continua mediante o Programa de Atenção ao Recém-Nascido, com a equipe de puericultura. O objetivo é avaliar todos os bebês para identificar fatores de risco que comprometam o crescimento e desenvolvimento. Se algum fator que possa prejudicar a qualidade de vida do recém-nascido for identificado, ele passa a ser acompanhado pelo pediatra do programa até que o quadro seja estabilizado.

O Hapvida é engajado na melhoria de qualidade de vida de seus beneficiários e sempre atento a melhorar os índices de partos normais em todo o Brasil. A operadora de saúde também participa do Programa Parto Adequado, uma iniciativa conjunta da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), do Hospital Israelita Albert Einstein e do Institute for Healthcare Improvement (IHI), com apoio do Ministério da Saúde, que tem o objetivo de promover o parto normal e orientar as gestantes para o parto adequado, reduzindo os riscos desnecessários para bebês e mães.

Sobre o Hapvida – Com 3,8 milhões de beneficiários, o Hapvida hoje se posiciona como a maior operadora de saúde do Norte e Nordeste. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente, com mais de 17 mil colaboradores diretos envolvidos na operação de 24 hospitais, 73 clínicas médicas, 18 unidades de prontos atendimentos, 71 unidades de diagnóstico por imagem e 66 postos de coleta laboratorial distribuídos em 11 estados onde a operadora atua com rede própria.

 

INCA vai oferecer 3.600 biópsias por ano em moderno Centro de Diagnóstico do Câncer de Próstata

COMPARTILHE
O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) e o Ministério da Saúde inauguraram em 27 de novembro, no Hospital do Câncer II (HC II), no Rio de Janeiro, o primeiro Centro de Diagnóstico do Câncer de Próstata da rede pública do estado. A inauguração aconteceu no Dia Nacional de Combate ao Câncer.
O Centro de Diagnóstico do Câncer de Próstata do INCA vai receber pacientes com suspeita da doença oriundos da rede pública de atenção básica no Rio de Janeiro. No centro, o paciente realizará, num curto espaço de tempo, a biópsia que confirmará, ou não, o diagnóstico de câncer de próstata. No caso de confirmação, o paciente será tratado no INCA ou em outro hospital.
“Nós identificamos um gargalo no diagnóstico do câncer de próstata no Rio, ocasionado pela dificuldade ao acesso da biópsia”, afirmou Franz Campos, chefe da Seção de Urologia e coordenador do Centro de Diagnóstico do Câncer de Próstata do INCA.
Além de facilitar o acesso à biópsia, o novo Centro permitirá que os pacientes da rede pública realizem o procedimento sem dor. Todas as biópsias serão realizadas com a presença do anestesista, como já é de praxe na rede privada. O procedimento será feito por radiologista intervencionista sob sedação realizada por anestesista. Antes o paciente passará por avaliação de um uro-oncologista, de acordo com a visão multidisciplinar dessa intervenção. Atualmente, na rede pública do Estado do Rio de Janeiro, os procedimentos são feitos apenas com anestesia local.
O HC II fica ao lado da Rodoviária Novo Rio, local de fácil acesso.
Campanha
Aproveitando a importância do Dia Nacional de Combate ao Câncer, o INCA e o Ministério da Saúde lançaram também a campanha “O Câncer Não Pode Acabar com a Vontade de Viver” para diminuir o estigma social sobre câncer. O objetivo é mostrar à população que a doença, com a evolução do diagnóstico e do tratamento, não é mais sinônimo de morte.
“Mesmo com o avanço dos tratamentos, o câncer ainda atemoriza as pessoas. Muitas vezes, os familiares e amigos não sabem lidar com o diagnóstico e se afastam. Essa falta de apoio acaba prejudicando ainda mais um paciente que já está fragilizado pela doença. Mas muitas pessoas conseguem sobreviver ao câncer e é essencial mostrar para a sociedade a importância de apoiar o paciente e ajudá-lo a enfrentar o tratamento e o medo, livre de estigmas,” ressalta a diretora-geral do INCA, Ana Cristina Pinho.
As peças da campanha publicitária reforçam a ideia de que ter câncer não é motivo de vergonha, isolamento ou sentimento de derrota e que o carinho e o cuidado dos familiares e amigos estimulam o paciente a se sentir seguro, ter coragem para enfrentar o tratamento e vontade de viver.
A campanha será veiculada na internet, televisão, rádio e também terá um site exclusivo: www.inca.gov.br/dia-nacional-de-combate-ao-cancer.
Assessoria de imprensa do INCA
(21) 3207-1400 / 1646
(21) 98802-3190

Hapvida traz o homem como protagonista da própria saúde no Novembro Azul

COMPARTILHE
Em campanha de Marketing, a operadora aborda questões sobre autocuidado, prevenção de doenças, além da importância da família em incentivar o cuidado diário da saúde do homem.

É fundamental levantar questões sobre autocuidado e a preocupação com a própria saúde, principalmente entre os homens que, historicamente, são marcados por tabus e mitos do corpo forte e inabalável. Atualmente, os homens, independente da idade, podem ser super-heróis da longevidade, do bem-estar, da saúde física e mental. Por acreditar nisso, o Hapvida traz ao Novembro Azul, movimento nacional de prevenção ao câncer de próstata, o homem como personagem principal na prevenção das doenças e no combate ao preconceito, em campanha de Marketing.

O Hapvida entende que o engajamento das redes sociais por publicações em vídeos estão em alta e aposta na tecnologia dos dispositivos móveis. Por isso, logo na primeira semana deste mês, no dia 7, será realizada uma live com médico urologista, tirando dúvidas de homens sobre a saúde masculina. O vídeo ao vivo será exibido às 15h na página Hapvida Saúde, no Facebook.

Entre os trabalhos produzidos para este mês, serão apresentados depoimentos de homens, de diferentes regiões do Brasil, que precisaram ter consciência sobre a prevenção de doenças para mudar hábitos diários, como praticar exercícios físicos, ir ao médico regularmente, mudar a alimentação e se aproximar mais da família.

A operadora acredita que não é somente os homens que precisam ser atingidos por iniciativas como esta, a família tem um papel essencial de incentivo e cuidados. A Diretora de Comunicação e Marketing, Simone Varella, ressalta que todos devem se engajar em campanhas que contribuam para a prevenção de doenças. “É fundamental lembrar que a saúde de quem se ama é também a nossa saúde, por isso a importância da família. Todas as pessoas são capazes de construir um mundo mais consciente e com mais qualidade de vida”.

Crossmídia

campanha de Marketing conta com crossmídia e é composta por peças com divulgação em diversas mídias, como site, página do Facebook, Twitter, Youtube e o portal Minha Saúde Hapvida, além de veículos impressos de imprensa, nas regiões Norte e Nordeste do país.

Acompanhe o Hapvida:

Site: hapvida.com.br

+Odonto: hapvida.com.br/site/maisodonto/

Minha Saúde Hapvida: minhasaudehapvida.com.br/

Facebook: facebook.com/hapvida.saude/

Twitter:  twitter.com/hapvidasaude

Youtube:  youtube.com/user/hapvidasaude

Sobre o Hapvida – Com 3,8 milhões de beneficiários, o Hapvida hoje se posiciona como a maior operadora de saúde do Norte e Nordeste. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente, com mais de 17 mil colaboradores diretos envolvidos na operação de 24 hospitais, 73 clínicas médicas, 18 unidades de prontos atendimentos, 71 unidades de diagnóstico por imagem e 66 postos de coleta laboratorial distribuídos em 11 estados onde a operadora atua com rede própria.

Secretário de Saúde de Bequimão será premiado como um dos melhores gestores do Maranhão

COMPARTILHE

O secretário municipal de Saúde de Bequimão, Sidney Bouéres, será homenageado no Prêmio Maranhão Saúde, promovido pela Revista Saúde News Nordeste. Em sua 11ª edição, o prêmio é o reconhecimento pelo bom trabalho desenvolvido na gestão da pasta. É a segunda vez, na administração do prefeito Zé Martins, que Bequimão fica entre os cinco melhores municípios do Maranhão.

Sidney Bouéres destacou o empenho da equipe e o compromisso do prefeito. “Esse prêmio é dedicado a todos os funcionários da Saúde, do médico ao servidor da higienização, que se empenham e se dedicam para fazer o melhor, apesar de todas as dificuldades financeiras e a crise que nosso país está passando. O prêmio é dedicado, especialmente, ao nosso prefeito Zé Martins, pelo compromisso com a Saúde de Bequimão e principalmente com o povo de nosso município”, disse o secretário.

A PREMIAÇÃO

Os gestores que concorrem ao prêmio foram avaliados a partir do desempenho no cumprimento das metas vacinais, da boa cobertura do programa Saúde da Família, do fornecimento regular de medicações destinadas aos idosos, cardíacos, diabéticos e gestantes pelas farmácias populares, priorizando sempre o bom atendimento na Atenção Básica de Saúde, além dos mutirões oftalmológicos.

Durante os meses de julho e agosto, a revista fez uma consulta pública e a população escolheu os gestores que se destacaram em cada regional. A premiação acontecerá no dia 31 de agosto, durante a celebração do 11º aniversário da Revista Saúde News Nordeste.

 

Carreta da Saúde Novartis Combate a Hanseníase em Mirinzal

COMPARTILHE
Iniciativa em parceria com o Ministério da Saúde percorre o Maranhão, terceiro estado com mais casos da doença3 que atinge cerca de 30 mil pessoas no país em um ano.

Nesta quarta-feira, 23 de agosto, a Carreta da Saúde Novartis estará na cidade de Mirinzal. Ao longo do dia, a população poderá realizar gratuitamente consultas, exames e tirar dúvidas sobre métodos de prevenção e controle da hanseníase, na Praça de Eventos – Centro – das 9h00 às 16h00.

O Brasil está em segundo lugar no ranking de países com novos casos de hanseníase, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. A doença, que deveria estar erradicada, registrou cerca de 30 mil novos casos em um ano no país. De acordo com o Ministério da Saúde, o Maranhão é o terceiro estado do país com mais casos de hanseníase e o primeiro do Nordeste.

Desde 2009, a Novartis possui a Carreta da Saúde, um caminhão itinerante, com cinco consultórios e um laboratório, que percorre todo o Brasil no combate à hanseníase. Atua em parceria com o Ministério da Saúde, com apoio do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e do CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), buscando a erradicação da doença até 2020. Os tratamentos medicamentosos para a hanseníase também são doados pela Novartis à Organização Mundial da Saúde.

Carreta da Saúde contra a Hanseníase na Praça Deodoro, durante atendimento nos dias 22 e 23. Foto: Francisco Campos

Sobre a Novartis

A Novartis oferece soluções inovadoras em saúde que atendem às crescentes necessidades dos pacientes e sociedades. Com sede em Basel, Suíça, a Novartis oferece um portfólio diversificado para melhor atender essas necessidades: medicamentos inovadores, produtos farmacêuticos mais acessíveis, genéricos, biossimilares e uma linha oftalmológica. A Novartis tem posições de liderança global em cada uma dessas áreas. Em 2016, o Grupo obteve vendas líquidas de USD 48,5 bilhões, enquanto investimentos em P&D para o Grupo totalizou aproximadamente US $ 9,0 bilhões. As empresas do Grupo Novartis empregam aproximadamente 118.000 associados em tempo integral. Os produtos Novartis são vendidos em aproximadamente 155 países ao redor do mundo.

Para obter mais informações, visite http://www.novartis.com.

 

SERVIÇOS

Carreta da Saúde Novartis – “Ponto Final na Hanseníase”

Mirinzal (MA)

Data: quarta-feira, 23 de agosto

Horário: das 9h00 às 16h00.
Endereço: Praça de Eventos – Centro

Informações à imprensa
Conteúdo Comunicação
Deyvis Drusian Gomes / Thaynara Dalcin
Tel. 11 5056-5800
imprensanovartis@conteudonet.com

Secretarias de Saúde e Educação iniciaram prevenção a doenças em escolas de Bequimão

COMPARTILHE

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, deu início nesta segunda-feira (7) às atividades do Programa Saúde na Escola (PSE). A primeira escola beneficiada foi a Unidade Integrada Pontal, localizada no povoado de mesmo nome.

O PSE é uma ferramenta vista como fundamental para a eficácia da política de saúde preventiva. De acordo com o secretário Sidney Bouéres, a comunidade escolar vai poder ter acompanhamento diretamente com os profissionais da saúde, que irão a cada escola do município.

Durante todo mês de agosto a Secretaria de Saúde cumprirá uma agenda articulada com a secretaria de Educação. A meta será atualizar a carteira de vacinação de todos os estudantes.

“Estamos recebendo completo apoio da Prefeitura de Bequimão. O prefeito Zé Martins compreende a importância desse trabalho e nos dá todo suporte”, ressaltou Sidney Bouéres. O secretário de Educação, Aristides França, também participou do lançamento do programa.

CONFIRA O CRONOGRAMA DAS AÇÕES NO MÊS DE AGOSTO
14/08/2017 – Unidade Integrada Barroso
16/08/2017 – Unidade Integrada Centrinho/Santana
21/08/2017 – Unidade Integrada Paricatíua
22/08/2017 – Escola Municipal Estado de Minas Gerais
23/08/2017 – Unidade Integrada Sumaúma
28/08/2017 – Unidade Integrada Jacioca
30/08/2017 – Unidade Integrada de Santana
31/08/2017 – Escola Municipal Ana Araújo Martins

Saúde em Alcântara avança consideravelmente em sete meses de gestão

COMPARTILHE

Os resultados mostram a diferença entre o passado e o presente. Desde janeiro quando o prefeito Anderson Wilker (PCdoB) assumiu a gestão do município de Alcântara, as primeiras medidas tomadas, foram a reestruturação da saúde pública, que agonizou por vários anos nas mãos de ex-gestores. De imediato o prefeito contratou médicos, montou uma equipe técnica altamente capacitada e comprou medicamentos que abastecem a farmácia do Hospital Dr. Neto Guterres.

A Estratégia Saúde da Família (ESF) conta com nove equipes de saúde distribuídas em todas as 217 comunidades e sede do município. Além disso, são cinco consultórios odontológicos e um Odontomóvel.  As equipes são compostas por nove médicos, nove enfermeiros, nove técnicos de enfermagem, cinco dentistas, cinco auxiliares de odontologia e 72 Agentes Comunitários de Saúde, que fazem o mapeamento nos povoados.

A prefeitura, através da Secretaria de Saúde do Município, já implantou o Programa saúde na escola (PSE), onde a gestão conta com uma coordenadora da saúde, uma coordenadora da educação e um técnico de enfermagem. O trabalho é realizado em parceria com as equipes da ESF, em que as ações são voltadas para os estudantes, de acordo com o calendário sugestivo da Secretaria de Estado da Saúde.

Até o mês de julho (sete meses de gestão) já foram realizados pela Secretaria Municipal de Saúde, 3.462 atendimentos com alunos da sede e zona rural pelo Programa Saúde na Escola. O objetivo é ofertar os serviços em todas as escolas do município até o encerramento do ano letivo.

A secretaria implantou no município também, a vigilância em saúde; onde os profissionais trabalham com a vigilância epidemiológica e sanitária. Além disso, já foram implantados vários programas, dentre eles o de combate à hanseníase e tuberculose, onde a população conta com o atendimento de um enfermeiro tanto para acompanhamento, quanto para notificação dos casos, assim como para entrega dos medicamentos, até evoluir para alta medicamentosa com a cura dos pacientes.

Os pacientes com hanseníase ou tuberculose podem ser tratados no próprio município de Alcântara, já que o prefeito está dando todas as condições e investindo na saúde pública. A prefeitura conta ainda, com mais de 30 pacientes cadastrados no programa de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) que recebem ajuda financeira mensalmente, para realizar atendimentos que ainda não são disponibilizados no município de Alcântara.

Quando o problema do paciente é complicado e necessita de atendimento em hospital de alta complexidade, o prefeito Anderson Wilker disponibiliza um transporte para levar o paciente até a cidade de Pinheiro para realizar as consultas especializadas e exames como tomografia, já que o Hospital Macro Regional foi construído com essa finalidade.

O hospital Dr. Neto Guterres disponibiliza de médicos 24 horas (plantão), medicamentos e uma equipe de profissionais altamente qualificada, além três ambulâncias que circulam dia e noite em todo município. Além disso, a secretaria de saúde de Alcântara, em parceria com o governo do estado, tem realizado mutirões de glaucoma, catarata e pterígio, beneficiando centenas de pacientes.

Os números mostram os avanços e cuidados que a gestão do prefeito Anderson Wilker tem com seu povo. Foram 8.640 atendimentos médico, 17.280 atendimentos de enfermagem, 4.794 hiperdia, sendo  656 gestantes e 1.824 crianças  atendidos.

Pacientes encaminhados pela gestão para outras especialidades como cirurgião geral, 51 atendimentos, Ortopedia (46), Pediatria (12), RaioX (97), Tomografia (97), Mamografia (39), Mastologista (9), Endoscopia Digestiva Alta (19), Gastroenterologista (22), Cardiologista (36), Neurologista (6), Ultrassonografia (54), Nefrologista (8), Otorrinolaringologista (20), Urologista (15) e Cirurgias (16).

Para a secretária Ramone Araújo, a saúde de Alcântara começa ganhar forma depois de muito trabalho. “Recebemos apenas o prédio, servidores e mais nada. Tudo estava parado, nada funcionava, não tínhamos médicos e remédio nem se falava. As equipes da ESF não funcionavam há anos. Planejamos tudo, organizamos e colocamos para funcionar, os números mostram a comparação entre passado e presente. Nossa meta é melhorar ainda mais, trazendo mais especialistas para compor nossa equipe. O prefeito está dando todas as condições de trabalho e os resultados estão aparecendo” – disse.

Já o prefeito de Alcântara destacou o trabalho feito e o empenho de toda equipe da secretaria e da gestão. “Nossa meta é trabalhar, e por isso fomos eleitos pela grande maioria da população para isso, trabalhar pelo povo de Alcântara. Hoje investimos dez vezes mais que a verba destinada para a saúde de Alcântara. Mesmo com as dificuldades, estamos colocando a saúde para funcionar; já entregamos uma ambulância, a farmácia está cheia com medicamentos, médicos 24 horas e em breve entregaremos mais uma ambulância ao povo desta cidade. Nosso próximo passo será reformar o hospital e equipá-lo, reabrindo o centro cirúrgico, que foi abandonado pela gestão anterior” – enfatizou.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free